Segue a busca pela formação ideal

As alterações feitas pelo Doriva para a partida contra o Resende tiveram dois pontos positivos: voltamos a marcar um gol com bola rolando e fizemos o dever de casa, vencendo o jogo por 1 a 0 e mantendo a liderança isolada do Estadual. Mas infelizmente não vimos muito além disso de positivo. Pelo apresentado ontem Doriva ainda terá algum trabalho para fazer valer de alguma coisa a boa posição na tabela na hora que tivermos jogos decisivos pela frente.

Podemos afirmar isso porque, apesar de termos mantido o padrão de posse de bola, o jogo de ontem foi o que provavelmente tivemos o pior rendimento defensivo em todo campeonato. Com os dois laterais atuando muito ofensivamente e recompondo o meio campo de forma lenta, o Resende nos deu trabalho fazendo uma marcação forte na sua intermediária e partindo rápido para o contra-ataque quando nos roubava a bola. Nosso sistema defensivo estava tão caótico que mesmo as insistentes ligações diretas do adversário estavam funcionando.

A intenção do Doriva com a entrada de Jhon Cley era sacrificar um pouco a velocidade do time para um ganho de técnica. Mas nosso gol acabou saindo em uma jogada rápida, começando com uma bola roubada pelo Guiña na nossa intermediária, toque de Marcinho para Cley, que viu a subida de Madson e acertou belo passe em profundidade. O lateral avançou para a linha de fundo e tocou na medida para Gilberto apenas empurrar para a rede.

Mesmo com a vantagem no placar, continuávamos fraquejando na marcação e se os atacantes do Resende não fossem tão fracos, poderíamos ter nos complicado ainda no primeiro tempo. Durante o intervalo, seria preciso fazer alguma coisa.

Mas se Doriva fez algo, deve ter sido um pedido para o Vasco cozinhar o jogo. Madson já não subia tanto, o que ajudou a diminuir os espaços para o Resende. Por outro lado, literalmente, Lorran errava em sequência, dando oportunidades para os contragolpes adversários. No geral, o jogo ficou mais lento e as alterações dos dois times – no Vasco, as saídas de Rodrigo para a entrada de Douglas Silva, do inoperante Marcinho para a entrada de Yago e substituição de Cley pelo Bernardo – não chegaram a mudar o panorama da partida. Chegamos a ter três boas chances, com Rodrigo (marcando de cabeça, em impedimento), Gilberto (em chute de fora da área) e Bernardo (desperdiçando chance na cara do gol) e o Resende só não empatou a partida por uma boa defesa de San Martin. Mas o placar seguiu inalterado até o fim.

A vitória nos manteve na liderança por mais uma rodada e nos deixa cada vez mais perto da classificação. Mas a Taça Guanabara vai chegando ao seu fim e para conquistá-la, é certo que vamos ter que apresentar um futebol mais consistente. O teste realizado pelo Doriva ontem deixou algo muito claro para a torcida: que ainda é preciso pensar um pouco mais na formação ideal para o Vasco.

As atuações…

Martín Silva – dessa vez chegou a ter trabalho, fazendo pelo menos uma grande defesa no segundo tempo, em chute cruzado do adversário.

Madson – boa atuação do garoto, que foi uma das melhores opções ofensivas do time, principalmente no primeiro tempo, quando fez a assistência para Gilberto marcar o gol da vitória. Por outro lado, atuar praticamente como um ponta foi um verdadeiro convite para o Resende atacar pela direita.

Luan – teve problemas com a marcação frouxa feita pelo meio de campo e laterais, ficando várias vezes no mano a mano com os atacantes adversários. Poderia caprichar um pouco mais na hora dos passes longos.

Rodrigo – teve as mesmas dificuldades que o Luan. Além disso, marcou um gol de cabeça em posição irregular e claramente forçou seu terceiro amarelo, para não correr riscos e desfalcar o time contra a mulambada. Douglas Silva voltou ao time depois de meses entrando no lugar do Rodrigo e, com a partida já controlada, não teve tanto trabalho.

