Pagando por 2015

taxmanEurico Miranda deve ir a Brasília resolver a renovação do patrocínio da Caixa Econômica após o carnaval. O principal problema é que o banco estatal quer diminuir o valor investido e a diretoria quer manter os R$ 15 milhões do contrato firmado ano passado.

O problema é a falta de argumentos do presidente para conseguir o que quer.

Lembremos como foi a renovação feita em 2015. O Vasco fechou em maio o acordo de R$ 15 milhões até 31 de dezembro do mesmo ano. Para a diretoria, foi uma vitória: manteve-se o valor conseguido pela gestão Dinamite por um ano de contrato, mas por um compromisso de apenas sete meses.

O que a diretoria esqueceu de falar – e seus defensores fizeram questão de esquecer – é que o clube seguiu exibindo a marca da Caixa entre os meses de janeiro e maio, mesmo sem ter um contrato com o banco. Ou seja, na prática, os sete meses de contrato eram 12. Exatamente como o contrato da gestão Dinamite.

A diferença crucial era a seguinte: a Caixa pagou R$15 milhões em 2014 quando disputamos a série B. Já o Dotô aceitou o mesmo patrocínio disputando a Série A. Levando em consideração a exposição da marca (ainda mais com o título carioca do ano passado e a luta contra o rebaixamento, que colocou o Vasco em grande evidência nos últimos meses do ano), a CEF teve uma entrega MUITO maior pagando os mesmos valores do ano anterior.

Resumindo: a diretoria acabou rebaixando o valor da nossa marca com o contrato firmado com a Caixa em 2015. E agora, que argumentos terá o Dotô para convencer à Caixa a valorizar o Vasco se o próprio clube não o fez ano passado?

Mesmo utilizando como argumento o tamanho da nossa torcida, não há como negar que a exposição da marca na Série B não será, nem de perto, a mesma que teria na elite. Para a Caixa, não adianta nada termos milhões de torcedores em todo o Brasil se seu logotipo não aparecer na mídia.

Será preciso muita lábia para convencer os homens do marketing da CEF, não para manter os R$ 15 milhões, mas para não reduzir bastante esse valor. Para dar um exemplo, o Galo, um dos melhores times da atualidade e que disputará a Libertadores, receberá R$14 milhões da Caixa. A troco de que o banco pagaria mais para quem aparecerá menos na cobertura esportiva?

Olhando para essa questão de uma maneira mais ampla, podemos dizer o quanto o planejamento – ou a falta de, pra ser mais exato – em 2015 prejudicará o Vasco esse ano. Ficou-se na tal “responsabilidade fiscal” até onde foi possível, depois os cofres foram abertos quando já não havia tempo para nos salvar da queda. E agora, além de estarmos fora da elite, vemos as receitas fatalmente diminuírem por conta disso.

Só nos resta torcer para que o Dotô esteja com o papo afiado e consiga um bom acordo com a Caixa, o que parece ser muito difícil. Caso ele tenha sucesso, merecerá todos os elogios possíveis. Caso não tenha, teremos a confirmação de que começamos a pagar em 2016 pelos erros cometidos ano passado.

***

Lembrando a todos que o segundo turno do Prêmio Top Blog já começou e esse humilde bloguinho precisa mais que nunca da ajuda de vocês para ganhar essa taça. Para dar aquela moral ao Blog, basta votar – o maior número de vezes possível – clicando no banner que está aí na lateral direita da página ou clicar aqui.

***

Lembrem-se de curtir a fanpage do Blog da Fuzarca no Facebook e seguir o Blog da Fuzarca pelo twitter @jc_CRVG. E os usuários do Gmail também podem incluir a página do blog no Google Plus.

