Só dá ele. Até quando?

A dúvida que a torcida pode ter com a atuação do Vasco na sua vitória sobre o América por 3 a 1 é a seguinte: as dificuldades que tivemos na partida foram fruto da qualidade do Mequinha ou das nossas limitações? Escolhendo a segunda opção, que parece ser a mais óbvia, podemos desdobrar essa dúvida em várias outras.

Por outro lado, quem viu o jogo também confirmou uma certeza: sem o Nenê, a vida do Vasco seria muito mais complicada. Mais uma vez, só deu o camisa 10 na equipe do técnico Jorginho.

E é o Jorginho quem mais deve agradecer ao melhor jogador do seu time. Mantendo a escalação do jogo contra o Madureira, mais uma vez vimos o Vasco ter muitas dificuldades na etapa inicial. Com Nenê marcado de perto e um forte bloqueio feito pelos donos da casa, não conseguimos levar muito perigo ao gol americano. A tal “valorização da posse de bola” foi, durante boa parte dos primeiros 45 minutos, apenas uma troca de passes sem qualquer objetividade na nossa própria intermediária. Só conseguimos abrir o placar numa das poucas jogadas pelos lados do campo, com mais uma infiltração do Madson, que para o frenesi da imprensa esportiva carioca, terminou com o lateral sendo derrubado. Mais um penal para o Vasco, mais uma cobrança perfeita de Nenê.

Aberto o placar, voltamos a ver as dificuldades defensivas do meio de campo armado pelo Jorginho. O América passou a ficar mais tempo no nosso campo e nosso meio de campo não conseguia marcar com eficiência. Por muito pouco não sofremos o empate antes do intervalo, o que não aconteceu apenas porque o velhusco Jean não chegou a tempo de empurrar a bola para o gol vazio.

Na volta do intervalo, Jorginho novamente colocou Yago Pikachu no lugar de Mateus Vital e mais uma vez o Vasco melhorou, mas as chances de gol não surgiam. Até que aos 20, Nenê mais uma vez resolveu a parada: levantou uma bola na medida para Riasco acertar um inacreditável voleio para as redes. 2 a 0.

A vantagem no placar fez o Vasco relaxar e o América voltou a crescer no jogo. E aos 32, o atacante Leandro Aguiar avançou pela esquerda, entortou o Luan e diminuiu. A lembrança de vários empates bobos que nos levaram ao rebaixamento em 2015 chegou a aparecer, mas foi por pouco tempo. Mais uma vez Nenê, recebendo boa bola após a único lance decente do Rúlio dos Santos em 2016, centrou na medida para Rodrigo, que só teve o trabalho de empurrar a bola para o gol. O América ainda seguiu na luta, mas tirando alguns chuveirinhos sem consequência e uma bola no travessão no último lance da partida, não chegou a ameaçar nossa vitória.

Com os três pontos, as dificuldades inesperadas nem chegam a ter maiores consequências. Mas não podemos ignorar que muitos dos problemas que tivemos parecem ter sido causados pelas opções do Jorginho. Sua insistência com a escalação do meio de campo que começou as duas partidas no Carioca segue não sendo capaz de dar a proteção necessária à zaga e ainda deixa o time numa dependência extrema do Nenê (que também acaba sofrendo por ser o único alvo de marcações especiais). Enquanto nosso camisa 10 conseguir tirar da cartola os lances que nos garantem gols, ótimo. Mas contra adversários mais qualificados, certamente Nenê precisará de mais apoio do time na criação de jogadas. Espero que nosso treinador perceba isso o mais rápido possível.

As atuações…

Martín Silva – não teve muito trabalho, nem culpa no gol, mas é a segunda partida na qual foi muito econômico nas saídas do gol.

Madson – deve ter deixado orgulhoso o ex-lateral vascaíno Wagner Diniz – que estava presente ao jogo, nas arquibancadas – com as faltas sofridas quando subia ao apoio. Mais uma vez sofreu um pênalti, que nos rendeu a abertura do placar.

Rodrigo – fechou o placar marcando um gol de oportunismo.

Luan – foi bagunçado pelo atacante Leandro Aguiar no lance do gol do América.

Julio Cesar –  com sua discrição no apoio, poderia ter sido mais eficiente na defesa.

