Acabou a pré-temporada

Como eu havia dito ontem, só mesmo com o Vasco criando problemas para si mesmo para termos alguma dificuldade para vencer o time com a pior campanha nesse Estadual. E os tais problemas até apareceram, mas o Bonsucesso mais uma vez se mostrou tão desprovido de qualidades que nem as falhas vascaínas foram o bastante para evitarem uma vitória tranquila para o Gigante. Se dependesse unicamente das forças do rubro-anil, o placar de 3 a 1 poderia ter sido ainda melhor para nós.

Não que eu esteja reclamando, claro. Até entendo que, numa partida em que cumpríamos tabela pela última rodada de uma fase que nem precisaria existir no Estadual, a motivação apresentada pelo time do Vasco até foi aceitável. E podemos dizer que mesmo a formação com três atacantes não se saiu tão mal. Ofensivamente, o 4-3-3 – na prática um 4-2-3-1, com Jorgenrique, Nenê e Eder Luis tentando municiar o Thalles – até conseguiu criar um bom número de jogadas ofensivas, das quais muitas poderiam terminar em gols se finalizássemos com mais precisão.

Já defensivamente as coisas não foram tão bem. Com um jogador a menos no meio de campo e tendo apenas o Marcelo Mattos se dedicando ao combate (o Rúlio dos Santos, obviamente, não conta nessa função), acabamos cedendo mais espaços do que seria aceitável tendo o adversário que tivemos. Tanto que precisamos contar com a sorte, e com a trave, em duas finalizações deles, para que o Bonsucesso não marcasse um gol ainda no primeiro tempo.

Mas se na primeira etapa a lentidão para recompor o time defensivamente quando perdíamos a bola não chegou a comprometer o resultado, bastou uma falha de posicionamento e um minuto no segundo tempo para que o Bonsucesso diminuísse, contando com a colaboração involuntária do Jomar.

Não que o gol pudesse representar um risco real de uma reação. Toda vez que o Vasco resolvia acordar na partida, chegava ao ataque sem muitos problemas. Já o Bonsucesso, teve poucas oportunidades – que invariavelmente terminavam em finalizações pífias – todas surgidas quando nosso time dava suas cochiladas. O terceiro gol vascaíno, o segundo do Thalles na partida, demorou a sair, mas teria sido o bastante para acabar a partida já aos 35 minutos.

Aliás, o jogo foi favorável principalmente para o Thalles, que mostrou voltar a merecer a confiança da torcida, mesmo tendo se saído bem contra um adversário dos mais limitados. De resto, o Bonsucesso não ofereceu dificuldades maiores que um deses adversários que temos em amistosos de pré-temporada. O que, se levando em consideração a relevância dessa primeira fase do Estadual, podemos considerar encerrada apenas ontem. Para todos os efeitos, a temporada 2016 só se inicia na prática no próximo jogo, numa fase em que se decidirá quem irá para as semifinais da competição.

As atuações…

Martín Silva– a sorte acabou trabalhando mais que o goleiro, já que o Bonsucesso colocou duas bolas na trave no primeiro tempo. No gol sofrido, pouco poderia ter feito.

Madson – se há uma crítica que não podemos fazer ao Madson é que não seja um jogador regular. Em toda partida faz o mesmo: aproveita muito os espaços que aparecem para apoiar, mas não consegue concluir quase nenhuma jogada.

Jomar – pelo menos duas falhas graves de posicionamento, numa delas, o Bonsucesso marcou o seu gol.

Rodrigo – mesmo parecendo não estar 100% depois da luxação que sofreu, teve pouco trabalho com o ataque adversário.

Julio Cesar – acertou belo lançamento para Thalles marcar o primeiro gol.

Marcelo Mattos – sendo o único a marcar de verdade no meio de campo, teve problemas para fechar os espaços no meio de campo. Mas se saiu bem apesar disso, acertando inclusive bom lançamento que originou o último gol vascaíno.

Julio dos Santos – mesmo contra um adversário fraco como o Bonsucesso, não conseguiu ser eficiente nem na marcação, nem na criação de jogadas.

Nenê – fez boas jogadas, arriscou finalizações e marcou um bonito gol (dessa vez sem ser em uma penalidade). Evander o substituiu no fim do jogo, mas no pouco tempo que teve, conseguiu perder uma chance clara de marcar seu primeiro gol como profissional.

Jorge Henrique – pelo menos arriscou algumas finalizações, mas outra vez ficou sem justificar sua titularidade. Caio Monteiro o substituiu e procurou participar bastante da sua partida de estreia nos profissionais.