Anúncios

33 Comentários

Arquivado em Notícias, Patrocínios

33 Respostas para “Pagando por 2015

  1. Pingback: Pra tirar a dúvida | Blog da Fuzarca

  2. Paulo Araujo

    Se dependermos dos “argumentos” do MENTIROSO, FANFARRÃO e PÉSSIMO GESTOR, estamos, como era de se esperar, literalmente FODIDOS E LASCADOS…! Se dependermos da “imagem” do truculento dirigente, para correr atrás de outro patrocínio, estamos PRA LÁ DE FODIDOS E LASCADOS…!
    Mas o pior é constatar a arrogância e a desfaçatez desta triste figura, na apresentação do novo “plano de sócios” lançado ontem. Basta o MENTIROSO, DISSIMULADO, ENGANADOR DE IDIOTAS, “alfinetar” o rival, para surgirem uma penca de imbecis para “bater palminhas” e ficarem “felizinhos”; sem “se lembrar” da GRANDE MERDA em que este PÉSSIMO, HORROROSO, ULTRA-HIPER-SUPER INCOMPETENTE dirigente SEMPRE NOS COLOCOU, desde 2001…!!! Sem “se lembrarem” que “o rival” é quem CONTINUARÁ nos SACANEANDO DE VERDADE, por, MAIS UMA VEZ, passarmos a maior parte do ano “na PERIFERIA”, MUITO LONGE DO PALCO PRINCIPAL, disputando a Série B do campeonato MAIS IMPORTANTE do país…! Deixem de ser IDIOTAS e parem de ser ENGANADOS por este espertalhão, cujo ÚNICO VERDADEIRO “projeto” é SE PERPETUAR NO PODER e CONTINUAR SE SERVINDO DO CLUBE…!!! E o USURPADOR, TIRANO, DITADOR e PÉSSIMO dirigente ainda tem o DESCARAMENTO, O CINISMO, de fazer menção ao “passado histórico do clube”…!!!??? SACRILÉGIO…!!! INSULTO…!!! ABERRAÇÃO…!!! Como alguém DECENTE pode “agüentar calado” este CÍNICO, DESCARADO e PÉSSIMO dirigente se referir ao lindo passado histórico do Vasco, de defensor e lutador da LIBERDADE e da DEMOCRACIA, no exato momento em que USURPA, ROUBA, RETIRA, IMPEDE o DIREITO DOS TORCEDORES INGRESSAREM NO QUADRO SOCIAL E TER O SAGRADO DIREITO AO VOTO…?????????? !!!!! Mas já se esperava a MERDA que seria conseguir retirar novamente esta PRAGA do poder. Se em sua PÉSSIMA GESTÃO anterior o FRAUDADOR DE ELEIÇÕES colocava “até DEFUNTO PARA VOTAR”, imaginem o que não fariam e CONTINUARÃO FAZENDO esta “patota”, UNICAMENTE INTERESSADA EM SE PERPETUAR NO PODER e CONTINUAR SE SERVINDO DO CLUBE…???!!! “Parabéns” aos IRRESPONSÁVEIS que devolveram o poder aos casaquildos…!!! Pior que os IMBECIS que SE VENDERAM na última eleição, só os “beneuricos”; que PERMITEM e VIABILIZAM que o “feudo Miranda” se APODERE da instituição, FAÇA TUDO O QUE QUER e continue em seu MALDITO PROPÓSITO de transformar um ex-gigante num novo Olaria…!!!

  3. Alex-es

    A manutenção do valor do patrocinio diante da crise que se instalou no brasil em 2015 acabou ficando de bom tamanho.
    A previsão para 2016 continua muito ruim com aumento de desemprego e queda no consumo pelo que a manutenção do valor seria excelente e uma redução seria aceitável.

    • JC Barbosa

      Os motivos para se aceitar em 2015 os mesmos de 2014 podem ser justificáveis. Mas esses motivos não mudaram de 2015 para 2016. A crise continua e não vejo razão para um patrocinador pagar o mesmo valor por uma exposição menor, entendeu? O ano para se brigar por uma cota maior era 2015.

  4. celopereira

    JC, queria comentar algo completamente fora do assunto, mas penso que seja interessante.

    O jornal O Globo não renovou o contrato do Renato Maurício Prado.

    Fico me perguntando como esse cidadão conseguiu ficar tanto tempo num jornal importante como esse.

    Será que as organizações Globo estão finalmente limpando a casa?

    Nunca consegui entender como pessoas como o Renato M. Prado e José Roberto Wright conseguiram ou ainda conseguem ocupar espaços importantes na imprensa esportiva do Brasil.

    Está na hora da imprensa, que se diz tão independente, começar a limpar a sua casa. Vemos jornalistas por aí plantando notícias com objetivos que claramente não são para informar.

  5. celopereira

    Esse Eurico quando acerta uma dentro, manda sempre outra pra fora. O que esse cidadão tinha que falar sobre torcedor não saber votar?