Lorran – ter nos feito sentir saudades do Christiano é o que basta para definir o quão bizarra foi a atuação do garoto. Inoperância no apoio e na defesa, erros de passes infantis e, em alguns momentos, simplesmente apanhou da bola. Lorran tem que torcer para a comissão técnica da seleção sub-20 não veja um VT da partida.

Guiñazu – no padrão de sempre: muito fôlego e disposição no combate e, em alguns momentos, tentativas de ajudar a distribuir a bola na frente.

Serginho – teve trabalho dobrado na marcação com as subidas do Madson, e nessa, acabou deixando espaços pelo meio.

Julio dos Santos – boa partida na parte da criação, com bons passes e uma interessante parceria com o Madson. Mas poderia ser mais participativo na marcação, tentando ser um pouco mais veloz na recomposição.

Marcinho – pra não dizermos que não fez nada, fez uma boa jogada no primeiro tempo que terminou em uma finalização relativamente perigosa. Tirado isso, só fez irritar a torcida com sua lentidão, erros de passe e jogadas equivocadas. Saiu depois de isolar uma bola numa cobrança de falta. Yago o substituiu e deu trabalho com suas subidas em velocidade pela esquerda. Mas poderia presepar menos e ser um pouco mais humilde: o garoto pensa sempre que conseguirá passar pelos marcadores, não interessando quantos estejam o cercando.

Jhon Cley – o passe em profundidade que iniciou a jogada do gol do Gilberto já teria feito valer a pena sua escalação. Mas Cley fez mais, mostrando visão de jogo com bons passes e boa movimentação. Pediu para sair no segundo tempo e Bernardo entrou em seu lugar e só apareceu ao perder uma grande chance por não conseguir dominar a bola na área.

Gilberto – fez o que todo centroavante tem que fazer: estar bem colocado para empurrar a bola para a rede. Quase marcou outro em bom chute de fora da área.

***

Há outra coisa que podemos afirmar depois da vitória sobre o Resende: com a chegada do Dagoberto, que já está liberado para enfrentar o Nova Iguaçu, não há mais qualquer justificativa plausível para se manter Marcinho como titular da equipe. Caso sua titularidade seja confirmada no próximo jogo, será complicado para qualquer um acredita que essa decisão segue critérios técnicos.

***

Lembrem-se de curtir a fanpage do Blog da Fuzarca no Facebook e seguir o Blog da Fuzarca pelo twitter @jc_CRVG.

Anúncios

33 Comentários

Arquivado em Atuações, Resenhas, Vídeos

33 Respostas para “Segue a busca pela formação ideal

  1. ODILON C SILVA - RJ

    Há estava esquecendo, além do melhor ser a base.do ano passado, os melhores jogadores ainda serem do ano passado, ainda bem que também temos o patrocínio da CAIXA ECONÔMICA , que também vem do ano passado, só resta.torcer pra não perderem esse patrocínio.

  2. ODILON C SILVA - RJ

    Quando faz silêncios na social de São Januário em dias de jogos, só se escuta os gritos do Eurico Miranda pedindo para jogar pra frente, SADDAM MIRANDA fica igual um louco berrando, JOGA PRA FRENTE, JOGA PRA FRENTE, JOGA PRA FRENTE PORRA. Só falta SADDAM MIRANDA pegar o chicote invadir o vestiário, pedindo pra jogar pra frente. Conforme prometir, estamos pegando leve, total trégua pro SADDAM MIRANDA.

