Curtir o momento

Ontem à noite, pelo Twitter, um seguidor me perguntou se jogássemos sempre como na vitória por 1 a 0 sobre a mulambda, se estaríamos brigando pelo G4. Uma dúvida típica de quem naturalmente se empolgou diante de um bom resultado contra o maior rival. Talvez agora, na manhã seguinte, o mesmo torcedor veja a partida com uma visão mais realista.

Podemos dizer, sim, que se o Vasco tivesse mais atuações como a de ontem ao longo do Brasileirão, certamente não estaríamos na lanterna e muito provavelmente sequer no Z4. Mas ainda assim é bastante questionável se estaríamos na luta por uma vaga na Libertadores. É preciso lembrar que há uma distância gigantesca entre vencer um adversário que está longe de ser um exemplo de boa equipe e brigar no topo da tabela.

Por outro lado, é claro que o jogo de ontem serve como motivo para que nossas esperanças aumentem. Mesmo considerando a motivação extra por conta da rivalidade e pelo novo treinador e que o Framengo não chega a ser uma potência dentro de campo, já deu pra perceber que Jorginho, com apenas dois dias de trabalho, conseguiu dar algum padrão ao time, e isso sim é mais promissor que a vitória sobre os mulambos. Pode não adiantar nada ficar imaginando o que aconteceria se tivéssemos jogado sempre dessa forma, mas é fato que a atuação na Arena nos permite esperar uma recuperação dentro do Brasileiro.

Não levando em consideração o nível do adversário e suas limitações, não chegamos a fazer um jogo bonito, mas fomos extremamente competitivos. Diferente do Rothbol, que tinha como fundamento se defender a qualquer custo e torcer que um ataque desse certo, o Vasco do Jorginho conseguiu impedir que a mulambada jogasse e não deixou de jogar. O time jogou mais compactado, bloqueou o meio com eficiência e evitou que as laterais fossem um convite ao ataque como vinha sendo rotineiramente. Ofensivamente ainda não podemos dizer que resolvemos o problema de falta de criatividade pelo meio, mas a chegada do Nenê e a movimentação de Riascos e Jorge Henrique trouxeram alguma evolução na criação de jogadas. E as subidas pelas laterais voltaram a ser perigosas.

Aos olhos do torcedor, uma vitória – aliás, a terceira vitória no ano – sobre o maior rival sempre nos faz ver maravilhas onde apenas houve correção. Alguns problemas ainda existem, como os erros de finalização, ainda existem e não podemos ignorar que o lance do gol saiu em mais uma ligação direta. Mas para um primeiro jogo com a nova comissão técnica, a atuação de ontem foi boa o bastante para esperamos uma subida de produção do time.

A partida foi pela Copa do Brasil, nossa classificação está longe de estar garantida e nossa situação no Brasileiro continua tão complicada quanto estava antes dessa noite de quarta-feira. Mas a vitória nos dá um tempo das notícias ruins e nos permite curtir o momento sem culpas. Depois de tudo o que tem acontecido à nossa preocupada torcida, temos todo o direito de fazer alguma festa.

As atuações…

Martín Silva – fez uma grande defesa em finalização do Guerrero, ainda no primeiro tempo. No resto do jogo, mesmo quando a mulambada nos incomodou um pouco mais, não chegou a ter muito trabalho.

Madson – sua melhor atuação em muito tempo: mesmo não acertando os cruzamentos, voltou a ser uma das melhores armas ofensivas do time. No primeiro tempo foi responsável pela melhor jogada ofensiva do time, deixando Nenê na cara do gol. Defensivamente também se saiu bem melhor (apesar de mostrar um afobamento arriscado em alguns lances), não permitindo o aparecimento da costumeira avenida pela sua lateral.

Anderson Salles – jogando com vontade e aplicação, não facilitou as coisas para o ataque urubu. Sofreu um pênalti claríssimo, não marcado pela arbitragem.

Rodrigo – se jogasse toda partida como nos joga os clássicos, dificilmente estaríamos nessa situação no Brasileiro. Ontem foi muito bem, não dando espaços para o Guerrero e ganhando quase todos os lances.

Christiano – chega a ser comovente sua aplicação: corre muito e aparece como opção para o ataque muitas vezes, mas é incapaz de acertar um cruzamento, um último passe ou um chute a gol.

Guiñazu – a “guerreirice” de sempre, o que significa muita entrega, mas também carrinhos em excesso e faltas demais. Poderia errar menos passes.

Serginho – fez uma daquelas partidas discretas mas muito eficientes: sem chamar a atenção da torcida com subidas ao ataque que não são a sua praia e concentrado apenas no combate, ganhou praticamente todas no meio de campo.

