Bom (mas podia ser melhor)

Como era de se esperar, o primeiro jogo da final do Estadual não foi dos melhores. Numa partida na qual a aplicação defensiva dos dois times foi a tônica, o Botafogo acabou sendo superior durante grande parte dos 90 minutos, evidenciando a principal qualidade do time do Ricardo Gomes. Mas isso não foi o bastante para apagar a estrela do time do Jorginho, que resistiu às investidas alvinegras e mesmo criando menos foi mais eficiente no ataque. Com a vitória por 1 a 0, o Vasco larga na frente na decisão, mas pela pequena vantagem e a forma como jogou, o título está longe de estar nas nossas mãos.

Isso porque vencer não é sinônimo de ter sido melhor ou mesmo de ter jogado bem. Como falei no pré-jogo ontem, Jorginho precisava descobrir uma maneira de dar alternativas de jogo para o Vasco que não anulassem as qualidades da equipe. E pelo visto o treinador não conseguiu fazer isso: o Botafogo entrou em campo sabendo exatamente o que fazer para anular nossos pontos fortes, jogando muito fechado sem a bola nos pés e partindo para o contra-ataque em grande velocidade.

Com uma média de idade bem menor que a nossa, a correria botafoguense foi mais efetiva, tanto na marcação – que chegava junto na maioria dos lances e que prejudicou muito nosso toque de bola – como no ataque. Como muitas das nossas jogadas acabavam sendo antecipadas, Andrezinho precisou voltar mais que o normal para iniciar as jogadas e, ainda assim, era obrigado a conduzir demais a bola à procura de espaços. Mas ao chegar ao ataque, a montoeira de jogadores botafoguenses impedia que chegássemos com perigo.

No segundo tempo, o Vasco passou a buscar também o contra-ataque, adiantando um pouco a marcação, mas as chances continuaram não aparecendo. E se coletivamente as coisas não estavam dando certo, foi preciso que o talento individual resolvesse. Nenê, que passou o primeiro tempo todo sofrendo com a marcação, apareceu mais na etapa final e mudou a cara do jogo. Primeiro, perdeu um gol feito após jogada de Riascos e Julio dos Santos na linha de fundo; Mas logo depois não teve jeito: o camisa 10 fez boa jogada pela lateral, se livrou de dois marcadores e cruzou; Jorge Henrique se antecipou e, contando com saída desastrada do Jéfferson, cabeceou para o fundo da rede.

O gol fez com que o Vasco melhorasse na partida, e se não chegamos a criar chances tão claras de gol, ao menos controlávamos melhor a partida. Mas isso também não durou muito tempo. As alterações feitas pelo Jorginho – as entradas de Yago Pikachu, Eder Luis e Diguinho nos lugares de Julio dos Santos, Jorge Henrique e Marcelo Mattos, respectivamente – não deram certo e, surpreendentemente, quando o atacante alvinegro Sassá foi expulso, o Botafogo voltou com toda a carga e passou a nos pressionar. Por muito pouco não passamos pelo constrangimento de ver o Botafogo, com um jogador a menos, empatar a partida. O que fatalmente teria acontecido se Martín Silva não fechasse o gol nos minutos finais do jogo.

A vitória foi importante, é óbvio. Agora, com um adversário que necessariamente precisa fazer gols no jogo final, o Vasco terá mais espaços para jogar e criar mais jogadas ofensivas. Apesar disso, é inevitável não reconhecer que não jogamos bem e que perdemos uma boa chance de praticamente garantir o título vencendo por uma diferença maior. O Botafogo teve dois zagueiros e um volante reservas em campo, passamos mais de 20 minutos com um jogador a mais e ainda assim não conseguimos transformar isso em gols. Que no domingo que vem saibamos aproveitar melhor as vantagens que teremos.

As atuações…

Martin Silva – o melhor em campo, com saídas do gol perfeitas e uma defesa espetacular no final do jogo garantiu a vitória.

Madson – até teve espaços para apoiar, mas como na maioria das vezes, raramente consegue concluir bem uma jogada. Na defesa, se não chegou a comprometer, também não foi um exemplo de segurança.

Luan – teve trabalho com Ribamar mas no geral foi bem.

