Arquivo da categoria: Basquete

Fazer o resultado antes de fazer história

09Hoje é um daqueles dias em que o Vasco dará a prova que não foi o clube que caiu, e sim que a Série B subiu. Só mesmo o Gigante para conseguir fazer história mesmo estando numa posição que não condiz minimamente com…sua história. Se o Atlético-GO não for capaz de nos vencer hoje em Cariacica, completaremos 35 partidas sem derrotas, igualando nossa maior série invicta em 100 anos de futebol.

Tentarão diminuir o acontecimento, falando que “disputando a segundona é fácil”, mas é preciso lembrar que apenas sete dessas partidas foram pelo Brasileiro (e duas delas com os tradicionais Bahia e Goiás). Nesse tempo sem perder, tivemos oito clássicos contra nossos maiores rivais e encaramos clubes que somam cinco títulos mundiais, seis libertadores e quase 40 títulos Brasileiros. Digam o que disserem, é um grande feito mesmo se contextualizarmos o momento do clube.

Mas não podemos esquecer um detalhe importantíssimo: para atingirmos a marca, precisamos evitar que nosso adversário nos vença. E calhou de termos justo hoje a partida que pode ser a mais difícil na competição. Isso porque o Atlético-GO é o time com a segunda melhor campanha na Série B e, o maior complicador, não contaremos com Nenê, suspenso pelo terceiro amarelo.

Como de costume, Jorginho não confirmou os titulares e as possibilidades mostram a falta que o camisa 10 faz ao time. Dificilmente a entrada do Pikachu improvisado na criação ou escalar três atacantes com a entrada do Eder Luis vão suprir a ausência do Nenê a contento. Mas se essas são as opções, ainda acho melhor a segunda: além do time já estar acostumado a essa formação (utilizada enquanto Andrezinho estava contundido), Jorginho ainda pode escalar Pikachu na sua posição de origem, onde notadamente rende mais. Tá certo que Eder Luis tem errado muito mais que acertado, mas com ele em campo o time tem mais opções ofensivas, o que será importante já que nosso jogador mais decisivo não jogará. Com William ao lado de Marcelo Mattos à frente da zaga, Andrezinho terá mais liberdade para criar jogadas e a entrada do Pikachu no meio não seria tão efetiva.

Todos os jogadores do Vasco sabem que podem fazer parte de um feito histórico do clube ao fim dessa partida. Mas eles não podem priorizar a horaria que merecerão se igualarem o recorde de invencibilidade e esquecer que vencer o jogo nos deixará com uma folga ainda maior na liderança. Fazer história é importante, mas o campeonato, no momento, é ainda mais.

Atlético-GO X Vasco

Atlético-GO X Vasco

Marcos; Matheus Ribeiro, Marllon, Lino e Pedro Bambu; Michel, Willian Schuster, Magno Cruz, Luiz Fernando e Gilsinho; Júnior Viçosa.

Jordi; Madson, Luan, Rodrigo e Julio Cesar; Diguinho, William Oliveira, Andrezinho e Yago Pikachu (Eder Luis); Jorge Henrique e Leandrão (Thalles).

Técnico: Marcelo Cabo.

Técnico: Jorginho.

Estádio: Kleber Andrade. Data: 11/06/2016. Horário: 16h30. Arbitragem: Vinicius Goncalves Dias Araujo. Auxiliares: Tatiane Sacilotti dos Santos Camargo e Gustavo Rodrigues de Oliveira.

A TV Brasil e a Rede TV transmitem para todo o Brasil (exceto Goiânia-GO). O Canal Premiere transmite para todo Brasil no sistema pay-per-view.

***

Uma injustiça o Nenê não estar em campo na partida em que o time pode igualar a maior série invicta da sua história. Mas atingirmos hoje os 35 jogos de invencibilidade, nosso camisa 10 ainda poderá fazer história na partida seguinte, quando a equipe pode superar a marca de 70 anos, conseguida pelo Expresso da Vitória. E, melhor ainda, em São Januário, diante da nossa torcida (não que hoje não tenhamos também um estádio lotado de vascaínos).

***

ouroO Campo Mourão fez uma campanha melhor que a do Vasco ao longo de toda a Liga Ouro de Basquete. Nos venceu três vezes em quatro partidas na primeira fase e chegou às finais antecipadamente enquanto tivemos que fazer uma semifinal com o Ginástico. Nas finais, o time paranaense abriu 2 a 0 na melhor de cinco e parecia que a volta do Vasco à elite do basquete nacional seria adiada.

Mas aí o basquete vascaíno mostrou que é Vasco: venceu as duas partidas em São Januário e empatou a série em 2 a 2. E para provar que somos o time da virada seja com a bola na rede ou na cesta, vencemos aquela que vinha sendo a melhor equipe do campeonato na sua casa, virando a melhor de cinco e levando a Liga Ouro por 3 a 2.

Estamos no NBB. Podem tremer adversários…

***

Lembrem-se de curtir a fanpage do Blog da Fuzarca no Facebook e seguir o Blog da Fuzarca pelo twitter @jc_CRVG. E os usuários do Gmail também podem incluir a página do blog no Google Plus.

18 Comentários

Arquivado em Adversários, Basquete, Pré-jogo, Títulos