Mais do mesmo

Henrique recebe pela esquerda e avança. Toca para Nenê que, numa tabelinha um-dois, devolve para o jovem lateral, que avança e centra para a área. Thalles invade a área e aproveita o bom cruzamento do Henrique, acertando uma cabeçada mortal para a rede. Gol do Vasco.

Reproduzo a jogada do gol que garantiu a vitória vascaína por 1 a 0 sobre o Remo por um motivo bem simples: não há praticamente mais nada para se falar sobre a partida.

A mudança de competição não parece ter surtido qualquer efeito sobre a equipe vascaína, que mais uma vez teve uma atuação muito fraca. Se não chegou a repetir o papelão feito diante do Madureira, mais uma vez não conseguiu se impor diante de um adversário dos mais limitados. Sem saída de bola, lento na transição entre os setores e com falhas de cobertura, o Vasco criou muito pouco e ainda passou alguns riscos contra o – apenas – esforçado Remo.

No primeiro tempo, tirando uma chegada de Riascos após passe um pouco longo demais de Jorge Henrique, não chegamos a criar chances reais de gol. Na etapa final, perdemos logo aos 4 minutos nossa chance mais clara, com a dupla Riascos/Jorge Henrique invertendo os papéis: Riascos roubou uma bola na frente da área e chutou fraco; a bola sobrou para JH na cara do goleiro Fernando Henrique e ele conseguiu perder o gol.

Mas depois disso, o jogo virou um tédio completo. O Vasco dominava amplamente a posse de bola, mas não conseguia ser objetivo. O Remo, mais inteiro em campo principalmente na metade final do segundo tempo, acabou levando maior perigo com os contra-ataques, inclusive obrigando Martín Silva a fazer grandes defesas. Jorginho mexeu no time, mas as alterações não chegaram a fazer com que o time passasse a realmente ameaçar os donos da casa. E justo quando o time já estava em primeira marcha, aparentemente já satisfeito com o empate sem gols, conseguimos fazer a jogada descrita no início do post e garantir a vantagem para o jogo da volta.

Como já foi dito, o fato da Copa do Brasil ser a única chance da torcida vascaína comemorar um título nacional em 2016 não parece ter sido motivação bastante para que o Vasco abandonasse a postura preguiçosa que já mostra há alguns jogos. Tivemos um “mais do mesmo” das últimas rodadas do Estadual, e isso definitivamente não nos tranquiliza nesse momento, em que estamos às portas de uma sequência de decisões no Carioca. Tomara que o time se reencontre nos clássicos que teremos daqui pra frente. Até porque, se isso não acontecer, a luta pelo bicampeonato estadual será muito mais complicada.

As atuações…

Martín Silva – mesmo contra um adversário fraco como o Remo, precisou fazer dos seus milagres. Acabou garantindo a vitória com pelo menos duas grandes defesas.

Madson – sua lateral foi sempre a melhor opção para as ofensivas do adversário. No apoio, aquela incapacidade de acertar um cruzamento que todos já conhecemos.

Luan – mesmo com os espaços deixados pelo meio campo, não comprometeu.

Rafael Vaz – com uma atuação um pouco abaixo do companheiro de zaga, parecia nervoso em alguns lances. Assim como contra o Madura, protagonizou com Luan uma sequência de gols perdidos por finalizações horrendas.

Henrique – vinha tendo uma atuação discreta, até iniciar a bela jogada do gol, fazendo um cruzamento na medida para Thalles marcar. Saiu no finalzinho com câimbras, dando lugar ao Evander, que só teve tempo para levar um amarelo por cera.

Marcelo Mattos – foi o mais regular do meio de campo, mais uma vez tendo que superar a falta de ajuda na marcação pelo meio. Foi bem no combate direto e nas antecipações.

Yago Pikachu – estar no estado em que apareceu para o futebol não impediu que sumisse em campo. Não conseguiu ajudar na criação e não conseguiu fazer uma cobertura eficiente para o Madson. Deu lugar ao Eder Luis, que tirando uma cabeçada por cima do gol após cruzamento do Nenê, não fez nada digno de nota.