Rodrigo – sua experiência ajudou a se dar bem sobre o jovem ataque botafoguense, mas falhou no posicionamento em alguns lances.

Julio Cesar – deixou alguns espaços pela sua lateral, mesmo sendo mais presente no apoio apenas no segundo tempo.

Marcelo Mattos – teve muitos problemas na saída de bola quando o Botafogo subia sua marcação e teve que apelar para faltas. Com um amarelo, acabou sendo substituído pelo Diguinho, que acabou deixando o meio de campo mais exposto mesmo quando tínhamos um jogador a mais em campo.

Julio dos Santos – acertou um lindo cruzamento para Nenê, mas errou passes demais. Apesar disso, ocupou melhor os espaços no meio que seu substituto Yago Pikachu, que não conseguiu compensar as falhas de marcação ajudando na criação.

Andrezinho – com a forte marcação botafoguense, acabou não conseguindo distribuir bem as bolas nem iniciar muitas jogadas de ataque. Na falta de opções, acabou exagerando ao carregar a bola para o ataque. Finalizou apenas uma vez, chutando longe do gol.

Nenê – após um primeiro tempo apagado, acabou fazendo a diferença na etapa final, iniciando a jogada do gol com um belo drible sobre seu marcador e acertando bom cruzamento para área. Teve ainda duas boas chances, uma após cruzamento do Rúlio (com chute pra fora) e numa cobrança de escanteio em que tentou um gol olímpico.

Jorge Henrique – vinha naquela correria de sempre, ajudando mais no combate que no ataque, até que num dos seus raros momentos atuando como sua função de origem manda, se antecipou à zaga alvinegra e marcou um surpreendente gol de cabeça. Jorginho tentou renovar o gás nos contra-ataques, mas a entrada do Eder Luis, que até puxou alguns contragolpes, não compensou como desafogo à pressão final do Botafogo.

Riascos – na maioria do tempo perdido entre os zagueiros, pouco produziu. Terá no próximo domingo a última chance para confirmar a artilharia do campeonato, algo que não chegou nem perto de fazer ontem.

***

Lembrem-se de curtir a fanpage do Blog da Fuzarca no Facebook e seguir o Blog da Fuzarca pelo twitter @jc_CRVG. E os usuários do Gmail também podem incluir a página do blog no Google Plus.

Anúncios

25 Comentários

Arquivado em Atuações, Resenhas, Vídeos

25 Respostas para “Bom (mas podia ser melhor)

  1. Leon da Cruz

    JC, se levarmos em consideração o fato de que nosso gol contou com grande contribuição deles (em uma falha grotesca e rara do Jéfferson), nem dá para dizer que fomos assim tão eficientes.

    Precisamos melhorar para o próximo jogo, pois o resultado está em aberto e o Botafogo jogou melhor.

  2. Bryan Covelli

    Com certeza 2016 é o ano que os times sem as estrelas caras e tecnicos medalhoes estao dando exemplos que se pode montar times baratos e eficientes com o intuito de disputar um titulo.
    Na inglaterra,o Leicester,gastou 35 milhoes de libras pra montar o time campeao,enquanto o M.City,que nem chegou a final,gastou 32 milhoes de libras na aquisiçao de um zagueiro frances.O campeao Leicester é o grande exemplo que é possivel sim fazer futebol com os pes no chao,basta ter paciencia.
    Em Sao Paulo,vire e mexe um time sem estrelas e com um tecnico desconhecido levanta o caneco.
    Em contrapartida,a grande maioria de times que pagam milhoes pra tecnico e jogador ficou pelo meio do caminho,nos principais campeonatos do Brasil.Sao Paulo,Palmeiras,Corinthians,Fluminense,Flamengo e Cruzeiro que o digam.
    No progama Bem Amigos de ontem o tecnico Fernando Diniz,do Audax,deu uma tremenda aula sobre como montar um time competitivo.E ele tem autoridade pra falar sobre o assunto,porque está na final do campeonato paulista com um time montado com as sobras dispensadas de outros times.