  3. ODILON C SILVA - RJ

    A gang euriquista ta feliz da vida, até pararam de dá chilique, ta uma maravilha, se não fosse base do ano passado, o.goleiro de seleção, os bons zagueiros, o GUINAZU, se dependesse.dessas contratações atuais. O engraçado.que até a pateta RÁDIO TUPI, que antes criticava o NILTON, DOUGLAS, ALLAN, agora ta caladinha concordando com tudo, sacanagem fazer isso. Essa RÁDIO.TUPI, chegada ao.ponto fé dizer que o VASCO.não.deveria jogar np maracanã, porque mão.encheria o estádio, não querem um VASCO forte, afinal eles nem são vascaínos. Já o velho EURICO MIRANDA ta na surdina, no sapatinho, esperando a boa, esperando o momento certo pra colocar a careta de fora, para aparecer.

  4. É JC, tua análise do jogo e das atuações está perfeita, não tendo muito o que acrescentar.

    Lorran tem sido uma esperança que não vinga! Christiano é limitado ofensivamente, não tem tanta velocidade, mas sabe jogar defensivamente, e se sai bem nas bolas aéreas alçadas na nossa área. Não é o ideal, mas no momento parece ser a melhor opção.

    Quanto ao jogo, dessa vez voltamos a irritante rotina de tomar sufoco de time pequeno, o que é inconcebível! Mas, ao menos não tenho o que reclamar da arbitragem, que se fosse mais rigorosa, como é uma constante contra o Vasco, poderia marcar um pênalti em duas jogadas com o

    E os roubronegros sempre contando com uma ajudazinha do apito amigo, com a conivência da mídia! Mas, você recentemente já falou sobre isso com bom humor, bastando criar uma lei que tornem legais todos os gols ilegais deles..

    Saudações

  5. josé

    E o pior é contratar a ermo e depois sai negociando jogadores, inclusive para o próprio time de origem. Uma vergonha!

  6. josé

    http://www.netvasco.com.br/n/159616/empresario-de-emanuel-biancucchi-e-o-mesmo-de-martin-silva-e-aranda-diretoria-deve-negociar-alguns-jogadores-do-elenco

    Então é isso! Para acabar com o problema do meio de campo, os ilustres dirigentes contratam mais um jogador que foi rebaixado ano passado. E o pior é ouvir e ler comentários de “vascaínos?” afirmando ser uma EXCELENTE contratação. Quando se idolatra mais o dirigente do que o clube, acontece isso. Lamentável a situação do Gigante!
    E não me venha falar: como está lamentável se estamos na liderança?
    Explico: O time até agora não fez NENHUMA partida que mostrasse um mínimo de convencimento, ganhando nas bolas paradas ou com jogadas isoladas. Difícil escolher, mas ontem fez uma das piores partidas com um desequilíbrio tremendo entre defesa e ataque. Então é uma liderança que não inspira confiança com atuações sofríveis.

  7. MAURILIO MOURTHÉ DE SOUZA

    Oi Jc, como sempre mais um jogo de esquecer, o Lorran , esquece, é melhor o cristiano , Madson está me surpreendendo,, Gilberto é bom, se tiver um meia que preste dá liga, o problema é se J.Cley dá conta do recado.Um bom goleiro, um centro avante e um meia, ganhamos o carioca; só falta o meia; vai J.cley, queima minha lingua.O Bernardo ´é melhor que marcinho e rafael silva juntos. Pelos menos tem a bola parada, entrando o dagoberto, ai fica ruim para ele.

  8. Beto

    “Julio dos Santos – boa partida na parte da criação, com bons passes e uma interessante parceria com o Madson. Mas poderia ser mais participativo na marcação, tentando ser um pouco mais veloz na recomposição.” Perfeito, JC, foi isso que meio que escrevi acima, até alguns jogadores que mostraram alguma coisa, não tiveram intensidade, força, correria, marcação , pra fazer o time coletivamente jogár melhor.

  9. Beto

    Atuação fraca mesmo, concordo com a maioria e com o JC. Quando acho que o time deu uma melhorada assisto um jogo ruim desses. Mas mesmo assim, individualmente, se “destacaram ” com atuações regulares para boas:Martin Silva, Madson (acertou mais os passes e até o do gol), Guinhazu (correria de sempre), Julio Santos, Jhon Cley e Gilberto. Meio time, entretanto, coletivamente a equipe foi muito mal, lenta, erra passes demais, falhou demais no sistema defensivo e teve jogadores com atuações terríveis como Lorran, marcinho e depois Bernardo. E mesmo com relação aos jogadores que mostraram alguma coisa, faltou mais intensidade, volume de jogo, com mais lances de qualidade, maior imposição de jogo.

