Só a freguesia salva

fregO Vasco nos fez o favor de perder QUATRO em SEIS pontos possíveis em partidas contra os dois times que acabaram de conseguir o acesso à primeira divisão estadual. Por conta desses indiscutíveis tropeços diante de equipes que ainda ano passado estavam na inimaginável segundona do Rio, não apenas estamos fora do grupo de times que estariam classificados para a próxima fase do Carioca, mas tornamos logo o primeiro clássico que teremos na competição um jogo decisivo.

Alguns dirão que, oras, pelo menos estamos invictos e, mico por mico, o Fluzim também pagou o seu perdendo para o Volta Redonda. É, mas os tricoletes perderam para o melhor dos pequenos nesse Estadual, não por acaso o penetra que está tirando justamente a nossa vaga entre os quatro primeiros colocados. Sem falar que é melhor sofrer uma derrota a ter dois empates, e isso quem diz é a matemática, independente da qualidade dos adversários que nos tiram os pontos.
Já que perdemos a chance de estar a frente do time do laranjal com o 1 a 1 da rodada passada, a vitória hoje se tornou crucial. O jogo será no Engenhão e não na Arena (o que já anula uma das primeiras “conquistas” da atual gestão, a “retomada” do lado que pertencia à torcida vascaína no antigo Maracanã),  com uma capacidade de público menor, mas isso não servirá como desculpa para uma atuação menos empenhada da nossa parte. Além do Fluzim ter obviamente um elenco mais qualificado e maior entrosamento, o fato de terem perdido para o Voltaço não nos ajuda em nada. Pelo contrário, os tricoflores sabem que se vencerem o clássico, sua torcida relevará a derrota na última rodada.
Mas nós temos ainda mais motivos para querer a vitória e Doriva parece saber muito bem a necessidade que temos dos três pontos. Nosso treinador quer que o time encare o empate com o Barra Mansa como um divisor de águas no Estadual e as alterações que ele promoveu no time dão a entender a seriedade com que ele encara essa condição. Hoje teremos pela primeira vez um time titular com dois atacantes e a estreia do Gilberto – um centroavante típico – fazendo dupla com Rafael Silva pode dar liga. O meio de campo com dois volantes e dois armadores (Julio dos Santos e Marcinho) também pode mostrar maior equilíbrio, ou pelo menos ser mais funcional, sem Bernardo ou Montoya.
Se isso será o bastante para que a tal divisão de águas realmente aconteça e não vejamos mais uma atuação como a da rodada passada, não podemos ter certeza. Mas pelo que temos visto ultimamente, é melhor ter a dúvida sobre uma possível boa partida que ter a certeza de que entraremos com um time que terá dificuldades. Se as tivemos contra duas das equipes mais frágeis do campeonato, não será contra um dos rivais mais qualificados que teremos vida fácil.
No fim das contas, se não pudermos contar com a fraqueza do nosso adversário nem com uma melhora significativa do nosso time, sempre podemos nos fiar na tradicional amarelância tricolete diante da nossa armadura. Não restando nada para acreditar, a freguesia do Flu é sempre um motivo para termos esperanças.

Campeonato Estadual 2015

Fluminense x Vasco

Diego Cavalieri; Wellington Silva, Henrique, Victor Oliveira e Giovanni; Rafinha (Edson), Jean, Vinícius, Marlone (Wágner) e Lucas Gomes; Fred.

Martín Silva; Madson, Luan, Rodrigo e Christiano; Serginho e Guiñazú, Julio dos Santos e Marcinho; Rafael Silva e Gilberto.

Técnico: Cristóvão Borges.

Técnico: Doriva.

Estádio: Engenhão. Data: 22/02/2015. Horário: 18h30. Arbitragem: Luis Antonio Silva dos Santos. Auxiliares: Wagner de Almeida Santos e Gilberto Stina Pereira.

O PFC transmite para seus assinantes em todo país no sistema Pay-per-view.

***

Lembrem-se de curtir a fanpage do Blog da Fuzarca no Facebook e seguir o Blog da Fuzarca pelo twitter @jc_CRVG.

