Três pontos sobre menos 2 pontos

1º ponto: meu velho pai, um sujeito prático e pouco afeito aos trololós de táticas, sempre fala que “futebol é fácil de ganhar. Tem que fazer gol. Se leva um, faz dois. Se leva dois, faz três”. É um raciocínio raso, mas de uma lógica irrefutável. E não seguir essa lógica tem sido um dos problemas do Vasco ao longo do ano. O time alterna boas, más e péssimas atuações, mas em quase a totalidade de jogos esse ano, o time não faz gol. Ontem, até tivemos uma boa atuação, Jordi pouco teve trabalho, pressionamos a maior parte do tempo, mas continuamos não convertendo o predomínio em chances de gol e menos ainda convertendo as oportunidades que criamos em gols. E nisso, acabamos com um péssimo empate como resultado.

Sem fazer gol – eis aí a lógica aí de novo – é impossível vencer. E o Vasco não faz gols. E nessa, a culpa não é só dos atacantes, que convenhamos, têm números ridículos. Podemos colocar na conta também as opções do Jorginho (por que o Herrera, meu Deus?!?!) e os problemas sérios de finalização de todos os jogadores. Na situação em que nos encontramos, precisamos vencer. E, como eu disse ontem, não apenas nossos adversários, mas os desfalques, as arbitragens e todo o resto. Só que volta e meia não conseguimos vencer nem nossos confrontos diretos na luta contra o rebaixamento. E se precisamos marcar gols, não apenas para vencer, mas também para compensar os erros de arbitragens, como conseguir isso com a seca dos nossos atacantes?

2º ponto: e são justamente os erros de arbitragens que nos fazem ficar menos esperançosos. Isso porque não se trata de prejudicar o Vasco simplesmente, mas sim, de salvar alguns times de Santa Catarina. Se o Vasco tivesse feito uma campanha decente ao longo do campeonato, dificilmente seria tantas vezes garfado como tem sido. E, infelizmente, nada indica que os erros acabarão, mesmo que não tenhamos mais jogos contra times catarinenses. É fácil entender a razão: se o Vasco escapar, NECESSARIAMENTE outro clube do estado do Vice-Presidente da CBF cairá. Então, é preciso garantir que o Vasco não conseguirá reagir para Santa Catarina manter ao menos três clubes na elite.

3º ponto: me digam uma coisa: a volta do Dotô não era a volta do “respeito”? Ele não é um mestre nos bastidores e manda e desmanda na CBF? Esse não foi um dos argumentos mais utilizados pelos seus eleitores ao colocá-lo de volta ao poder em São Januário?

Me desculpem os lobotomizados, mas o “poder” do Sr. Eurico Miranda anda muito fraco. Nas últimas rodadas perdemos SEIS PONTOS por conta de erros de arbitragem. O trabalho iniciado no jogo contra o Avaí (quando, além do empate, o juiz garantiu TRÊS desfalques importantes para o jogo de ontem) foi finalizado ontem e o que o “poderoso” Dotô fez? Reclamou e fez várias acusações com relação à arbitragem e ao Sr. Delfim Pádua Peixoto Filho, VP da CBF e presidente da Federação Catarinense.

E de que isso vai adiantar? De nada. Se havia algo a ser feito, era antes do time ser prejudicado. Fosse mesmo muito influente na CBF, as roubalheiras contra o Vasco já deveriam ter diminuído depois do jogo contra o Cruzeiro. Esperar perdermos seis pontos para esbravejar em entrevistas (e para denunciar um esquema tão óbvio que até eu já tinha falado a respeito) só pode dar em uma coisa: um processo por calúnia e difamação. E, caso o Dotô perca na justiça, quem bancará o prejuízo será mais uma vez o clube.

Nem vou falar da falta de planejamento, que só permitiu que tivéssemos um time aceitável com o segundo turno rolando. Mas se não conseguirmos escapar por conta desses pontos perdidos em erros de arbitragens, podemos colocar na conta da falta de respeito com que tratam o Vasco, com Eurico e tudo.

As atuações…

Jordi – duas boas defesas, uma em cada tempo. Fora isso, não teve muito trabalho.

Bruno Ferreira – em grande parte do jogo foi apenas um Madson genérico, que apoia bastante, mas não consegue finalizar uma jogada sequer na linha de fundo.

Luan – venceu a maioria dos confrontos contra os atacantes adversários.

