Chega de levantar defunto!

zumbiPrimeiro, marcamos um golzinho contra o Galo. Depois, vencemos uma partida fora de casa. Na rodada seguinte, voltamos a vencer em casa. Na última partida, mostramos pela primeira vez algum poder de reação (e poderíamos até ter vencido se a arbitragem não nos atrapalhasse tanto). Como nessas situações, o Vasco hoje precisa mostrar que pode voltar a fazer algo que não consegue há muito tempo: ganhar um jogo daqueles em que as coisas estão tão a seu favor que chega a ser uma obrigação os três pontos.

As partidas contra Joinville, Coritiba e Figueirense foram parecidas com a que teremos hoje, conta o Sport: jogando em casa, com a torcida apoiando, contra adversários que passavam por problemas. E nesses casos, mesmo que a vitória fosse absolutamente vital para nossa campanha, fracassamos. Isso é algo que não pode se repetir de maneira nenhuma nesse domingo.

Ainda que nem de longe esteja numa situação tão complicada como a nossa, o Sport definitivamente está na sua pior fase na competição. Depois de um começo consistente, o time pernambucano começou a perder jogos e cair na tabela. Nas últimas 15 partidas pelo Brasileiro, o Leão só ganhou duas. Pra piorar as coisas, perdeu seu técnico inesperadamente e não terá em campo hoje Diego Souza, um dos destaques da equipe.

Já o Vasco vem crescendo de produção e está há três rodadas invicto, conseguindo sete em nove pontos possíveis. A confiança do time aumentou, jogadores importantes para o time que estavam contundidos voltarão a campo antes do previsto e a torcida deve voltar a comparecer em bom número. Mesmo entre os desfalques podemos dizer que demos sorte, já que um deles, Julio dos Santos, não vem jogando bem e em seu lugar deve entrar o Andrezinho, um dos melhores na partida contra o Cruzeiro.

Ou seja, tudo está a nosso favor numa partida em que a vitória é a única opção aceitável. E dessa vez não podemos deixar de fazer nossa lição de casa.

Ao longo desse Brasileiro, o Vasco foi o adversário dos sonhos para quem precisava se recuperar na competição. Já passou da hora de nos tornarmos um pesadelo para qualquer oponente, seja de cima ou debaixo da tabela. Vencer o Sport hoje, além de ser mais um passo em direção à salvação da equipe, deixará claro que deixamos de ser um verdadeiro Re-animator para times em má fase.

Campeonato Brasileiro 2015

Vasco x Sport

Martín Silva (Jordi), Madson, Luan, Rafael Vaz e Julio César; Seginho, Bruno Gallo, Andrezinho e Nenê; Rafael Silva e Leandrão.

Danilo Fernandes; Ferrugem, Matheus Ferraz, Durval e Renê; Rithely, Wendel, Régis, Marlone e Maikon Leite; André.

Técnico: Jorginho.

Técnico: Daniel Paulista (interino).

Estádio: Arena Maracanã. Data: 20/09/2015. Horário: 16h. Arbitragem: Heber Roberto Lopes (SC). Auxiliares: Kleber Lucio Gil (SC) e Marcio Eustáquio S. Santiago (MG).

O Canal Premiere transmite para seus assinantes e no sistema pay-per-view em todo país.

***

Não se esqueçam: o Blog da Fuzarca está participando do Top Blog 2015 e precisa do voto de vocês para levar esse caneco!  Cada leitor pode votar mais de uma vez, então não se acanhem em clicar aqui ou no banner na coluna à esquerda da página todos os dias (mais de uma vez, se for possível)….

***

Lembrem-se de curtir a fanpage do Blog da Fuzarca no Facebook e seguir o Blog da Fuzarca pelo twitter @jc_CRVG. E os usuários do Gmail também podem incluir a página do blog no Google Plus.

Anúncios

17 Comentários

Arquivado em Adversários, Pré-jogo

17 Respostas para “Chega de levantar defunto!

  1. Pingback: Da série “perguntas sem resposta” | Vasco Expresso

  2. Carlos Couto

    Já deu para ver que esse Nenê só tem nome, depois de mais uma entregada seria muito bom ele pegar um banco, ele é lento e desatento e ainda se embaralha com as próprias pernas, além disso, vai chutar mal assim lá no inferno, esse cara ainda joga futebol da década de 70, está atrapalhando o time freando os contra ataques e não fazendo nada de criativo.
    O seu chute que resultou no gol foi ridículo e o gol só saiu pq foi contra, dá raiva vê-lo jogar, se embaralhando com a bola e naquele eterno cai-cai.

    SDV

    • Diogo

      Vc tem certeza q ele é tão ruim mesmo?? Digamos q seja, tem alguém melhor que ele p colocar?!rs Acho que não.

      • Carlos Couto

        Prefiro mais um meia de marcação, até o Guina, do que alguém que não acerta um chute, não marca e ainda entrega para o adversário o contra ataque. Adrezinho e o Bruno Galo estão bem.

  3. Hugo

    Vivos…….mais uma.
    Um detalhe: eu vi vários mulambos misturados na torcida do Sport…..