  10. adamor ribeiro

    Caro J.C. Mais 3 pontos sem convencer, mas uma partida ruim do Vasco.Espero que domingo, com a estreia do Dagoberto,o time melhore,principalmente,na parte ofensiva.abrço

  11. Juvenal

    LIDER NO SUFOCO
    Depois de 3x 1:0
    Até quando ?
    Até o momento que San Martin cansar de bancar o Salvador da Patria.
    Porque?
    porque não temos ataque e agora a defesa tambem anda vacilando.
    Espero que o Dago consiga dar um jeito la na frente e marcar gol.

  12. lucas

    Definitivamente o Marcinho não é mais aquele mesmo, quando jogava na mulambada, e nem de lampejos o cara consegue ter.

    • Wanderson DS

      quando falam do tal “Marcinho na mulambada” parece que estão falando do Zico no auge… fala sério, o cara teve UMA BOA TEMPORADA nos mulambentos e isso já faz 7 anos… contrataram com base nisso??? O Cara tá gordo, fora de forma, mata todos os ataques do time… não bastou ele ter ajudado a rebaixar o Vitória ano passado pra não perceberem que ele NUNCA poderia ser o camisa 10 e a REFERÊNCIA TÉCNICA (com a palavra do “Dotô” na apresentação) desse time????

      • lucas

        Também nunca achei um grande jogador, mas agora é fácil falar… Ele realmente está fora de forma, podiam trabalhar o aspecto físico nele, pra render mais em campo.

  13. Olá, Galera! Ontem eu estava assistindo o jogo. De repente deu-me uma sonolência e tive a sensação de estar vendo mais um jogo “daquele time” do ano passado. Olhei o placar: 1 x 0; para os visitantes. E a bola rolando pra cá, rolando pra lá e nada de gol para o Vasco. Apenas sufoco na nossa área. De repente, feliz\mente, acordei com o apito do juiz encerrando a partida. Olhei de novo o placar e vi que estava, realmente, 1 x 0; mas para o Vasco. Que alivio! E o gol havia sido feito com a bola rolando.
    Mas até quando vamos ter que dizer: venceu, mas não convenceu!

  14. TOMAS COSTA

    Não me contive, e dei uns pitacos nos comentários de outros por aqui. Agora eu sinceramente não aguento mais assistir aos jogos do Vasco, já tá ficando chato, todo jogo é a mesma coisa, mudam alguns jogadores e a mediocridade permanece.
    Como diria o outro, ontem foi de dar calo nos olhos assistir a mais uma pelada deve time do Vasco, jogadores de baixo nível técnico, que pra conseguir realizar uma jogada de perigo tem que parir porco espinho. O pior é que tá se tornando rotina e o próprio técnico já assimilou isso, falou ontem que prefere ganhar jogando mal, tudo bem, agora o problema é que é bem provável que essas magras vitórias conseguidas, não devam continuar, afinal sabemos que pra se ganhar uma partida tem que jogar alguma coisa e por enquanto o time vem ganhado contando com um pouco de sorte . Aliás como o Doriva mexe mal meu Deus, alguém tem que dizer pra ele ir com calma nas substituições, pois qualquer dia desses ele terminará o jogo sem os onze em campo por não mais poder substituir. O Doriva tem que achar o time ideal e procurar não mexer tanto, para ver se a coisa melhora, já vamos pra décima rodada e até hoje não sabemos que são os titulares.
    Do jogo de ontem , como sempre livro o Martin e o lateral Madson, o resto deu pena, o Lorran então, meu Deus, parece jogador de pelada sub 10 , literalmente o garoto não tem instabilidade emocional, já entrou outras vezes e não correspondeu, que não lembra ano passado em uma partida que ele quase foi expulso e foi substituido ainda no primeiro tempo ?? Percebesse que ele é habilidoso, mas parece que não sabe aonde se colocar em campo, talvez deveria tentar ele em outra posição, que sabe como meia esquerda, só assim a zaga não correria riscos.
    Eu tinha até dito antes do jogo que não aprovava a troca dele pelo Cristiano, mas alguns afirmaram que eu estava errado e que só em se livra do Cristiano já tava bom, esqueceram de que alguém teria que jogar no lugar dele, e não brincar de pega-pega como um menino, como o Lorran fez ontem. Que o Cristiano é fraquinho sabemos e concordamos, mas pelo menos sabe de suas limitações e guarda posição. Na verdade estamos orfãos naquela posição, se juntar todos os laterais esquerdo que lá estão , não dará a metade de um.
    Só mais uma coisa, o time é líder invicto do campeonato faltando 6 rodadas, mas vem jogando mal, ou jogando o que pode ?? acho que é o que pode, o Doriva arrumou a a casinha ali atrás como fez no Ituano e seja o que Deus quiser.