Julio dos Santos – não fosse o bom lançamento para Nenê no lance do terceiro gol, seria mais uma atuação na qual, nem de longe, justificou sua titularidade.

Andrezinho – se alguém tentou dar mais qualidade na saída de bola vascaína, foi ele. Mas o meio de campo segue deficiente na marcação.

Mateus Vital – apareceu mais para o jogo que na partida contra o Madureira, mas seu principal lance acabou sendo um erro de passe que matou um contra-ataque. Mais uma vez saiu no intervalo para a entrada do Yago Pikachu, que melhorou um pouco a cobertura pelo lado direito.

Nenê – prendeu demais a bola em alguns momentos, finalizou mal em outros, mas como continua sendo o jogador mais decisivo do time, nem dá pra criticar muito. Com mais um gol (novamente de pênalti) e duas assistências, o camisa 10 do Vasco já acumula, em sete gols marcados pela equipe, dois gols e três assistências.

Jorge Henrique – errou menos que no jogo anterior, mas ainda não contribui o bastante para manter o status de titular absoluto. Novamente foi substituído pelo Eder Luis, que poderia ter marcado um gol, mas finalizou mal após puxar um contragolpe em velocidade.

Riascos – outra atuação bipolar (dando motivos tanto para aplausos como para xingamentos) e outra partida marcando gol, o de ontem um golaço de voleio. Saiu para a entrada do Matheus Índio, que só apareceu ao desperdiçar uma boa jogada tentando um drible quando poderia ter passado a bola.

***

Lembrando a todos que o segundo turno do Prêmio Top Blog já começou e esse humilde bloguinho precisa mais que nunca da ajuda de vocês para ganhar essa taça. Para dar aquela moral ao Blog, basta votar – o maior número de vezes possível – clicando no banner que está aí na lateral direita da página ou clicar aqui.

***

Lembrem-se de curtir a fanpage do Blog da Fuzarca no Facebook e seguir o Blog da Fuzarca pelo twitter @jc_CRVG. E os usuários do Gmail também podem incluir a página do blog no Google Plus.

Anúncios

35 Comentários

Arquivado em Atuações, Resenhas, Vídeos

35 Respostas para “Só dá ele. Até quando?

  1. ODILON c SILVA

    Precisa pensar grande, o pesadelo euriquista parece não ter fim.

  2. jota - ES

    Jotacê, procede o que acabo de ser informado, tomando minhas itaipavas na pracinha do bairro – eita calorão, sô – de que o Vasco não vai disputar a segundona, pois vão formar uma tal liga nacional?
    SV

  3. helder francisco tavares da rocha

    JC com esse Vasco que esta ai voçe nao precisa escrever posts novos em 2016, basta repetir os de 2015. Abraços e boa sorte.

  4. Beto

    http://www.netvasco.com.br/n/174218/vasco-tenta-manter-riascos-que-tem-contrato-so-ate-maio

    Eu espero que essa notícia seja mentirosa. Riascos é fraquíssimo, nao é possível que estejam se iludindo com gols em c. Estadual. Se for verdade, eles não aprendem mesmo…

  5. JC e Galera – Não vi o jogo; apenas acompanhei pela transmissão radiofônica e com as imagens e comentário do G1. Mas ficou-me a impressão que:
    1) nossa defesa continua desguarnecida e os adversários trocam passes, livremente, no meio campo e até próximo à nossa área, sem que haja um combate cerrado e efetivo; e de vez em quando os zagueiros cometem alguma pixotada ou, digamos, “infeliz jogada”.
    2) não há deslocamentos eficientes dos jogadores do Vasco, inclusive e principalmente dos atacantes, para que o passe seja bem aproveitado. Isto faz com que a bola retorne à defesa;
    3) com isso os laterais, ou melhor, o lateral direito é acionado com um passe longo que nem sempre produz efeito. E como não há cobertura eficiente, o perigo ronda nossa área.
    4) como todos sabemos a distribuição de jogadas vascaínas é quase que toda ela feita pelo Nenê. Que sempre tem dois marcadores, ou três. Quando ele não consegue furar a retranca ficamos sem jogada.
    Talvez o Yago Pikachu possa vir a ajudá-lo, se for convenientemente treinado para isso
    5) Apesar do recente e feliz desempenho do Riasco, é evidente que precisamos de um bom rpt bom goleador.
    Espero que o Jorginho já tenha observado essas falhas e organizado planos para corrigir essa situação, mesmo desagradando Rulios e “Tulios”. Abraços vascaínos.

