Mal de pontaria

Foi mais demorado do que se esperava, mas o Vasco cumpriu seu papel e abateu o Tigres por 2 a 0, mantendo os 100% de aproveitamento na competição e praticamente assegurando sua classificação para a próxima fase do Estadual. E se o Vasco demorou a matar o jogo, não foi por conta da ferocidade do nosso adversário, e sim pela falta de pontaria de quem estava na artilharia da equipe.

Digo “demorado” porque complicado não seria o termo correto. Deixando óbvia toda a sua incapacidade, o Tigres foi um adversário que, aparentemente, veio a campo para deixar claras as razões pelas quais segura a lanterna da competição. E é preciso ser muito limitado para, numa campeonato como o Carioca, passar cinco rodadas sem conseguir sequer um mísero pontinho.

Quem viu a partida pode apontar facilmente os dois principais motivos para tamanha demora do Vasco para resolver a partida: a ineficiência das nossas finalizações e a grande noite de Renan, o goleiro adversário. Sendo mais exigente, podemos dizer que o primeiro motivo ajudou muito para a existência do segundo, o que acabaria por colocar a conta de termos esperado até os 35 minutos do segundo tempo para abrir o placar única e exclusivamente na conta do próprio Vasco.

Os números não mentem:

Chegar ao gol do Tigres era fácil. Difícil era algum jogador acertar o gol ou arrematar com a precisão necessária para vencer o goleiro. O domínio da partida e as chances criadas não foram o bastante para o Vasco abrir o placar ainda no primeiro tempo. O que não foi o bastante para que Jorginho achasse necessário modificar o time no intervalo.

Foi preciso esperar se passarem 10 minutos da etapa final para que a paciência do técnico acabasse e ele tirasse Riascos e Rúlio dos Santos para as entradas de Thalles e Yago Pikachu. Aos 16 minutos, as coisas ficaram ainda mais fáceis, com a expulsão de um zagueiro adversário. O Vasco passou a ficar ainda mais tempo no campo do Tigres, mas não conseguia superar Renan.

Aos 30, Jorginho tira o último inoperante do ataque, trocando Jorgenrique por Eder Luis. E cinco minutos depois, finalmente conseguimos o gol, depois de um dos raríssimos cruzamentos certos do Madson e de uma cabeçada certeira do Thalles. Faltando pouco mais de 10 minutos para o fim do jogo e mesmo com o Vasco evidentemente cozinhando o restante da partida, conseguimos marcar o segundo com Nenê, após falha bisonha do Renan, justo um dos responsáveis por prolongar as esperanças do Tigres.

Como eu falei no post de ontem, Jorginho fez certo ao optar pela permanência do Marcelo Mattos no time, dando maior consistência à marcação pelo meio e  dando mais liberdade para os meias. Mas a dificuldade que temos, e não é de ontem isso, que temos para marcar gols evidencia que nosso treinador poderia, ao menos, arriscar outros nomes para o ataque. Insistir com Riascos e Jorge Henrique nos prejudica duplamente: por um lado tem nos impedido de marcar gols fáceis e por outro não permite que as opções que temos no banco adquiram ritmo para mostrar que podem ter um melhor desempenho.

Contra um adversário frágil como o Tigres, o Vasco pôde se dar ao luxo de perder um caminhão de gols e ainda vencer. Contra adversários um pouco mais qualificados, a manutenção desse ataque titular pode custar caro.

As atuações…

Martin Silva – fez uma boa defesa em chute de longa distância no primeiro tempo, o que já foi mais trabalho do que teve contra a mulambada.

Madson – ter acertado o cruzamento para o gol de Thalles não apaga o fato de que o lateral errou muito mais do que acertou. Em uma partida que o adversário deu muito poucas razões para maiores preocupações defensivas, Madson errou praticamente tudo o que tentou no apoio (sendo inclusive, de longe, quem mais errou passes no time). Já há muito tempo, não tem justificado sua titularidade.

Luan – não comprometeu e dificilmente teria como isso acontecer diante de um adversário tão desprovido de qualidades.

Rafael Vaz – como na defesa o trabalho não era dos mais complicados, Vaz foi visto várias vezes no ataque e algumas vezes com perigo, como em uma cabeçada na trave e em um perigoso chute de fora da área no primeiro tempo. Na etapa final também cobrou uma falta que deu trabalho ao goleiro do Tigres. Foi um dos melhores em campo, mesmo errando muitos passes nas tentativas de iniciar as jogadas ofensivas.

Julio Cesar – assim como o Madson, tendo menores preocupações na defesa pode ser mais presente no apoio. Fez algumas boas jogadas e cruzamentos, mas nada que mereça muito destaque.