Andrezinho – tentou organizar as jogadas e até distribuiu bem a bola, mas errou passes demais. Sentiu o cansaço na metade final do segundo tempo.

Nenê – vinha se destacando por prender a bola demais e reclamar com a arbitragem. Mas como não poderia deixar de ser, participou do lance do gol, fazendo uma inteligente tabela com Henrique.

Jorge Henrique – correu muito e ajudou bastante na marcação. Mas isso não é desculpa para um atacante que não acerta nada na frente ser titular. Perdeu um gol feito no segundo tempo.

Riascos – uma boa chance no começo da partida e não muito mais que isso. Thalles entrou em seu lugar e garantiu a vitória fazendo um gol com marca de centro-avante.

***

Lembrem-se de curtir a fanpage do Blog da Fuzarca no Facebook e seguir o Blog da Fuzarca pelo twitter @jc_CRVG. E os usuários do Gmail também podem incluir a página do blog no Google Plus.

Anúncios

23 Comentários

Arquivado em Atuações, Resenhas, Vídeos

23 Respostas para “Mais do mesmo

  1. jota - ES

    Riascos e Rodrigo vão infernizar os flores. Rodrigo vai deixar o Fred sem ação, e esse em que tanto confio vai meter dois nos flores. Anotem.
    SV

  2. Olá Galera. Bem… que bom que contra o Remo o Pai Santana entrou em campo junto com o Thalles; e a Fada da Sorte já estava lá, bem juntinho do gol do São Martin.
    Espero que amanhã o Pai Santana “entre em campo” junto com o time, isto é, ainda no primeiro tempo. E a Fada da Sorte esteja lá, junto ao São Martin, desde o início do jogo.
    Segundo li em algum lugar os Tricotes irão jogar sem 4 ou 5 titulares, mas com o “reserva” Fred. E como estão com a vantagem do empate, provavelmente colocarão 8 na defesa (mais o goleiro), o Fred bem adiantado para fazer o passe para alguém muito veloz aguardando a oportunidade na extrema esquerda. Por isso nossa defesa deverá estar alerta, o tempo todo, e não se entusiasmar muito em avançar para fazer gol. Nos escanteios e faltas próximas da área adversária,quando um zagueiro for tentar o cabeceio nosso meio campo deverá estar atento, marcando de perto o Fred e o adversário que estiver na extrema esquerda.
    E vamos ver que bicho dá.

  3. Thebar Augusto Guedes

    A recepção Manauara que o time teve foi de emocionar qualquer pessoa, é com essa força que o Vasco irá a campo e digo que pelo que vimos no aeroporto se repetir no estádio, o Vasco já entra com 1 x 0 no placar. Espero que essa força ajude o time a reencontrar o caminho de um futebol mais bem jogado.

  4. Beto

    JC, não vou comentar sobre o jogo, esse time de masters do Vasco segue jogando nada e, se fosse disputar a série A, eu estaria convicto que as chances de nova queda seriam enormes caso reforços nao fossem contratados. Time, que ja era velho, está um ano mais cansado e, numa certa idade, cada ano a mais pesa muito. E vai passar sufoco mesmo na série B.
    Escrevo para comentar sobre a de regular pra boa presença da torcida do Vasco no estádio no Pará que, diga-se, apenas pude constatar com esse vídeo abaixo do youtube. Nem na hora do gol vi nossa torcida ser focalizada. Assisti o jogo zapeando ESPN e Sportv (portanto falo desses dois canais apenas) e nesses dois canais, ao contrário do que fazem quando Flamengo e Corinthians jogam fora de casa e focalizam o tempo todo a torcida desses clubes, parece que esconderam de todas as formas a boa presença da torcida vascaína (mesmo se deparando com uma terceira série B em 8 anos compareceu).

    Pra encerrar, ainda falando da imprensa, o Oliveira Andrade no jogo Vasco x flamengo em Brasilia , num dado momento em que o público foi focalizado disse ” só vejo camisa do flamengo” . Viu errado, eu estava ligado nisso e observei a mesma imagem, nela tínhamos , no máximo , 60 a 40% de torcida para o Flamengo. O que o narrador da Band nao deve ter percebido é que as cadeiras do Mané Garrincha são vermelhas e , com isso, pode ser dada a impressão, para distraídos com ele , que se trata de maioria esmagadora de time com a camisa predominantemente vermelha.

