Arquivo da tag: Londrina

Ficou devendo

Se levarmos em consideração o que aconteceu na última partida do Vasco, é ser exigente demais reclamar do resultado que o time conseguiu na noite de ontem. Uma vitória é sempre melhor que uma derrota e o 1 a 0 diante do Londrina até pode ser comemorado. O “até” fica por conta de mais uma atuação irregular, que nos deixa a impressão de que vencer sem convencer virou uma rotina para a equipe do Jorginho.

Não que o Vasco tenha jogado excepcionalmente mal. Mas disputando uma Série B, tendo o elenco, os salários e a estrutura que tem e, porque não dizer, um treinador que vem colecionando elogios de todos os lados há meses, não dá pra achar normal ver o time ter atuações pouco convincentes por tanto tempo.

Mesmo que não ignoremos os possíveis méritos do adversário para nos complicar a partida e o fato de jogarmos fora de casa, nada justifica termos tido menos posse de bola, termos errado tantos passes e tido apenas sete finalizações (com quatro delas erradas, incluindo aí a que nos rendeu a vitória) nos mais de 90 minutos de partida. Uma coisa ou outra, tudo bem; mas tudo isso junto, para o time que é o favoritíssimo ao título, é complicado de compreender.

Todo vascaíno tem a certeza da volta à elite em 2017, e isso fatalmente irá ocorrer mesmo atuando dessa forma errática até o fim do campeonato. Mas se continuarmos jogando dessa forma, ainda que vençamos todas as partidas que nos restam e sejamos campeões com folga, não vamos poder dizer que foi um título tranquilo. E é esse sofrimento, mesmo com vitórias, que a torcida não quer.

No pré-jogo eu tinha dito que tão importante quanto a vitória contra o Londrina seria o Vasco ter uma atuação que trouxesse de volta a confiança da torcida no time. Os três pontos vieram, mas pelo que vimos em campo, vencer o Londrina foi muito pouco para que voltemos a confiar no Vasco como confiávamos há algum tempo. Ainda ficamos devendo.

As atuações…

Martín Silva – sofreu com o excesso de bolas recuadas, se enrolou em alguns lances e chegou a levar um chute no peito numa saída de bola. Mas trabalho, mesmo, não teve muito: fez uma excelente defesa no primeiro tempo em chute do Keirrison e só.

Madson – não apareceu tanto no apoio como de costume então errou menos que de costume.

Luan – se enrolou em alguns lances, mas se deu bem na maioria dos combates diretos.

Rodrigo – marcou um gol de sorte e perdeu outro feito. Levou dois cartões completamente evitáveis e foi expulso no fim.

Julio Cesar – até apareceu com mais frequência no ataque, mas apenas para errar cruzamentos.

Marcelo Mattos – fez o que tinha que fazer: combater e destruir jogadas. Ironicamente para quem não é famoso por ser bom no fundamento, deu um bom passe para o Leandrão no primeiro tempo. Já o Diguinho, que entrou em seu lugar, ficou cerca de 20 minutos em campo e quase entregou a paçoca ao tentar um lance de efeito na frente da área.

William Oliveira – muito fôlego na marcação, mas pouca efetividade nas vezes em que tenta ajudar na criação. Saiu contundido para a entrada do Julio dos Santos, que procurou ocupar os espaços no meio de campo, mas errou passes demais.

Andrezinho – começou bem, sendo o principal articulador do time. Mas aos poucos foi sumindo do jogo, diminuindo sua intensidade ainda no primeiro tempo.

Nenê – fez muito pouco. Seu único bom lance foi um cruzamento na medida para o Leandrão, que desperdiçou o lance. É a segunda partida do craque do time sem fazer a diferença.

Jorge Henrique – se destacou mais roubando bolas que atacando.

Leandrão – teve duas chances claras para marcar e perdeu ambas, desperdiçando essa raridade que é um centroavante vascaíno receber bolas em boas condições para a finalização. Saiu no final para a entrada do Jomar, que não teve tempo nem para encostar na bola.

***

Lembrem-se de curtir a fanpage do Blog da Fuzarca no Facebook e seguir o Blog da Fuzarca pelo twitter @jc_CRVG. E os usuários do Gmail também podem incluir a página do blog no Google Plus.