Julio dos Santos – taticamente foi muito bem: ocupando espaços e fechando a lateral direita, permitiu que Madson tivesse a possibilidade de explorar seu potencial ofensivo. Já na criação deixou a desejar, errando alguns passes, o que compensou acertando o lançamento que iniciou a jogada do gol. Perdeu duas chances claras de marcar.

Nenê – ainda não parece estar 100% no ritmo, alternando bons momentos com alguns sumiços em campo, mas já deu uma nova cara ao time com sua movimentação e habilidade. Perdeu o gol mais feito do Vasco, após bela jogada de Madson, chutando fraco. Jhon Cley entrou em seu lugar no finzinho da partida e não teve tempo para fazer muita coisa.

Jorge Henrique – o herói do jogo, o atual “baixinho da 11” vascaíno foi dos mais comprometidos durante a partida, tendo presença tanto no ataque como ajudando a dar o primeiro combate. Mostrou bom posicionamento e precisão ao finalizar no lance do gol. Depois de correr como um louco o tempo todo, saiu mancando para a entrada do Dagoberto, que basicamente só apareceu para levar seu amarelo habitual.

Riascos – com ele em campo, o Vasco perde em presença de área, mas ganha muito em movimentação. O colombiano deu trabalho à zaga mulamba quando tinha a bola nos pés e também sem ela, ajudando a marcar a saída de bola. Mostrou visão de jogo ao fazer a assistência para o gol de Jorge Henrique. Nos minutos finais deu lugar ao Thalles, outro que não teve muito tempo para fazer qualquer coisa, mas que ainda assim conseguiu levar um amarelinho antes do apito final.

***

Lembrem-se de curtir a fanpage do Blog da Fuzarca no Facebook e seguir o Blog da Fuzarca pelo twitter @jc_CRVG. E os usuários do Gmail também podem incluir a página do blog no Google Plus.

Anúncios

46 Comentários

Arquivado em Atuações, Resenhas, Vídeos

46 Respostas para “Curtir o momento

  1. David

    Bom post JC!
    Bem, passando o ôba-ôba de ter ganho novamente da mulambada, agora posso avaliar melhor o jogo.
    O time praticamente não mudou nada. As peças são as mesmas, mas o fato de ter um treinador melhorzinho que o último já fez diferença. O Jorginho conseguiu em dois dias o que Roth não conseguiu em 45 dias. Dar um padrão de jogo ao time!
    Jorginho teve visão e foi inteligente. Orientou os comandados a pressionar a saída de bola do adversário. O time mostrou também uma boa cobertura das laterais. O melhor foi ver que sempre tinha mais de um jogador “mordendo” na marcação para conseguir a posse da bola. Lembrou o esquema tático do Atlético de Bilbao contra o Barcelona.
    Assim o ataque mulambo não teve muitas chances. Foi um bom jogo?
    Bem… tecnicamente não. O jogo foi fraco. Nossos volantes apenas marcaram e nossos laterais como de costume não acertaram nenhum cruzamento.
    Taticamente o time foi bem. Marcou, saiu várias vezes em velocidade e pressionou o time adversário.
    O placar 1×0 não é um espelho do que foi o jogo. O Vasco poderia ter feito dois gols no primeiro tempo com Nenê e Julio dos Santos e mais dois gols no segundo tempo, mas também poderia ter levado um gol em cada tempo. Infelizmente faltou capricho nas finalizações do ataque vascaíno!
    Taticamente gostei do Julio dos Santos e do Jorge Henrique.
    Serginho foi muito bem na marcação. O que é uma novidade! Guiñazu só fez uma falta e ajudou a cobrir a avenida Christiano.
    Os laterais são de dar dó. Nem Madson e nem Christiano acertam um cruzamento. É inadmissível… Eles conseguem acertar menos que André Rocha e Marlon.
    Rodrigo até que foi bem, mas pelos erros que já cometeu nos jogos passados, ele já merecia ser colocado no banco.
    Salles foi muito bem. Talvez a dupla de zaga a ser testada seja Salles e Luan (quando esse se recuperar).
    Nenê e Jorge Henrique estão nitidamente fora de ritmo, mesmo assim mostraram que podem ser titulares. Espero que entrem rapidamente em forma para que possam ajudar o time.
    Já passou da hora de testar alguns garotos da base no time principal.

  2. ODILON C SILVA = RJ

    Agora manter muita humildade, ainda não conseguimos nada, ainda falta o jogo de quarta feira, flamerda vai vim mordido……………….Também não podemos deixar levar por essa vitória em cima do flamerda, futebol carioca não serve como parâmetro, futebol carioca é fraco tecnicamente, não é porque ganhamos do flamerda, que tudo tá uma maravilha, longe disso, a missão nessasegunda fase do brasileirão será árdua……………………………..Parece que SADDAM MIRANDA aprendeu, parou de ficar cantando vitórias e provocando o flamerda com sua arrogancia na semana de jogo contra o flamerda, SADDAM MIRANDA adorava motivar o flamerda, parece que agora ele parou com isso.

