Acabar com a rotina e manter a freguesia

imageComo sempre vem acontecendo nos últimos fins de semana, dia de jogo do Vasco começa com aquela ansiedade que, infelizmente, se transforma em frustração no seu final. Essa rotina precisa acabar hoje, no clássico contra o Florminense: outra rodada desperdiçada sem que diminuamos a diferença para o décimo-sexto colocado pode ser fatal para a luta do time para permanecer na elite.

Mas vencer os tricoletes é moleza!“. Pode ser, mas o Vasco tem se mostrado especialista em dificultar o que deveria ser fácil. Mesmo com a freguesia vip do Laranjal, mesmo com o restrospecto impressionante em clássicos esse ano e mesmo que os flores não tenham mais nada a fazer nessa temporada, não podemos contar com um jogo fácil, até porque certamente não o teremos. Se os floridos não terão nada para comemorar em 2015, aposto que ajudar a afundar o Vasco, e por tabela encerrar o jejum de três anos sem nos vencer, será considerado um belo prêmio de consolação para sua torcida.

Independente das dificuldades que o Flu nos trará, precisamos superá-las. Antes, porém, precisaremos superar as nossas próprias: Júlio César melhorou e pode voltar à lateral, mas ainda é dúvida (e isso significa que poderemos ver novamente o Christianno em campo) e, pior ainda, Bruno Gallo também não está garantido. A importância do Gallo, que trouxe outra dinâmica ao time desde a sua entrada, é enorme, não porque seja um craque indiscutível, mas principalmente porque as opções para seu lugar são terríveis. Se o meia não jogar, seja Diguinho ou Serginho seu substituto, o time perde muito em qualidade.

Apesar disso tudo, a vitória é indispensável hoje (assim como eram nas últimas rodadas) e um empate não terá um efeito prático muito distante de uma derrota. Figueira, Avaí e Coxa ficaram mais uma rodada sem vencer e dessa vez o Vasco tem o DEVER de se aproximar deles. Caso contrário, mesmo que o Fluzim continue sendo nosso cliente preferencial, muito provavelmente teremos que ouvir dos tricoletes que eles fizeram a parte deles em mais fizeram a parte deles em mais um rebaixamento do clube.

Campeonato Brasileiro 2015

Vasco x Fluminense

Martín Silva, Madson, Luan, Rodrigo e Julio César (Christiano ou Bruno Teles); Bruno Gallo (Serginho ou Diguinho), Julio dos Santos, Andrezinho e Nenê; Jorge Henrique e Leandrão.

Diego Cavalieri, Jean, Gum, Marlon e Wellington Silva; Pierre, Cícero, Gustavo Scarpa, Gerson, Vinicius e Fred (Osvaldo).

Técnico: Jorginho.

Técnico: Eduardo Baptista.

Estádio: Engenhão. Data: 01/11/2015. Horário: 18h. Arbitragem: Luiz Flávio de Oliveira (SP). Auxiliares: Rogério Pablos Zanardo (SP) e Carlos Augusto Nogueira Júnior (SP).

O canal Premiere transmite para seus assinantes em todo país e no sistema Pay-per-view.

***

Lembrando a todos que o Blog da Fuzarca está participando do Top Blog 2015 e o voto de vocês é importante para que esse humilde espaço leve, mais uma vez, esse caneco. Cada leitor pode votar mais de uma vez, então não se acanhem em clicar aqui ou no banner na coluna à esquerda da página todos os dias (mais de uma vez, se for possível)….

***

Lembrem-se de curtir a fanpage do Blog da Fuzarca no Facebook e seguir o Blog da Fuzarca pelo twitter @jc_CRVG. E os usuários do Gmail também podem incluir a página do blog no Google Plus.

Anúncios

8 Comentários

Arquivado em Adversários, Pré-jogo

8 Respostas para “Acabar com a rotina e manter a freguesia

  1. ODILON C SILVA = RJ

    Conseguiram perder para o time desfalcado do fludido, conseguiram cutucar o fludido, seria melhor nem irem ao jogo do VASCO, fizeram assim no turno e o VASCO venceu.

  2. Beto

    É um time de masters , um time sub-40 numa série A. Nunca teve a menor condição de disputar da forma que o Vasco merece uma primeira divisão. No início do campeonato um time abaixo da crítica com a base do campeonato carioca, o pior primeiro turno da história, agora um time sub-40 esforçado, mas sem a menor condição física de reagir da forma como seria necessário tendo em vista o pífio primeiro turno..
    Mas pra quem se lembra dos anos de 2001 a 2008, nenhuma novidade, é o mesmo modo de atuação na gestão do futebol, veteranos refugos com jogadores de time pequeno. Só que o futebol mudou, o mundo mudou, os times ditos médios são cada vez mais fortes na série A, o atlético paranaense não deve nada em estrutura a ninguém, ao contrário, só pra citar um exemplo. E o campeonato tem 20 clubes, não mais 26,24,22 como antes, na há mais espaço para bravata e incompetência.
    Essa morte é mais do que anunciada.

  3. Luiz Afonso

    Mais uma vez insistimos em jogar todo o primeiro tempo com um a menos, uma vez que o Lerdão (vulgo Leandrão) é uma nulidade total. Pena que o Jorginho tenha enxergado o óbvio tarde demais. O Riascos é muito mais produtivo que essa mala que ganhou a vaga de titular absoluto do Vasco…

  4. Juvenal

    Acabou a freguesia
    Esse Quase é uma loucura
    Só há 2 opções: ou fazer gol ou passear em Juiz de Fora uai

  5. PC

    Me preocupa este “já ganhou” do jogo de hoje que vem permeando os últimos comentários que tenho visto nos mais variados sites e blogs. O jogo é difícil e vital para nossas pretensões. Tomara que os jogadores não entrem em campo com este sentimento e não se desdobrem pra vencer, pois outro resultado será fatal. SDV

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s