Antes tarde do que nunca

Os 15 primeiros minutos da partida entre Vasco e Madureira pela Taça Guanabara passaram a impressão de que o jogo seria uma reprodução do confronto entre as duas equipes no primeiro turno da competição. Partindo pra cima e imprensando o visitante – como caberia a qualquer time grande jogando em sua casa – o Vasco abriu o placar logo aos 13 minutos, com gol de Nenê. Mas após conseguirmos a vantagem, tudo mudou. E podemos dizer que conseguir a vitória pelo placar mínimo foi uma tremenda sorte.

Tanto foi sorte que o mais correto seria dizer que o Madureira não merecia ter perdido, o que provavelmente só não aconteceu porque o juizão deu uma ajudinha gigante para o resultado, ao ignorar solenemente um pênalti cometido pelo Martín Silva. Tivesse marcado o lance, muito provavelmente o Madura empataria o jogo e ficaríamos fatalmente com dez em campo ainda no primeiro tempo.

Em condições normais, isso até poderia não ser empecilho para uma vitória vascaína. Afinal de contas, o adversário era o pior classificado no turno, um time cheio de limitações que não conseguiu ganhar de ninguém na Taça Guanabara. Jogando contra o Vasco, um time grande que lutava em sua casa para voltar à liderança da tabela, nem seria um absurdo vencermos mesmo com um jogador expulso.

Mas as condições não eram normais. Isso porque o Vasco fez sua pior partida não apenas em 2016, mas em muito, muito tempo. Seja na parte tática, seja na parte técnica, não víamos um espetáculo tão deprimente desde a sacolada que sofremos do Inter no Brasileiro do ano passado.

O que parecia era que nós éramos os eliminados e o Madureira que brigava para chegar à última rodada com a vantagem de jogar pelo empate para conquistar a Taça Guanabara. Fomos um time disperso, lento, incapaz de articular uma jogada eficiente. Até a postura era a de um time amedrontado, marcando apenas a partir da sua intermediária, como uma equipe pequena que deu a sorte de marcar no começo da partida e pretendia segurar o placar como podia.

As alterações do Jorginho não chegaram a melhorar a situação. O que começou a ficar ruim depois do tempo técnico no primeiro tempo continuou ruim até o fim da partida. Os números da partida são claros: tivemos menos posse de bola, menos finalizações e fizemos mais faltas que o Madureira. Se o tricolor do subúrbio não fosse tão limitado, dificilmente teríamos conseguido os três pontos.

Exatamente como no Brasileiro do ano passado, tivemos uma chance clara de conseguir nossos objetivos e deixamos passar a oportunidade. Jogando contra o lanterna, poderíamos ter construído um placar que nos deixasse em boas condições de levar o turno contra o Fluzim na próxima rodada. Mas com a atuação abaixo da crítica de ontem, não só não conseguimos tirar a vantagem tricolete no saldo de gols como ainda deixamos qualquer vascaíno com apenas uma dúvida: se repetirmos o desempenho de ontem, como vamos conseguir vencer os Flores?

Na sua coletiva, Jorginho estava com um semblante sério, admitiu não ter gostado do que viu e assumiu a responsabilidade pela queda de rendimento da equipe. A questão é que o time vem jogando mal não é de hoje e continua assim agora, quando o Estadual chega em suas rodadas decisivas e quando começaremos a disputar outra competição. O treinador está – ou pelo menos deveria estar – vendo seus comandados jogarem mal há pelo menos quatro, cinco jogos. Será que foi preciso ser dominado por um adversário fraquíssimo para que Jorginho finalmente reconhecesse o problema? Tomara que sim, e que a partida contra o Madureira sirva para que algo seja feito a esse respeito. Antes tarde do que nunca.

As atuações…

Martín Silva – fez uma boa defesa em cada tempo e foi obrigado a cometer um pênalti para impedir o gol de empate do Madureira. Por sorte, o juizão deixou passar (não apenas a penalidade, mas a inevitável expulsão do goleiro por conta do lance).

