A pauta do dia

Vasco x São Paulo – como resolvemos não jogar no Morumbi, as coisas ficaram complicadas demais na Copa do Brasil. Para esperar que consigamos a proeza de enfiar três gols na bambilândia sem sofrer nenhum (e isso pra levar a disputa pros pênaltis) é preciso ter uma fé tão inabalável no time que nem o euriquista mais xiita consegue ter. Diante disso, e como o time terá que viajar para um jogo chave no próximo domingo, o ideal seria Jorginho escalar um time reserva, de preferência cheio de garotos. Assim, pouparíamos os titulares, daríamos uma moral para a molecada e teríamos um time mais jovem e vigoroso, sem a responsabilidade de reverter uma vantagem gigantesca para o adversário.

Mesmo que não entreguemos os pontos em definitivo nessa disputa com os tricoletes paulistas, a situação ficou muito complicada e devemos priorizar a permanência na elite. É uma pena, já que a Copa do Brasil era a última chance do Vasco diminuir um pouco o vexame que está sendo o segundo semestre do time.  Mas se lembrarmos do retrospecto dessa diretoria na competição, chegar às quartas de final e cair diante do São Paulo (e não dos Baraúnas e XV de Campo Bom da vida) nem é tão mal.

info-vascoBrasileirão em matéria publicada hoje n’O Globo, o jornal recalcula a trajetória que o Vasco precisa fazer para se manter na Série A, relembrando que até agora, o time superou as expectativas de matéria similar feita algumas rodadas atrás. Nessa terça, o jornal aponta quais jogos devemos ganhar, os que um empate seria bom resultado e as derrotas que parecem inevitáveis. Mas, exatamente como boa parte da nossa torcida também faz, aparentemente levando em consideração apenas os retrospectos dos nossos adversários e os jogos em casa ou fora como critérios determinantes.

Acho isso um equívoco. Não se pode ignorar os objetivos de cada equipe na competição, o que me parece tão importante quanto os outros critérios. Por exemplo: a projeção da matéria prevê empates contra os gambás (casa) e Coxa (fora). Essa previsão ignora que, até a 35ª rodada o Curíntia já pode estar com o título nas mãos e que o Coritiba pode depender de uma vitória na última rodada. Nesse cenário, me parece muito mais fácil bater os paulistas e ter uma pedreira no Couto Pereira. Assim como taxar uma derrota para o Palmeiras (fora) na 34ª rodada e uma vitória contra o Avaí (fora) domingo me parece uma avaliação que não leva em consideração o que cada adversário busca na competição.

De qualquer forma, tudo isso é especulação. Em duas ou três rodadas tudo pode mudar. Podemos já estar numa posição menos complicada e outros times podem passar a correr risco de queda. E, vale lembrar: a conta para O Globo é de 46 pontos. Acredito que a marca de corte deva ser um pouco menor.

Ronaldinho_Flu_1Ronaldinho Gaúcho – é sempre engraçado zoar os tricoletes. Se o motivo for ver mais uma das suas artimanhas pra cima do Vasco dando errado, melhor ainda. Mas não custa lembrar: o erro em contratar o Ronaldinho Gaúcho bem poderia ser nosso. E se dependesse apenas do desejo do nosso presidente, quem estaria lamentando (e sendo zoado) agora seríamos nós. Seria mais uma contratação equivocada da nossa diretoria entre tantas já feitas esse ano.

***

Lembrando a todos que o Blog da Fuzarca está participando do Top Blog 2015 e o voto de vocês é importante para que esse humilde espaço leve, mais uma vez, esse caneco. Cada leitor pode votar mais de uma vez, então não se acanhem em clicar aqui ou no banner na coluna à esquerda da página todos os dias (mais de uma vez, se for possível)….

***

Lembrem-se de curtir a fanpage do Blog da Fuzarca no Facebook e seguir o Blog da Fuzarca pelo twitter @jc_CRVG. E os usuários do Gmail também podem incluir a página do blog no Google Plus.

