Quem chega e quem não fica

saientraAinda na busca de reforços para o Brasileirão, o Vasco teve duas notícias sobre o assunto para a sua torcida por esses dias.  Uma, o acerto do meia Fellype Gabriel com o Palmeiras depois de semanas sendo especulado na Colina. A outra, a chegada do meia Jackson Caucaia, vindo do Ituano.

Pelo que vi nos facebooks da vida, nenhuma das novidades agradou a torcida. A primeira, soou ora como ingratidão do jogador, ora como vacilo da diretoria. A segunda caiu nos ouvidos vascaínos como mais uma contratação de jogador de time pequeno entre dezenas de outras.

Acho que nos dois casos a torcida está criticando mais pela ansiedade de ver um time mais forte pra a competição – o que é realmente necessário, já que o Brasileiro começa amanhã – do que pelos fatos em si.

A questão do Fellype Gabriel é simples: o fato dele ter passado um tempo se cuidando no Caprres em São Januário deu a entender para muitos que ele fecharia com o clube. A impressão se justifica, já que Gilberto, que também se tratou no centro de reabilitação, fez o mesmo caminho. Mas desde o começo era claro que para acertar com o Vasco, seria necessário que Fellype aceitasse o teto salarial oferecido pelo clube. E nenhum jogador é obrigado a tomar uma decisão que lhe seja menos interessante profissionalmente – como ganhar um salário menor – apenas por ter gratidão ao clube.

Também me parece injusto ser alvo de críticas o Vasco abrir as portas para outros jogadores utilizarem suas instalações para tratamento e recuperação. Ajudar profissionais do esporte é uma atitude simpática e que melhora enormemente a imagem do clube entre os atletas (inclusive de outras modalidades, como Leandrinho do basquete e as bicampeãs brasileiras do vôlei de praia, Ágatha Rippel e Bárbara Seixas). Pode não ter sido o bastante para convencer o Fellype, mas já ajudou a trazer nosso atual centroavante e pode ser um diferencial em outras situações nas quais o Vasco esteja disputando a contratação de um jogador.

Já o Jackson Caucaia certamente não é o reforço que todos sonhavam para o meio campo do Vasco, um setor que precisa urgentemente de alguém que traga mais consistência ao time. Mas, diferente das contratações feitas a granel no começo do ano, Jackson tem em seu favor o fato de ter trabalhado com o Doriva pelo Ituano. Mais que o fato do meia ter sido campeão paulista ano passado, o que diferencia o Jackson da baciada de jogadores que chegaram é que seu nome ao menos deve ter tido o aval do treinador. E tendo sido titular do Ituano em 2014, Doriva deve saber exatamente como explorar ao máximo suas potencialidades. Ou seja, se o Vasco não contratou um camisa 10 de peso (o que certamente Caucaia não é, já que é um dublê de armador/volante), ao menos trouxe alguém que tem a confiança do técnico.

As duas notícias podem continuar não agradando, mas ao menos elas devem ser compreendidas antes de virarem uma fonte de críticas. No atual momento do clube, é preciso paciência mesmo: nem todo mundo que a gente quer virá; e alguns que chegam merecem ao menos o benefício da dúvida.

***

Antes de começar o Estadual desse ano, Eurico Miranda se colocou como baluarte da luta contra a elitização do futebol carioca. Propôs que em todos os jogos do campeonato fosse cobrada meia-entrada e justificou a sugestão alegando que a maior crítica ao Carioca era a baixa frequência do público nos estádios. Na proposta do presidente vascaíno, que acabou não sendo posta em prática, os ingressos custariam entre R$ 5,00 (nos jogos entre os pequenos) e R$ 50,00 (nos clássicos). Os ingressos em São Januário custariam R$ 15,00.

Eis que o Estadual se encerrou e o Vasco foi seu campeão. E, de uma hora para outra, o discurso contra os preços altos dos ingressos acabou junto com a competição: uma semana após a conquista do título, quem quiser assistir a estreia do Vasco no Brasileiro pagará o valor cheio de R$ 60,00 por um lugar na arquibancada. Ou seja, o mesmo preço cobrado pela arquibancada na final do Carioca e mais caro que o valor proposto pelo próprio presidente para os clássicos no Estadual.

A mudança de posição contra a elitização dos preços dos ingressos já mereceria algum tipo de esclarecimento por parte do Eurico (o que eu não creio que aconteça), mas ao menos teria uma justificativa se o aumento de 400% entre a sugestão de preços do presidente para os jogos na Colina no Estadual e os preços praticados no Brasileiro fossem um incentivo para que mais vascaínos se tornassem sócios-torcedores. Com a arquibancada a esse preço, mais torcedores buscariam se associar, nem que fosse apenas para ter meia-entrada quando fosse aos jogos.