  3. ZE VASCAINO - RJ

    Não vejo a hora de sair campeão do MARACA domingo, amanhã já vou comprar meu ingresso, vamos todo mundo socar o velho maracanã de gente

  4. Marcio

    JC,
    Boa vitória mas não dá para sentar na vantagem e se acomodar. O Botafogo tem um time certinho e quando abriu mão de jogar só no contra-ataque e com um a menos criou chances claras de gol.
    O Vasco tem que entrar ainda mais ligado! Se achar que já é campeão podemos nos dar mal.
    Alerta ligado no máximo ainda sem relaxar.
    Vantagem que eu acho é que o Vasco fez gols em todos os jogos e se fizermos gols aí sim o título começa a se materializar…

  5. Juvenal

    Repeteco
    como na TG o Bota jogou melhor mas dançou porque o Vasco marcou um gol de sorte. Não adianta jogar melhor e perder, então é melhor jogar pior e ganhar o jogo.
    Ontem o grande nome foi o Martin e o pior o Iago – esse cara até hoje não me convenceu. Não sei para que ele costuma entrar no 2º tempo.
    A parte do jogo em si, notei que o gramado do Maraca tá uma vergonha. Depois de tanto tempo sem jogo poderia estar bem melhor e nas Olimpiadas vai ser um ponto negativo.
    Voltando ao jogo, ele foi muito pelejado com violencia demais, tanto que os amarelos sobraram paa todo lado, principalmente para os vascainos.
    Mas temos a vantagem do empate, embora isso não deve ser o alvo da equipe no próximo domingo. É ganhar novamente e festeja o BI.

  6. Washington-DF

    Partidaça do Martin Silva. Goleiraçoooooo!!!

  7. Flavinho

    Vou torcer para o Sampaio Correa… 40 mil no Castelão quero ver ganhar.

  8. Gustavo P.

    O canil tem um time muito aplicado na parte tática, com muita força física, mas faltam jogadores que façam a diferença na hora de decidir. Mesmo assim, se o Vasco não se ligar no domingo que vem, pode ser surpreendido e aí terermos que passar por uma decisão por penaltis sofrida. O Jorginho vai ter que ser inteligente e preparar bem o time nessa semana, pensar em possíveis substituições durante o jogo e o posicionamento de determinados jogadores. O destaque de ontem foi com certeza o Martin Silva, o cara é muito tranquilo e explode na hora certa. Se tudo correr bem seremos campeões! Boa semana a todos.

  9. Bom, como eu critiquei no post passado, gostaria de deixar aqui meus cumprimentos a diretoria que conseguiu convencer o Jorginho a permanecer. Todos nós já dávamos sua saída como certa. Que bom que estávamos errados! Agora mais do que nunca toda sorte ao Jorginho e Zinho!

  10. ODILON C SILVA - RJ

    Bacana foi vê a família vascaína reunida em grande número no jMARACA, a torcida vascaína adora o maracanã, a própria história do maracanã tem o DNA vascaíno,

  11. ODILON C SILVA - RJ

    VASCAO há um passo do paraíso, agora todo cuidado com a cachorrada domingo, bostafogo vai vim com toda pressão, só vitoria interessa, vão vim com tudo, basta tomar todo cuidado, jogar no desespero deles, é a última fronteira pro VASCAO…………..Uma vez conquistando esse estadual, esperamos coisas boas, bem ao contrário do ano passado, quando ganhamos o estadual , depois passamos por aquele sofrimento, que foi aquela doloroso rebaixamento, que esse ano essas coisas não voltem acontecer, que essa diretoria amadora não volte cometer os mesmos erros…………..Essa questão do treinador JORGINHO, se ele realmente ficar no clube, é porque rolou um aumento salarial, em termos profissional ninguém perderia 200 mil mensais……..Também se o JORGINHO meter o pé, o importante que o VASCAO seja campeão, o resto pouco importa……………A boa mesmo foi Eurico Miranda falando em ingressos populares pro segundo jogo contra cachorrada, muito engraçado isso, para um.dirigente que sempre se lixou pra torcida, que criou a ideologia de afastar o Vasco e os vascaínos do maracanã, para um dirigente que já bateu recordes negativos de públicos, para um dirigente que cobra 50 reais em são Januário, para um dirigente que prefere aquelas cadeiras vazias, não coloca ingressos baratos…………Para um dirigente que um dia já falou que jogos do Vasco tinha ser elitizados, com preço igual teatro, que jogos do Vasco pra quem tem dinheiro, agora depois de alguns anos, o mesmo Eurico Miranda falando em ingressos populares, isso mostra como estamos atrasados……………..FORÇA VASCAO……….SÓ FALTA A ÚLTIMA FRONTEIRA………

