Arquivo da tag: Programa de Sócios

Altruísmo vascaíno

Desde ontem estão abertas as inscrições no Gigante, o novo programa de sócio-torcedor do Vasco. O vídeo abaixo foi feito para divulgar o programa.

Um detalhe, que deve ter chamado a atenção de muitos – mas que me foi alertado em um comentário feito pelo leitor Beto antes de ter visto o vídeo – é que Nenê e Luan, os protagonistas da peça publicitária, usam camisas do clube sem o logotipo da Caixa Econômica.

Pode não significar nada. Afinal de contas, o patrocínio do banco estatal com o clube está encerrado há muito tempo e nada mais natural que não exibamos a marca da CEF em nosso uniforme. Se não há um contrato, não há exigências com relação ao que deve ou não aparecer na nossa camisa.

Mas e se significar algo? A diretoria decidiu mostrar boa vontade e manteve a exposição do logotipo da CEF por quase quatro meses sem ter direito a receber um tostão por isso. Por que justo agora, quando as negociações se complicaram e cada vez mais a tal “boa vontade” parece ser necessária, o clube produz um vídeo que será largamente divulgado sem a marca do banco?

A última informação oficial sobre o imbróglio entre o Vasco e a Caixa era de que as negociações não foram encerradas,  mesmo que a estatal tenha diminuído absurdamente os valores oferecidos. Difícil acreditar que o gesto de tirar o logo da CEF da divulgação do novo plano para sócios-torcedores seja visto com bons olhos pela diretoria do banco.

Mesmo que a diretoria esteja com um patrocinador master engatilhado e que a negociação com a Caixa não tenha mais toda essa importância (e, realmente, pelo último valor oferecido o ideal seria procurar outro investidor), ainda fica a dúvida: se o patrocínio não for renovado, o Vasco receberá alguma compensação por ter feito propaganda para o banco por mais de três meses sem um contrato ou teremos sido apenas altruístas ao exibir a marca de uma instituição bilhardária gratuitamente?

***

Falando um pouco sobre o Gigante: quem puder colaborar e se associar ao programa deve sim fazê-lo. Pensar que “essa diretoria não merece meu dinheiro” é perder uma chance de ajudar ao Vasco em um momento no qual ele precisa como nunca do apoio da sua torcida. Os planos não são exatamente baratos, a iniciativa parece muito mais um clube de vantagens que um programa de sócios propriamente dito, e é fato que não dá pra confiar muito no destino final da grana que entrará nos cofres vascaínos. Mas o importante agora é ajudar a instituição a sair da draga em que se encontra, independente de quem irá gerir o dinheiro das mensalidades.

Se você é vascaíno e tem condições de arcar com os valores de algum dos planos do Gigante, se associe. Agora, se você tem grana MESMO, o ideal é que vá até São Januário, adquira um título do clube e torne-se um sócio com direito a voto. Além de ajudar no curto prazo com o investimento no título e com suas mensalidades, você ainda poderá decidir, na prática, o que é melhor para o futuro do Vasco.

***

vote

ATENÇÃO:  Dia 31 de março acaba a votação d0 segundo turno do Prêmio Top Blog. Ou seja, vocês só têm até DEPOIS DE AMANH para continuar votando no Blog da Fuzarca e ajudar nosso humilde bloguinho a trazer esse caneco. Vocês podem votar – lembrando sempre que mais de uma vez – clicando no banner que está aí na lateral direita da página ou clicando aqui.

***

Lembrem-se de curtir a fanpage do Blog da Fuzarca no Facebook e seguir o Blog da Fuzarca pelo twitter @jc_CRVG. E os usuários do Gmail também podem incluir a página do blog no Google Plus.

Anúncios

8 Comentários

Arquivado em Notícias, Patrocínios, Vídeos

Encarando o diabo

brasinha_zps27921022Olhando pra tabela do Estadual vemos que o América, nosso adversário de hoje, não passou de um empate fora de casa com a Cabofriense. E como a própria Cabofriense levou um sapeca do Madureira ontem, podemos ligar os pontos e ver que o simpático time da Tijuca não deve nos trazer complicações absurdas. Ou fazendo um trocadilho infame com o mascote do Mequinha, “o diabo não é tão feio quanto pintam”.

Mas é bom lembrar que eles jogarão em casa e ainda podem contar com a estreia do gringo Matias Sosa (isso se o nome do argentino for publicado no BIRA a tempo). Mas, sendo sincero, e daí? Alguém realmente acredita que Edson Passos fará toda essa diferença? Ou mesmo o reforço importado? Achar que o cara, só porque é argentino, será uma espécie de Messi que resolverá todos os problemas do América é esperar demais.