O problema é que atualmente o clube sequer tem um projeto de sócio-torcedor. E o lançamento de um programa novo está previsto apenas para outubro. Até lá, vire-se em grana quem quiser apoiar o Vasco no estádio se não for sócio. E isso se for sócio geral ou patrimonial, já que nem os torcedores que entraram nos últimos programas de sócio-torcedor têm mais direito a meia-entrada.

A incoerência em quem pregava há poucos meses que o importante é ter o estádio cheio cobrar 60 Reais pela arquibancada numa partida contra o Goiás até poderia passar batida. O que incomoda mesmo é ver a diretoria perder a oportunidade de aproveitar a empolgação da torcida com o título e lotar São Januário e ainda incentivar a chegada de novos sócios. Poderíamos ter mais uma vez um caldeirão com 10 ou 15 mil torcedores apoiando o Vasco na primeira rodada do Brasileirão. Mas a esse preço e num domingo de Dia das Mães, dificilmente teremos o público que um jogo como esse poderia ter.

***

3A Umbro finalmente apresentou a terceira camisa do Vasco em todos os seus detalhes e confirmou o que todos esperavam: a nova armadura cruzmaltina é linda. Ela ficou tão bonita que – perdoem o trocadiho – fez bonito até com torcedores de outros clubes. E não foram apenas torcedores de times brasileiros que elogiaram a camisa. A fama da camisa já é internacional.

É o tipo de camisa que não se pode esperar muito para ter e usar. E você já pode garantir sua camisa 3 na pré-venda, basta clicar nesse link ou na imagem aí ao lado. Você também pode festejar o nosso 23º título estadual comprando a camisa comemorativa do Campeão Estadual de 2015  com um precinho pra lá de camarada. É só clicar nesse link.

***

Lembrem-se de curtir a fanpage do Blog da Fuzarca no Facebook e seguir o Blog da Fuzarca pelo twitter @jc_CRVG. E os usuários do Gmail também podem incluir a página do blog no Google Plus.

Anúncios

17 Comentários

Arquivado em Notícias, Reforços, Títulos, Torcida, Variedades

17 Respostas para “Quem chega e quem não fica

  1. Pingback: E o meia armador? | Blog da Fuzarca

  2. Pingback: Saudades dos 7 mil… | Vasco Expresso

  3. JOAO BOBAO - TIJUCA - RJ

    Eu também.acredito no doutor Eurico Miranda.

  4. Filipe Matias

    Acho o Jackson bom jogador e o Fellype Gabriel iria ocupar muito espaço na folha salarial. Esse espaço podia ser ocupado por um medalhão como Diego Souza ou um outro jogador para armar o time. Assim, o time ficatia completo para a disputa do Basileirão.

  5. Beto

    Terceira camisa linda demais, mesmo, JC, é fato, irei comprar.
    Espero uma boa atuação do Vasco hoje e tem que começar vencendo!
    Preços dos ingressos para hoje, realmente, um pouco salgados pra galera comparecer em massa. E indo de encontro com o que o próprio Eurico falou no Estadual, correta lembrança, JC. Acho que se fosse pra aumentar uns 40,00 arquibancada e 80,00 sociais já seria o limite eficando caro. E corretismo ao evidenciar que o aumento do preço não é casado com um projeto de sócio torcedor, ou seja, algo realmente incoerente e sem explicação. Mas quem puder ir, quem tiver condições financeiras , vá e ajude o time e o clube, torcer pra termos um bom público, mesmo num horário também não ideal para um domingo. Tabela escrota da rede globo….

    Por falar nisso, sei que às vezes é chato criticar tanto, mas a imprensa (alguns poucos jornalistas já criticaram com força) tem grande benevolência com algumas coisas do brasileirão. Desde horários, passando por arbitragens chegando até a vendas de mando de campo. Já vi que o Vasco vai jogar 11 da manhã, quero ver todo mundo jogando nesse horário, inclusive os queridinhos. O campeonato por pontos corridos é vendido pela cbf , parte dos torcedores e imprensa como o campeonato da isonomia. Nos últimos anos não vejo isso ocorrer 100%.
    Agora mesmo o Cruzeiro, punido, vende seu mando, mas para uma praça repleta de torcedores rivais. Benefício técnico para o Corinthians, que não enfrentará o Cruzeiro no mineirão, onde os cruzeirenses conhecem cada buraco e tem a perfeita localização de espaço. E teremos uma inversão de mando, pois em termos de torcida, o Corinthians será local em Cuiabá. Enfim, vou parar por aqui, mas esse campeonato peca em alguns pontos e a isonomia vendida nem sempre é verdadeira, vide o que já ocorreu em anos anteriores em termos de “entrega” de jogo, arbitragens repletas de erros (para imprensa, aqui, são só erros mesmo), verdadeiras inversões de mando de campo absurdas, etc.