    • Juscelino de Jesus Alves

      – Esse jogo de quarta que não me deixa dormir tranquilo. Quero arregaçar, quero entrar em campo e passar por cima do Vasco – afirmou. o Guerreiro… Cara sou amador, jogo minha bolinha mas adversário fala algo do tipo eu me transformo, viro um Romário, um Euler jogo por todos e e por tudo. Não dá pra ler isso ou ouvir o cara falando ao Juninho e ao Zico e ficar quieto.

  3. ODILON C SILVA = RJ

    EM PRIMEIRA MÃO……………FELIZ ANEVERSÁRIO VASCÃO, PARABÉNS TORCIDA QUE CARREGA A CRUZ DE MALTA NO PEITO, FELIZ ANIVERSÁRIO………………..VASCÃOOOOOOOOOOOOOO

  4. Jordan Costa

    Cristovão pediu demissão??

    Celsão cairia bem no mengaum! Aliás, com Celsão, o mengaum cairia bem!

    kkkkkkkkkkkkkkkkk chupa mulambada!!

  5. Paulínio

    Ontem até o christiano jogou bem!

    seria isso o prenúncio da reação??

    obs: só espero q o dotô e seus adoradores não comecem com esse papinho surrado de q ganharam mais um campeonato à parte. fiquem calados, pombas! e deixem o jorginho e o time trabalharem. ainda temos um loooooooongo caminho a seguir. e isso se não estivermos rebaixados já antes de dezembro. q Deus queime a minha língua.

  6. Thebar Augusto Guedes

    Abaixo segue meu comentário neste blog no dia 30 de Junho referente a estreia do Roth contra os Molambos:

    Thebar Augusto Guedes
    junho 30, 2015 às 12:57 am
    Foi uma vitória difícil de comemorar por mais de 10 segundos, eu fiquei perplexo, não me lembro de ver o Vasco jogando da forma que jogou, Jogar assim com equipes mais tarimbadas, mais qualificadas, será suicídio. O êxito de ontem deve-se a entrega do elenco e a fragilidade criativa do adversário.

    Vou dizer o seguinte sobre a vitória de ontem: O Roth deve estar com vergonha, com apenas dois dias o Jorginho conseguiu dar ao Vasco um padrão de jogo bem aceitável para quem está pegando o time agora e digo mais, vi um time com mais confiança em campo, acreditando no seu potencial, Madson jogou bem apesar das limitações, Cristiano foi bem ao ataque e creio que com o Jorginho, tenho esperança que ele consiga ensinar esses caras a cruzar, bater na bola etc, afinal, lateral é sua especialidade.

    Houve cobertura, o time jogou mais compacto e em nada lembrou aquele bando que vinha com Roth.

    Jorginho deu uma entrevista coletiva quando assumiu muito boa, tirando a puxada de saco é claro. Me parece que Jorginho já está botando na cabeça dos caras que o Vasco tem que ser campeão do segundo turno, o primeiro é dos gambás, agora está tudo zerado, e a meta é o título simbólico do segundo turno, se vier, de quebra a gente não cai, mas que na teoria isso tira a pressão, com certeza tira, é tudo uma visão da coisa.

    Apressão ontem era deles afinal somos o lanterninha que não faz gol em ninguém e o moleque Jorge do Fra, andou dizendo que a meta era resolver a parada no primeiro jogo, golear o Vasco, (Mal subiu no ônibus e já quer sentar na janela.) Viram um Vasco arrumado, organizado e vi várias vezes o Cristóvão atônito em campo sem saber o que fazer.

    Essa vitória JC me encheu de esperança e peço que vc reveja o nosso gol e reflita que não foi uma ligação direta o nascimento da jogada, esse termo cabe mais quando zagueiros tentam a esmo lançamentos infundados para o ataque. Júlio acertou um lindo com muita consciência e destreza e achei tanto a jogada muito bonita assim como o passe do Riascos e a conclusão do Jorge. Um golaço!

    Tenho fé que na escalada rumo a meta do título simbólico do segundo turno consigamos repetir contra o Goiás no domingo mais uma atuação convincente, Jorginho está trazendo uma nova mentalidade e a turma comprou o barulho. Vindo essa vitória domingo, podemos ter certeza que a torcida voltará a apoiar e aí é controlar a ansiedade para o primeiro jogo em casa com a gente empurrando.

    Obrigado Jorginho, que Deus te abençoe nesse grande desafio!