Rodrigo – era para ser o herói da partida e acabou sendo o vilão involuntário.

Julio Cesar – com as subidas do Apodi pela esquerda, acabou ficando mais preso à marcação.

Bruno Gallo – já fazia uma boa partida quando tinha mais responsabilidades defensivas e melhorou com a entrada do Diguinho, que lhe deu mais liberdade.

Julio dos Santos – não fez a menor diferença em campo, seja no combate ou na criação. Saiu para a entrada de Diguinho, que deu mais consistência defensiva ao meio, mas sem ritmo, acabou perdendo algumas bolas bobas.

Andrezinho – comprometeu sua boa atuação perdendo o gol mais feito da partida.

Nenê – foi uma das suas melhores partidas. Foi mais objetivo e mais efetivo na criação, pelo menos até cansar e voltar a tentar fazer mais jogadas de efeito que ajudar o time.

Herrera – quase 70 minutos em campo e nenhuma finalização. Continua sendo um mistério insondável a escolha do Jorginho pelo argentino. Romarinho entrou em seu lugar e não fez nada muito diferente, mas pelo menos é mais novo e não teve nem um terço das chances que o Herrera teve.

Leandrão – na boa? Validade esgotada pro (nem tão) rapaz. Pode ser esforçado, é verdade que não tem recebido tantas bolas em condições de marcar, mas nas vezes que teve, também as desperdiçou. Na situação em que estamos, não dá pra ter um “artilheiro” que em oito jogos só marcou um gol. Riascos entrou em seu lugar no fim e, pelo menos pra mim, é peça de um mistério: ele está longe de ser um craque, mas o que justifica o cara ser preterido pelo Herrera e pelo Romarinho?

***

Lembrando a todos que o Blog da Fuzarca está participando do Top Blog 2015 e o voto de vocês é importante para que esse humilde espaço leve, mais uma vez, esse caneco. Cada leitor pode votar mais de uma vez, então não se acanhem emclicar aqui ou no banner na coluna à esquerda da página todos os dias (mais de uma vez, se for possível)….

***

Lembrem-se de curtir a fanpage do Blog da Fuzarca no Facebook e seguir o Blog da Fuzarca pelo twitter @jc_CRVG. E os usuários do Gmail também podem incluir a página do blog no Google Plus.

Anúncios

45 Comentários

Arquivado em Atuações, Resenhas, Vídeos

45 Respostas para “Três pontos sobre menos 2 pontos

  1. ODILON SILVA = RJ

    Tudo bem, o juiz errou, agora se não tivesse começado com aquele time limitado, não estariamos nessa situação………………

  2. Thebar Augusto Guedes

    Somos o quê? Imbecis?? boçais? A Globo, o PFC, deveria se preocupar com a qualidade daquilo que vende e o estatuo do torcedor não prevê nada em relação a isso?? Fui ao estádio e saí de lá decepcionado com a qualidade de nosso ataque, depois de 10 dias parado achei que o Jorginho teria acertado isso, decepcionado com isso e revoltado com o Juiz e com toda palhaçada do circo armado, tá na cara que há manipulação de resultados, isso é óbvio. Triste fim do futebol brasileiro.

    • Paulo mauricio

      Esse campeonato brasileiroe um circo armado pela globo , vejam que sempre tem ” curintia ” , favorecido e agora essa senvergomhice clarmente mal intencionada ( NAO ACREDITO EM. CONINCIDENCIA DE ERROS SEMPRE A FV DOS TIMES CATARINENSES ),pois a GLOBO NECESSITA QUE TENHAM SEMPRE TIMES DE APELO POPULAR NA SEGUNDA DIVISAO , PARA. PODER VENDER KOMBOS.

  3. Carlos Queiroz

    Bom dia. De fato fomos roubados, em casa, contra a chapecoense, imagina como o respeito está de volta!
    No final eu não sei o que vai ser mais triste: Não ter ganho os confrontos diretos jogados em casa (Joinville, Coritiba, Chapecoense, Figueirense, Goiás); Não ter ao menos empatado os jogos como mandante em que foi humilhado por Cruzeiro, Ponte Preta, São paulo e Palmeiras; ter acreditado que Roth seria a Solução; Acreditar que Herreira poderia mudar alguma coisa.
    Enfim, quantos rebaixamentos o Vasco terá de amargar até aprender a jogar um campeonato de pontos corridos.