    O brasileiro em geral não sabe votar e mesmo aqueles torcedores que porventura são (ou serão) sócios estatutários também não sabem votar.

    Ele tinha que ficar com essa matraca calada e deixar o marketing do Vasco juntamente com a empresa contratada para o programa de Sócio Torcedor tratarem do assunto.

    Esse cara é o maior anti-marketing do Vasco. Depois vai querer pedir aumento à Caixa. Doce ilusão…

    Esse programa de sócios poderá ser uma saída para o Vasco voltar a ser grande. O problema é que no Vasco o pessoal está sempre reinventando a roda.

    É inacreditável como a diretoria do Dinamite e agora a do Eurico fazem e desfazem quando o assunto é Sócio Torcedor. O Vasco já podia estar a arrecadar há muito tempo! Mas não, só começa e termina programa e sempre com as mesmas desculpas.

    Sinceramente para mim essa coisa de começar e recomeçar programa de sócios só tem uma explicação: ganhar “comissões” que também são conhecidas como propina. É muito vantajoso uma diretoria iniciar do zero um programa de sócios com uma empresa nova. Alguém vai levar um presentinho por ter escolhido a empresa A, B ou C.

    Vascaínos, para resumir: estamos todos bem ferrados pois no Brasil a cultura é sempre de querer se dar bem no curto prazo com os objetivos pessoais muito mais valorizados do que os objetivos comuns. Nenhuma diretoria ou governo faz coisas para daqui a 20 ou 30 anos pois não interessa no curto prazo.

    Cada dia que passa estou mais descrente no Vasco ,no Brasil e nessa gente que se diz brasileiro e vascaíno.

  6. Beto

    A “responsabilidade fiscal” do teto individual inicial e não da folha como um todo está custando essas dificuldades com a Caixa. E aceitaram, conforme bem observado por você, JC, os mesmos valores com o Vasco saindo da série B e indo pra A.
    Agora fica difícil argumentar…a visibilidade na série B será sensivelmente menor do que foi em 2015, onde o Vasco foi, acho que depois do corinthians, o clube com maior exposição.

  7. ODILON C SILVA ; CENTRO ; RJ

    Na verdade Eurico miranda deveria agradecer de joelhos ter pegado o club com esse patrocinio da CAIXA ECONOMICA FEDERAL, tenho certeza que seria quase impossivel naturalmente ele conseguir um patrocinio dessa envergadura,nao conseguiria mesmo………… Precisa tomar cuidado para nao ficar arrumando muitos problemas publicamente,sendo assim, tá arriscado a CAIXA ECONOMICA pular fora, voltaremos para SUPER MERCADO OCEANO,LOUZANGO, etc….Sem falar que em sua ultima gestão, Eurico Miranda conseguiu ficar anos e mais anos sem conseguir um patrocinador para o VASCO, depois ainda jogou a marca vascaina no lixo, quando assinou aquele patrocinio com HABBIB´ S de 28 mil mensalmente, então agradeça por encontrar esse patrocinio no clube,se perder ele, não vai arrumar outro igual…………………….Saiu o plano de associados euriquista, como era esperado, uma farsa, uma grande armação, assim como se elegeram comprando votinhos, esse plano de associados é outra lubridiação…………….Linha dura em São Januario, lei da mordaça, para aqueles que antes reclamavam de tudo, agora vão ter que ficar calados, com o rabinho entre as pernas, se assujeitando as ordens euriquistas, queira ou não……………………..Para uma diretória dura, que não tem recurso, que não gera recursos para o club, tinha que fazer isso mesmo, limitar o direito do associados, controlar os associados, fazer uma cortina de fumaça, enganar os ôtarios,criar uma impressão que são sérios, direitos, mais a realidade é outra……………….Tudo tá no esquemão, uma ala da impressa faz vista grossa para as coisas erradas do euriquismo, eles nem nem sente essas coisas,uma ala da impressa que nem é vascaino apoia Eurico Miranda, então ele sabe que ninguém vai reclamar mesmo, que ele pode fazer o que quizer, o VASCO tá lascado, o tempo mostrará isso………..Tudo isso é uma sina vascaina, um fardo pesado que os vascainos vão ter que carregar, um carma cruel, que eu tenho certeza, os vascainos não mereciam isso……………