  6. Thebar Augusto Guedes

    7 gols em 2 jogos!

    Isso me fez pensar em como o Cariocão é enganoso. Esse elenco chegou ao Vasco com uma missão impossível e quase conseguiu, de nos livrar do pesadelo do próximo semestre, mas tanto esse elenco quanto o desastroso, horrendo, ridículo e pior de nossa história que antecedeu a chegada de Nenê e cia, não conseguiu fazer 3 gols em uma única partida, foram 38 partidas e o máximo que conseguimos foi balançar raramente a rede por duas vezes em uma mesma partida. Conseguimos com nosso ataque a proeza de ficar 7 jogos sem fazer gols e tomamos 15 nesse período fechando esse ciclo com chave de ouro naquele histórico 6 x 0 pro Inter.

    O que mudou? Certamente estamos mais entrosados, é claro que os adversários são mais fracos, tivemos uma arrancada sensacional no fim do brasileiro porque o time se ajustou mas não dá para acreditar que iremos até o fim do estadual sem uma boa referência de ataque, “parabéns Riascos espero que isso eleve sua confiança e que vc dê a volta por cima definitivamente”, e que encararemos a série B sem reforços de peso para esse setor.

    Só espero que essa diretoria não cometa o erro de ficar pegando jogadores com potencial de outros clubes que estão encostados por empréstimo como fez a passada, fez time sem o mínimo tesão de vestir nossa camisa e de nos honrar na série B, jogou o básico para voltar e foram 7 meses de tédio, não dava gosto nem de ver o time. 5 a 0 pro Havaí em São Janu etc….

    Riascos é jogador do Cruzeiro e se continuar balançando a redes como vem fazendo com certeza a raposa vai querer ele de volta para o Brasileirão, resta saber se isso é fogo de palha ou se Riascos é melhor como centroavante, como um 9 de verdade, gostei do estilo do gol de cabeça na estréia, como manda o figurino e como fazem os grandes a- tacantes, cabeçada pro chão no canto fugindo do goleiro, gostei tb do toque de primeira no quarto gol contra o Madureira e obviamente do gol à lá Bebeto contra o América. Início promissor, seu posicionamento como primeiro atacante parece que está dando certo, abre o olho Eurico!

    Vejo muitas reclamações a respeito do Júlio dos Santos, mas entendo que o Jorginho está usando os fracos adversários para testar formações e apesar das reclamações fizemos 7 gols em dois jogos e tomamos 2. Prefiro deixar ele trabalhar, usar seu conhecimento, buscar alternativas, tenho certeza de que ele achará a melhor formação para o time.

    Abraços para toda nação Vascaína.

  7. Bruno Rosa

    Cara, curto teu blog, mas resumir a atuação do Rodrigo à “marcou gol” sendo q errou o jogo todo e foi ele quem cedeu o contra ataque que resultou no gol do América e resumir a atuação do Luan, q foi um verdadeiro cherife, tanto nos botes quanto nas interceptações à ” foi entortado ” é crítica de quem só viu os melhores momentos.

    • JC Barbosa

      Quem me segue no Twitter sabe que não vi só os melhores momentos. No mais, parece que vc também não reparou que o Luan também cedeu dois contra-ataques em saídas de bola erradas. Não citei o fato pq já tinha falado sobre isso na última partida, quando ele também cometeu esse erro.

    • Germano

      Bruno, me desculpe, cada um tem sua opinião, mas o fato é: o Luan foi intortado, aliás, continua sendo o maior responsável pelos gols que temos sofridos. Blz, vc gosta do garoto, acha ele promissor, direito seu, mas ele mantém desde que surgiu no time principal, a cina de continuar contribuindo com os gols adversários, qdo o time é fraco, sempre 1 gol. Se for um time mais arrumado, 2, 3. Só lembrar que ele participou daquele time horroroso que vai disputar a série B, e que por vezes parece que o torcedor vascaíno se esquece de tão ruim que era aquele time. Aliás esse mesmo time aí, que parece que foi campeão do returno para alguns, mas que de FATO, passou muito longe disso e foi REBAIXADO!!