    Somente com os pontos tirados nos últimos 7 jogos, somados com os 8 pontos perdidos contra Joinville, Coritiba e Figueirense, já teríamos 42 pontos, mesmo com uma campanha grotesca, estaríamos quase salvos, o que mostra o quanto o vasco “procurou” esta situação.

    A questão não é acreditar ou não, mas que o time ficou sem espaço pra erros, além de ser fraco, apesar da melhora, e num campeonato dificil como o brasileiro, é muito díficil conseguir alguma coisa assim, nos próximos 8 jogos teremos que alcançar 6 vitórias, muito complicado.

  4. Ao Vasco, tudo !!!!

    Um clube dividido contra si mesmo não pode permanecer.
    Eu acredito que o Vasco não pode suportar, permanentemente, ser metade Eurico e metade oposição.
    Eu não espero a divisão da torcida.
    Eu não espero ver o Vasco cair.
    Mas espero que ele deixe de ser dividido.
    Ele terá que se tornar um só, ou os adversários (inimigos) irão deter a propagação da Instituição Clube de Regatas Vasco da Gama, e a opinião da mídia deve repousar na crença de que a Instituição deva ser extinta definitivamente.
    Ou nos unimos em uma só bandeira, a do Vasco da Gama, para que consigamos estende-la adiante, até que ela volte a se tornar temerosa diante de nossos adversários (inimigos), ou continuamos divididos, vendo os escárnio, a bandalheira, o horror causados por nossos inimigos incessantemente.

  5. Beto

    “3º ponto: me digam uma coisa: a volta do Dotô não era a volta do “respeito”? Ele não é um mestre nos bastidores e manda e desmanda na CBF? Esse não foi um dos argumentos mais utilizados pelos seus eleitores ao colocá-lo de volta ao poder em São Januário?”
    Exato, JC. O Vasco está sendo prejudicado no cômputo geral do campeonato e a tão alardeada força do presidente não é vista. Montou um time fraquíssimo, reforçou tarde demais, com jogadores fora de ritmo e de idade avançada e não tem força pra impedir os erros seguidos de arbitragem contra o Vasco. O Vasco não poderia estar na situação que está, nunca. A incompetência dessa diretoria é algo gritante.
    Pra encerrar: Julio do Santos não existe, anda em campo, chega desse cara……. Herrera não é mais jogador de futebol, se é que um dia foi, é constrangedor vê-lo em campo, e esse Leandrao, reforço que o Eurico bancou depois de um único gol, é fraquíssimo, nem nas disputas das bolas no alto vindo dos chutões da zaga consegue sequer escorar de cabeça, não ganha uma, será servindo pra nada.

  6. Fernando

    Espero pegar o joinvile lá em santa catarina já rebaixado,pq se esses catarinenses precisarem do resultado já esperamos o que pode acontecer.O jogo contra o coritiba eles roubaram de todas as formas possiveis,ganharam de 3 ok mas a eu vi o jogo e vi as faltinhas que o juiz marcava p eles,nitidamente para minar o coritiba.Sem falar naquele gol do andré lima do avai sobre o goiás e ontem o chapecoense contra a gente.Há um favorecimento descarado e nada vai ser feito mais uma vez,sabe pq?Aqui é Brasil amigo,onde td é feito nesse jeitinho
    abço

  7. Eduardo Felix

    Bom, não é hora de se lamentar. Temos ainda alguns jogos e chances reais de escapar. Acho que o Diguinho deve ser titular no próximo jogo, junto ao Jorge Henrique e Rafael Silva no ataque. Parece que ontem o Vasco quis imitar o padrão de jogo do primeiro turno.
    Sinceramente, acho que os muitos dias de treino deixaram nossos velhinhos mais cansados…

  8. rapha

    Pelo visto Eurico mesmo não sendo santo, não é mentiroso, Leo Moura, e agora esse Delfim passando vergonha nacional.

  9. Juvenal

    Boa noite JC
    li sua interessante analise da situação vascaina atual e
    Concordo plenamente com seu pai – eu penso igual a ele. Pra ganhar jogo tem que fazer gol, ainda não inventaram outra maneira!
    Não é a toa que o Vasco detem o triste titulo de Pior Ataque do Campeonato. Desse jeito não tem jeito mesmo.
    Quanto as arbitragens, repito: tem que esquecer juizes, bandeirinhas, adversarios e simpeslmente fazer gol para ganhar os jogos. Parece que continuamos sem ataque, porque nos ultimos jogos foi gol de penal e ontem o gol foi do Rodrigo (sempre ele = zagueiro!).
    Domingo o maestro do campeão carioca vai ter que agir contra o campeão carioca = coisas do futebol.