Marcelo Mattos – trazer mais força ao combate pelo meio e dar maior liberdade ao Andrezinho parece ser o bastante para o volante. Porque no restante das suas possíveis atribuições – acertar passes e distribuir a bola no início das jogadas – ele parece não fazer muita questão de acertar.

Julio dos Santos – a fragilidade do adversário ajudou e por isso o paraguaio acabou sendo mais discreto que irritante. Manteve sua fama de “quase gol”, obrigando o goleiro Renan a fazer uma defesa complicada em uma cabeçada. Curiosamente, acabou sendo substituído justo numa partida em que não foi especialmente ruim, cedendo lugar ao Yago Pikachu, que mesmo dando maior poder ofensivo ao time, pareceu não ter encontrado seu lugar no meio do campo (vale dizer que o próprio jogador afirmou que Jorginho tinha lhe dado liberdade para variar seu posicionamento).

Andrezinho – outra boa partida, já que não tendo muitas preocupações com a marcação, pode ditar o ritmo do meio de campo. Cresceu com a entrada do Mattos no time e ainda é favorecido com a atenção especial que Nenê tem por parte dos adversários.

Nenê – marcado de perto pelos adversários, ainda assim conseguiu criar algumas boas jogadas. E mesmo não tendo sido o nome da partida, segue sendo decisivo (ainda que tenha marcado seu gol com uma ajuda substancial do goleiro do Tigres).

Jorge Henrique – ainda é um mistério sua titularidade, mais ainda contra um oponente na qual uma possível “obediência tática” (entendam isso por ajudar na marcação aos laterais) era necessária. Saiu como entrou, passando em branco pela partida. Eder Luis entrou em seu lugar e pelo menos perdeu um gol feito, coisa que o Jorgenrique sequer consegue fazer.

Riascos – outro que já não justifica sua titularidade há algum tempo. Depois dos três gols nas duas primeira rodadas, o colombiano não consegue acertar nada. Pelo contrário, se esmerou em perder chances claras de gol: só ontem foram duas inaceitáveis. O incrível é que Jorginho vive reclamando a falta de um camisa 9 no elenco, insiste com Riascos e não dá mais chances ao Thalles, que mais uma vez entrou depois da metade final do segundo tempo e marcou o primeiro, de cabeça. Não que o garoto esteja com essa moral toda, mas diante do apresentado pelo ataque titular, não há muita lógica em sempre deixá-lo no banco.

***

Lembrando a todos que o segundo turno do Prêmio Top Blog já começou e esse humilde bloguinho precisa mais que nunca da ajuda de vocês para ganhar essa taça. Para dar aquela moral ao Blog, basta votar – o maior número de vezes possível – clicando no banner que está aí na lateral direita da página ou clicar aqui.

***

Lembrem-se de curtir a fanpage do Blog da Fuzarca no Facebook e seguir o Blog da Fuzarca pelo twitter @jc_CRVG. E os usuários do Gmail também podem incluir a página do blog no Google Plus.

Anúncios

26 Comentários

Arquivado em Atuações, Resenhas, Vídeos

26 Respostas para “Mal de pontaria

  1. Leon da Cruz

    “Jomar dá chapéu em Eder Luis em treino.”

    É, amigos… a coisa tá muito feia para o ataque do Vasco.

  2. pedro aragão - VASSOURAS RJ

    Esse espaço virou um blog de pré e pós-jogo.

  3. jota - ES

    Jotacê, você prefere um marimbondo na mão ou dois voando?
    Nosso treinador tem um marimbondo na mão e dois voando.
    Na mão, ele tem o Riascos. Gosto desse cara. Voando, ele tem dois: Jorge Henrique e Julio dos Santos. Não jogam nada. E não sei por que vc diz Rulio dos Santos. Pegue uma aulinha de espanhol que vc vai ver que o “j”, em castelhano, tem o som de “r”. Quem passa por aqui sabe que ele é argentino.
    SV

    • JC Barbosa

      Vc tem todo o direito de gostar de Riascos. E 99,9% da torcida tem todo o direito de achar que um cara que perde a quantidade de gols que ele perde não pode ser titular absoluto e inquestionável do Vasco. O cara foi titular em TODAS as partidas e marcou três gols nos jogos mais fáceis que tivemos. Thalles mal completou um tempo em campo e marcou dois (e ainda foi responsável direto por outro, em lance que originou pênalti) em partidas que por pouco não ficamos no empate. E isso recebendo bem menos bolas que o colombiano. Será que o segundo não merece uma chancezinha como titular?

      Sobre o “Rúlio”, vc mesmo explicou a piada. E quem passa por aqui e muito que nem fazem isso sabem que ele é paraguaio.