Anúncios

31 Comentários

Arquivado em Notícias

31 Respostas para “A pauta do dia

  1. Paulo Sergio de Araujo

    O Ronaldinho, ex-jogador ainda em atividade e enganando gente que pensa que “nome” joga futebol, era “BANCO” em time SECUNDÁRIO no México.
    Há muito tempo, desde seu último ano no galo mineiro, só joga bem na “night” (segundo sites de fofocas).
    Sua NÃO VINDA para o Vasco foi presente de Deus; certamente apiedado de tanta “bola fora” de nossa (“nossa”…??? Dos VERDADEIROS vascaínos, NÃO…!!!) nova/VELHA diretoria AMADORA e EXPLICITAMENTE INCOMPETENTE.
    O dentuço só não incorporou nosso elenco já INCHADO de “refugos, encostados, semi aposentados e BARANGAS EM PROFUSÃO”, por opção do “irmão-empresário-oportunista” (que escolhe o próximo OTÁRIO e CEGO, a contratá-lo).
    Se tivesse dependido apenas do esforço do dirigente FANFARRÃO E INCOMPETENTE, Ronaldinho Gaúcho, hoje, seria apenas MAIS UMA de tantas VERGONHAS que nos assolam.

  2. ODILON C SILVA = RJ

    Temos que marcar presença no maracana, temos que levar pelo menos cinco mil pessoas no maracana, o recorde negativo de público do maracana é do flamerda num jogo contra o Bonsucesso com 2500 pagantes, então vamos lá galera………………………………..

  3. Não seria mais uma contratação equivocada. Seria uma muito mais cara que as outras. Tivemos muita sorte por termos um frreguês invejoso..

  4. paulo

    STJD é um palco mesmo!!! Nojentos!!!

  5. Ramon Monteiro

    Estou pensando como Jorginho.
    jogo a jogo.

    Contra os bambis,é muito dificil, mas penso sempre em acreditar.

    Os bambis tambem estao cheio de desfalques.

    mas o jogo é domingo.

  6. Fernando

    Outro ponto que devemos lembrar, JC são os times que irão permanecer na Copa do Brasil.

    São Paulo, Palmeiras, Grêmio, Santos, tem grandes chances de passar para a próxima fase e poupar jogadores, como, inclusive, o São Paulo já fez este ano.

  7. David

    Não acredito que o corte chegue aos 46 pontos.
    A tabela não favorece o time, por culpa exclusiva do time, que depende de pelo menos 6 vitórias para se manter na série A.
    Fazendo prognósticos, vejo que há jogos onde perder pontos não é nenhuma surpresa. São jogos difíceis mas que dá para conseguir alguns pontos, com vitórias em casa (mesmo que os times estejam no alto da tabela) e empates fora, ou mesmo vitórias, basta jogar como jogaram contra o Cruzeiro.
    A sequência com Avaí, Chapecoense e Bambis não é fácil, mas também não é nenhum bicho-papão. Podemos jogar e conseguir pelo menos 7 pontos.
    Depois vêm dois jogos em casa e temos que vencer. Usar o fator campo e o apoio da torcida. Até porque um dos jogos é contra o florminense e temos que deixar a freguesia satisfeita.
    Só que isso depende do momento do time. E tudo pode mudar em uma rodada. Para o bem ou para o mal.
    Droga de diretoria incompetente.

  8. Tenorio Silva

    Fazendo justiça à memória da instituição, eis o histórico RECENTE em Copas do Brasil, considerando como “recente” a fase ruim, depois do auge de 97 a 2000, até o ano em que o jejum de conquistas se encerrou:

    2001 – Não disputou.
    2002 – Eliminado nas quartas pelo SPFC.
    2003 – Eliminado nas quartas pelo (futuro campeão) Cruzeiro.
    2004 – Eliminado na 2ª fase pelo XV de Novembro-RS (clube que avançou até a semifinal).
    2005 – Eliminado nas oitavas pelo Baraúnas.
    2006 – Vice-campeão dos urubus.
    2007 – Eliminado na 2ª fase pelo Gama.
    2008 – Semifinalista, perdendo para o (futuro campeão) Sport nos penais.
    2009 – Semifinalista, perdendo para o (futuro campeão) Corinthians.
    2010 – Eliminado nas quartas pelo (futuro vice-campeão) Vitória-BA.
    2011 – Campeão.