  7. JC e Galera – É mais um capítulo da novela em que já se conhece o principal interprete. Novos atores vem sendo contratados, para que se chegue à um final feliz (?!!!). Ou melhor, MENOS INFELIZ. Achei excessivo o otimismo do Jorginho, mas compreendo a injeção de ânimo que pretendeu aplicar nos jogadores (e de certa forma inicialmente conseguiu), e por extensão levar esse ânimo até a Galera, que é quem efetivamente incentiva os jogadores em campo e, comparecendo aos jogos, ajuda a pagar as despesas.
    Se me afigura que o novo técnico já havia sido sondado muito antes da imprensa saber.. E que por isso andou vendo, em casa, (e certamente analisando) alguns jogos do Vasco. A rapidez com que em dois dias deu alguma feição ao time parece confirmar minha impressão.
    Acho que 4 razões o levaram a aceitar a oferta do “dotô”:
    1) O fim do problema familiar que se resolveu por si próprio.
    2) O fato de estar desempregado
    3) A dívida que o Vasco ainda tem com ele. Quanto mais perto dela estiver , melhores chances poderá ter de solucioná-la antes do tempo normal.
    4) A posição confortável em que se encontra, diante da situação crítica atual, podendo ou não tornar-se o “salvador da pátria” sem ser excessivamente pressionado.E fato votos que o consiga, inclusive em cima dos urubulinos, pois começou bem.
    No mais é aguardar para ver e prestigiá-lo até onde for possível.

  8. Juvenal

    Fala e Flu são fregueses
    Precisamos arrumar mais fregueses para acabar com o sufoco. Sob a batuta do Jorginho essa arrancada tem que começar sabado em Goiania.

  9. Jalson Dutra

    Saudações Vascaínas galera!
    Pelo menos um dia de gloria..

    Temos um grupo de whatsapp dos leitores do Blog da Fuzarca(aproximadamente 60 membros), quem tiver afim de trocar ideias e participar do grupo será bem vindo! Chamae que adiciono lá Jalson 62-9118 9704.

  10. Chico

    Fala JC…

    Vc resumiu bem…

    Curtir o momento…

    Pq, de fato, a vaga na C. do Brasil não está garantida e nada mudou com relação ao Brasileiro…

    Ainda, acho que os jogadores venderam, para derrubar o Cristovão. Sei lá… sentimento…

    Com relação ao time… O Jorge Henrique realmente dá um gás a mais. Espero que ele mantenha este ritmo. Sempre foi um jogador presente. Seja no ataque, seja na defesa.

    Continuo achando o time do Vasco fraco… Mas, como no jogo contra o Flor, mostramos vontade, garra… sangue nos olhos, como disse o Jorginho.

    Agora, a imprensa é uma piada mesmo… sinceramente, em 48h… que técnico conseguiria dar “padrão tático” para qualquer equipe?!?!?!?!

    Meu amigo, o cara chegou e disse: “jogar com vontade ou para!” pronto…

    O problema disso é: até quando essa motivação extra funciona????

    E, no Brasileirão, se jogarmos do mesmo jeito… minha nossa, o time INTEIRO pendurado… fod*

    Mas, é isso… curtir a onda… mas, no fds, tem outra peia!

    abs

  11. Jonathas Thiago

    Ótima partida do Vascão, principalmente no 2º tempo, com raça e vontade de vencer. Pelo jeito que o Jorge Henrique deixou o campo, acredito que ele não deve jogar no Sábado, mas vamos orar.

    SV!!!!!!!!!!!

  12. Hugo Silva

    Excelente o comentário, JC (como sempre, aliás)! Entretanto, discordo queo gol tenha sido fruto de uma ligação direta. Ligação direta é um termo que se refere ao lançamento defesa-ataque (sendo direta porque, obviamente, pula o meio de campo). No caso, o Júlio dos Santos é um meio de campo e desceu até a linha dos volantes para armar o jogo, por clara orientação do Jorginho. Tanto que ele fez isso em diversas oportunidades no jogo.

    Sobre isso, veja, por exemplo, este post do blog painel tático na parte em que fala sobre o mulambo “Alan Patrick”: http://globoesporte.globo.com/blogs/especial-blog/painel-tatico/post/especial-destaques-taticos-do-1-turno-do-brasileirao-2015.html

    • SNIPER

      Concordo. Ligação direta para mim é o jogador chutar de qualquer maneira da defesa para o ataque na esperança de alguém lá na frente pegar a bola. O Júlio lançou com consciência para o Riascos. Utilizou muito bem um recurso do futebol.