Eder Luis – se o que mantém no banco é não conseguir acompanhar as decidas dos laterais adversários, mostrou que ainda amargará a reserva por um tempo. Mesmo aparecendo no ataque, o cansaço demonstrado ainda no primeiro tempo foi a razão para ser substituído pelo Yago Pikachu, que se esforça bastante para ser útil ofensivamente, mas ainda parece ansioso. Ontem, muitos citaram a furada que deu em um lance que poderia acabar em gol, mas sua participação no terceiro gol mereceria ter tido mais destaque.

Thalles – pode não ter sido uma atuação de gala, mas foi o melhor em campo: participou dos três gols, marcando um belo gol logo aos três minutos, dando inteligente passe de peito para Nenê marcar o segundo e mostrando oportunismo de centroavante ao marcar o terceiro.

***

Lembrando a todos que o segundo turno do Prêmio Top Blog já começou e esse humilde bloguinho precisa mais que nunca da ajuda de vocês para ganhar essa taça. Para dar aquela moral ao Blog, basta votar – o maior número de vezes possível – clicando no banner que está aí na lateral direita da página ou clicar aqui.

***

Lembrem-se de curtir a fanpage do Blog da Fuzarca no Facebook e seguir o Blog da Fuzarca pelo twitter @jc_CRVG. E os usuários do Gmail também podem incluir a página do blog no Google Plus.

Anúncios

15 Comentários

Arquivado em Atuações, Resenhas, Vídeos

15 Respostas para “Acabou a pré-temporada

  1. jota - ES

    Jotacê, já que não vi/li em lugar algum o “regulamento” desse carioquinha, vc poderia nos explicar? Mata-mata ou todos contra todos? Quem será o campeão da TG, da TR, e do carioquinha?
    SV

    • JC Barbosa

      Todos contra todos, os quatro melhores vão pra semifinal, o primeiro é campeão da Guanabara e vai com a vantagem do empate para as finais.

  2. Estou gostando parcialmente do Thales jogando, porém, ainda não vejo ele como titular. Fiascos também não, mas também vinha se destacando. Notei algo em suas postagens JC, acompanho você desde o GE.COM, e mais frequente por aqui desde inicio do ano passado e vejo que você critica mais que elogia os jogadores, creio que se um deles acompanhar aqui é muito desmotivante. Não tirando sua razão, mas interpretei isso e alguns amigos vascaínos concordaram. Acho que deveria dar mais oportunidades às novas promessas da base e não só insistir e medalhões fim de carreira = Julio Cesar lateral esquerdo e logo logo Andrezinho e Mestre Nenê vai parar de jogar com qualidade.
    Abraços Vascaínos.

  3. Rogerio Milioli

    Acabei de saber que Rubens Lopes, presidente da FFERJ, vai sair de licença da presidência. E, olha que engraçado, o presidente vai ser um conselheiro da mulambada.

    JC, pode isso?

    • JC Barbosa

      Pq não poderia?

      • Rogerio Milioli

        Pelo fato dele ser ligado a um clube. Espero que os dias que esse interino mulambístico fique na presidência não notemos a presença dele, pois mesmo sendo dias, pode-se cometer erros ou acertos parciais.

      • JC Barbosa

        Acho que todos os dirigentes na FFERJ são ligados a clubes. O Caixa D’água era presidente do Americano. O Rubens Lopes foi presidente do Bangu. Quem reclama desse tipo de situação inevitável, acaba admitindo que acredita em possíveis favorecimentos por conta de simpatias ou antipatias clubísticas.

      • Rogerio Milioli

        Mas ele foi presidente do Bangu. Tecnicamente ele não está ligado ao Bangu, não que eu saiba. Mas o interino é conselheiro dos Mulambos. Estar diretamente ligado a um clube não é um caso, no mínimo, curioso ou interessante?

        Abraços JC e Saudações Vascaínas /+/

      • JC Barbosa

        Acho muito difícil que Rubens Lopes não tenha qualquer cargo dentro do Bangu, assim como o Caixa D’Água no Americano.