  10. Algumas semanas atrás JC publicou um comentário, muito bem elaborado, sobre os “perigos catarinenses perante a tentativa vascaína de se “divorciar” da Z4, visto que há clubes catarinenses com reais possibilidades de serem rebaixados.Pelo visto as ocorrências e resultados de jogos do Vasco, e a atuação dos juízes escalados, parecem indicar que há, efetivamente, razões para nos preocuparmos, e muito, com esse problema. O espetáculo de ontem, por exemplo, é uma das razões. Que os fatos hoje publicados na imprensa levam-nos a considerar, uma vez que o rebaixamento do Vasco daria chance de “salvar” mais um clube catarinense. Neste descalabro em que anda a política brasileira não seria nenhuma surpresa que a mesma atingisse o futebol.
    Por tudo isso, porém, para nos livrarmos da Z4 temos que vencer cada adversário futuro, para isso fazendo pelo menos dois gols; e os nosso defensores “atuarem sem os braços”. Fora disso não vai ser possível. E mais ainda, treinarmos nossos atacantes para capricharem ao chutarem a bola no braço de qualquer um dos nossos oponentes, dentro da área adversária. Embora, ainda assim, corrermos o risco do juiz não querer ver ou querer interpretar como “bola na mão”. Realmente está difícil e “cego é aquele que não quer ver”.
    Não podemos nem mais “herrar”
    P.S. – Alguém pode, pelo menos, ensinar ao Herrera como se cobra lateral?!!!

  11. Guilherme

    Até agora estpu revoltado com a arbitragem e por isso sei que não vou ter a tranquilidade necessária para comentar, mas…

    1) O Complô começou bem antes, na recomendação de que não se marca mão apenas quando há “Intenção”… agora fica na mão do árbitro marcar penalty em qualquer bola que seja chutada contra um jogador na área, mesmo quando, como ontem, o jogador nunca teria tido a intenção de tocar com a mão… foi ridículo. Agora os sopradores tem a faca e o queijo na mão, para fabricar qualquer resultado que queiram, e sempre terão como defender-se com o argumento de que bateu… como comentei em um outro post do jogo com o Avai: Quando o soprador quer, ele simplemente passa a inverter ou ignorar faltas na saída de bola, fazendo com que um time fique sob “pressão” e ai em um cruzamento ou chute de quaquer jeito que não levaria perigo nenhum ele “arruma” um penalty e define o resultado.

    2) Ignorar o penalty de ontem cometido em seguida pela Chape foi apenas a repetição do que aconteceu no penalty no Jorge Henrique quando estava 1×0 contra o Avai… mais da mesma vergonha.

    3) Sinceramente, não sei como mudar isso… o futebol Brasileiro cada vez me dá mais nojo e infelizmente não consigo resistir a assistir os jogos do Vasco… se todos que sentem nojo de tudo o que está sendo feito abandonassem o futebol, derrubando público, audiência, venda de produtos, etc… talvez houvesse uma chance de se resgatar alguma seriedade e honestidade… enquanto movimenta milhões, somos apenas massa de manobra de interesses econômicos. Vasco na série B da dinheiro… se a própria FIFA está imersa em bosta imagina nosso futebol Tupiniquim???

  12. Tenorio Silva

    JC, veja que engraçado: ontem eu achei o Nenê mal no jogo. E durante a partida ainda pensei que vc fosse perceber as mesmas falhas que eu vi (lentidão em tomar a decisão de que jogada seria melhor, passes errados, nenhum chute, falta bisonha no fim), mas vc disse que ele FOI BEM!

  13. paulo eduardo

    Inaceitável as escolhas de Herrera e Leandrão!!! Essa predileção míope do Jorginho contribuiu para o resultado final das duas últimas partidas. Porra, começa com o “Fiascos” e depois enfia o herrera no segundo tempo, ou então melhor, enfia o Herrera e Leandrão no rabo do Dotô!!! PQP!!! Paciencia acabou faz tempos, mas o coração insiste em doer… triste

  14. Eurico Siberiano

    mais um resultado ruim.

    o time, num geral, nao fez uma boa partida.

    o jogador q gostei mais ontem foi o Bruno Gallo. Comparo ele ao Pedro Ken… ninguém dava valor, mas quando tava fora o time sofria.