Madson – Jorginho faz questão de sempre lembrar a todos que não tem um elenco muito grande ou variado em suas mãos. Isso até é verdade, mas é inexplicável a titularidade de um jogador que constantemente joga mal numa das poucas posições da equipe em que há opção entre os reservas. Yago Pikachu deve ser o pior lateral do mundo em treinos para não conseguir NUNCA colocar o Madson no banco. Sua atuação ontem, errando tudo o que tentou, conseguiu ser mais irritante que a do Rúlio dos Santos.

Luan – um dos poucos que se salvou do desastre, evitou mais de um lance no qual o Madura teria uma chance clara de empatar. No ataque teve uma chance clara para ampliar o placar, mas na hora do chute acabou tirando a bola da direção do gol.

Rodrigo – jogou apenas um tempo, saindo sob a alegação de ter sentido uma contusão. Pode ser. Mas é mais fácil acreditar que o zagueiro saiu por estar pendurado, ou ainda mais justo, por ter feito tanta besteira em 45 minutos que não valia a pena mantê-lo em campo. Rafael Vaz entrou e pareceu tão afobado que não conseguiu fazer nada além de dar bicões para frente (isso quando ele conseguia acertar a bola). No ataque, desperdiçou uma chance clara com um dos chutes mais constrangedores do ano.

Henrique – fez um bom primeiro tempo, sem se descuidar da marcação na sua lateral e aparecendo no apoio com algum perigo. No segundo tempo foi envolvido pela mediocridade geral do time na pouco acrescentou.

Marcelo Mattos – um lance de sua autoria resume a atuação do time: sem saber o que fazer com a bola recua de forma estúpida para Martín Silva e acabou entregando a bola nos pés do atacante tricolor (que só não marcou o gol de empate por ter sido seguro pelo nosso goleiro).

Julio dos Santos – voltou ao time e fez o de costume: nada que justifique sua titularidade. Na marcação, não fez a diferença para impedir os avanços do adversário; o time passou o segundo tempo inteiro apelando para as ligações diretas defesa/ataque (ou seja, não melhorou em nada a saída de bola); quando apareceu no ataque, foi para desperdiçar duas chances claras (uma no primeiro tempo, isolando um ótimo cruzamento do Henrique e outra no segundo, simplesmente errando uma cabeçada).

Andrezinho – irreconhecível. Errou um monte de passes e andou em campo na maioria do tempo.

Nenê – mais uma vez foi decisivo, marcando o gol da vitória. Mas tirando o isso, reclamou mais com o juiz que jogou bola.

Riascos – chances para finalizar não teve. Mas nas oportunidades que teve para criar jogadas de perigos, desperdiçou todas. Diguinho entrou em seu lugar para, vejam vocês, tentar frear o ímpeto do pior time da Taça Guanabara. E, novamente vejam vocês, não foi muito eficiente nessa missão.

Thalles – sem receber bolas para finalizar, acabou sendo figura decorativa no ataque. Saiu ainda no intervalo para a entrada do Eder Luis, que mostrou ainda estar fora de ritmo, mas pelo menos teve duas boas chances: numa, deu um chute típico do Chico Bento (fraco e sem direção); em outra, acertou uma cabeçada – de peixinho, obviamente – perigosa.

***

Lembrem-se de curtir a fanpage do Blog da Fuzarca no Facebook e seguir o Blog da Fuzarca pelo twitter @jc_CRVG. E os usuários do Gmail também podem incluir a página do blog no Google Plus.