  8. ODILON C SILVA ; CENTRO ; RJ

    Na verdade Eurico miranda deveria agradecer de joelhos ter pegado o club com esse patrocinio da CAIXA ECONOMICA FEDERAL, tenho certeza que seria quase impossivel naturalmente ele conseguir um patrocinio dessa envergadura,nao conseguiria mesmo………… Precisa tomar cuidado para nao ficar arrumando muitos problemas publicamente,sendo assim, tá arriscado a CAIXA ECONOMICA pular fora, voltaremos para SUPER MERCADO OCEANO,LOUZANGO, etc….Sem falar que em sua ultima gestão, Eurico Miranda conseguiu ficar anos e mais anos sem conseguir um patrocinador para o VASCO, depois ainda jogou a marca vascaina no lixo, quando assinou aquele patrocinio com HABBIB´ S de 28 mil mensalmente, então agradeça por encontrar esse patrocinio no clube,se perder ele, não vai arrumar outro igual…………………….Saiu o plano de associados euriquista, como era esperado, uma farsa, uma grande armação, assim como se elegeram comprando votinhos, esse plano de associados é outra lubridiação…………….Linha dura em São Januario, lei da mordaça, para aqueles que antes reclamavam de tudo, agora vão ter que ficar calados, com o rabinho entre as pernas, se assujeitando as ordens euriquistas, queira ou não…………..Para uma diretória dura, que não tem recurso, que não gera recursos para o club, tinha que fazer isso mesmo, limitar o direito do associados, controlar os associados, fazer uma cortina de fumaça, enganar os ôtarios,criar uma impressão que são sérios, direitos, mais a realidade é outra……………….Tudo tá no esquemão, uma ala da impressa faz vista grossa para as coisas erradas do euriquismo, eles nem nem sente essas coisas,uma ala da impressa que nem é vascaino apoia Eurico Miranda, então ele sabe que ninguém vai reclamar mesmo, que ele pode fazer o que quizer, o VASCO tá lascado, o tempo mostrará isso………..Tudo isso é uma sina vascaina, um fardo pesado que os vascainos vão ter que carregar, um carma cruel, que eu tenho certeza, os vascainos não mereciam isso……………

  9. Diego

    Boa JC… Foda foi a declaração do Eurico ….que sócio com direito a voto só estatutário, pq a maioria não sabe votar…nisso ele tá certo… Se soubessem votar ele não tinha ganho… Abração jc

  10. diego santana

    alguns equívocos seus..

    1 – ao contrário do q você disse, o dr. Eurico foi muito inteligente ao manter a CEF na camisa do Vasco no início do ano passado. não foi um mero patrocínio grátis, e sim uma sinalização clara que o clube tinha interesse em estender a parceria. e os 15 milhões em apenas 7 meses compensaram claramente os 5 meses de CEF na camisa. isso é muito óbvio, ora essa.

    2 – vc nunca está satisfeito. se o dr. Eurico aceitasse uma redução no valor do patrocínio da CEF (algo q o presidente anterior engoliria sem muita luta), você escreveria horrores sobre a postura submissa da atual diretoria. mas como a postura do nosso presidente é lutar pelo valor que o vasco merece, aí você já vem dizer que será difícil, etc… és do contra, hein companheiro?

    3 – e daí q o atlético-MG vai jogar libertadores e recebe menos q o Vasco? Ora, tem que receber mesmo! o Vasco é um time nacional, com torcida no país inteiro. já o galo é um time estadual, só tem fãs na terra do pão de queijo, uai! você já viu alguém no nordeste ou no norte dizer q torce pro atlético-MG??? o galo tem a metade da torcida do vasco. vai receber mais q a gente pq?? se jogar libertadores fosse motivo pra altos patrocínios, o bolivar e o cerro porteño seriam os clubes mais ricos do continente… rs. jogam libertadores todo ano por não terem concorrência interna. não entendi a sua lógica.

    4 – será q o dr. Eurico pode ao menos TENTAR?

    • JC Barbosa

      Os seus equívocos…

      1) sei que o dom da leitura não deve ser algo que sobre, mas não há qualquer crítica a se manter a marca da Caixa enquanto não se renovou o contrato (coisa que, aliás, TODOS os lobotomizados criticaram quando foi feita pela gestão Dinamite). E no fim do item, vc mostra toda a sua argúcia ao repetir que foram R$ 15 milhões em sete meses. Não, estafermo. Vc se decide: ou os meses entre janeiro e maio foram dados gratuitamente à Caixa ou o contrato foi de 12 meses. As duas coisas, ao mesmo tempo, não dá. Qualquer criança no primeiro ano primário sabe fazer essa conta.