    Volantes com alguma técnica, algum vigor, mas que não chega a tanto. mas pra esse Vasco de hoje. Fazem muita falta. é só vermos a lesma do julio dos santos em campo. não arma, não marca, não corre e ainda erra passes. não dá!!

  15. Lucas Ottoni

    Me desculpem o pessimismo taxativo… mas para mim, o Vasco será rebaixado. Motivos não me faltam para ter essa trágica convicção:

    1 – Um time que não consegue ganhar em casa de Joinville, Figueirense, Coritiba e Chapecoense… Ou seja, seus confrontos diretos. Tem como acreditar?

    2 – Um time que teve uma pontuação ridícula nos confrontos diretos (e dentro de casa) e que, a partir de agora, irá pegar adversários bem mais fortes, começando pelo São Paulo, no Morumbi. Sério… Tem mesmo como acreditar?

    3 – Um time que é prejudicado constantemente pelas arbitragens em praticamente todas as rodadas. E pontos preciosos vão ficando pelo caminho muito por causa disso. E aí? Tem como acreditar?

    4 – E agora, a pior parte. É claro que as arbitragens têm prejudicado, e em alguns casos de forma clamorosa. Mas o nosso time é horrível (e olha que já foi pior!). O jogo de ontem foi horrível. O Vasco fez uma partida horrível. Se tivéssemos mais qualidade, teríamos virado o primeiro tempo com uns 2 a 0, e não teria juizinho que nos tirasse a vitória. Mas o time é ruim, pouco cria, pouco finaliza, e quando finaliza… Pfff. Aí se complica e acaba nas mãos do juiz. A nossa falta de futebol dá ao juiz a oportunidade de interferir no resultado. E o juizinho de trejeitos, claro, nos meteu a mão. Se o time tivesse a qualidade que se espera de um Vasco da Gama, teríamos vencido ontem. Decidido a parada já no primeiro tempo. Mesmo com as ladroagens do sr. Trejeitos. Mas o time não tem força para tirar os jogos das mãos das arbitragens. Vamos lá… Tem como acreditar?

    5 – O Herrera continua sendo escalado. Será que tem como acreditar???

    Enfim, concordo com o JC e o Eurico. Deve haver alguma situação hedionda que beneficie times catarinenses no apito, devido à influência do vice-presidente da CBF (esse sim, tem influência, e não o Dotô). Afinal, corrupção e maracutaia no Brasil virou moda. E a CBF é só mais um dos exemplos cabeludos. Sobrou para o Vasco. Nossa falta de competência ao longo do campeonato nos tornou vítima de tudo isso aí. E então, amigos. Tem como acreditar?

    • Beto

      Você não me parece pessimista, você está sendo mais realista. A situação do Vasco é muito complicada e a maioria da torcida “avisa” desde o início do ano. Não foi por falta de aviso, mas diziam que o Vasco iria lutar pelo G4, foi a sentença do presidente.
      É possível escapar? É sim, hoje mais dois bons resultados, Avaí e Figueirense perderam, mas time melhorou tarde demais, passou a ser um time do nível da série A, mesmo que de nível da parte de baixo da tabela, tarde demais. Nao vou enumerar aqui toda sequência de lambanças do que ocorreu porque todos já sabem melhor do que eu, reforços chegando tarde, qualidade de jogadores sofrível, etc etc etc. Diretoria errou demais até quando se desfez de jogadores com john Cley e Gilberto, e quando manteve o Celso Roth, um show de lambanças.
      E sobre as arbitragens, pra falar de um veículo de imprensa, a espn-brasil (maior parte dos jornalistas da emissora) que tanto levantou suspeitas sobre o campeonato carioca (até hoje o faz), agora, no campeonato brasileiro, maioria da emissora reforça a tese de erros. No campeonato brasileiro temos erros na parte de cima e de baixo da tabela porque os árbitros são humanos, e mais, os erros se equilibram ao longo da competição (diz um deles, que torce pelo líder do campeonato).
      A verdade é que, até que se prove o contrário, temos apenas erros mesmo. Mas o estranho é que, em relação ao camp. carioca desse ano, especificamente essa emissora pensava diferente. Pra maioria deles (só vejo mais críticas às arbitragens do campeonato brasileiro partindo Mauro Cézar, esse sim acho que está sendo mais coerente com o que dizia no estadual do rio) a federação carioca é algo muito diferente da CBF e tem coisas que numa podem acontecer e na outra não. É uma desconfiança seletiva a deles….