Anúncios

12 Comentários

Arquivado em Atuações, Resenhas, Vídeos

12 Respostas para “Antes tarde do que nunca

  1. adamor ribeiro

    boa noite J.C. Mais uma partida horrivel do time do vasco putz.O que esta acontecendo com esse time que vinha bem.Derrepente cai assustadoramente de produção.Acho que alguns jogadores deram uma relachada .Caso do Nenê,que é nosso principal jogador.A zaga falhando.Ontem o Luan,abusou de falhar,esse Madson,como esse sujeito é titular no vasco.O J. dos Santos ja conhecemos.Acho que so M.SILVA, salvou-se ontem.Ja comprei meu ingresso,mas confesso que estou preocupado.Vou tirar minhas conclusões,depois do jogo em Belem.Ai vou saber se o Vasco tem ou não, condições de ganhar essa taca GB.abraço

  2. Juvenal

    Rotina de assustar
    ontem eu assisti o jogo todo na telinha e fiquei assustado. Como o time jogou mal. Chegou a levar baile do Madureira (embalado pela música do Arlindo Cruz) e por pouco não leva o empate ou até a derrota.
    E como já virou rotina – apenas 1 gol e sempre dele.
    Mas o pior é que o Vasco está jogando pior de jogo para jogo.
    Estou muito desconfiado que o Flu vai repetir a dose e acabar com nossa alegria de estar invicto (exatamente desde aquela derrota pro Flu em Nov 15). Essa mini-temporada no Nortão vai ser de lascar pois se jogar nesse ritmo vai dançar 2x.
    Ontem o desafio foi tentar selecionar qual foi o pior jogador em campo pois ninguem escapou.
    Tá feia a coisa!

  3. Ulisses Pinheiro

    A coisa está ficando feia demais, estamos indo ladeira a baixo na hora errada! Precisamos de volantes, o que o M Mattos fez é imperdoável. O diguinho não é profissional nem aqui e nem na china. Detalhe, ambos em todas as jogadas tem a péssima mania de puxar a camisa dentro da área!
    Na frente ta um Deus nos acuda!

  4. Gilberto SOARES SC

    Realmente jogamos muito mal, tivemos sorte de balançar as rede no começo do jogo, caso contrário, a situação iria se complicar. E ainda tivemos a contribuição do soprador de apito. Precisamos urgentemente voltar a jogar melhor, nosso time não é uma maravilha, mas temos condições de ser campeão carioca, e precisamos ser campeão da série B. Hoje no Brasil não tem um time da série A, que possamos dizer que sege muito melhor que o vasco. O futebol brasileiro está nivelado por baixo, talvez o problema do vasco seja a média de idade, isso pode pesar na série B, pois é um campeonato mais pegado. Mas acredito que mesclando o time com alguns jogadores da base, teremos o fôlego necessário para a temporada. Seria interessante se contratassemos alguns jogadores para tentarmos ser campeão da copa do Brasil. Ai sim fecharíamos o ano com chave de ouro.

  5. carlos

    JC

    Poderia falar mal do Madson, do J. Sonhos, do cai cai do nene, mas esse Jorginho é o pior. Os comentaristas ficam fazendo média com esse cara, ele é péssimo.
    Os comentaristas de TV ficam criticando Doriva ou Burrote pelo descenso do ano passado e não levam em conta as contratações que chegaram junto com Jorginho, e mesmo assim o time cansou de perder jogos para times inferiores que o nosso.
    Desde o jogo com o boa vista, aqui no ES, estou ainda mais desanimado com o Vasco, apesar que já via reflexos de um time que não aguenta correr e só joga bola para trás, ontem não aquentei ver o segundo tempo e fui ver filme.
    O passe do Henrique para o JSonos lembrou muito Felipe, quem sabe ele se livra das contusões e se defina como titular do Vasco.
    Vou palpitar resultado Vasco x Fru: 3 a 0 para o Vasco, três gols de J. Sonos. kkkkkkkkkkkkkkk

  6. Leon da Cruz

    Sem querer ser chato, mas esse time é fraquíssimo e vem jogando essa mesma bolinha há muito tempo. Não há nenhuma diferença. Os outros times do Carioca é que apresentam alguma melhora e aprenderam a explorar os nossos erros. Tenho sérias dúvidas de que possamos jogar mais do que estamos jogando (com exceção dos lampejos em clássicos, sobretudo contra a mulambada).