      • JC Barbosa

        Ligação direta é ligação direta e chutão é chutão. O argumento do Hugo até tem sentido (se considerarmos o critério de “pular o meio de campo”), mas se um jogador tenta mandar a bola para alguém específico que esteja no ataque, isso não é chutar de qualquer maneira.

    • alex-es

      Para mim também não foi ligação direta.
      Ligação direta é chute da defesa para o ataque.
      O julio dos Santos fez um lançamento do meio e muito preciso, aliás ele olha antes de fazer o lançamento.
      E só para registrar o Julio dos Santos jogou demais.

  13. Wanderson DS

    Vitória fundamental pra dar moral pra esse bando… mas pés no chão sempre… até porque não acabou ainda e perdemos a chance de ampliar jogando com um a mais!

    Sinceramente o que interessa é jogar com essa vontade no BRASILEIRÃO… gostei da serenidade do Jorginho na coletiva, e diferente do burRoth ele sabe armar o time taticamente, com essa aplicação e vontade e com os reforços do Jorge Henrique e Nenê o time já subiu um pouco de patamar, e dá até pra começar a ter alguma esperanças… tem que começar a vencer contra o goiás sábado…

    O problema é não jogar SÓ assim contra a mulambada… o VASCO tem 18 FINAIS pela frente no brasileirão…

  14. Leo Couto

    O que mais gostei no seu texto e nos comentários do amigos do blog foi a lucidez de entender que a vitória não pode tirar nossos pés do chão. Ganhar é bom e ganhar da escória mulamba é ótimo. Serve para dar um voto de “confiança desconfiada” ao técnico e ao time. Mas a situação no Brasileirão ainda é muito preocupante.

  15. Guilherme

    1. Nenê e Jorge Henrique, mesmo recem chegados e fora de ritmo dão outra cara ao time e apenas comprovam o quanto o time que levamos para o Brasileiro só podia dar no que deu o primeiro turno.

    2. Jorge Henrique é daqueles que acerta o time… não só pela movimentação no ataque, mas impressiona a contribuição na marcação. Ontem aos 47 ele tirou uma bola na nossa linha de fundo, cobrindo o Cristianno que já tinha ficado. Quanta diferença de comprometimento para Dagobertos e outros…

    3. Concordo com o comentário de que o Cristianno se esforça e é sempre uma opção de saída de jogo… talvez por isso ainda seja o titular… e concordo também com o comentário de que ele não acerta um cruzamento ou chute a gol… ou seja… penso que deveríamos armar uma estratégia de jogo para minimizar isso… tipo ele dá a saída de bola e ao passar do meio volta pra cobrir…pois aturar ele errando tudo o que tenta no ataque irrita e faz esquecer completamente as (poucas) virtudes que tem.

    4. Julio tem um melhor passe no meio para puxar o contra ataque… mas irrita profundamente ver a displicência com que marca e como ele para e fica olhando cada vez que erra… isso só não derrubou o time ontem pela correria do J. Henrique e do Serginho (Que ontem cobriu muito bem no meio). Tem que ser cobrado para participar mais.

    5. Espero que Nenê melhore as conclusões… e que encontremos os gols nas poucas oportunidades que criamos… pois embora o time tenha melhorado acho que vamos sofrer muito para marcar gols e aí sempre tem o desespero no final como contra o Coritiba. Infelizmente acho que está tarde e estamos com a corda no pescoço… mas vamos torcer muito!

  16. Rapha

    Sempre achei que o problema do time é mais psicológico que técnico, fomos Campeões Carioca e mesmo o Carioca não sendo parâmetro, ser o lanterna do Brasileiro é Sacanagem!

    Eurico expõe muito o Vasco com suas declarações de torcedor, mas acertou nas contratações do Nenê e Jorge Henrique. Se ele trabalhar mais e falar menos as coisas vão se acertar.

    Gostava do nosso primeiro Treinador, já o Roth nossa, era claro que ele não tinha o grupo nas mãos, já o Jorginho, outro ponto positivo pra direção (Que só andava decepcionando) ontem o tempo todo ele mandava o time avançar.

    Acho que nossa torcida nessa etapa final precisa abraçar o time e encher o Maraca. Da pra gente escapar, com Andrezinho e Nene no meio, a volta do Luan, na boa, não consigo achar esse time tão ruim assim, tem muito time pior que o nosso no meio da tabela!

  17. LUIS CLAUDIO

    Nosso grande comentarista de arbitragem Arnaldo Baba ovo Coelho falou ” o Riascos estava ligeiramente em impedimento”. E agora tem isso? meio viado,meia virgem. Sempre querem desmerecer nossa vitória.

    • David

      A verdade é que o Riasco estava impedido, mas o bandeirinha estava olhando a bola, quando finalmente olha para o último zagueiro mulambo, esse dava condição de jogo.
      Bem, um erro não visto pelo bandeirinha para compensar o caminhão de erros do juizinho a favor dos mulambos.