    • paulo

      Concordo com o amigo, não vi a menor necessidade de colocar novamente Lorran nos titulares. Só se ele é uma sumidade nos treinos, coisa que duvido muito… Agora ter que aturar a dupla pela esquerda Lorran/Yago foi dose prá Mamute!!!! Ainda bem que era contra o Resende. Senão….

  15. Wanderson DS

    Liderança, Invicto… nada poderia ser mais ILUSÓRIO… só mostra o quão medíocre são esses estaduais a cada ano piores… estadual à tempos não é parâmetro pra nada… muito pelo contrário, só serve de paliativo pra aqueles que só pensam com emoção (ou adoração à certos “dotô”) dizendo que o “respeito voltou”, que o time é líder, e quem analisa com a razão a limitação desse time é anti-vasco, euricófobo, mulambo enrustido e todo aquele bla bla bla irritante… só estamos preocupados em ver um elenco ainda sem padrão tático, sem CRIATIVIDADE NENHUMA, e nenhuma perspectiva de melhora com as opções disponíveis… se passa “sufoco” pra golear Resendes da vida por 1×0, imagine num Brasileirão!

  16. Paulo Sergio de Araujo

    Tomara que o jogo de ontem tenha devolvido a confiança ao Jhon Cley e ele, finalmente, comece a justificar a esperança criada em ótimas atuações nos juniores.
    Quanto ao Lorran… Sinceramente, nunca consegui “entender” tanto otimismo (e “paciência”) com o garoto. Acompanho, sempre que possível, os jogos dos juniores e de nossos jogadores nas seleções de base. Com isso, entendo perfeitamente (e compartilho) a expectativa e otimismo com Evander, Caio Monteiro, Renato Kaiser, o próprio Jhon Cley e até o Mosquito (que acabou saindo do clube “pela porta dos fundos”, como o Matheus Índio, e caiu na mediocridade generalizada).
    Mas NUNCA ENTENDI tanto otimismo, de parte da torcida, com o Lorran; como também não entendo a expectativa criada com o Índio e o Guilherme; que, em minha OPINIÃO, não têm futebol e “disposição” para se transformarem em jogadores “acima da média”.
    Tomara que eu esteja enganado, mas não acredito mais no sucesso da criança peladeira Lorran, do Guilherme e destes garotos (mal orientados) que retornaram depois de seus INSUCESSOS.
    Refiro-me, claro, ao Mosquito e ao Índio, pois Romarinho “não conta”. Este, foi só um “agradinho” (que acaba “contribuindo no peso” dos combalidos cofres do clube), uma “politicada” pelo “apoio do pai” e pode ser considerado como mais um caso de “nepotismo” desta nova/VELHA diretoria. Aliás, se o Romarinho fosse BOM JOGADOR, hoje estaria ajudando a ressuscitar o América e não “morcegando” no Vasco.
    Voltando ao jogo de ontem, é penoso assistir a mais uma disputa contra times sem expressão e qualidade, e ficarmos “muito gratos” a San Martin, pela vitória magra.
    Para mim, está muito claro que o lugar do Dagoberto é na armação de jogadas. Mas se o Doriva o colocar no ataque, o Marcinho terá que assistir, do banco, o Jhon Cey atuando em seu lugar.
    Mesmo com mais uma atuação medíocre, permanecemos “líderes” da competição. Não dá mais para considerar este torneiozinho regional de merda, como nada diferente de “pré-temporada” para as competições REALMENTE IMPORTANTES que vêm por aí.