    • JC Barbosa

      Não falei da instituição, mas sim da diretoria. A instituição não monta times nem contrata técnicos.

      E, se é pra falar do retrospecto dos atuais gestores em Copas do Brasil, acho pouco citar apenas os desempenhos dos times que nos eliminaram:

      2002 – antes da eliminação, jogou com Sergipe (Série C no ano), Santa Cruz (Série B) e CSA (não participou de nenhuma das quatro divisões do Brasileiro no ano). O Vasco não conseguiu eliminar nenhum jogo da volta e não conseguiu vencer os dois confrontos contra nenhum dos três times. Contra o São Paulo foi eliminado com um 4 a 0 no Morumbi.

      2003 – antes da eliminação, passou por Itabaiana (não disputou nenhuma divisão do Brasileiro) com duas vitórias, eliminou o jogo de volta contra o Motoclub (não disputou o Brasileiro) e eliminou o Bahia (rebaixado na Série A do ano como último colocado).

      2004 – antes de ser eliminado, passou pelo Flamengo-PI (não disputou o Brasileiro). Vale lembrar que XV de Campo Bom (que também não estava em nenhuma das quatro divisões do Brasileiro) chegou à Semifinal passando por Americano-RJ e Palmas-TO.

      2005 – antes de ser eliminado, passou pelo União-MT (não disputou o Brasileiro) com um empate e uma vitória e venceu os dois jogos contra o Motoclub (Série C). O Braúnas disputou a Série C no ano em que nos eliminou.

      2006 – antes do vice-campeonato, passamos por Botafogo-PB (Série C), Iraty-PR (Série C), Criciúma (Série C), Volta Redonda (não disputou o Brasileiro) e Fluminense (15º colocado da Série A). Não eliminamos nenhum jogo de volta e só vencemos ida e volta contra o Criciúma.

      2007 – antes da eliminação, vencemos os dois jogos contra o Fast-AM (Série C).

      2008 – antes da eliminação, passamos pelo Itabaiana-SE (não disputou o Brasileiro) com duas vitórias, Bragantino (Série B) com um empate e uma vitória, Criciúma (Série B) com uma vitória e um empate e Corinthians-AL (não disputou o Brasileiro) com duas vitórias.

      Resumindo o retrospecto da atual diretoria: em sete disputas de Copa do Brasil, fomos eliminados no primeiro confronto com times da elite três vezes. Em outras três, nem esperamos pegar um dos grandes do futebol nacional para cair. E em todas as edições, tivemos dificuldades mesmo jogando contra clubes que não tem qualquer tradição.

      • Tenorio Silva

        Sinceramente, JC, creio que tenha perdido muito tempo por tão pouco. Historicamente o Vasco sempre foi mal na Copa do Brasil. Mesmo nos tempos de Calçada/Eurico. (Um adendo: nem mesmo as outras equipes

        Em 89 e 91, perdemos a vaga para Remo e Vitória; em 92, para o CSA (essas três em casa, diga-se de passagem); em 93, 94 e 95, quando pegamos grandes nas semifinais, nos ferramos; de novo em 96, nossa pior vergonha em casa nesta Copa, mas bem no início ainda.

        Nem em nosso melhor momento recente na História fomos bem neste modelo de campeonato: em 97, 98, 99 e 2000, de novo, mais quatro eliminações em casa para, respectivamente, Furacão, Cruzeiro, Goiás e Fluminense. E aí?

        Ou seja, se “micamos” com Calçada em 89, 91, 92 e 96 (foram 11 edições de 89 a 2000), com Eurico sozinho (foram 7 edições), “pagamos o mico” em 2004, 05 e 07. Quase a mesma proporção de macacos.

        Importante dizer que até o ano 2000, alguns dos principais clubes, mesmo na Libertadores, a disputavam, obviamente, que sempre com um olho aqui, outro acolá, medindo o momento para dar prioridade a uma ou a outra (com exceção de 89 que foi “corrrida”). Porém, nem todos os grandes jogavam (eram menos times por estado), fato que se iniciou a partir de 95.