  16. adamor ribeiro

    Caro J.C. Boa tarde.Olha o presidente do Vasco pode ter cometido vários erros.Como nas contratações de jogadores,treinadores,etc. Agora mesmo com todos esses erros meu caro Júlio.Se o Vasco não tivesse sido roubado descaradamente pelas arbitragens.O time não estaria na zona de rebaixamento.Sei que grande parte das pessoas que escrevem nesse blog.Não gostam do atual presidente.É o direito de cada um.Eu não sou torcedor de pessoas,ja falei e repito.Sou torcedor do Vasco,e pra mim o que importa é o bem do clube,seja o Manoel, o Raimundo,ou seja quem for o presidente,sempre vou torcer pra que der tudo certo para o clube,não sou daqueles que quanto pior melhor, sempre serei Vasco,até o fim da minha vida.abraço

    • JC Barbosa

      O perigo desse tipo de raciocínio é o seguinte: isso é isentar o Eurico pelo time estar na zona de rebaixamento. Esse é um erro duplo.

      Se a diretoria tivesse um pingo de noção do que é o futebol, teria montado um time decente para o Brasileiro DESDE O COMEÇO da competição e NUNCA teria contratado o Celso Roth (muito menos o manteria no cargo por tanto tempo). Com isso, muito provavelmente não estaríamos lutando contra o rebaixamento e não sofreríamos com clara campanha de salvamento dos times catarinenses.

      E mais, vc ainda está isentando o Eurico da sua incompetência em algo que seus fãs vivem dizendo ser um dos seus pontos fortes: a influência nos bastidores do futebol. O Vasco está sendo garfado clamorosamente desde o jogo contra o Cruzeiro e, ainda assim, o presidente nada fez para evitar que um juiz que tinha apitado apenas UMA partida na Série A arbitrasse a partida contra o Avaí e que o juiz que mais apitou partidas de times catarinenses arbitrasse o jogo de ontem.

      A questão Adamor não foram os pontos perdidos por erros de arbitragens. O problema foi o primeiro turno inteiro jogado no lixo por falta de um planejamento.

      • Paulo Oliveira

        É isso aí JC.

        O que é pior, lá no Reino das Ervas Daninhas, através do Memória Viva em sua última coluna, já se começa a culpar a arbitragem pelo possível rebaixamento.
        Eles, como principal braço apoiador desta diretoria velha, retrógada, ultrapassada, deveriam isso sim, culpá-la por este possível desastre, para que ela possa enxergar que agiu de forma completamente equivocada com o Futebol do Clube de Regatas Vasco da Gama, e evitar que se repita o planejamento para uma possível Série B.

        Saudações Vascaínas.

  17. William

    Segundona! Time não ganha confrontos diretos!
    Perdeu do Goiás em casa e fora
    Perdeu da Chapecoense fora e empatou em casa
    Perdeu do Figueirense em casa e empatou fora
    Empatou com o Joinville em casa
    Perdeu do Coritiba em Casa
    Empatou com o Avaí

    Merece cair mesmo ainda mais com Julio dos Santos e Herrera titular e o Celso Roth que nos deixou praticamente na lanterna a uma eternidade dos times fora do Z4.

    • JC Barbosa

      Empatamos com o Goiás em casa. Não que faça diferença na argumentação.

    • Tenorio Silva

      (FALTOU)
      E venceu o Avaí em casa.

      Prezado, esse é um dado apenas curioso. O campeonato se joga contra 19 equipes e não somente contra “os de baixo da tabela”.

      Em 2009, os urubus tiveram mau desempenho contra os “de baixo”, mas compensou essa “falha”, tendo ótimos resultados entre os que terminaram nas seis primeiras posições, daí ter sido possível vencer a competição (entregas de jogo à parte).

