Empate na estreia

Como não vi a estreia do Vasco na Copa São Paulo de Juniores, apenas os parcos melhores momentos editados pelo site oficial do clube, pouco posso falar sobre o empate em 1 a 1 com o desconhecido Guaiacurus, do Mato Grosso do Sul.

Chama a atenção nos pouco mais de três minutos de vídeo a bonita jogada do gol vascaíno (com um cruzamento certo e um centroavante marcando gol como centroavante), os vacilos que nossa defesa deu (principalmente no lance do go de empate) e os gols perdidos, dignos do ataque da equipe profissional do Vasco de 2015.

Rodney Gonçalves, o técnico da molecada, justificou o resultado: chances desperdiçadas, time muito reformulado e muitos garotos recém-chegados ao sub-20. Tudo correto e aceitável. Mesmo que o velho Rodney de guerra – que já foi treinador dos juniores na primeira passagem da atual diretoria – não tenha jamais conquistado qualquer título na categoria, o fato é que o Vasco há muito não dá lá muita importância para a Copinha. Há anos enviamos garotos bem abaixo da idade limite para a disputa e com uma competição que começa nos primeiros dias do ano, é difícil haver um bom entrosamento.

Além disso, parece que todos os outros concorrentes vão muito mais focados: os clubes grandes que dão importância ao título e os clubes menores, cujos jogadores sabem que essa é uma das poucas chances que terão de aparecer para o mercado nacional da bola.

Nem acho que o clube esteja completamente errado. A Copinha é praticamente um bufê de jovens jogadores, onde empresários vão com todo apetite. Esse ano, quando dependeremos muito da base, ter jogadores se destacando na competição e despertando o interesse até do exterior realmente não valeria a pena.

De qualquer forma, é complicado ver o Vasco entrando numa competição resignado a não disputar o título. Mesmo com um grupo recém-formado e com muitos garotos que mal saíram do sub-17, vamos torcer. O empate não chegou a ser um resultado desastroso, já que os outros dois clubes da nossa chave também empataram. Uma vitória amanhã, contra o São Raimundo, será um passo importante para uma possível classificação.

***

Há menos de 10 dias, o presidente do Vasco declarou o seguinte à imprensa:

O Nenê vai ficar no Vasco. Isso daí (saída para outro clube) é conversa fiada. Não tem esse negócio. E se vier algo de fora, essa história de cláusula, eu posso cobrir, também. Ele já conversou comigo na segunda e disse que vai ficar. É só isso. Simples.

Mas já no sábado passado, o que ficamos sabendo pelo jornalista mineiro Léo Gomide foi o seguinte:

Das duas uma: ou o Dotô não está sabendo que jogadores são ou deixam de ser oferecidos aos nossos rivais ou o que ele disse ainda no dia 24 de dezembro é apenas mais uma das promessas que não precisam ser cumpridas pelo presidente vascaíno.

Levando-se em consideração a quantidade enorme de bravatas não realizadas, é bem mais fácil crer na segunda opção.

***

Não se esqueçam: o Blog da Fuzarca está participando do Top Blog 2015 e precisa do voto de vocês para levar esse caneco!  Cada leitor pode votar mais de uma vez, então não se acanhem em clicar aqui ou no banner na coluna à esquerda da página todos os dias (mais de uma vez, se possível)….

***

Lembrem-se de curtir a fanpage do Blog da Fuzarca no Facebook e seguir o Blog da Fuzarca pelo twitter @jc_CRVG. E os usuários do Gmail também podem incluir a página do blog no Google Plus.

Anúncios

12 Comentários

Arquivado em Divisões de Base, Notícias, Resenhas, Vídeos

12 Respostas para “Empate na estreia

  1. Rodrigo

    Longe de ser um defensor do Eurico, atualmente os jogadores são oferecidos pelos empresários a outros clubes que consideram mais rentáveis/interessantes, sem o conhecimento do clube que o cara defende. Acredito que possa haver negociação entre o Atlético, o empresário e o Nenê e que o Vasco (leia-se, o Eurico) tenha tomado conhecimento via imprensa. Além do mais, se o jogador diz uma coisa no fim do Ano e volta das férias com outro discurso complicado muito pro clube manter o cara… Dessa vez acho que o Eurico não soltou nenhuma mentira, mas foi bem ingênuo e imprudente.

    • JC Barbosa

      Cara: TODAS as fontes, incluindo o empresário do Nenê, dizem que a negociação é complicada pq O VASCO NÃO QUER JOGADORES EMPRESTADOS, QUER DINHEIRO. Ou seja, o clube recebeu uma proposta e pediu grana para liberar o Nenê.

  2. O Euvírus falou hj q essa notícia da oferta de 3 milhões é uma mentira.. considerando a boataria da nossa imprensa nessa época do ano, acho q deva ser mesmo.

    • JC Barbosa

      O Dotô disse que é mentira que o Vasco tenha pedido R$ 3 milhões pelo Nenê. Isso não e negar uma negociação: é negar um valor.

      E o próprio empresário do jogador disse haver uma negociação.

  3. alex-es

    O Vasco tem que entrar nessa briga caso o Maracanã seja devolvido e pegar a metade da administração do estádio.

  4. Beto

    Sobre a base do Vasco, o que vi nos últimos tempos, desde Mauro Galvão e Sorato, é que pra ser ruim ainda precisa melhorar muito.

  5. Beto

    Mais uma figura do passado de volta, agora para o marketing. Essa diretoria é o próprio antimarketing e se lembrarmos o que eram os patrocínios (?) do Vasco até 2008 chega a ser piada falar em marketing. E ainda por cima um flamenguista…é profissional, beleza, mas quem trabalha com futebol acho que não pode se expor como torcedor. Se fez acho que fecha portas….

  6. Amado Peixoto

    Nem vou defender o eurico e nem criticar. A gente sabe que tem MUITO jornalista clubista, que faz de tudo pra dar moral pro times do estado. Em MG msm, tem muito jornalista que puxa o saco da dupla. Não duvido que ele fale que não tem negociação, mas por baixo dos panos esteja tratando com o atl, mas acho que pedir 3 mi por um jogador que msm na queda se valorizou e muito seria burrice.
    Sobre a copinha, nem tenho visto os jogos e não sei a quantas anda a nossa fábrica de craques pra poder opinar.

  7. Paulo Oliveira

    Não sei se é falta de técnico, falta de estrutura ou qualquer outra coisa, mas pra mim, o único que apresentou algo de promissor foi o Douglas Luiz ( 8 ), o restante do time que começou o jogo é de dar calo nos olhos. Não é admissível o João Vítor ( volante ) ser banco do Iago, o Paulo Vítor ser reserva de sei lá quem. Robinho é piada. E pra concluir: o Rodney é um desastre!!!!

    Saudações Vascaínas.

  8. Assisti ao jogo e, para mim, o maior destaque do time do Vasco foi o goleiro João Pedro. Mostrou firmeza e competência em suas saídas do gol. Foi impressionante uma saída fora da área em que deu um carrinho e roubou a bola do adversário, quando este tentou driblá-lo.

  9. Thebar Augusto Guedes

    Vender o Nenê? depois de um rebaixamento? com uma única contratação, Pikachu? Ele é maluco….sem comentários.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s