A história de Edilson

titulo2Edilson Fernandes Arruda é um torcedor do Vasco. Como muitos outros vascaínos, ele se tornou sócio com o lançamento do programa O Vasco é Meu. Edilson era sócio geral do Vasco desde 2009, com título adquirido e tudo.

Era, com o verbo no passado, porque Edilson não é mais sócio do Vasco. Cancelaram sua titularidade com base no Estatuto do clube. É o que acontece com quem fica inadimplente mais de três meses.

O problema todo é que Edilson não deixou de pagar suas mensalidades porque quis. Ele deixou de pagar porque os boletos de cobrança deixaram de chegar à sua residência. Isso foi em dezembro passado. Em janeiro desse ano o boleto também não apareceu. Edilson tentou gerar os boletos atrasado no site (isso, depois de descobrir por seu próprio esforço que o site do programa de sócios havia mudado, já que ninguém o informou do fato). Nada. Resolveu então mandar um e-mail para o setor de cobrança do clube. Sem resposta.

Como a internet não resolveu seu problema, Edilson resolveu ligar para o clube. Finalmente atendido, ouviu que nem o funcionário do Vasco conseguia gerar os boletos em atraso. Foi informado que seu caso seria encaminhado ao financeiro. Isso foi há quatro meses.

Não obteve resposta até receber um e-mail. No dia 21 de junho. Eis a mensagem enviada pelo clube a seu agora ex-sócio:

Caro Edilson,

De acordo com o Estatuto do clube, o plano é cancelado após 90 dias sem pagamento referente à categoria Sócio Geral.

Com isso, é necessário efetuar nova adesão em uma das categorias do novo programa de sócio Gigante, poderá entrar contato através o número (21) 3190-5019 ou comparcer (SIC) na central de atendimento, localizada em são januário (SIC). De treça (SIC) a sábado, de 10:00h às 18:00h. Desde já, agradecemos a compreensão.

Ou efetuar adesão no título de sócio proprietário. Com taxa de adesão de R$ 1.500,00 a vista ou em 3x de R$ 500,00, R$ 60,00 de mensalidade e R$ 20,00 de seu cartão de acesso.

Em caso de dúvidas, poderá entrar em contato através do número (21) 2176-7383 ou compareça no Setor de Cobrança do Clube, em São Januário. Desde já, agradecemos o contato.

Saudações Vascaínas!

Edilson não é mais sócio do Vasco por conta de um erro no sistema e se quiser voltar a ser, precisará pagar mais caro por algo a que ele já tinha direito e deixou de ter por conta do descaso com o associado. No caso, com o associado que comprou seu título no programa da gestão anterior.  Não creio que isso venha a acontecer com quem se associe agora.

Pelo e-mail que recebi relatando esses fatos, Edilson parece conformado com a situação. Não dá a menor indicação de que pense em procurar seus direitos na justiça (o que, convenhamos, teria toda razão em fazer). Edilson foi prejudicado e não pensa em prejudicar o Vasco.

Talvez Edilson não seja o único vascaíno, torcedor e sócio a passar por essa situação, e por mais triste que seja para o próprio, tomara que seja. Se casos como esse se tornarem rotineiros, como não crer que cancelar associações, esperando que os ex-sócios invistam novamente em títulos do clube, não se trata de uma estratégia para conseguir novas associações? Ou ainda, uma forma de fazer uma “limpeza ideológica” no quadro de sócios votantes?

Caso algum leitor tenha uma história similar, compartilhe conosco nos comentários.

***

Lembrem-se de curtir a fanpage do Blog da Fuzarca no Facebook e seguir o Blog da Fuzarca pelo twitter @jc_CRVG. E os usuários do Gmail também podem incluir a página do blog no Google Plus.

Anúncios

21 Comentários

Arquivado em Política, Sócios

21 Respostas para “A história de Edilson

  1. ANTONIO CARLOS WENCESLAU DO NASCIMENTO

    Lendo este texto, achei que você estava relatando a minha situação. Me chamo Antônio Carlos, era sócio geral desde 2009 e aconteceu o mesmo comigo. Também não vou procurar a justiça. Vou deixar pra lá. É muito doloroso pra mim, ver a situação em que o Vasco chegou. Não vou deixar de torcer para o clube. Sou de uma quarta geração de vascaínos e tenho orgulho de torcer para o clube com a história que o Vasco tem.

  2. ANTONIO CARLOS WENCESLAU DO NASCIMENTO

    J C. Lendo este texto, pensei que você estivesse relatando o Meu caso. Me chamo Antônio Carlos e Estou passando pela mesma situação, com o agravante de ter ido ao clube, escrito um recurso a mão, e não ter tido qualquer resposta. Sei que posso entrar na justiça para requerer meus direitos, mas como você disse, o prejudicado seria mais uma vez o Vasco. Vou deixar pra lá. Se a diretoria atual não nos quer como sócios, vamos esperar que uma próxima diretoria tenha um pensamento diferente. Até porque, ser sócio do Vasco nos últimos anos é uma Prova de amor que nem um pai enfrenta por um filho. Vou torcer para que num futuro próximo, nosso clube volte a ser democrático e inclusivo como sempre foi. Saudações vascaínas!