      2) mais uma prova da sua incapacidade de compreensão. Eu não acho que o Dotô tenha que aceitar a redução. Aliás, é OBRIGAÇÃO de qq presidente tentar obter patrocínios maiores para seu clube. O que eu disse é que ele não deveria ter aceitado, em 2015, renovar pelo mesmo valor pago em 2014. Aí é que está o erro. Agora, o genial São Eurico não tem qualquer argumento para pedir a manutenção de um valor se a exposição da marca não será a mesma. Se vc ainda não entendeu, posso tentar um gráfico.

      3) Vc não entendeu a minha lógica por um motivo simples: vc é burrinho. Bastante, aliás. O Vasco poderia ter 100 milhões de torcedores. Se ele não aparecer na mídia, esses 100 milhões de torcedores não valerão DE NADA. Um exemplo bem primário pra ver se sua cabecinha compreende: o Faustão é uma pessoa só. Se ele resolve falar bem de um time todo domingo no seu programa, a exposição desse time será muito maior do que a exposição de qualquer clube que dispute a série B. Não se trata do tamanho de torcida, e sim do tempo de exposição da marca do patrocinador. Se o Galo terá mais jogos transmitidos em horário nobre, se suas campanhas vão render mais manchetes de jornais, a marca da CEF aparecerá mais. Entendeu a lógica agora? Se não entendeu, peça pro papai ou pra mamãe ajudarem.

      4) O Dotô já tentou entre 2001 e 2008 e não conseguiu nada. Voltou e, até agora, conseguiu um Carioca e um rebaixamento. Quem ficou falando tanto que era o maioral e fez tanto – inclusive comprou votos – para voltar, não, não pode tentar, não. Tem é que acertar tudo. Mas até agora, os erros são muito, mas MUITO maiores que os acertos.

    • JC, sério cara. Bloqueia essas euriquetes.. é sempre a mesma coisa, os caras ficam tentando deturpar a verdade para explicar o inexplicável!

  11. Juvenal

    O Bota não sai de São Janu. Muito estranho isso.
    O gramado vascaino agradece!. S[o mesmo o Ricardo Gomes pode matar saudades.
    Mas porque a Ferj mudou o jogo do Bangu de Moça Bonita para São Janu? Acho isso um absurdo, pois o mandante era o Bangu e jogo deveria ser la e não em São Janu. Hoje o Bota foi o mandante e o Vasco cedeu seu estadio mas no jogo anterior foi uma imposição absurda da Ferj. Aliás essa Ferja ´só anda causando confusões a toa!.

  12. Leon da Cruz

    Brilhante, JC! Texto perfeito.

    Vou agora dar uma de chato, mudando o assunto do post. Você pensa em escrever algo sobre o programa de sócio torcedor que foi divulgado hoje? Para antecipar algo que me surpreendeu (negativamente, claro, já que veio do Eurico): se entendi bem o novo programa de sócios concede ingressos e descontos para ingressos apenas para jogos em São Januário. Como assim??? O cidadão será sócio-torcedor e não terá qualquer desconto em jogos no Maracanã, Engenhão ou fora do Rio? A coisa ainda ganha tons de comédia quando descobrimos que há um plano específico de sócio-torcedor direcionado aos Vascaínos de fora do Rio e que estes também só terão desconto para jogos em São Januário…

    Está se falando muito sobre o programa não dar direito a voto em nenhuma de suas categorias. Eu acho isso um absurdo. Mas, neste aspecto, não me surpreendi. Não esperava nada diferente do Eurico e sua corja. Parece que ele ainda justificou a coisa dizendo que “A maioria não sabe votar”. É lamentável e vergonhoso ouvir isto do presidente do Vasco, clube emblemático em sua luta histórica a favor da democracia. Mas nada que nos surpreenda, né?

    • JC Barbosa

      O Vasco não poderia oferecer descontos em jogos que não fosse o mandante. Ainda assim, sendo o mandante, deveria dar descontos até em partidas realizadas na Lua.