  4. Juvenal

    Ganhamos mais uma – Que Blz!
    Poderia ter sido mais facil, mas demos moleza e o Sport empatou.
    Acho uma loucura o numero de bolas que o Nene chuta para fora. É um verdadeiro absurdo.
    Não entendi porque o Jorginho tirou nosso melhor atacante o Rafa e o substituiu pelo pior, o Herrea. Que é isso Jorginho?
    Curiosidade
    de vez em quando zapeio pelo canais da telinha e fico impressionado pelo numero de ex-vascainos que vejo atuando em times das ´series A, B e C..

  5. Vascaíno desesperado.........,,,,

    O Nenê tem que jogar no ataque!
    O Rafael Silva pode ser qualquer coisa, menos jogador de futebol.
    Todos os olhos no Heber “pau mandado” Lopes, ele estará à serviço do lado negro………..

  6. Luiz Henrique

    JC um questionamento: Temos somente duas possibilidades nesse brasileirão, ficar na série A ou sermos rebaixados (o mais provável, infelizmente). Caso sejamos rebaixados, a torcida do Vasco ficará puta (mais uma vez) com o Sapão e dependendo do desempenho dele no ano que vem, a chance dele rodar do Vasco em 2017 é grande (pelo menos eu espero). Por outro lado, caso se opere o milagre, o Sr. Bravata vai ficar falando um monte de merda junto com seus asseclas e existe a chance da família Miranda se perdurar no poder (o que, convenhamos, seria o fim do clube….). Em vista disso, o que seria melhor para o Vasco? É lógico que, para quem torce pro Vasco, o melhor cenário é ficar na série A e ver o Eurico na Sibéria. Mas será que essa possibilidade é factível? Com o rebaixamento não seria mais fácil mandar o energúmeno para longe?

    • JC Barbosa

      O Vasco passar por mais um rebaixamento para aumentar a possibilidade de uma saída do Eurico não faz sentido. Nada compensaria mais uma queda do clube.

      • Diogo

        Também acho que não podemos cair. Apesar de concordar com o Luiz q esse cenário q ele pintou de não sermos rebaixado ser bem provável.

  7. Paulo Oliveira

    Preferiria ter o Jomar ao invés do Rafael Vaz. O Jomar é melhor no combate direto, e o Vaz poderia tomar o lugar do Serginho, que continua falhando muito na saída de bola, coisa que o Vaz faz bem.

    Saudações Vascaínas.

  8. Felipe

    Meu coração estará na arena maracanã, mas minha vontade era está com vocês. Aqui de Fortaleza sempre com meu Vasco.

  9. JC e Galera – Vencer, hoje, já não é apenas uma necessidade. É uma OBRIGAÇÃO. Por isso vamos lutar como leões, se preciso for, para conseguir os 3 pontos, que são muito significativos “à esta altura do campeonato.” Avante VASCO, o sempre Gigante da Colina!

  10. Leon da Cruz

    Se mantiver hoje o nível das últimas atuações, certamente dá para passar pelo Sport (que é um time que tinha prazo de validade e este já se esgotou).

    Mudando de assunto, JC, se você me permite (já que não é o assunto do post), mas fiquei perplexo com duas notícias. Uma é sobre a explicação verdadeira para a venda do Jhon Cley por uma bagatela. Euriquetes da vida vinham dizendo que o problema era que Jhon Cley sairia no final do ano, com o término de seu contrato. Esta é uma explicação meio esdrúxula, pois se poderia tentar renovar com ele. Mas, ok, talvez o cara já tivesse proposta de algum outro clube e manifestado interesse em sair. Porém, a tal explicação não apenas foi corroborada pelo site oficial do euriquismo, o Cascata, como foi complementada com a informação de que Jhon Cley não tinha proposta de time algum (até aparecer o tal clube da China). Pergunto: se não havia proposta alguma, como poderia se certo que J. Cley sairia no final do ano? A única explicação que encontro é a de que a diretoria (e não J. Cley) não tinha qualquer interesse em renovar seu contrato.

    Agora considere a segunda notícia.

    http://netvasco.com/n/168421/sandro-silva-treina-em-separado-e-pode-custar-ao-vasco-r-3-milhoes-ate-fim-do-contrato

    No caso do Sandro Silva, o clube preferiu renovar com ele, próximo do fim de seu contrato e por um valor absurdo. Agora, o que explica uma diretoria não ter interesse algum em renovar com um jogador da base, com potencial e em ascensão, mas renovar com um veterano, com péssimo histórico de desempenho no clube (e em outros no passado recente) e que não entra em campo?

    Você teria a resposta, JC?

  11. Carlos Couto

    Estou curioso para ver o Nenê e o Andrezinho juntos novamente, quero tirar a impressão que um atrapalha o outro. Na minha visão o Nenê atrapalha o Andrezinho chamando para si a responsabilidade, deixando o Andrézinho como coadjuvante.

    Sem o Nenê vimos um Andrezinho criativo e armando muito bem as jogadas pelo meio, coisa que o Nenê ainda não fez no Vasco, se é que sabe fazer.

    SDV

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s