  3. PC!

    Veja a loucura e absurdo que se coloca nessa situação: o clube em um momento de penúria financeira (culpa de duas “heranças malditas”) e portanto precisando arrecadar deixa de enviar uma cobrança aos seus sócios. Conforme alguns mencionaram nos comentários, só conseguiram pagar pois “correram atrás”!

    Reza a prática de mercado que quem quer receber é que corre atrás dos clientes. Olha que inversão…. Em um momento de contração econômica e consequente redução da disponibilidade de renda da população essa situação fica ainda mais impraticavél.

    A uns meses atrás assisti a uma palestra de um dirigente do Barcelona, onde ele claramente diz que os concorrentes do clube não são só os seus rivais esportivos, mas cinemas, teatros e qualquer outro evento com o qual o FCB tenha que concorrer em termos de atenção e $$ por parte de seus fãs.

    O programa de sócio deveria ser fácil e simples com o objetivo de garantir um fluxo de caixa mensal para o clube. “Match day”, sorteios, etc. são secundários frente ao produto “comodidade”. Este sim é o grande alavancador de um programa de sócio/sócio-torcedor.

  4. Andre

    Po galera na boa, sou vascaíno e nunca vou torcer pro Vasco perder, inclusive concordo que o câncer do Vasco é aquele que se diz curado, não podemos nos acostumar com pouco, vejo muitos falando que teve o caso idêntico e agora paga o gigante, porra bota na justiça, procure seus direitos, não podemos achar que está “tudo bem”, “bola pra frente”….é nessa mesmice a razão que o Vasco se encontra e é assim que a família metralha Miranda vai se perpetuar no poder e destruir o Vasco de forma que vai nos levar a mais uma década perdida……o desgraçado não vai largar o osso e esperar ele morrer está demorando muito….

  5. Luiz Afonso

    Cara, esse problemas acontecem desde a gestão anterior. É realmente constrangedor não resolverem isso. Quis entrar de sócio durante a gestão do Dinamite, mas a mensalidade não chegava e, por preguiça minha em correr atrás, desisti.

    Na atual gestão, tentei acessar no site como entrar de sócio geral ou proprietário, mas não aparece essa opção, mas apenas as de sócio torcedor, o que não me interessa. Comparecer pessoalmente a São Januário durante a semana, no horário do expediente, é complicado para mim. E não dá para aceitar isso em plena era digital.

    A falha no programa de sócios, tanto da gestão atual, como também dá anterior, alimenta a tese de que não querem sócios que possam exercer o direito de voto, muito embora isso possa não ter nada a ver.

    Olha o caso do Edilson: 1 – digamos que ele fosse readmitido ao programa de sócio geral, uma vez que a falha teria sido do clube. Poderiam falar que ele só foi readmitido porque é eleitor do Eurico… 2 – não foi admitido, ainda que a falha tenha sido do clube. Podem falar que é porque ele não é eleitor do Eurico. Ou seja, a “falha” dá margem a falação.

    Cada caso tem sua particularidade, claro. Em se tratando de alguém que seja notoriamente da oposição, evidente que um caso como esse deve ser tratado como represália. Mas, não sendo esse o caso, creio que é pura incompetência mesmo.

    Saudações.

  6. ODILON C SILVA ; RJ

    Esses comportamentos são naturais quando se trata do euriquismo, linha dura, todo mundo calado, não existe liberdade em São Januario com o euriquismo, não nunca houve, e jamais haverá, antestodo mundo reclamava de tudo em São Januario, agora acabou essa, podeacontecer o que acontecer, tudo despercebido, ate uma grande ala da impressa faz vista grossa para as coisas erradas que hoje acontecem no futebol vascaíno e em São Januario………….Basta ver que o VASCO tá na segundona, parece que o VASCO tá no G4 lutando pelo brasileirão, uma tremendo sacanagem…………………..Mandaram os zagueiros DOUGLAS SILVA e RAFAEL VAZ embora, para contratar outro veterano, o time bom,bonito,barato, continua, diretória sem recursos, val levando com a barriga………….TRAGAM MEU VASCO DE VOLTA……………

  7. PC!

    JC, sou sócio desde 1998 e aconteceu comigo. Em Março escrevi uma carta ao VP Patrimonial do clube pedindo a re-admissão ao quadro de sócios e o “direito” de pagar as parcelas “em atraso”. Felizmente fui atendido.
    Conheço outras pessoas (coincidentemente de oposição ao atual mandatário) que estão na mesma situação.