  18. Claudiane

    Não gostei do seu comentário sobre o Cristiano que ao meu ver correu bastante, mostrou raça, marcou bem, dividiu as bola com raça, foi aguerrido, explorou escanteios, com velocidade levou o time ao ataque, mesmo não acertando os cruzamentos, mas fez uma ótima partida. Parabéns Cristiano. Essa foi a minha visão!

    • JC Barbosa

      Cada um tem seu ponto de vista, claro. Mas se for apenas pra correr, podemos chamar um atleta de 100 metros rasos. Ele não acertou nada no apoio, como sempre. Falar que ele fez uma ótima partida ontem é o mesmo que dizer que ele sempre faz ótimas partidas, pq correr ele sempre corre.

      E o “marcar bem” teve muito mais a ver com a boa cobertura feita na sua lateral feita pelo Serginho.

      • Alexandre Vieira

        Nessa, fico com a Claudiane. Achei que o Christiano teve uma boa atuação, não só ontem, mas nos últimos jogos. Nos últimos anos, o Vasco teve laterais bem piores. Marlon, Yotún, Rubens Jr., Max, Julinho, etc…

      • JC Barbosa

        Como contumaz puxa-saco do Dotô, se o Christianno tivesse apenas uma perna vc ainda assim o acharia melhor que os laterais da gestão anterior. E, diga-se de passagem, NENHUM foi pior que ele. Nem o Rubens Jr., que era um lixo, mas foi da primeira gestão Eurico.

  19. Comparado ao resto do elenco o Riascos nem é tão ruim…o que ferra são as finalizações, que quase sempre ele isola a bola. Assisti só o final da partida pq tava na facul, e até estranhei não ter um atacante de área no esquema do Jorginho, mas realmente, parece que agora vamos ter um time e não um bando em campo como nos tempos de Roth…

    Se vai ser o suficiente para o Brasileiro? Eu não acredito muito, mas a paixão me faz torcer até o fim rsrs

  20. Nilton Júnior

    SDV Nação Vascaína!!

    Realmente uma vitória sobre a mulambada tem o poder de obnubilar análises de um time. Parabéns pela lucidez JC.

    Concordo contigo quanto a acentuada diferença tática do time em comparação ao festival de horrores protagonizados nos últimos jogos.

    Tenho algumas observações:

    – Juizão arregou na hora de expulsar o Canteros que, já amarelado, aplicou dois carrinhos por trás claramente faltosos e passíveis de cartão.

    – Emerson Gayck aplicou entrada criminosa em Jorge Henrique! Vc acha que aquele lance não valia um vermelhinho também?

    – Não sei se é implicância minha ou se mais alguém percebeu. Assim que o metemos o gol, notei uma leve, mas evidente, mudança de postura em Cristiano, que, inadvertidamente, passou a pentear a bola, fazer passes para trás, toquinhos curto de primeira tal como no jogo de “Bobo”. Enfim, uma displicência que antes não demonstrava. Também notou ou é só o asco que tenho desse jogador falando mais alto mesmo?

    Um abraço nação vascaína!

    • JC Barbosa

      O juiz peidou feio na hora de expulsar o Canteros de obras. E exatamente por isso esperar que o juiz expulsasse direto o jogador que mais reclamou em campo era uma ilusão completa.

      Não acho que o Christianno passou a cozinhar o jogo. O time todo fez isso.

      • Marcelo

        Gostei da dedicação do time, creio que se portar assim no próximo jogo podemos passar para as quartas. E melhor ainda, tentar escapar do descenso.
        Agora não podemos deixar passar despercebido a atuação do árbitro qye desde o início estava nos prejudicando, ao meu ver, o criterio para os jogadores do VAsco eram muito rigorosos, vide a quantidade de cartão… ele apitava quase tudo contra o Vasco, no fim do jogo ainda deu uma louca e apitou a nosso favor algumas faltas…
        Árbitro muitoi fraco para uma partida como essa. Bom, não sendo na próxima o Bassols já conseguiremos jogar com 11 x 11.
        Abraços…
        PS.: Eurico é um frouxo mesmo, no sábado “bravatou” contra os jornalistas, ontem já estava falando as costumeiras asneiras e sandices de sempre, um oportunista covarde.

  21. Leon da Cruz

    Concordo com tudo JC. Eu só diria também que uma parte significativa da nossa vitória se deu pela péssima atuação da mulambada.

    Sobre as melhorias no time, gostei da maior compactação do meio campo e de ver Guiñazu e Serginho mais fixos. A tática do Jorginho foi correta para o time limitado que temos: congestionar o meio campo e movimentação em bloco.