O fato é que se tudo sair dentro dos conformes, o Vasco conseguirá sua segunda vitória logo mais. Se Jorginho realmente fizer as mudanças que disse em coletiva que poderá fazer – Pikachu no lugar do garoto Mateus e Eder Luis no lugar do Jorge Henrique –  melhor ainda. Talvez coubesse uma outra alteração (Bruno Gallo no lugar do Rúlio dos Santos), mas essas possíveis duas mexidas já mostrariam que nosso treinador não se apega desesperadamente às suas ideias iniciais. Mateus Vital, por ser ainda muito garoto, pode ser colocado aos poucos no time; já o Jorgenrique não há paciência que reste com o cara.

Apesar de não ter confirmado os titulares, Jorginho pode, ainda assim, manter o time que começou jogando contra o Madureira e que não funcionou muito bem. Ele pode optar por não queimar logo na segunda rodada o filme de uns e outros no time. Se o time for um pouquinho melhor do que foi no primeiro tempo contra o Madura, talvez nem tenhamos tantos problemas. Mas quem viu a vitória na estreia do Carioca sabe que o time do segundo tempo se saiu muito melhor.

No fim das contas, o clima é meio de “tanto faz”. Essa fase inicial do campeonato é tão irrelevante que nem dá pra criticar muito o treinador se ele forçar um pouco a barra com uma escalação que ele considerou a ideal num primeiro momento. Se tudo isso servir para o time chegar ajustado e definido para o primeiro clássico, terá valido a pena.

VascoXMadura

América X Vasco

Felipe; Erick, Fábio Braz, Marcão e Marlon; Jefferson Muniz, Darlan, Renato, PH, Thiago Accioli; Jean.

Martín Silva; Madson, Luan, Rodrigo e Julio Cesar; Julio dos Santos, Mateus Vital (Yago Pikachu), Andrezinho e Nenê; Jorge Henrique (Eder Luis) e Riascos.

Técnico: Ricardo Cruz.

Técnico: Jorginho.

Estádio: Edson Passos. Data: 04/02/2016. Horário: 19h30. Arbitragem: Wagner do Nascimento Magalhães. Auxiliares: Dibert Pedrosa Moises e Patricia Silveira de Paiva Retondario da Silva.

O canal PFC transmite para seus assinantes em todo país .

***

giganteOntem foram divulgadas as modalidades de planos do novo programa de sócios do Vasco, batizado de Gigante. O torcedor poderá analisar cada uma das categorias oferecidas no site do programa com calma, já que as associações começarão apenas no fim de março.

Sei que muitos leitores esperam que eu fale alguma coisa do programa, mas sinceramente, nem seria preciso. O presidente Eurico Miranda já falou tudo a respeito da característica mais importante dos sócios que chegarão através do Gigante: não terão direito a voto.

O Vasco já tem muitos sócios para votar. Os sócios do programa não têm direito a voto. Isso é limitado. Até porque a maioria não sabe votar.

Em outras palavras, o objetivo do programa é capitalizar a ajuda da torcida, sem dar a contrapartida aos que pagam as mensalidades de decidir quem vai gerir os recursos que surgirem. A diretoria quer a grana do vascaíno, mas não sua opinião sobre o futuro do Vasco.

Alguns dirão que outros clubes também não dão direito a voto com seus programas de sócio e que o Gigante foi criado nos moldes do Avanti, o bem-sucedido programa do Palmeiras. E eu responderia que nós não temos nada a ver com os outros clubes, que podem ter ou não a necessidade de uma renovação do seu colégio eleitoral (e, mesmo assim, há vários outros clubes que dão ao sócio-torcedor o direito ao voto, como o Internacional). E também diria que, se o Vasco tivesse um presidente que injeta grana no clube e não um que perdoa as próprias dívidas milionárias que tem com a instituição, talvez cogitasse a possibilidade de abrir mão do direito de participar das eleições no clube.

A verdade é que qualquer clube precisa da ajuda dos seus torcedores. A sorte de alguns desses clubes é ter uma diretoria que seja competente o bastante para não temer que novos sócios com poder de voto acabem por lhes tirar do poder. Essa sorte, infelizmente, o Vasco não teve.

No fim das contas, o Dotô acabou falando uma verdade indiscutível: a atual diretoria estar no poder é uma prova inegável de que a maioria dos eleitores do Vasco não sabe votar.

***

Lembrando a todos que o segundo turno do Prêmio Top Blog já começou e esse humilde bloguinho precisa mais que nunca da ajuda de vocês para ganhar essa taça. Para dar aquela moral ao Blog, basta votar – o maior número de vezes possível – clicando no banner que está aí na lateral direita da página ou clicar aqui.

***

Lembrem-se de curtir a fanpage do Blog da Fuzarca no Facebook e seguir o Blog da Fuzarca pelo twitter @jc_CRVG. E os usuários do Gmail também podem incluir a página do blog no Google Plus.