  6. alex-es

    A escalação tem que ser:

    Martin Silva
    Madson – Luan – Rodrigo – JC
    Serginho – Guinazu
    Dagoberto
    Julio dos Santos – Rafael Silva
    Gilberto

  7. Paulo Sergio de Araujo

    O que me deixa realmente “espantado”, é como ainda pode existir alguém que “acredita” no novo/VELHO presidente do clube.
    Ele SEMPRE foi assim…!!!!!!!!!
    Qualquer “exercício de memória” deixará MUITO CLARO, que é muito mais fácil o retorno da VERGONHA, do que do VERDADEIRO RESPEITO.
    É só lembrar que, em 2008, não comemoramos a chegada ao poder do Dinamite. O que comemoramos, ENTUSIASTICAMENTE, foi a saída do Eurico.

  8. Nicodemus

    Nesse caso dos ingressos, a questão é de interpretação dos fatos. O Dr. Eurico sugeriu os preços promocionais no Carioca, visto que o campeonato estava em situação absolutamente deficitária nos últimos anos, precisando de um reerguimento emergencial. Se compararmos o público das finais deste ano e o das finais do ano passado, veremos que o Dr. Eurico estava prenhe de razão. Com ingressos promocionais então, não duvido que a maravilhosa torcida vascaína colocasse umas 80 mil pessoas na finalíssima contra o canil.

    Porém, o Brasileiro tem um peso muito maior. Jogar contra o Goiás (mesmo sendo um clube de porte mediano no país) é bem diferente de jogar contra o Resende, o Barra Mansa ou o Olaria. Estamos falando de CAMPEONATO BRASILEIRO. Não há comparação. Os preços do Brasileiro correspondem à importância da competição, muito maior que a do Carioca. Portanto, importância maior = preço maior. Absolutamente compreensível isso, principalmente vindo de uma diretoria que, mesmo não sendo perfeita, conhece do riscado, pois há anos lida com os bastidores do futebol e seus meandros. Não me entenda mal, mas parece que qualquer coisa que não seja do seu agrado, é motivo para tecer comentários de tom crítico e até pejorativo direcionados ao Dr. Eurico. Até o momento, ele vem trabalhando muito bem nesse processo de resgate do nosso Vasco, após anos de abandono, incompetência e irresponsabilidade. Dá um crédito pra diretoria, JC. O Brasileirão vai começar, e eu acho que estamos no caminho certo. Vai dar tudo certo, e o Vascão fará um bom campeonato. E com o apoio de sua torcida, que é fundamental.

    Sobre o uniforme 3, realmente. Lindíssimo. Quando dizemos que o respeito voltou, me parece que de fato é EM TODOS OS SENTIDOS. Não gosto nem de lembrar dos tempos da gloriosa Champs ou da magnífica Penalty… Isso sim, era falta de respeito com a nossa torcida. Mas essa camisa nova é sensacional mesmo. Vou comprar a minha a jato, e sugiro a todos os vascaínos que façam o mesmo! Abços!

    • JC Barbosa

      Dou o crédito que a diretoria merece. Agora, vc querer convencer que o ingresso de uma estreia de Brasileiro contra o Goiás em SJ tem mais peso – ou peso igual, já que os valores são os mesmos – que uma final de Estadual na Arena Maracanã, que poderia encerrar um jejum de 12 anos, convenhamos. Acho que vc deveria dar um crédito também à inteligência do torcedor e entender que nem tudo o que a diretoria faz merece elogios ou compreensão.

  9. tulio

    Assisti um video do novo reforço e achei boa aposta, Será um BR dificil e disputado. Bora vascão !

  10. Chico

    Grande JC,

    Bom post! Eu gostei… Agora, será que vc será taxado como “euriquista” ou “anti-eurico”…

    Acho vc um sujeito pragmático e “justo” (em suas devidas proporções)…

    Vamos lá, sobre o tema em si…

    Achei interessante a vinda de mais um do Ituano. Mas, uma notícia me preocupou: a possível (e talvez quase certa) saída do Luan.