  8. Luiz Afonso

    Gostei do Pikachu, nas poucas vezes que ele foi acionado. Agora, alguém tem que avisar que ele não está disputando a liga Pokemon, o objetivo não é quebrar o adversário…

  9. jota - ES

    Jotacê, o que lhe custa dar uma resposta àqueles que te pedem?
    SV

    • JC Barbosa

      Nada, quando há a possibilidade. Quando se passa o dia na rua, sem um computador na frente e sem bateria no celular, aprovar os comentários é o que dá pra fazer.

  10. ZE VASCAINO -RJ

    Estou preocupado com esse time, o que poderia acontecer quando pegarmos um time melhor tecnicamente, uma defesa aberta, sem proteção, Éder Luis e Jorge Henrique muita correria, pouca objetividade, também não fazem gols, a dependência constante do Nenê. Acorda diretoria lesada.

  11. Foi um jogo de sono, de beber e esquecer o primeiro tempo. Que jogo horrível. O Vasco está totalmente deficiente no meio de campo, sem marcação e saída de bola e porra do Jorginho insiste no erro! Sinceramente o placar dos dois jogos não foram justos! Quando pegar alguma equipe mais qualificada vamos sofrer com essa formação e total dependência do Mestre Nenê.
    Bom Carnaval a todos. Abraços Vascaínos.

  12. Juvenal

    Jc – li toda sua análise do jogo antes de comentar. Perfeita sua abordagem.
    Realmente dependemos demais do Nene e de menos do Paraguaio. Porisso acho que ele tem que ir para o banco e entrar com Diguinho p.ex.
    Mesmo sem ser um classico centroavante o Riascos consegue fazer seus gols. Ainda bem que em 2 jogos fizemos 7 gols, mas é claro que não dá para comparar o Carioca com o Brasileiro. Esse vai ser nossa prova de fogo em campo e fora dele, porque nunca o Vasco viajou tanto como terá que fazer este ano, voando pelo Brasil de ponta a ponta, desde Belem até Pelotas.

    • jota - ES

      Meu caro Juvenal, o fato de o Vasco viajar muito, “desde Belém até Pelotas”, não quer dizer muita coisa. Se disputássemos a “A”, teríamos do mesmo jeito de viajar de Recife até Porto Alegre. O nosso problema é a falta de confiança que temos em pelo menos meia dúzia de atletas, que erram passes curtos, e em 80%, os passes longos são interceptados pelos defensores adversários. Mas vamos que vamos. Nossa próxima partida é das mais difícies contra os “pequenos”. O Voltaço será um bom termômetro para avaliarmos o Vasco. Se passarmos bem pelo Volta Redonda, temos muitas chances de passarmos tb pelos mulambos. No Vasco, e eu já disse aqui, acredito muito no Martin Silva, no Luan – tem que estar mais ligadaço no jogo -, no Rodrigo – tem que ser mais humilde, menos violento e mais comprometido -, no Madson, no Andrezinho, no Nenê – prender menos a bola e acreditar mais nos companheiros – e no Riascos. Esse eu vaticinei que seria a bola da vez. Joga sério, luta, vejo-o comprometido com a torcida, quer seu lugar ao sol, e me parece que há muita alegria nele em ajudar o Vasco. Cabe ao Jorginho avaliar melhor essa meia dúzia – dentre os quais o Jorge Henrique – para que tenhamos um time mais competitivo, mais confiável.

      Saudações fraternas, meu cro, e um feliz carnaval para todos aqueles que podem desfrutar desses 8 mil quilômetros de litoral, praias, que tanto nos encantam.

  13. ALLF

    Olá JC, tudo certinho

    Onde se lê WAGNER LUIZ, Leia-se WAGNER DINIZ beleza?
    Fiquem com DEUS

    Antônio Loss

  14. O Jorginho ta de brincadeira , Julio Lesma dos Santos o melhor do jogo e pra morrer de Raiva, esse time e irritante uma moleza so, o Gallo tem que ser titular desse time o Vasco melhorou ano passado com ele , o Mateus Pet tem que ir mais devagar com o garoto, o outro menino Indio entrou pra dar 02 contra ataques pro America , acho que esse ano na segundona vai ser sufoco, nao vai ser esse moleza que tao falando os torcedores , vejo o ano muito dificil com esse time , tem que contratar pelo menos 03 jogadores de qualidade.Saudaçoes Vascainas.