        Outra coisa: no ano do título em 2011, ja com Dinamite, pegamos times também de segunda categoria até a grande final. (De cabeça, lembro que o Coxa havia vencido a Segundona e estava voltando à elite, que Avaí e Furacão seriam rebaixados no fim do ano, que passamos sufoco contra o ABC do Cascata no Caldeirão e que sapecamos 3 no Náutico, ainda na B, em Recife.)

        Ainda assim, foi um troféu que MUITO COMEMOREI!!!

        Pra continuar a saga dos maus desempenhos – não jogamos em 2012 por estarmos na Libertadores -, completo com 2013 (ano da nova queda), contra o Goiás nas quartas, e com 2014, contra o ABC, já sem Cascata, ainda nas oitavas.

        Faço algumas observações a respeito de 2006, ano em que fomos vice da Copa do Brasil: quanto ao Criciúma, que ascenderia à B no fim do ano, este havia despachado o São Caetano que acabaria o turno da A em 10º lugar, aliás, em uma bela virada (1×4 fora; 4×0 em SC), coisa rara; nosso bravo Voltaço “sem divisão”, tinha eliminado, pela ordem, América-MG (na C), Furacão (14º no turno da A) e XV de Campo Bom (olha ele aí de novo, que havia vencido o Grêmio na segunda fase); por fim, o Flu, que na época da semifinal, estava na nossa frente em quatro rodadas no Brasileirão (10 pts na liderança ao lado de Santos/Inter x 8 pts nossos, em 6º), tendo ficado ao fim do turno com a mesmo pontuação que a nossa (29 pts em 19 jogos), na 5ª colocação ao lado do Grêmio. O Flu jogou assim no dia em que o eliminamos: Fernando Henrique, Thiago Silva, Thiago, Roger (Adriano Magrão); Rogério (Evando), Marcão, Arouca (Cláudio Pitbull), Petkovic, Marcelo; Lenny e Tuta. Mlehor que o nosso time?

      • Tenorio Silva

        O adendo: nem mesmo as outras equipes grandes costumam ir assim tão bem nas primeiras fases da Copa do Brasil. Vejo essas fases iniciais mais propensas a gerar grandes vergonhas do que ratificar belos times que atuam muito bem desde o princípio.

  9. Vendo os comentários vejo que a galera quer só reservas, mas acho que um mistão nada exagerado já está bom, testando jovens como o Kayser e outros como Eduardo Biancucchi, mas sem mexer no esquema…

    O time do São Paulo é até chato de ver jogando, dá sono…quanto ao Vasco na última quarta(apesar de só ter visto os 30 min finais por causa da facul) parece que o time não teve poder de finalização e lembrou o do início do Brasileiro (talvez tenha trocado os chips Copa do Brasil – Brasileiro).

    Sobre o jogo de domingo: Me assustei na hora do gol do Rodrigo, seja pelo Escobar narrando ou pelo nosso zagueiro não isolando mais uma bola kkkk / E não gosto do fato do dotô Eurico voltar a aparecer agora que o time está voltando a vencer…é melhor pro time ele no cantinho dele do que puxando casaca em vestiário…espero que não esqueçam a vergonha que foi 2015 ao final do ano, mesmo em caso de escapar do rebaixamento.