  5. ODILON C SILVA - RJ

    Primeiro saudar o grande ídolo vascaíno ROBERTO DINAMITE que fez aniversário nessa quarta feira, o cara ser ídolo do clube que tem a historia mais bonita do futebol brasileiro, não é pouca coisa não…………….O maior artilheiro da historia de todos campeonatos brasileiros com 190 gols, o mais jovem artilheiro da historia do campeonato brasileiro, como dizia o falecido VALDIR AMARAL, ROBERTO DINAMITE, a camisa que tem cheiro de gollllllllllllllllllllllllllllll…………….O garoto THALLES voltou mostrar faro de gol, se tiver jogadas criadas do meio campo, se tiver jogadas criadas dos laterais, o garoto THALLES vai sempre deixar sua marca, agora precisa que criem jogadas de gols, centroavante precisa disso, foi só o HENRIQUE fazer uma jogada de lateral ofensiva que saiu um belo cruzamento, o garoto THALLES foi lá e…………gol do VASCÃO…………….Ainda lamentamos o velho problema do segundo homem do meio campo, eu colocaria o RAFAEL VAZ como cabeça de área, o MARCELO MATOS como segundo homem, o NENÉ como terceiro homem, e o ANDREZINHO como ponta de lança, na frente insistiria com THALLES e RIASCO……………Linda festa da torcida vascaina na recepção no aeroporto de Manaus, o que a torcida do VASCO fez foi de arrepiar, no estádio domingo não vai ser diferente, pena que os abutres maltratam tanto esse clube……………….Parece que realmente sofremos outro rebaixamento, assinaram o contrato com a CAIXA ECONOMICA por menos, se isso acontecesse na gestão anterior os malditos euriqusitas iriam chamar o maior ídolo do clube de banana, e agora ? Ficam calados, porque não podem reclamar, ainda são covardes, olha que o banana ainda deixou esse patrocinioooooooooooooo

  6. Juvenal

    Mais um Repeteco
    Chegamos a 20 jogos sem perder, mas o time continua ganhando sem convencer e com um gol de sorte e o Martin trabalhando demais. Assim como o Madureira, o Remo tambem foi mais eficaz no ataque e só não marcou gols por falta de sorte e porque o Martin não deixou.
    Dois fatos que me chamaram a atenção em Belem foram o péssimo gramado de varzea num estadio tão bonito, e a violencia dos paraenses em campo, parecia que eles estavam REMOando em vez de jogando futebol e o juiz fez vista grossa pois varios mereceram expulsão. Claro que os nossos foram obrigados a revidar por vezes.
    Quebrar tabu
    Domingo vamos ter que quebrar um tabu pois foi exatamente contra o Flu que perdemos o ultimo jogo – e que de certa forma provocou nosso rebaixamento pois com 3 pontos a mais teriamos escapado da degola..

  7. jota - ES

    Sete milhões e meio para dar visibilidade à Caixa durante um ano? Sinceramente, eu mandaria a caixa “doar” essa merreca aí para tentar salvar um partido que se estrebucha para não cair. Mas é tão pouco que cairia do mesmo jeito.
    Mas quem está há vinte jogos sem perder, não é agora que vamos derramar o leite. Mas a por@a do empate já não nos serve.
    Vasco 2×0 fluzin.
    SV

  8. ZÉ VASCAINO = RJ

    Agora vamos ganhar do fluminenC domingo meu VASCO, chegou a hora de ganhar para gritar é CAMPEÃOOOOOOOOOOOOO

  9. Thebar Augusto Guedes

    O DÓLAR TEVE ALTA DEPOIS DE QUEDAS SUCESSIVAS!!

    Prefiro ver sobre essa ótica o jogo de ontem. Fazendo uma alusão a cotação do dólar, vi a partida de ontem sob uma perspectiva diferente da do nosso blogueiro,
    Entendo que o Vasco teve uma pequena melhora depois de 4 jogos e meio horrorosos, pelo menos vi um Vasco mas aguerrido em campo, não que eu ache que o Vasco consiga fazer uma partida pior do que fez contra o Madureira, acho que isso seria impossível, portanto….