    • TOMAS COSTA

      Parabéns Paulo Sergio, perfeitas as suas observações, só não fico muito entusiasmado com o Clay, acho que é mais um que faz parte dessa garotada que são uma eterna promessa.

  17. Esse lateral direito Madson esta sendo uma surpresa acredito que não somente para mim como para a torcida vascaína. É uma das apostas que o Eurico fez que esta dando certo.

    Agora sobre a atuação dos laterais (acho que já comentei isso aqui no blog) é claro que se ele apoia bastante, é lógico que ele vai tomar bola nas costas. O problema e que a cobertura não esta sendo feita de uma forma correta. É so corrigir isso nos treinos. Apesar da atuação bisoha, o Lohan ainda tem muito que aprender e o doriva tem que conversar com ele para que não venha mais cometer esses erros infantis, principalmente em clássicos

    Sobre a escalação de domingo contra o Nova Iguaçu, NÃO acredito que ele tirará o Marcinho. Muito provavlmente que ele sacará o Jhon Clay para a entrada do Dagoberto. O time será:
    Martin Silva
    Madson
    Douglas Silva(Andreson Sales)
    Luan
    Cristiano
    Serginho
    Guinazu
    Julio dos Santos
    Marcinho
    Dagoberto
    Gilberto

    outra coisa que não acredito que irá fazer é colocar o Dagoberto como como um segundo atacante e sim mais centralizado com o Gilberto sozinho. Caso não evolua, ele podera tirar o Marcinho e colocar o Jhon Clay e adiantar o Dagoberto como segundo atacante

  18. Joao

    Eu cansei de ver esses caneludos. Aqui na minha pelada a gente tem mais visao de jogo e acerta mais passe que qualquer um desses jogadoresinhos do Vasco. Que raiva eu passo toda vez que assisto o Vasco jogar. Erro de passes de 5m eh para tirar o cara do time e nunca mais jogar em nivel profissional.

  19. Benthon

    JC, vc já viu o Indio jogar? Ele realmente é tudo isso q falam da base? Até hj não consegui ver ele 1 minuto em campo para julgar se ele é um bom reforço. Caso seja, o Doriva poderia testá-lo no lugar do Marcinho. Vamos ver como o time se comportará com a entrada do Dagoberto. Torcer pra melhorar. Está dose ver um jogo do time. abs

  20. Leon da Cruz

    Concordo, JC. Jhon Cley deve estar dizendo: “vocês vão ter que me engolir!” Foi o melhor em campo.