  10. Germano Miranda

    Boa tarde JC é demais vascaínos, fecho com esse pensamento. Jogo de quarta é uma excelente oportunidade de testar a molecada, sem nenhuma responsabilidade e se o milagre vier já iniciam consagrados… A questão não é se podemos ou não reverter. É que pra reverter além de termos que jogar tudo que ainda não jogamos, teríamos um desgaste absurdo, que comprometeria demais o resultado de domingo.
    Infelizmente esse ano, nossa final é domingo, e não vale título nenhum, e sem essa de missão dada, missão cumprida, o dia que a missão do Vasco for permanecer na primeira divisão, me avise pq o mundo acabou, infelizmente 6 anos de banana botafoguense arrebentaram com nossa grandeza, e antes disso, 8 anos de Eurico combaliram nossas financas…
    Mas o que passou passou, agora dos males o menor, temos que vencer no final de semana, e se essa diretoria e comissão estão minimamente preocupados com o Vasco, como dizem, está passando de hora de acertar mais, trabalhar mais e falar menos, muito menos…
    Sobre o Rodrigo, lamentável, zoar adversário não tem nada a ver com o que ele fez, ele zoou verdadeiramente a mulambada lá no campo de jogo, aquilo é seu papel, o resto talvez explique o “pedala Rodrigo” que já aconteceu esse ano…
    Vasco sempre!!!

  11. Vascão 2015

    Boa tarde Galera!
    Nossa situação melhorou e agora a luz no fim do túnel está mais próxima.
    Uma vitória contra o Avaí será maravilhosa, e tomara que na última rodada o Vasco já esteja salvo.
    Abraço,

  12. Gustavo P.

    Na minha cabeça, com certeza os piores jogos serão Avaí e Coritiba fora de casa. Duas guerras com os times desesperados querendo fugir do rebaixamento. Já prevejo o jogo do Coritiba como uma nova final de Copa do Brasil, pressão total e estádio lotado. Não estou dizendo que os outros jogos serão fáceis, mas como você bem disse, existem outros elementos que podem influenciar nessas partidas. O Avaí domingo não vai ser mole, o time tem que se preparar muito bem porque o bicho vai pegar.

    Sobre o R10, somente é mais um fracasso na tentativa homotricolete de ser Vasco. Já dá pra escrever um livro: “O time que queria ser Vasco”. Todo castigo é pouco pra eles.

    Queria comentar sobre o video do Rodrigo ontem zoando a mulambada. Esse cara é um fanfarrão, postura péssima, maior puxa saco da diretoria e faz tudo o que eles mandam. Aposto que depois dessa ele vai ganhar um aumento. Quando zoou o cone renovou o contrato. Lamentável, quem pode zoar é o torcedor e não ele. Esse cara deve ser muito queimado entre os jogadores…

    • JC Barbosa

      Também acho que o Coxa será dificílimo. O melhor cenário é que não dependamos de vitória ao chegar na última rodada. Nem nós, nem eles, de preferência.

  13. Cleriston Hora

    no meu ponto de vista colocaria um time recheado dos garotos que são destaque nos time de base para ver como se saem no profissional.

    Mandaria o seguinte time:

    Martin
    Bruno ferreira
    Luan
    Jomar
    Henrique
    Vaz
    Andrey
    Emanuel
    Evander
    Riascos
    Kayser

  14. Guilherme

    Martin (ou Jordi)

    Algum outro lateral direito pra testar (Aquele que entrou uma vez ou quem sabe um dos juniores
    Luan
    Vaz (ou o João Carlos pra ver como anda)
    Cristiânus

    Guinazu
    Lucas
    Primo do Messi
    Qualquer outro reserva ou Junior
    Kayser
    Thales

  15. Amado Peixoto

    Se a gente tivesse feito um gol que fosse no jogo de ida, dava pra sonhar com uma virada amanha. Mas perdemos de 3×0 e acho bem dificil fazer 3 sem tomar nenhum pra levar pra penaltis. Espero que o SP venha relaxada e a gente ganhe pra sair de cabeça erguida, mas acho que o foco agora tem de ser o brasileiro! Até outro dia nossa situação era desesperadora mas agora dá pra ter esperanças de que vamos sair dessa, então melhor ir com um time reserva amanha e focar no jogo de domingo.
    Sobre o Ronaldinho: TODO mundo sabia que era furada. O eurico, tão sabido como ele afirma, quase caiu nessa. Ainda bem que o flor, sempre de olho em tudo que o Vasco faz, se meteu no meio e ficou com o abacaxi pra eles! Se ele tivesse no Vasco, além de afundar mais o time em campo, ainda teria afundado mais ainda financeiramente! E pra piorar, pelo que o Assis disse, ainda tá procurando mais algum trouxa pra contratar o cara!
    SV