  18. Gustavo P.

    INACREDITÁVEL sermos roubados novamente, e não foi por falta de aviso.
    INACREDITÁVEL termos que aguentar Julio dos Santos e Herrera.
    INACREDITÁVEL aturarmos o Romarinho como opção para o ataque.
    INACREDITÁVEL que existam pessoas que apoiem o charuteiro com o discurso do respeito sendo que, cada dia que passa o Vasco é mais desrespeitado por todos.
    INACREDITÁVEL que apenas 25 mil torcedores tenham ido ontem ao jogo numa das mais importantes partidas do time para fugir do rebaixamento.
    Dentro das circunstâncias atuais de time, jogos por vir e arbitragem querendo nos ferrar, escapar do rebaixamento será INACREDITÁVEL.

  19. BJ

    Temos vistos erros de arbitragens grosseiros contra o Vasco nas partidas contra Cruzeiro, Avai e Chapeco. Mas estou preocupado que isso sirva de cortina de fumaça para livrar a cara dos responsáveis, caso o rebaixamento se concretize. Não podemos esquecer que o Vasco passou 23 rodadas com apenas treze pontos.
    Se o Vasco conseguir escapar dessa situação (tomara!), os torcedores não podem esquecer o verdadeiro culpado disso tudo. Mesmo que sejamos roubados nas próximas 8 rodadas.
    O discurso de ontem prova que ele e nem seu aliado Rubens Lopes, não têm articulação nenhuma com bastidores da CBF, pois um presidente de uma federação pequena como a Santa Catarina consegue manter quatro clubes na serie A e a arbitragem prefere apitar a favor de um pequeno contra um grande.

    Perdemos ontem mais dois pontos importantíssimos e agora teremos uma sequencia muito dificil com São Paulo, Gremio, Palmeiras , Corinthians e Joinville (sim esse ultimo estou contando com a perda de mais 2 pontos).

  20. A volta do respeito é tão grande, que estamos sendo garfados para ajudar times pequenos a permanecer na série A.

  21. Frederico

    http://m.lancenet.com.br/vasco/nota/LANNWS20151016_0003
    Agora intindi JC!
    Noves fora nada.
    Espetáculo bom, justo e digno de Respeito… o cruzada sem fim.

    Cambada de FDP! Vão tomar no Céu.
    Ah! Eu não participo da jogada.
    FDP.
    “Não há interferência EXTERNA”. Só interna seu vi…FDP.

  22. Thebar Augusto Guedes

    SEM COMENTÁRIOS!!!

  23. Hugo Silva

    Não gosto de teorias da conspiração também, mas acredito que o Herrera tem mais chances por pressão da Diretoria sobre o treinador: seu salário é mais alto do que o das outras opções.

  24. Paulo Sergio de Araujo

    Desta vez, discordo de você, JC.
    Acho que JOGAMOS MAL, novamente, e só criamos UMA ÚNICA CHANCE REAL DE GOL EM TODO O JOGO (perdida pelo Andrezinho).
    Nosso maior tempo de posse de bola e “pressão”, aconteceu APENAS porque a proposta de jogo do adversário era “se fechar e sair com rapidez em contra-ataques” (a melhor opção contra um time de VELHOS, como o nosso).
    As POUCAS e melhores oportunidades de gol foram dos catarinenses (que jogavam bem e DOMINAVAM o jogo, quando fizemos o gol – em “bola alta”, para variar), e nosso “melhor jogador” foi o Jordi (que evitou um resultado ainda pior).
    E precisamos nos “lembrar” que, se o árbitro estivesse “comprado”, o gol (DISCUTÍVEL) do Rodrigo seria anulado e os dois dos catarinenses (anulados) teriam sido validados (ou, pelo menos o segundo; que o comentarista – ruim – do SporTV achou “legal”).
    Acreditar-se que estamos na MERDA em que estamos por culpa de arbitragens (o que NÃO É o seu caso), é o DESVIO DE FOCO que interessa aos “casaquildos”…! Só “para variar”, encontraram “alguém” para colocar a culpa, de SUA HISTÓRICA, COMPROVADA, EXPLÍCITA INCOMPETÊNCIA; que JOGOU O CLUBE NA MERDA já na sua gestão anterior (2001-2008).
    Agora, estão apenas “TERMINANDO o (des)SERVIÇO”.
    Com sua PÉSSIMA IMAGEM e TOTAL FALTA DE CREDIBILIDADE, NUNCA atraíram investidores e patrocinadores que nos permitissem ter um elenco DECENTE. Foi assim entre 2001 e 2008, assim como neste 2015.
    Só mesmo AMADORES INCOMPETENTES E SUPER-ULTRA-GIGA ULTRAPASSADOS, ARCAICOS, poderiam montar MAIS UMA MERDA DE ELENCO e “imaginar” que contratações de “esquecidos, encostados e semi-aposentados”, JÁ NO MEIO DA COMPETIÇÃO MAIS COMPLICADA DO PLANETA, poderiam “nos salvar” de mais uma VERGONHA INACEITÁVEL.
    Não sei o que será mais difícil: conseguir “deportar” o dirigente FANFARRÃO E INCOMPETENTE, ou “convencer” os siberianos a aceitá-lo em sua proximidade.