    Jorginho tem agora que pensar em um esquema com as mesmas virtudes, mas menos defensivo, para certos jogos. A solução, neste caso, talvez seja tirar o Julio dos Santos e colocar um atacante de área.

    A outra boa-nova é que Nenê, embora ainda muito mal, é claramente um sujeito que tem intimidade com a bola. E Jorge Henrique teve uma evolução impressionante do último jogo (e dos seus jogos no ano pelo Inter) para o jogo de ontem. Os dois já deram visivelmente mais qualidade ao meio de campo do Vasco. E qualidade é quase tudo. Quantas vezes no campeonato perdemos gols similares àquele que o Jorge Henrique fez ontem, com outros jogadores isolando a bola?

    Embora eu ainda ache que esses caras chegaram tarde demais, dá para ter alguma esperança.

  22. Fabio da Costa

    É cedo para dizer que o Jorginho fez uma revolução. Mas ver o time mais bem postado em campo, com os jogadores brigando, reacende a esperança por dias melhores no Brasileiro. Embora tenha sido um jogo muito faltoso, foi bom ver nossos jogadores ligados o tempo todo e disputando todas as bolas. É de dar raiva perceber o quanto de tempo (e jogos) foram perdidos com o burRoth no comando. Não imagino que estaríamos no G-4 ou próximos, mas com essa aplicação, no mínimo a gente teria vencido o Joinville e o Coritiba, encerrando o 1o turno com 18 pontos, numa situação mais confortável e bem perto de sair do Z-4.

    Acho que a tendência é o Jorginho melhorar a equipe e dar um padrão de jogo. Parece ser um estudioso do futebol e desde a 1a entrevista já sabia que o problema da equipe era a falta de trabalhar a bola e apelar para os chutões. Marcamos bem e não houve espaço para os mulambos trabalharem. A equipe estava mais compacta. Dá para esperar que com ele no comando a equipe passe a articular melhor as jogadas de ataque e que os jogadores saibam o que fazer em campo, em vez de ser um bando.

  23. Gisa

    Gostei da postura serena do técnico que disse que o sinal ainda é de alerta. Uma vitória importante mas, ainda nos encontramos numa situação difícil.

  24. Não irei me iludir com o time, mas com certeza o Vasco atuou de forma diferente dos times de Doriva e Roth. O time de Doriva era aplicado defensivamente e dependia de bolas paradas para fazer gols. O time de Roth você já falou e dispensa comentários. Mas uma observação importante é que julgando as 3 estreias contra o framengo, julgo a de Jorginho a melhor. Não porque o time foi uma maravilha, mas mostrou ter mais equilíbrio entre os setores. Jorginho conseguiu em 2 dias o que o Roth não conseguiu em 10 com praticamente a mesma equipe. Nossos volantes erraram menos passes laterais como habitualmente e nossos laterais foram mais efetivos. Falando do nosso lateral “Você-sabe-quem”, a única explicação que eu tenho para sua permanência no time é de que ele tem força para cobrar laterais dentro da área. Mas é inegável que nosso lado esquerdo ficou mais forte com a ajuda do Jorge Henrique.
    Agora temos um jogo contra o Goiás, no Serra Dourada em que temos tudo para vencer. Ontem o Madson declarou que o objetivo é ser campeão do 2º turno. Pelo baixo nível apresentado pelos clubes que lutam pelo rebaixamento, acho que uma campanha como a do Palmeiras no segundo turno, que terminou com 31 será suficiente para nos livrar do rebaixamento, lembrando que critérios como saldo de gols e gols marcados será importantíssimo, então é hora do nosso técnico implementar esse nosso sonhado padrão para que a equipe atinja o equilíbrio nas partidas que faltam no Brasileirão. Quanto ao próximo jogo contra o urubu, acredito em mais uma vitória nossa. Mesmo sendo clichê o que vou falar, acho que o favoritismo deles fará a responsabilidade e a obrigação de passar pelo Vasco ser ainda maior que no jogo de ontem e eles terão que fazer pelo menos um gol para ter disputa de pênaltis, ou seja, terão que atacar para tentar buscar o melhor resultado. Cabe ao Jorginho treinar e orientar os jogadores, dizer que o time do framengo não é bicho papão e ter uma filosofia de que irá vencer. Eu acredito que o Vascão irá passar para as quartas com mais uma vitória, e você?