  8. Rodrigo Fernandes Leão

    Me associei ao Vasco como o Edilson em 2009 e já paguei minha mensalidade de diversas formas. Inicialmente era debitado diretamente no Cartão de crédito, mas já deixou de ser e voltou a ser… como sempre foi do meu interesse seguir como sócio, sempre corri atrás para pagar. Recentemente com a mudança no sistema fomos informados pelo site do clube que o pagamento deveria ser feiro via boleto que sempre recebi em casa, exceto uma vez, aí fui até a secretaria do clube e realizei o pagamento lá. Desde então nunca deixei de receber.
    Fiz minha migração para o Gigante e desde de então tenhousado tudo o que o plano me dá direito, já participei do Match day, já fiz resgate de camisa e estou muito satisfeito. Ah, não votei no Eurico e muito provavelmente não votarei.

  9. Marcelo Silva

    Vivemos em um estado de direito. O Edilson e todos os prejudicados devem procurar o judiciário e dirimir as injustiças. Enquanto o Vasco for gerido como se fosse uma padaria de bairro, vamos cada vez mais viver de passado. O mundo mudou. O futebol é profissional demais pra tanto amadorismo. Se a torcida/sócios não entenderem isso vamos ser atropelados ( ainda mais )… com patrocínio e orçamentos pífios. Incompatível com o tamanho de uma torcida enorme, mas passiva perante essa realidade cristalina.

    • Concordo totalmente que o torcedor prejudicado deva procurar a Justiça. E não tem esse papo de que vai prejudicar o clube, basta na ação exigir somente que ele volte a ter o título. Prejudicar o clube é deixar barato essa prática absurda do euvírus querendo tirar sócios do quadro de votantes!

  10. Fabio da Rocha Rios

    Meu caso é o mesmo do Edison.

  11. João Victor Gonçalves

    Meu caso foi idêntico a este! Com o dinheiro separado não conseguia pagar o clube. Quando, finalmente, consegui contato… eles me informaram que eu estava excluído do quadro social por atrasar mais de 90 dias.
    Hoje, sou sócio GIGANTE. Mas perdi meu título de sócio geral.

  12. Paulo Oliveira

    Olá JC.

    Parece que tive mais sorte que o Edilson e o Marcos Baião, e a mesma sorte que o Gustavo.

    Fiquei sem receber os boletos no início do ano. Em contato com o Fale Conosco, indiquei o erro que dava quando tentava gerar o boleto para pagamento. Desisti. Quando pra minha surpresa recebi, de forma eletrônica, um boleto para o pagamento de 3 mensalidades vencidas.

    Efetuei o pagamento, e espero que isto seja normalizado para que possa estar apto e exercer meu direito de voto.

    Era sócio do programa “O Vasco É Meu”, e migrei para sócio geral.

    Saudações Vascaínas.

  13. Rodrigo vascaíno

    Jc, volte a pauta de criticas ao time, pois o mesmo anda merecendo apesar de ainda estar na liderança !
    agora a galera anti Eurico vai fazer a festa aqui por causa do problema do sócio relatado por vc, só acho leviano afirmar ser uma ”limpeza ideológica” sem provas e por causa de um sócio que ninguém pode garantir ser eleitor de A ou B……enfim, o clube deveria dar mais atenção ao sócio, pois o sócio torcedor “o vasco é meu” e ”gigante” apresentam o mesmo problema não é de hj.

  14. Carlos Miguel de Oliveira

    Claro que é limpeza ideológica, o Vasco vive uma Ditadura e só não enxerga quem não quer. A diretoria somente mantém quem vota nela. Por isso eu não assisto mais jogos, não sinto felicidade em ver o time vencer, e parece que a cada derrota eu fico mais contente.

    • Germano Miranda

      Desculpa, se vc se diz contente com a derrota do Vasco, vc não torce pro Vasco. Independente da sua ideologia ou corrente política, a partir do momento q vc se alegra com a derrota do time, vc já não mais torce por ele. O que te levou a isso, são outros 500. Mas vc não é mais vascaino!!
      Avante almirante!!

  15. Gustavo P.

    O meu caso foi parecido, mas pelo visto dei sorte. Eu entrava inclusive no site novo e quando solicitava a geração do boleto sempre dava erro. Comecei a mandar 2 emails por dia até que alguém de lá que estava bem intencionado me encaminhou o boleto por email para o pagamento. Deve ter sido o estagiário, que ainda não tinha as “orientações” da diretoria……

    E nessa toada nós seguimos, até que o charuteiro morra. O problema é que já existe um plano para perpetuar a família charuto no poder, isso é o que mais me preocupa.

  16. Marcos Baião

    Aconteceu exatamente a mesma coisa comigo, infelizmente, faz parte do jogo. Me associei no GIGANTE. Bola para frente. Abraço.

    Marcos Baião

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s