  4. ODILON C SILVA - RJ

    São Janu não encheu contra o flamerda, isso é mole de explicar: Ingressos caros, um calor insuportável, muita falação da diretoria, muita conversa sem produtividade, a velha ladainha, depois do papo de Sibéria, continuar escuntado essa falação é altamente desmitivante, por isso que a torcida vascaína não tem motivação……Sem falar que a grande torcida vascaína gosta do maracanã…….Agora porque será que sem o Euriquismo a torcida vascaína aparece mais, tem maior presença no estádios, até batia recordes de público

  5. Ivan

    “Eder Luis entrou em seu lugar e pelo menos perdeu um gol feito, coisa que o Jorgenrique sequer consegue fazer”. Hehe! Excelente essa frase!

  6. José Carlos - RORAIMA

    Bom dia JC e Amigos Vascaínos.
    Sinceramente. Eita TIME RUIM. Putz.
    Esse FIASCOS, não tem como ser homem gol. Pode jogar em outro setor. Servir o atacante por exemplo.
    EDER RUINS. Uma lastima. Cavalo lavradeiro doido. Se levantasse a cabeça, tinha dado um gol de bandeja pro Talles.
    …………………………………………………………………………………………………….
    E a nossa BASE ? Qual a serventia.
    Formar jogadores pro time de cima?
    Se não serve nem para isso. ACABA. Um gasto a menos.
    Qual jogador veio da base, recentemente?
    …………………………………………………………………………………………………….
    Cadê o MATADOR?
    Teremos novidade JC?

  7. ODILON C SILVA ; CENTRO ; RJ

    Também gostaria de saber quem será esse atacante que vão anunciar, seria o LUIS FABIANO, RICARDO OLIVEIRA, DAMIÃO, vamos aguardar……………..Uma lastima os ingressos continuam muito caro, 50 pratas é um absurdo, se cobrassem 30 pratas tava exelente, dava para o povão vascaino chegar junto……………….O técnico vascaino deveria entrar com RAFAEL VAZ ; MARCELO MATOS ;ANDREZINHO ; NENÊ ; THALLES ; RIASCO ; Deixando ÉDER LUIS E JORGE HENRIQUE para o segundo tempo, para pegar o adversário cansado, sair jogando com eles não dá, perda de tempo total…………….Outra coletiva do EURICO MIranda, o presidente que aparece mais que a torcida vascaina, mais que o proprio C.R. VASCO DA GAMA, por isso que nas gestões euriqusitas o VASCO não tem expressão de torcida, ele adora aparecer mais que torcida e clube, por isso que ele gosta da torcida vascaina pequena nos estádios, por isso que ele não faz questão da torcida vascaina forte nos estádios, esse ano parece que o VASCO outra vez vai ficar abaixo do fludido em média de público, pra variar, coisas do euriquismo.

  8. William

    M. Silva
    Pikachu
    Luan
    Rodrigo
    Julio César
    Diguinho
    Bruno Gallo
    Andrezinho
    Nenê
    Éder Luis
    Thalles
    Tentaria esse time pra ver como saía nas proximas rodadas

  9. José Luis

    Como esse carioquinha engana !!!!
    O time tem 5 vitórias, mesmo com sumidades como : Madson, Júlio Cesar, Júlio dos Santos, Jorge Henrique e Riascos.
    É dose assistir o time para o qual torcemos, com essas inutilidades em campo.
    Depois vai para o Brasileiro e …..

  10. Juvenal

    JC aqui vai uma nova tentativa de comentar:
    Li sua análise do jogo, concordo com quase tudo e gostaria de acrescentar o seguinte:
    1.- 80 x 10. Foram 80 minutos de bombardeio mas a bola insistia em não entrar, ou por Falta de Pontaria(este é um PROBLEMA TRADICIONAL ANTIGO da equipe, que eu venho falando por aqui há séculos),ou pelos milagres do goleiro adversario. Nos ultimos 10 minutos conseguimos o alivio com a cabeçada certgeira do Tales e a bobeira do Renan que entregou o gol para o Nene.
    2.- RI x TA Riascos corre,luta e batalha mas tem uma dificuldade tremenda de acertar o gol. O Tales entrou e teve mais pontaria.
    3. Eder Luiz bizarro. O tradicional corredor saiu em disparada e queria passar por cima do adversario(missão impossivel, é claro).Num lance seguinte ele saiu novamente em disparada e em vez de passar a bola para um companheiro melhor colocado foi fominha e chutou encima do goleiro.
    4. Estadio do Tigres. Parece que está cercado de matagal tipo amazonico e só faltava mesmo aparecer um tigre de verdade ou o Zeca cantarolando.