  4. ODILON C SILVA - RJ

    Tenho que lastimar contra essa RÁDIO TUPI, esses caras dessa RÁDIO TUPI são muito crueis, são muito falsos, são muito malignos com o Vasco…..Só pra ter uma ideia, eles andam criticando a diretoria do flamerda, porque o flamerda não vive de basquete, que o flamerda não construiu sua história e torcida com basquete, que ninguém virou flamerda por causa de basquete……..Mais no mesmo tempo andam elogiando Eurico Miranda por fazer time de basquete, que é muito importante o Vasco ter basquete, sacanagem isso, safadeza, maldade……..Outra dessa RÁDIO TUPI, que o Vasco foi campeão carioca, o grande responsável pela conquista do carioca do Vasco foi Eurico Miranda, não foi jogador, nem técnico, o grande responsável pelo carioca do Vasco foi Eurico Miranda, palavras dessa turminha de esporte dessa RÁDIO TUPI…..Já quando o Vasco foi rebaixado humilhantemente, ficando 30 rodadas na zona da degola, quem foi i culpado?…………Eles são tão malignos que estavam elogiando o bom público do Fla-flu em Brasília, que Fla-flu não pode jogar para menos de 30 mil pessoas, já o Vasco fazendo clássicos para 15 mil pessoas, 8 mil.pessoas, eles estavam.elogiando, são muito mal com o Vasco……Quando eu escuto essa turminha de esporte da RÁDIO TUPI falando de Vasco, quando eu escuto LUÍS PENIDO, FELIPE CARDOSO, MAURÍCIO MENEDES da RÁDIO GLOBO falando de Vasco, dá uma pena do Vasco, se o Vasco depender de críticas construtivas, de palavras onde o Vasco venha ser o melhor, nosso Vasco ta lascado…….Agora o pior de todos é essa turma da RÁDIO TUPI, eles são fodas, não são vascaínos, se metem.na vida.política do Vasco, são oposição aos gostos dos vascaínos, apoiam tudo de errado dentro de São Januário, ainda dizem.que almoçam bacalhau com Eurico Miranda…..Esses caras tinham que ganhar uma estátua na entrada da sede do flamerda, fazer isso com o Vasco e os vascaínos, entrar na vida do Vasco, apoiar tudo isso, eles são fodas, mereciam estátua na entrada da sede do flamerda……

  5. ODILON C SILVA - RJ

    Fica expectativa o que vão colocar de patrocinador na sagrada camisa vascaína ?………Quanto tempo ficaremos sem um grande patrocinador? …….Que o pesadelo da última gestão euriquista não se repita, seria muito cruel……….Não esqueça euriquismo, vocês pegaram um clube com um grande patrocinador, e um grande patrocinador só se consegue com credibilidade, carisma, simpatia, retorno…….Já uma grande ala da impressa falsa com o Vasco, nada critica, nada denúncia, o grande Vasco com problema de patrocinador, jogando clássicos em São Januário para menos de 15 mil pessoas, um plano de sócios carrasco que castra o voto do associado mais humilde, lei da mordaça em São Januário, nada disso essa impressa denúncia, ou luta por um Vasco melhor…….E o pior de tudo, um Vasco rebaixado pra segundona, pra eles nada disso aconteceu, ou está acontecendo, preferem dizer que o Vasco fez boas partidas na reta final do brasileiro do ano passado, sacanagem isso, falsidade, estão fritando o Vasco lentamente….

  6. ZE VASCAINO - RJ

    Agora que nosso Vasco vai precisar manter o ritmo, não adianta jogar bem até agora , e de agora em diante não fazer grandes apresentações, o time precisa manter o ritmo, e principalmente acerta o ataque, tem hora que o ataque mostra fragilidade. E o mais importante, entrar pra arrebentar na segundona, temos que voltar urgentemente, nosso Vasco é de primeira. Só lamento os ingressos muito caros, numa fase de crise financeira, os ingressos tão salgados.

  7. Ivan

    Não vi o jogo. Apenas assisti os melhores momentos e li os seus comentários, JC. Não há muito o que discutir. Horroroso o time do Bonsucesso e o grande fator positivo do jogo parece ter sido a confiança adquirida pelo Thalles. Mas, sabe o que me incomodou mesmo? O estádio. Arquibancadas vazias e o gramado parecia uma várzea total. Não dá para botar um time profissional (e caro) para jogar esse campeonato. Só não enxerga quem não quiser ou tiver interesses obscuros na parada. Me envergonha o nosso presidente se posicionar contra a Primeira Liga que é, a meu ver, o primeiro passo na direção certa para melhorar o nível do futebol nacional.

  8. Leon da Cruz

    Jogo que fez muito mal à vista de quem assistiu, exceto pelo golaço do Nenê (com a grande participação do Thalles). Convenhamos, o Bonsucesso, é triste dizer, não tem condições de disputar nem campeonato de pelada no aterro.

    Também gostei da entrada do garoto Caio Monteiro. Mostrou personalidade. Entrou procurando o jogo, dando bons passes e posicionando-se bem (chegou, inclusive, a roubar inteligentemente uma bola e armar um contra-ataque). Pode dar samba.

    No mais, JC, outro detalhe da notinha do dotô, que você não mencionou no outro post, mas chama a atenção: a atribuição de culpa à oposição por ela conter vários membros da gestão Dinamite. Pergunto: será que o dotô esqueceu dos vários conselheiros da gestão Dinamite que estão, agora, do seu lado?

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s