  25. Fabio

    Fomos tão prejudicados ontem que até o “isento” jornal O GLOBO afirmou que o Vasco foi prejudicado. Matematicamente é possível, mas o problema é que temos agora adversários mais complicados na sequência e os times catarinenses possivelmente continuarão a ser ajudados até o final do campeonato.

    Esses fatos também levam a uma conclusão: o presidente da FFERJ também não tem influência alguma na CBF. Se o Eurico é aliado do Rubens Lopes, os dois não teriam força para pressionar a CBF e comissão de arbitragem? Fora os erros de planejamento, contratações tardias e demora em demitir o ultrapassado Burroth a parte, infelizmente esse campeonato está sendo jogado e decidido fora de campo, definido pelo jogo de forças políticas. A mão na bola do jogador da Chape foi acintosa. Se a bola bateu na mão do rodrigo, esta estava junta ao corpo. O jogador da Chape estava com o braço para cima. Absurdo! Inclusive em outro lance me pareceu penalti no Riascos e o juiz deu falta em cima da linha. E isso porque o dirigente deles estava preocupado com um suposto favorecimento ao Vasco…

    Concordo com seu argumento de que o Vasco deveria ter feito 2 ou mais gols e vencido a partida e os sobrenaturais de almeida. O time deles estava fechado e martelamos o jogo todo.

  26. Andrius

    É uma grande vergonha o que estão fazendo com o Vasco, seja por parte da arbitragem e do time (adm, jogadores, etc)… Ontem foi gritante… Um time que não consegue chegar, não consegue finalizar (nem de fora da área) com um minimo de pontaria…
    Sou torcedor apaixonado e vou estar com Vasco sempre… mas continuar esperançoso e motivado com essa equipe está cada vez mais difícil!

  27. Amado Peixoto

    Concordo com tudo que vc disse! A gente não precisava ter chegado nessa situação pra começo de conversa. Time sendo montado com o campeonato em andamento, muito ponto perdido pra adversário direto e quando o time começa a se acertar, vem os apitadores e ferram com a gente.
    Perdemos dois pontos pro cruzeiro, quando o time jogava bem e se o jogador deles é expulso a coisa muda de figura, sem contar o penalti claro não marcado do Willians.
    Perdemos mais dois contra o Avai, afinal se o segundo penalti, muito mais claro que o primeiro, fosse marcado o primeiro tempo terminaria 2×0 e o era so segurar.
    E acabamos de ser ROUBADOS ontem, não tem outra palavra pra definir! É uma vergonha o cara dar um penalti como aquele do Rodrigo, que a bola sequer pega no braço dele e não dar o do cara da chapecoense que estica o braço e desvia a bola! É má fé, pura e simples!
    E o “dotô”, aquele cheio de moral com a CBF, como deixa essas coisas acontecerem?
    Agora, precisamos de toda forma recuperar esses pontos vencendo o SP fora, o que não sei se será possivel!
    E como desgraça pouca é bobagem, o Palmeiras deve jogar com os reservas contra o Avai e o Santos tbm pode fazer o mesmo contra o Goiás! Tarefa ingloria a nossa de escapar e que fica mais dificil não apenas pelos erros mas por todas as outras circunstancias!
    SV

  28. oliveira

    to p da vida… como e’ q o juiz nao marca penalidade no Segundo tempo a favor do Vasco qdo o jogador da Chape estica a mao toda e toca na bola???

    Pq q o Erreira ganha chances no time e nao o Romarinho ou Kayser. Ate tentaria por o Romarinho no lugar do Leandrao q nao esta fazendo nada.

    Como vc disse, se nao marcamos gols, e’ dificil de ganhar jogos.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s