  11. Leon da Cruz

    Valeu pelos três pontos, mas o time confirmou seu perfil esquizofrênico. Depois da grande atuação contra mulambada, assistimos no sábado a mais um show de horrores.

    Para piorar, uma transmissão com a dupla mais anti-Vasco da tv brasileira. Edinho e aquele narrador carequinha. Muita depressão para um sábado.

  12. Pingback: Hora de dar o braço a torcer | Vasco Expresso

  13. ZE VASCAINO - RJ

    O time dessa vez não jogou nada, precisa ganhar jogando bem, precisa transmitir confiança. Fica expectativa do atacante que a diretoria vai anunciar, quem será?

  14. Gilberto SOARES SC

    JC eu acho o Riascos muito abilidoso, entorta os adversários com muita facilidade, mas não tem cacuete de matador. Eu deixaria ele no time, e colocaria um homem de área, como Tales, ou outro da base, ou uma contratação.

  15. Juvenal

    JC fiz um longo comentario e ao enviar apareceu
    “esta pagina não está dispon ivel”. O que que aconteceu?

  16. Thebar Augusto Guedes

    Seis por meia dúzia. Agora com a convicção da classificação, obviamente Jorginho irá testar Talles de início e provavelmente colocará Riascos no lugar de JH, dando oportunidades a Éder Luiz.

    Riascos tinha começado o ano de uma forma surpreendente, voltou a ser o Riascos que todo mundo conhece, mas perceba galera, Talles entrou e só apareceu em campo na cabeçada fatal, com Riascos o time tem mais mobilidade na entrada e dentro da área, tb não dá pra manter um cara como nosso 9 titular com a incompetência nas finalizações que chega a dar pena, pois esforçado Riascos é, portanto JH que não aparece de maneira alguma deve sair, Talles deve ir para o lugar de Riascos e esse deslocado como segundo atacante, essa seria a minha primeira mexida, testaria para o lugar de Nenê que não poderá jogar, o Rúlio centralizado na criação e com muita liberdade, não me conformo que o artilheiro da Libertadores não consiga fazer um gol sequer, gostaria de vê-lo nessa função, Rafael Vaz, chuta melhor que todos nossos atacantes juntos, por isso testaria ele no lugar do Rúlio, fechando assim o meio campo, seria aí de cara uma nova formação e com 4 mexidas que com certeza daria uma nova possibilidade ao time.

    Não adianta blá. blá, blá, tá na cara que Riascos e Talles não inspiram confiança para a temporada de 2016. temos que contratar um atacante de verdade, abrir o cofre para honrar nossa tradição, de quebra tirar o peso das costas dessa dupla e assim acredito que eles vão crescer como jogadores.

  17. BJ

    Proposta de time:
    Martin
    Madson, Rodrigo, Luan, Julio Cesar
    Marcelo Matos e Rafael Vaz ( tentaria coloca-lo no time como volante)
    Andrezinho e Nene ( com muita liberdade de criação)
    Eder Luis e Thalles

    Não da mais pra JH e Julio Santos. Riascos começou razoavelmente mas fazer gol em madureira e america qualquer um faz. O Fred está deitando em cima de times pequenos mas sabemos que contra times grandes o atacante precisa ser realmente decisivo.

  18. Carlos Couto

    Quantos anos srão precisos para o Vasco contratar um camisa 9? Padecemos desse mal há anos e fomos rebaixados duas vezes por falta desse jogador e um bom goleiro. Se não temos grana, ao menos dêem chance para algum garoto da base, afinal o que não faltam são jogos sem expressão para testes.

  19. Amado Peixoto

    Uma coisa que eu não entendo sobre o Jorginho/Thalles. O Jorginho diz que confia nele e etc, mas prefere manter o Riascos que mata todo contra ataque, que perde gols que nem o Herrera perderia e é menos 1 em campo! Se ele confia tanto, pq não coloca o Thalles de titular? Ou ele so confia nele pra entrar na metade do segundo tempo?
    Jorge Henrique não dá pra entender no time. Madson errando tudo não dá pra entender. Riascos idem. São três jogadores que não tem acrescentado em nada ao time, pelo contrário, e não saem nem a pau do time!
    Uma coisa a se citar sobre o Nenê: tem certos jogos que ele prender demais a bola, tenta jogada individual demais quando podia fazer o simples. Quanto mais fácil o adversário, mais ele faz isso! Tem hora que chega a me irritar isso.
    Vamos ver como o time vai se comportar sem ele no próximo jogo, não que o adversário seja um perigo tbm, mas é bom não ficar tão dependente dele.
    SV

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s