  25. BJ

    Se o time mostrar essa garra nos próximos 19 jogos do Brasileirão certamente não cairá de divisão.
    Depois do jogo eu revi o jogo que vencemos eles por 1 x 0 no Brasileirão, estréia do Roth e pude ver a diferença. Naquele jogo ganhamos na base do chutão e jogamos por uma bola. Ontem pelo menos podemos ver que o Jorginho deu um padrão tático a equipe. Como ele não teve tempo pra treinar ele aproveitou o esquema do Doriva . Aquelas bolas do JDS pro Madson me lembraram o estadual.
    Todos estão de parabéns pela vitória. Eu só mudaria o Riascos. Apesar dele ter dado o passe pro gol eu acho que ele não rende jogando como centro avante. O passe dele só saiu quando ele foi pro canto, lugar onde está acostumado a jogar.

    O único que destoou foi o Dagoberto. Parece que não está nem ai pro jogo. Levou um cartão de bobeira.

    • David

      Edmundo comentarista da Band criticou o Dagoberto antes dele entrar no jogo. Quando Jorginho chamou Dagoberto, o jogador veio caminhando como se não estivesse nem ai para o jogo. Infelizmente era isso mesmo, pois quando entrou o cara não fez nada, além de levar um cartão amarelo.
      O cara não tem gana para jogar. Parece que está fazendo um favor em vestir a camisa.

  26. Paulo Sergio de Araujo

    Temos motivos para ter esperança, porque foi A PRIMEIRA PARTIDA neste ano, em que jogamos bem o tempo inteiro (e não apenas por meio tempo).
    Podemos também nos animar por assistir, ainda PELA PRIMEIRA VEZ NO ANO, nossos dois laterais jogando bem (diferente do JC, acho que o Christiano, apesar de “errar o último passe”, foi bem defensivamente e foi uma boa saída de jogo o tempo inteiro).
    Mas, como alertado pelo colunista, precisamos “nos lembrar” que este time mulambo, apesar de dois bons atacantes, É HORROROSO…!
    No campeonato que muito mais interessa, ainda estamos MUITO na MERDA. Portanto, “devagar com o andor porque o santo é de barro”, como “vovó” nos ensinou.

    • Diogo

      Achei o Christiano a mesma porcaria de sempre e no final do jogo estava morrendo, como todos os jogos. Deixou a lateral descoberta no último lance do jogo.

  27. Gustavo P.

    O que eu posso dizer de ontem é que fui dormir feliz como há muito tempo não fazia. Sobre os jogadores prefiro não comentar, acho que a vitória serve para aumentar a confiança do time, mas temos uma parada duríssima pela frente no sábado e novamente tudo pode ir por água abaixo caso tenhamos um resultado ruim. O que nos resta mesmo é curtir esse momento e sonhar com dias melhores.

    Deixo duas perguntas pra galera:

    – Por que só jogamos com disposição nos clássicos?
    – Jogador derruba técnico?

  28. Gustavo Albuquerque

    JC… Pra mim o riascos tentou tocar a bola pro Madson q entrava na área e no erro acabou acertando o passe pro Jorge Henrique… Se vc ver o lance da pra perceber… Mas o importante é que foi gol…

  29. Murillo Santiago

    JC, 2 observações:
    A primeira é de que o Guina só fez 1 falta o jogo inteiro, e;
    A segunda é da entrevista do Jorge Henrique no fim do jogo. Se parece faltar fome de algo a mais nos veteranos esse rapaz, mesmo sem ser craque, pode dar uma nova cara pro time, porque parece ser diferenciado tbm no querer ainda algo a mais do futebol e do Vasco.

    • Amado Peixoto

      Como vc bem frisou, o Guina fez uma falta apenas no jogo. Até o Lédio comentou isso, que num jogo com (se não me engano) 12 cartões amarelos, ele não bateu. Alias, tem sido assim em vários clássicos. Nessa, o JC pegou um pouco no pé dele.
      Outra coisa: nos comentários do jogo, disse que o gol saiu de uma ligação direto e no comentário do Julio disse que ele deu o lançamento que originou o gol. Então, vamos chegar num acordo ai JC. kkkk
      Eu concordo mais com a segunda parte, não foi uma ligação direta mas um ótimo lançamento do Julio que viu o Riascos sozinho (tava impedido, mas impedimento como o dele a gente já teve não marcados contra a gente umas 80x nos ultimos anos). E eu gosto da forma como ele se posiciona em campo, não aparece muito, mas tem um ótimo passe e quando acerta é perigo se o atacante faz algo, como ontem. E ainda ajuda o Madson a aparecer mais no ataque, onde ele se destaca, msm errando todos os cruzamentos que tenta.
      No geral, gostei do time ontem e se se aplicar assim sempre, dá pra sonhar com a permanencia. Claro, precisa que a bola entre no gol mais vezes.
      E sim, eu acho que se o Vasco se aplicasse assim sempre, ao menos a gente não estaria brigando lá embaixo. Quantos jogos perdemos ou empatamos pq o time parecia totalmente relapso em campo?
      SV

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s