    Mas achei um pouco injusta a sua avaliação do Lorran. Eu não só não tive nenhuma saudade do Christiano, como não achei que o Lorran foi tão mal assim. No primeiro tempo, ele foi ofensivamente bem. Tabelou com os meias e atacantes, criou opções de passe e ainda arriscou furar a defesa adversária com dribles em diagonal. Foi bem sucedido algumas vezes (por exemplo, na única jogada decente do Marcinho, o passe foi do Lorran). Agora, o time foi como um todo terrível defensivamente e pior ainda pelo lado do Lorran. Mas é injusto atribuir culpa ao garoto. Ele não é marcador e nunca será (passou a errar muito no segundo tempo quando isto passou a ser exigido dele). Para jogar com ele, o time tem que atuar de outro modo. Os volantes têm que ficar totalmente presos, dando cobertura. E também não dá para ter dois laterais com o mesmo ímpeto ofensivo. Mas isso não é culpa do garoto. Lorran tem boa qualidade técnica e demonstra personalidade. Sem querer compara a qualidade, ele tem um estilo de jogo que lembra o Felipe. Felipe não era lateral, nem ala. Era alguém que ocupava o lado esquerdo do campo e ora assumia o papel de falso meia, ora de um volante avançado, criando opções de jogo para os outros meias e para os atacantes. Como Lorran, Felipe marcava mal e raramente ia a linha de fundo cruzar uma bola (quem cruzava bolas naquele time de 97, pela esquerda, eram Pedrinho ou Ramon). Para jogar com um cara com essas características, é preciso repensar o posicionamento defensivo de todo o time. O Felipe, por sua qualidade técnica, valia o esforço. Não sei se o mesmo vale para o Lorran (ao menos ainda). Mas é injusto culpar o moleque.

    • TOMAS COSTA

      o LORRAN NÃO FOI TAL MAL ASSIM ???? ACHO QUE O AMIGO ASSISTIU OUTRO JOGO. ALIÁS ATÉ AGORA EU ESPERO QUE ELE , O YAGO , O MARQUINHOS ESTREIEM PELO VASCO E DEIEM DE SEREM PROMESSAS.

      • paulo

        Lorran não foi mal não. Foi péssimo e como sempre!!! Sem efetividade alguma na frente e sem menor noção de marcação atrás!!! Mas, futebol, cada um tem o seu cada um….. 😦

      • Guilherme

        Meu Deus do Céu… Como assim Lorran não foi tão mal??? Eu estava em São Janu e a menos que ele tenha feito milagres quando abaixei pra pegar um cachorro quente ele simplesmente não acertou NADA!!! Horrível…

      • Esse garoto nunca jogou uma partida boa, nem mais ou menos. É muito ruim. O Clay também começou assim. Tomara que o Lorran desponte logo por que o saco já tá enchendo.

    • Geraldo Albuquerque

      Com qualquer lateral com o Felipe é blasfêmia!!!!!!!!!
      Vc viu o Felipe jogar???????

    • Cara, o Lorran não tem apenas o problema da cobertura! Ele simplesmente não sabe marcar e, apesar de se apresentar bem no apoio, erra tudo o que tenta! Creio que ele está ansioso demais entre os profissionais. Comparar com o Felipe é um delírio da tua parte! Do que eu vi desse garoto, até hoje, sugiro que ele mude urgentemente de posição, pois suas limitações na marcação não permitem que ele seja um bom lateral!

      • Leon da Cruz

        Vocês é que não devem ter visto o Felipe jogar para não entender o que eu falei, ou então fizeram algum tipo de leitura seletiva para não entender que eu não comparei a qualidade do Felipe com a do Lorran. Dois jogadores podem ter o mesmo estilo de jogo, ocupar a mesma faixa do campo, etc., e serem incomensuravelmente distintos em suas qualidades técnicas. De todo modo, continuo achando que Lorran não foi tão mal no jogo naquilo que sabe fazer, que é ser quase um atacante. Defensivamente, não dá para esperar nada dele. Portanto, se o time for jogar com ele, tem que mudar o esquema tático. Vale a pena fazer isso? Não sei. Mas tendo como alternativa o Christriângulo, é de se pensar (que é justamente o que deve estar passando na cabeça do Doriva). Até acho que o Henrique pode dar mais equlíbrio ao time. Mas talvez não esteja ainda em plenas condições físicas.

  21. Antonio Carlos Teles

    No meu ponto de vista encontrou a formação ideal ontem, fazendo duas alterações, Lorran por Cristiano e Dagoberto por Marcinho.
    Só fazer uma cobertura melhor nas laterais. Jhon Cley mostrou ontem que deve ser o 10 e não Marcinho.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s