    E volto a dizer. Não tô preocupado com o Carioca, mas com a série B, que tem times muito melhores do que, por exemplo, o Madureira e que não desperdiçariam uma chance como a de ontem.

  7. Que time Horroroso , nao salvou ninguen , esse Madsom e o Julio Lesma dos Santos sao bizarros esse Julio e muito Ruim perdeu dois Gols , ainda precisamos do Juiz pra ganhar do Madureira , estou pessimista quanto ao brasileiro serie B , precisamos urgente de dois atacantes de nivel tecnico melhor.Saudaçoes Vascainas.

  8. BRUNO SILVEIRA

    KraK ! Que time é esse ? Que pelada foi essa ? Completamente envolvido pelo grande Madureira. E não foi somente ontem não. Time vem em queda livre não é de hoje. O fato é que a ração de pó mágico do JorZinho acabou e está difícil a reposição.

    Se continuar como está provavelmente tomará uma cipoada do fluzim. e adeus às chances do Bi Carioca, pois entrará em parafuso de vez …
    JC, será que esse time treina ? Só chutão pra frente no maior sufoco. Coisa triste …

    Bem, estamos invictos há dezenove jogos. Deve ser o fundo do tacho do tal pó mágico … Coisas do futebol.
    Em todo caso, vamos que vamos …
    VASCÃO SEMPRE !
    SDV.

  9. PC

    Não é de hoje que o Jorginho substitui muito mal. Sem nenhum sentido colocar o Éder Luis e mesmo assim, se você para tirar quem deveria sair era o Riascos que apresentava cansaço e indicava que não iria até o fim, queimou uma substituição. A gota d’água foi substituir um atacante por um volante , jogando em casa contra o possante Madureira. Tá na hora de dar maia oportunidade aos jogadores da base, tem jogador que parece ter lugar cativo neste time.

  10. JC, se eu fosse o Jorginho eu leria blogs, como esse, pra saber os o ponto de vista da torcida. Se ele que comanda o time todo dia não vê que é impossível manter o Rúlio e a Av. Mádson, quem vai ver? Nós como torcida temos que protestar isso! Se fosse no Palmeiras ou Corinthians, a torcida já tinha dado uma surra no Mádson, Jorginho e Rúlio dos Santos, pra largar de teimosia com esses 2 cabeça de bagre. Pronto desabafei. Agora voltando ao bom senso, o time não é ruim, mas está desorganizado, precisamos de reforços e uma revisão tática urgente.
    Abraços!

  11. emerson

    Ai eu te pergunto JC da para confiar num time tão instável para uma serie B que é infinitamente mais difícil que esse nosso campeonato que não chega ser de serie “C” alias e mesmo a maioria e de serie C para baixo? não me iludo esse e o mesmo time horrível do ano passado….. apenas com uma diferença não tem mais uma busca, um animo um algo a mais, um foco forte ( Que era escapada da segundona). Um ponto bem bom seria vc dar notas para os jogadores por partida e faze uma somatória (sei que isso e chato leva tempo e tals) mas seria interessante ver a nota de um jogador final em cada “semestre” Agora agora mais uma coisa sem esse “animo” que tínhamos para fugir de uma serie “B” vamos chega lá praticamente ( ou sem animo algum para jogar um serie B) o que sera do vasco por que seus adversários vão jogar contra nós como se fosse valer um titulo correrão como nunca afinal vão aparecer para o brasil todo e ai vamos consegui segura los (alguns).?

  12. BJ

    Jogo patético! Semana que vem o campeonato começa pra valer, serão apenas clássicos, um valendo a taça Guanabara, outro valendo a vaga na final e os dois jogos do titulo. Se continuar jogando assim ficará dificil acreditar no bi.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s