    Acho que o Vasco, com o time que tem, vai brigar ali no meio da tabela… Difícil almejar algo a mais e, sinceramente falando, confio no nossos sistema defensivo, para achar que iremos disputar pra não cair!!!

    SE vier um 10 ou se o Dagol se adaptar bem à função… Acho que podemos conquistar algo… ser campeões!? do Brasileiro, duvido! Mas, quem sabe uma Copa do Brasil…

    abs e vou ter que comprar a camisa III!!!!

  11. Tomara que o JC que está chegando tenha o mesmo talento, em campo, do JC do blog!

    Parabéns atrasado!

    E você tem razão: esse aumento de ingressos para o jogo de amanhã, Dia das Mães, foi uma ducha de água fria! O caldeirão iria lotar! Agora, dificilmente.

    Quanto ao programa de sócios há um imbróglio que tem dificultado uma tomada de decisão por parte da diretoria que, pelo que entendi, não quer se precipitar quanto ao modelo a ser escolhido.

    Saudações

  12. leonardo

    Saiu uma lista de palpites Para campeao, libertadores, e rebaixados. Advinha so once estava o Vasco? Na de rebaixado no minimo em 3 palpites dos 10 avaliados. Nos torcedores temos que mostrar a nossa for a e a casa triunfo calar a Boca dos criticos.

  13. David

    JC parabéns por mais um post esclarecedor!

    Vou começar pela diretoria que aumentou o valor dos ingressos em 400%. Tudo bem que é o principal campeonato, mas esse aumento vai contra tudo que o atual presidente brigou até uma semana atrás. Muita incoerência dele.
    Quanto aos atletas, a chegada do Jackson ao meu ver será para ele atuar como segundo volante e dar uma melhor opção de saída de bola, além dele poder ajudar na armação das jogadas. Ainda assim o time precisará de um camisa 10.
    Já a recusa do Fellype Gabriel e seu acerto com o Palmeiras é até plausível. Afinal, o Palmeiras hoje está mais organizado do que o Vasco (que ainda pode e deve melhorar muito). O Palmeiras também ofereceu um salário mais alto, então não vejo nada demais.
    O fato da diretoria abrir seu Caprres para outros atletas de outras modalidades e outros clubes é uma ótima forma de melhorar a imagem do clube. Mérito para eles por isso!
    Outro fato é que precisamos ainda de atletas para serem os armadores de jogadas. No post passado você citou uma excelente idéia que é ensinar o John Cley a marcar ou treinar o Índio. Eu faria os dois, treinava ambos para se tornarem volantes modernos, com bons passes, boa finalização, ajudando na armação e marcando bem.
    JC essa 3ª camisa é linda!
    Será que ela virá com o logo dos patrocinadores? Espero que não! Se não tiver nenhuma logomarca eu vou providenciar uma imediatamente!
    Agora no brasileiro temos que ver como vai se comportar esse time! Ainda tem a Copa do Brasil.

  14. Wanderson DS

    Mesmo com “aval” do Doriva pra mim é mais uma contratação INÚTIL… pra inchar ainda mais o inchado elenco de jogadores medianos pra baixo… acho que já passou da cota de jogadores “apostas” no carioca (e esse cara já tem quase 30 anos, rodou em um monte de times pequenos)… já perceberam quais foram uteis e não (e da baciada em atacado pouquíssimos se salvaram, é só ver que a boa defesa é praticamente toda formada pela base do ano passado… e das contratações apenas Madson, Julio dos Santos e Gilberto convenceram realmente… Dagoberto ainda não teve sequência pra convencer!) A grande maioria ou nem jogaram, ou não prestam realmente nem pra pelada de casado x solteiro… Brasileirão não é estadual que dá pra empurrar com a barriga… o Vasco precisa URGENTEMENTE de um meia criativo que venha definitivamente pra pegar a camisa 10… mais um do mesmo nível do que já estão aí é totalmente DESNECESSÁRIO!!!!

  15. Sobre o novo reforço: Tem visão de jogo, ótimo jogador para puchar contra ataque e é bom em desarmar jogada e na ciração tb, não é de fazer gol mas arrisca bastante de fora da área. Cobra bem penalidades.
    Falando um poquinho do manto Sagrado: Está linda não vejo a hora de comprar a minha.
    JC, vc faz falta no blog do vascão no globo esporte, o amigo que está lá não tem o seu talento.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s