  16. Tenho certeza que os bambis virão relaxados para explorar o contra-ataque. O Jorginho, independentemente de quem escalará, deve fazer a sua blitz no meio-campo com a marcação adiantada e fazer um gol nos primeiros 10 minutos e continuar jogando assim. Nada é impossível, não vejo o São Paulo como bicho papão, no último jogo o Jorginho deu uma de professor pardal e foi o culpado diretamente pela derrota do time, pois não soube armar. Acreditar na classificação é o nosso papel até o fim, mesmo que saibamos que é quase impossível, mas por que não em uma vitória, mesmo que de 1 a 0? Nos daria moral para o próximo jogo contra o Avaí, que salvo engano, tem o seu principal jogador, Marquinhos, contundido.

    • JC Barbosa

      Também não acho que sejam bicho papões. Mas reverter um 3 a 0 sem sofrer gols? Com o nosso time?

      Lembrando: só fizemos três gols nesse segundo semestre contra o América-RN (Série C), pela mesma Copa do Brasil. E nas duas partidas sofremos gols deles.

      • Eduardo Felix

        É uma partida que servirá como laboratório para o Jorginho. Que no mínimo consigamos vencer a partida!

      • Thebar Augusto Guedes

        Acho que o Jorginho forçou a derrota no jogo do Morumbi, isso pra mim é claro e os motivos são óbvios, não dá pra esse elenco fugir da série B e ainda ser campeão, esse time não é àquele que Jorginho atuou em 2000 que levou a MERCOSUL e o Brasileiro jogando paralelamente.

    • Frederico

      Olha. Concordo com o Thebar, primeiro jogo a escalação e a postura do time já demonstrava qual seria o placar… prefiro acreditar, talvez até para aliviar a decepção que entregaram (sem entregar) se é que me entende.
      Mas nunca discordaria de vc Eduardo!
      Impossível é o que não foi tentado.
      Sem falar que como franco atiradores, temos obtidos belos resultados.
      Pouparia martin, rodrigo falastrao, galo, andrezinho, Nene.
      Escalaria o Kaizer com certeza para ir acostumando e perder o medo.
      O resto colocaria reservas para dar ritmo e motivação.
      a dúvida que fica é o Jorge Henrique ritmo ou descanso? Esse eu conversaria com o CAPRES.
      E se eu fosse a pessoa que mais desprezo ultimamente. Ofereceria e pagaria um bicho gordo em caso de sucesso.
      Brincadeira o STJD com o Rafael Silva. Se fosse o SHEIQ VOU PERDER DE NOVO ao vivo em rede Plin Plin nacional. Pegaria só uma advertência. Acho que é interpretativo? Apesar de intepretar de forma distoante da classe de magistrados do STJD. Que digasse de passagem é muito virtuosa… JC ou algum advogado! ?!!!!! Please! HELP ME.
      A weight, two measures.

  17. PC

    Um bom time p/ amanhã:
    Silva

    Madson
    Luan ( está fora do jogo com o Avaí )
    Rafael Vaz
    Christiano ( não tem outro )

    Serginho ( tá descansado )
    Guinazu
    Biancuchi

    Kayzer
    Thales
    Riascos

    Quem sabe?
    SDV

    • oliveira

      Mudaria o seu time com estes jogadores

      Jordi no gol, Bruno F na lateral direita, Seymour no lugar do Guinazu e Lucas no lugar do Thalles (que entraria no segundo tempo) usando um 4-4-2.

  18. Carlos Couto

    O corte será em 43 pontos, o pessoal é meio fraco em probabilidades. Queria ver o Kaizer jogando desde o início para ver como ele se sai. Jogaria meio tempo somente com Andrezinho na armação sem o Octopus Baby errando passe em profusão. SDV

    • Tenorio Silva

      Ainda é cedo pra ratificar um total de corte. Hoje, vc está correto: 43.

      Mas uma melhora acentuada de três ou quatros times do bloco de baixo poderá elevar esse número para 44 ou até 45, como ocorreu em 2009 na arrancada do time das Laranjeiras.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s