    • Beto

      Li uma matéria agora sobre esse treinador encantado com o tal Rulio. Uma brincadeira de mau gosto. Vi parte do jogo contra o Madureira na Band e parte do VT contra o América no Sportv. Nada do que esse jogador está fazendo o Bruno Gallo já não fez muito melhor. Bruno Gallo deveria ser titular absoluto nesse time, ele sim, pode evoluir, é 5 anos mais jovem que tal o Julio. Este se arrasta em campo e marca ninguém, até hoje lembro do gol de empate do Avaí, esse cidadao assisitindo o jogo dentro do campo sem marcar ninguém.
      O Vasco vai acabar perdendo o bom jogador Bruno Gallo por causa dessa palhaçada desse professor pardal.

  15. Germano

    Me preocupa as “burrices e teimosias” do Jorginho, começou o ano insistindo nesse Júlio dos Santos, e continua a não assistir aos jogos do seu time, ao ponto de lançar tal pérola: “o Julio hj foi o melhor em campo”. Ou é cego ou é burro mesmo. Verdade, ganhamos os 2 jogos, excelente!! Porém a temporada está só começando. E quando vierem adversários de verdade? E qdo nene estiver suspenso?? Treinador tem que treinar o time e assistir pra ver os erros e acertos. Tapar o sol com a peneira não nos trará títulos!!

  16. José Carlos - RORAIMA

    Bom dia JC e amigos VASCAÍNOS.
    Antes feliz carnaval a todos. Tudo com moderação. Bebidas, mulheres e folia.
    Time se ajustando? Podemos dizer que sim.
    Agora pelo jogo de ontem, tem momentos que lembram o VASCO de 2015.
    O time se liga no 220 e pouco tempo depois, dorme, se desliga. Parece mais a energia servida pela ELETROBRAS aqui em RORAIMA. Efeito vagalume, Liga – Desliga.
    Como resultado muito bom novamente.
    S/V

  17. Tem coisas no futebol que a gente olhando de fora não consegue entender. O time saiu daquela água no ano passado depois que o Bruno Gallo entrou no time. Fecha bem os espaços e tem boa saída de bola. Esse ano simplesmente o cara foi barrado por um menino de 17 anos que, por mais talentoso que seja, está longe de estar pronto. Julio dos Santos volante!? Só posso creditar essas escalações bizarras a experiências de início de temporada, contra timecos de quinta categoria. Por que se isso é um esboço do que ele pensa mesmo, vou concluir que o Jorginho é um Renato Gaúcho evangélico. Um animador de grupo e ponto.

    SV.

  18. Gustavo P.

    Fala JC, voltando aos poucos das férias. Aproveitei pra tirar férias do Vasco também, afinal me estressa tanto nos últimos anos como a minha rotina de trabalho.

    As coisas não mudaram muito certo? Time muito meia boca, mas na minha opinião dá conta da série B. Para o Carioca tudo pode acontecer, afinal a rivalidade fala mais alto. Julio dos Santos continua no time, sempre arrumam um lugar pro cara, impressionante. Aquilo é um bonde. No ataque temos o motivado Riascos, que pelo menos está afim de alguma coisa esse ano. O Eder Luis continua o mesmo, corre, corre, corta pra direita, corta pra esquerda…… Enfim, o time é esse, não adianta falarmos muito sobre isso. O jogo de ontem foi fraco tecnicamente, tomamos pressão do América mas conseguimos a vitória. Esse tipo de jogo será a nossa rotina esse ano.

    Como não comentei antes, o novo Programa de Sócios é lamentável e fica claro o objetivo desses mafiosos que estão no poder: se manterem por lá até quando der e depois ainda colocar os filhos. É triste mesmo e não vejo luz no final do túnel. Abraços a todos e bom carnaval.