    Ressalto a evolução do Henrique que se tiver sequencia “vira jogador”, eu acho. Henrique fez um cruzamento lindo e uma bela cabeçada de Talles de complemento, um gol bonito, golaço!!!

    Espero que essa vitória dê um pouco mais de moral ao time que ao meu ver estava muito perdido e que ainda tem muito que corrigir, as vezes penso que a idade tá pesando, que o que o time tem é cansaço mesmo, por isso os espaços entre os setores cada vez mais nítidos.

    Domingo é prova de fogo eles estão em uma faze melhor mais acredito em nossa vitória por 1 x 0.

    Abraços.

  10. Leonardo Barros

    No jogo de ontem talvez tenha tido mais destaque por ter saído o gol, mas na partida passada o Henrique já vinha fazendo cruzamentos bem atípicos comparado aos laterais recentes que passaram pelo clube…Uma pena que ele se machuca tanto, mas espero que continue trabalhando e melhorando, porque tem potencial o rapaz…Ainda queria saber a insistência com o Madson, que erra uma penca de passes e só acerta cruzamentos quando erra (Literalmente, só qdo ele erra o cruzamento q acerta o passe). Fora isso o time é esse aí mesmo, e espero que chegue mais gente até o fim do estadual, pq tá foda viu…

  11. Gustavo P.

    Eu falo isso desde o início do ano: o time é isso aí, vai dar pro gasto. Ano que vem estaremos na série A, aí teremos que nos preocupar de verdade. Quanto ao bi do Carioca, sei não, sei não mesmo…..

  12. alex-es

    Olha a falta que fez o Julio dos Santos!

  13. jota - ES

    Dormi no sofá. Acordei lá pelas madrugas. O jogo estava muito chato. E não sou de dormir àquelas horas. Mas uma coisa eu vi: duas defesas sensacionais do Martin. E uma coisa eu não vi: o gol. E sequer tive ânimo para ligar essa geringonça e ver o resultado. Mas “de remo” passaremos. E tomara que esse encasquetado 1×0 permaneça pelas próximas 3 partidas, para depois então aprendermos a fazer mais.
    SV

  14. Gilberto SOARES SC

    Já se vai cinco ou seis partidas e nossos comentários são sempre os mesmos, que precisamos jogar melhor, que precisamos encontrar nosso futebol novamente, que Jorginho tem que mexer no time, e continuamos jogando nada. Ainda acho que agora nos próximos confrontos começando por domingo contra o fluzinho, vamos realmente jogar nosso verdadeiro futebol, porque me parece que o time está mesmo, é com muita preguiça. E agora começa o campeonato pra valer, eles não vão deixar escapar a chance de ser campeão.

  15. Luiz

    Mais do mesmo. Um bom desempenho no Estadual e uma péssima sequência no decorrer do ano. Será que veremos a mesma história de 2015?

  16. oliveira

    Nao compensa falar do jogo, que foi muito chato e decepcionante. Agora, o cruzamento que resultou no gol foi sensacional. Espero que o Talisma esteja de volta (e que o Henrique continue a melhorar pra se firmar nesta equipe)!!

  17. PC

    JC, quantos cruzamentos o Madson fez que resultou em gol como o de ontem . Pois bem, certamente o Henrique voltará para o banco para a entreda do J. Cesar. E o Madson, porque jamais o treinador tenta com outro lateral em seu lugar. Tem a resposta?

  18. BJ

    Vamos ver até quando esse estilo “futebol x resultado” vai durar no Vasco. São 20 jogos de invencibilidade mas com o time jogando pelo placar mínimo. Domingo contra os flores será isso, jogará mal, Martin salvando e 1×0 denovo. Na semi final 1×0, nas finais 1×0 . A pergunta é : Até quando isso dará certo.

  19. Haynel

    JC, como fazer para que Marcello Matos deixe de tocar a bola para trás? Quando ele recebe a bola sempre da um giro e recua para Martin Silva! É sempre a primeira opção dele!!

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s