      • Leon da Cruz

        Entendi. Faz sentido, JC. Mas tenho, por exemplo, um amigo mulambo que mora fora do Rio e consegue, às vezes, descontos e ingressos gratuitos por sorteio para jogos fora do Rio nos quais a mulambada é visitante. Provavelmente, a diretoria adquire ou ganha esses ingressos e os repassa ao sócio-torcedor… Além disso, se não me engano, ele tem prioridade para compra de ingressos em jogos na cidade em que mora. Mas talvez o novo programa do Vasco também dê essas vantagens…

      • Isso é fácil de se fazer JC. É só o Vasco cobrir o valor de parte desses ingressos q não é mandante. Entendeu?

      • JC Barbosa

        Sem o controle da venda de ingressos, como seria feito? o Vasco daria antecipadamente metade do valor dos ingressos de visitantes para o mandante? E se não fossem vendidos todos? Ou o mandante daria o desconto e depois passaria a conta para o Vasco? E aí teríamos que contar com a honestidade dos adversários sobre o número de ingressos vendidos para a torcida do Vasco? E se a procura fosse mais baixa que o esperado e a torcida mandante comprasse parte dos nossos ingressos de visitantes? Ou o contrário, se a torcida do Vasco comprasse além da cota de visitantes?

        Não vejo qualquer facilidade nisso. Acredito, aliás, que isso não seja logisticamente possível.

  13. carlos

    Enquanto o “doto” e sua legião criticam a grobo e vivem pedindo dinheiro para a mesma. O Santos bateu de frente com a poderosa e, pelo que li, já está assinando para 2019 com outra emissora.

    Parabéns Santos pela coragem que um dia o Vasco teve!

  14. oliveira

    Cara,

    Como vc pega pesado com a atual diretoria. Vamos la’ aos fatos: O Euriquinho comecou no ano passado a trabalhar como administrador de futebol, o Angioni e VP do Taxi nao ajudaram na construcao do time, e o Doto estava preocupado com o respeito (entre linhas isto foi resolvido pagando ao Ze do Taxi 8 milhoes e livrando o doto da divida de 3 milhoes). Alem do mais, o doto deixou seu filho com um so criterio: teto salarial. Quando a vaca foi pro brejo, o filhote nao teve tempo pra corrigir a situacao.

    Voce esta vendo com o estagiario esta resolvendo as coisas este ano? Nao temos Erick Bolt contratado e o doto esta ajudando mesmo doente. Entao vamos dar mais apoio e criticar menos (sarcasmo off)!!

    • JC Barbosa

      Discordo completamente. Apoiar não elimina a necessidade de críticas. E críticas devem ser feitas sempre que necessárias. Isso não é falta de apoio, pelo contrário, é evidenciar um ponto de vista que procura o melhor para o clube.

      De qualquer forma, como assim o “Angioni e o Zé do Táxi não ajudaram na construção do time”? Uma penca de jogadores que vieram eram ligados a ambos. E, de qualquer forma, isso seria mais um motivo para críticas: se ambos não fizeram nada, pq pagar o Angioni? Pq dar uma VP para quem não trabalha?

      Eu não pego pesado, não. Muito pelo contrário, aliás. O terceiro rebaixamento, vindo de quem sempre disse que isso nunca aconteceria com ele no comando, era pra ser criticado todo dia ininterruptamente.

  15. Ferreira

    Posso estar enganado, mas, talvez, esse post possa estar prestando um desserviço ao Vasco. Não sou euriquista, tampouco discordo do muito que você fala por aqui, porém, neste post, exclusivamente, vejo um potencial prejuízo ao Vasco. Não que eu ache que um executivo da Caixa leia este humilde blog (uma busca no google traria ele até aqui) ou que o mesmo executivo não chegue às mesmas conclusões que você, mas, ainda mais se tratando de Brasil, cogitar certas incapacidades de raciocínio em gestores de empresas públicas não é muito difícil. Caso o raciocínio acima, apresentado por você, não tenha ventilado na cabeça dos responsáveis pela cessão do patrocínio, acredite, a possibilidade disso acontecer aumentou.

    • JC Barbosa

      Acho que vc está enganado. A possibilidade do profissional responsável pela cessão de patrocínios de uma empresa como a Caixa não pensar da mesma forma é ZERO. E isso é óbvio: o patrocínio com o Galo foi fechado ainda ano passado com valores menores que os pagos ao Vasco em 2015, o que evidencia a intenção do banco.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s