  19. jota - ES

    Como eu não tenho sky, me contento em ouvir a narração e aquele minuto a minuto. O locutor certa feita disse: o Riascos não consegue se posicionar direito. Ele vai para a esquerda, e a bola vai para a direita. Ele vai para a direita, e a bola vai para a esquerda. Não sei se é exagero, mas acho que o Riascos está a fim de jogar, com vontade, raça e alegria, e minha percepção é a de que ele vai nos ajudar muito. Mas como foi dito no post, a gente fica imaginando o Vasco sem o Nenê – que em certos lances acha que a bola é dele – mas sem ele ficamos com aquela pulguinha atrás da orelha.
    SV

  20. Leon da Cruz

    Esse time do Vasco é tão ruim que consegue deixar até o América fazer uma graça. Levou um golaço (com direito a drible para deixar zagueiro nosso caído, procurando a bola) e ainda quase cedeu o empate na sequência. Ao contrário de muitos por aí, suspeito de que esse time terá imensas dificuldades na série B. Os bons resultados da sequência final da série A de 2015 são enganadores, quando jogamos contra vários times já desinteressados pelo campeonato. Além disso, a série B é muito mais correria e força do que a série A. Temos um time tão lento e displicente quanto o de nossa última passagem pela série B, mas desta vez não temos o talento (inconfundivelmente preguiçoso, diga-se) de um Douglas, que fazia gols salvadores de falta e deixava com frequência companheiros na cara do gol.

    Alguns detalhes dignos de nota sobre o jogo de ontem:
    (1) Jorginho está procurando pelo em ovo com essa ideia de escalar o Julio dos Santos como primeiro volante. Ontem foi envolvido em vários lances pelo time do AMÉRICA! Se pegar um time um pouquinho mais veloz e competente, é saco.

    (2) Nenê está se achando dono do time e se mostrando bem babaquinha. Ontem deu dois esporros exagerados, fazendo jogo de cena para a galera e as câmeras. Um, se não me engano, no Mateus Pet, o outro no nosso dublê de pocket monster japonês. Esse comportamento do Nenê é perigosíssimo para o grupo. É coisa que só um Romário ou Edmundo tem moral para fazer. E olhe lá. Só com time voando em campo.

    (3) O que é esse tal de Matheus Índio? Segunda vez que esse moleque entra em campo fazendo merda. E claramente a merda não é por insegurança ou nervosismo. Ao contrário, parece excesso de confiança e o peso da máscara de Tutancâmon que carrega. É um driblezinho a mais, uma passada de pé em cima da bola… Na boa, pode até ter muita qualidade (o que eu, sinceramente, ainda não vi), mas desse jeito não tem vaga nem no meio campo do América. Alguém precisa conversar muito com o moleque… ou, então, deixá-lo mofando nos juniores até tomar tenência.

  21. Fala JC.
    O incrível foi o Jorginho dizer que o Rulio, foi o melhor jogador em campo! Só deve ser um estratégia para o cara ganhar autoestima! E quanto ao Indio, o cara só fez merda, perdeu duas bolas que geraram contra ataques perigosos. Mas no geral o time esta jogando muito melhor do que o esperado pela torcida, frente as raras contratações. Provavelemnte se tivesse feito isso no ano passado ao invés de contratar um caminhão de bosta, provavelmente não teríamos caído.
    Outra notícia boa vai ser a inacreditável grana que o Vasco vai ganhar pela transferencia do Alex Teixeira, um verdadeiro negócio da China. Cerca de 10 milhões de reais. Mais que a Caixa queria pagar inicialmente!

  22. Dimas Costa

    JC MEU CARO!!!

    Nosso time tem facilitado pra vc escrever os pós jogos!! São sempre as mesmas atuações. Importante pontuar nesse inicio pra não se complicar mais na frente, obrigação é chegar nas finais. No mais, só corrige o nome do Wagner Diniz.

    Abr,

  23. Ao Vasco, tudo !!!

    JC,
    Você está vendo o copo meio vazio !

    Abraços

  24. José Luis Soares

    JC , esse garoto que fez o gol do América, parece ser um bom jogador. Tem habilidade e velocidade. Na pobreza de atacantes que estamos, ele não poderia ser uma opção ?

  25. Uma sugestao JC tira o Ruim dos Santos e o Mateus pet e coloca o Bruno Gallo e o Diguinho

    o que vc acha ?

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s