  12. Fabio

    Apesar da vitória o time não agradou ontem. Talvez pela forte marcação do adversário, vi o time errar muitos passes, desperdiçar muitos lances e tocar bola na defesa sem objetividade. Em um jogo assim, faltou como alternativa um jogador rápido como Caio Monteiro para jogar aberto, partir pra cima da marcação e acelerar nos contra-ataques. Teria também colocado o Thales no lugar do Riascos para tentar segurar a bola um pouco mais no ataque.

    Vencemos, jogamos mal. Talvez isso seja um freio para evitar algum possível clima de “já ganhou” e manter a equipe com os pés no chão.

  13. Gilberto SOARES SC

    Foi um jogo duro, o Botafogo é um time chato, marca muito bem, parece até o Vasco do ano passado com o Doriva, que jogava bem, tocava bem a bola mas não fazia gol, por falta de qualidade técnica, que depois conseguimos ter com os reforços que chegaram. Não jogamos bem, mas ganhamos como em outras tantas vezes. Sabemos que não vai ser fácil ser campeão, mas a nossa fase é tão boa, que dificilmente perderemos esse título.

  14. LUCAS

    Fico preocupado que nos 3 jogos que fizemos contra o Botafogo, não fomos superiores, mas o resultado final nos foi favorável. Agora se o time continuar jogando menos que o Botafogo, depois não poderemos reclamar da falta de sorte, porque uma hora eles podem jogar melhor e ser mais eficiente, ai já era! Espero que o Jorginho resolva esse problemas do Vasco de não jogar bem contra o canil.

  15. Não vejo grandes defeitos no atual time do Vasco. Talvez a aparente letargia de Jorge Henrique. O tal fator idade, que frequentemente é usado por aqueles que necessitam de um álibi para criticar o elenco, tem se mostrado irrelevante. Vivemos uma época na preparação física dos esportes que, em breve, teremos jogadores jogando em bom nível com 40 anos. Eu prefiro o Vasco jogando dessa forma, lento, trocando passes em demasia, do que o horror que vivenciamos a dois anos atrás. A vitória por 1×0 nos deixou com a mão na taça do bi-campeonato. Não creio que agora o time entregue a rapadura. É o Botafogo que terá que correr atrás, se expondo, contando com uma defesa fraca.

  16. Bruno das Chagas Ernesto de Oliveira

    JC, concordo com seus comentários em tudo…
    No momento da expulsão que era para o time ter tranquilidade, tocar a bola e liquidar a fatura, o time se desesperou.
    Passes errados, rifando bolas da defesa pro ataque.
    E o Yago Pikachu ainda não justificou sua contratação, é melhor da oportunidade a outro menino da base.
    SDV!

  17. BJ

    O Vasco de ontem foi o mesmo de grande parte da TG. Jogou o suficiente pra vencer. É um time cascudo, um time enjoado de jogar que quando joga bem ganha, quando joga mal também ganha. No máximo empata. Mérito do Jorginho.
    Nenê é um caso engraçado, ele passa o jogo todo irritando a torcida, errando passes e fazendo firulas mas como sempre um lance basta para ele resolver o jogo. Sem duvidas será considerado craque do campeonato. Apesar que Martin Silva tbm poderia ganhar esse prêmio.
    Falta um jogo pra gritarmos bi-campeão!

  18. O gol que o Nenê perdeu foi desviado pelo zagueiro, JC! Tinha endereço aquela bola..
    Sinceramente eu penso que o Henrique nessa temporada está pedindo passagem na lateral esquerda. Todos os jogos que ele fez, pelo menos um cruzamento nível “assistência” ele fez, além de boas triangulações com hora com Nenê, hora com Andrezinho. Gosto do seu xará, mas prefiro o Henrique. Seria uma boa opção ofensiva, além de ter mais fôlego que o atual titular.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s