12 Comentários

Arquivado em Adversários, Notícias, Pré-jogo, Torcida

Um bom 2016, apesar de tudo.

Happy New Year 2016 replace 2015 concept on the sea beachÚltimo dia desse peçonhento 2015, eu querendo evitar o erro do Natal e escrever um posto desejando feliz ano novo para os vascaínos de um modo geral. Mas a diretoria dá um minuto de paz para a torcida? Não, não dá.

Novamente, esqueçam o lado pessoal: desejar um 2016 incrível e cheio de realizações para cada um dos meus poucos leitores é fácil. Mas esperar que o ano que chega seja bom para nós como torcedores do Vasco é uma tarefa que se torna cada dia mais complicado. Se pensarmos no que foi feito até agora e que disputaremos mais uma vez a Série B, fica praticamente impossível.

Mas aí surgem as primeiras informações sobre o demoradíssimo novo programa de sócios. Não me alongarei porque o Bruno Guedes já falou tudo o que tinha que ser falado no seu blog, mas para resumir é o seguinte: aparentemente, a intenção da diretoria é que a torcida colabore financeiramente com o clube, mas não que participe da sua vida política.

Isso porque triplicar o valor de um título de proprietário inevitavelmente diminuirá o número, não de interessados, mas de torcedores que possam pagar seu preço. Naturalmente, os torcedores que não tenham condições financeiras de se tornarem sócios-proprietários entrarão em alguma categoria inferior e terão descontos em ingressos, mas não poderão votar nas eleições do clube.

Para a diretoria, esse é o cenário ideal. O clube ganha uma grana com os sócios, São Januário terá públicos maiores e, mais importante, os novos sócios não mudarão significantemente o perfil do colégio eleitoral que elege a diretoria. Aí é aquilo: faltando um ano para o pleito, basta promover uma anistia para alguns escolhidos, bancar por mais algumas mensalidades e pronto. Uma reprodução da eleição de 2014 está montada.

Mas é claro que a ideia pode não dar certo. Um torcedor que tenha o desejo de se associar ao clube pode mudar de opinião ao ver que não terá direito a voto. Outros torcedores podem perceber a intenção da diretoria e se recusar a tomar parte nisso. Nesses casos, o que teremos é mais um programa de sócios fracassado e mais uma chance do Vasco ter um número de associados que seja condizente com o tamanho da sua imensa torcida.

***

Alguns torcedores – em sua maioria absoluta defensores da atual gestão – argumentam que R$ 1.500,00 por um título do Vasco não é caro. Não é, e não se trata disso. A questão é que se a votação está condicionada a ser sócio proprietário, é óbvio que um aumento tão grande do valor do título diminuirá o número de novos eleitores.

Como uma mudança de Estatuto é algo fora de cogitação com o atual Conselho Deliberativo que temos, é inocência imaginar que não se previu o impacto que tal aumento de valores traria em futuros pleitos. O fato que é que não há o menor interesse da diretoria em aumentar o número de sócios eleitores (ainda mais depois do terrível ano de 2015). E isso nem é novidade: a mesma diretoria, na sua primeira passagem, também parou de vender novos títulos do clube sem qualquer justificativa plausível.

E para os que usam os preços de títulos de outros clubes para justificar o aumento feito pela diretoria, apenas uma observação: desculpem-me o termo, mas FODA-SE quanto a mulambada cobra por um título do seu clube. Minha preocupação é o Vasco. Se a urubulândia também não quer ampliar seu quadro de sócios com poder de voto, isso não me interessa minimamente.

***

Mudando de assunto, enquanto nenhum novo atacante chega ao time, a diretoria repete o que fez no começo de 2015 e dispensa o artilheiro da equipe na temporada.

Não que Rafael Silva seja um craque (longe disso, aliás). Mas me parece que se o jogador interessa ao Cruzeiro, alguma utilidade ele poderia ter para nós.

***

Apesar de tudo, deixo a todos meus votos de um feliz ano novo e que todos tenham um 2016 repleto de conquistas. E que, diferente do Vasco, vocês não tenham uma diretoria que faça de tudo para evitar que essas conquistas aconteçam.

***

Não se esqueçam: o Blog da Fuzarca está participando do Top Blog 2015 e precisa do voto de vocês para levar esse caneco!  Cada leitor pode votar mais de uma vez, então não se acanhem em clicar aqui ou no banner na coluna à esquerda da página todos os dias (mais de uma vez, se possível)….

***

Lembrem-se de curtir a fanpage do Blog da Fuzarca no Facebook e seguir o Blog da Fuzarca pelo twitter @jc_CRVG. E os usuários do Gmail também podem incluir a página do blog no Google Plus.

26 Comentários

Arquivado em Notícias, Política, Transferências