Anúncios

35 Comentários

Arquivado em Atuações, Resenhas, Vídeos

Devolvam-nos a confiança

confiancaNo jogo contra o Paysandu, o Vasco jogava em casa, tinha todos os seus titulares à disposição – ainda que Jorginho, e aparentemente apenas ele, prefira o Madson ao Pikachu – foi à campo com o que podemos considerar sua força máxima para encarar um time que estava no Z4 de um campeonato como a Série B do Brasileiro.

Apesar de tudo indicar que não teríamos muitos problemas para garantir os três pontos, todos se lembram do resultado ao final da partida.

Eis que hoje o Vasco jogará fora de casa contra o Londrina, uma equipe que está a um ponto do G4, com um aproveitamento de 66,6% no seu estádio (perdeu apenas uma partida) e que conta com um atacante como o Keirrison, que mesmo estando longe da sua melhor fase, merece atenção especial.

Olhando esses dois cenários, o que poderá pensar o torcedor do Vasco?

Não falo dos jogadores. O time é pra lá de experiente, é indiscutivelmente bem superior à média dos elencos da competição e, a bem da verdade, está numa posição confortável, tanto na colocação da tabela quanto no ambiente.

Os jogadores não têm muitos motivos para estarem inseguros com relação à partida contra o Londrina. Mas a torcida, ah, essa tem alguma razão se não parecer tão confiante.

Primeiro porque gato escaldado tem medo até de água fria. O time está bem no Brasileiro, mas estar bem numa Série B não passa de obrigação para um clube do tamanho do Vasco. E, ainda assim, já tivemos exemplos de campanhas terríveis mesmo na segundona (2014 ainda está na memória de cada um de nós). Estar bem hoje, é uma coisa…mas jogando da forma como temos jogado e lembrando que perdemos duas das últimas três partidas que disputamos, se continuarmos nesse ritmo não estaremos mais tão bem em muito pouco tempo.

E depois, nunca se sabe se o Jorginho fará para apresentar um “protagonismo” na partida. Essa foi a justificativa do treinador para as alterações insanas que fez no jogo contra o Papão. E isso numa partida em que, mesmo que não estivéssemos criando chances de gol, mantínhamos o adversário em completo domínio. E se mais uma vez demorarmos a marcar um gol logo mais? Quem garante que Jorginho não voltará a trocar volantes por atacantes sem o menor critério?

O grupo sabe que a derrota para o Paysandu foi algo inaceitável para o torcedor e dificilmente o time não fará uma apresentação mais consistente essa noite. E um bom resultado hoje será importantíssimo, não apenas para a nossa classificação, mas também para que o vascaíno volte a ter a confiança que depositava no time há algum tempo. Ainda que seja muito improvável que o Vasco chegue a ter problemas para voltar a elite em 2017, o torcedor não quer mais uma vez passar pelo sofrimento que passamos há dois anos.

Londrina X Vasco

Londrina X Vasco

Marcelo Rangel; Igor Bosel, Matheus, Luizão e Léo; Germano, Rafael Gava e Rondinelly; Zé Rafael, Keirrison (Jô) e Itamar.

Martín Silva; Madson, Luan, Rodrigo e Julio César; Marcelo Mattos, William Oliveira, Andrezinho e Nenê; Jorge Henrique e Thalles (Leandrão).

Técnico: Claudio Tencati.

Técnico: Jorginho.

Estádio: do Café. Data: 21/06/2016. Horário: 19h15. Arbitragem: Jose Claudio Rocha Filho. Auxiliares: Fabrício Porfírio de Moura e Leandro Matos Feitosa.

O SporTV transmite para todo o Brasil (exceto PR). O Canal Premiere transmite para todo Brasil no sistema pay-per-view.

***

Será que Jorginho manterá mais uma vez o Pikachu no banco e Madson entre os titulares? Alguém saberia explicar o que leva nosso treinador a insistir com isso?

***

Lembrem-se de curtir a fanpage do Blog da Fuzarca no Facebook e seguir o Blog da Fuzarca pelo twitter @jc_CRVG. E os usuários do Gmail também podem incluir a página do blog no Google Plus.

9 Comentários

Arquivado em Adversários, Pré-jogo