Anúncios

19 Comentários

Arquivado em Adversários, Pré-jogo

19 Respostas para “Só a freguesia salva

  1. Juvenal

    Favorito ganha jogo – NÃO
    Fregues é fregues – SIM
    Foi isso que aconteceu ontem.
    Apesar das brigas fora de campo, nos mais diversos niveis.
    Importante que o Gilberto aprovou na estréia.

  2. Hoje o Vasco jogou como time grande! Se impôs e conseguiu a vitória! Mas, confesso que achei “muito estranha” a atuação do fluzinho… Eles jogaram muuuuuuuito mal! O time deles é tão ruim assim?

    A suspensão do Bernardo foi uma benção para o time!! O Júlio dos Santos jogou muito bem!

    Quanto ao Gilberto, é um alento ver o Vasco novamente com um centroavante que sabe jogar bola, que serve de referência no ataque e que efetivamente leva perigo à defesa adversária!

    Guiñazu não pode ficar fazendo faltas gratuitas… Isso compromete a atuação dele. Fosse o árbitro mais enérgico…

    O Christiano foi nulo no apoio, mas na marcação ele se saiu bem.

    A zaga teve uma atuação segura. Madson não foi brilhante, mas dá muito mais segurança que o Nei.

    Foda foi os comentaristas implicarem com o pênalti marcado com o argumento de que o pênalti no Gilberto tinha sido “mais” pênalti! O que eles queriam: que não marcasse o pênalti no Luan porque o pênalti no Gilberto não foi marcado?! Cada comentário… E, para eles, só o Guiñazu faz falta para amarelo… As santas tricoletes não…

    Saudações

  3. Alexandre Lima

    O que mudou do Vasco de hoje para o Vasco de ontem?
    Uma palavra: POSTURA!

    Os jogadores entraram para dividir todas as bolas como se fosse o último prato de comida na terra…
    Postura bem diferente a dos outros jogos…

    Como isso estava falando ao Vasco!

    O time pode até perder, mas dá gosto de ver quando o Vasco coloca o coração na ponta de chuteira…

    P.S. Não acho o Christiano essa ruindade toda…

    Abraços!

  4. Tomás Costa

    Olha o Vasco venceu, mas é bom não nos animarmos muito, afinal não é pq vencemos o fluzim que agora ta tudo bem, e que temos um bom time, longe disso, aliás vai vencer o carioquinha quem for o menos ruim, pois no Rio hj todos os times são fraquíssimos. Se não contratar para o brasileirão, vão passar vergonha e dessa vez cai pelo menos dois do Rio.

  5. BJ

    Acho melhor nosso rival mudar o nome para Fluguês!

    kkkkk

    Mais uma vitória do Vascão!

  6. Alex

    E nao é que o Flu perdeu de novo, cara, impressionante, eles sempre perdem pra nós.

  7. alex-es

    “o que já anula uma das primeiras “conquistas” da atual gestão, a “retomada” do lado que pertencia à torcida vascaína no antigo Maracanã”.
    Na verdade, tal fato (a mudança do local do jogo em si) representa uma vitória, pois existe no direito a figura dos “costumes”, que é a prática reiterada de uma atividade ao longo do tempo.
    O ordenamento jurídico é composto pelas leis, doutrina, jurisprudência e costumes.
    Portanto a discussão é válida.

    • JC Barbosa

      Se há um vitorioso nessa história, é o Flu.
      Perdeu a FERJ, que tirou uma onda de “mandante” dos clássicos e se disse no direito de escolher o lado de cada torcida e acabou levando o jogo para outro estádio para não desagradar o consórcio, seus contratantes e o governo do Estado.
      Perdeu a diretoria, que falou que colocaria nossa torcida no lado que queria na Arena e não conseguiu.

    • Diogo

      Acho que o direito brasileiro não se baseia muito nos costumes para se basear e mais na sua constituição e leis. Sei pouco de direito, mas acho que é assim aqui..

    • David

      A discussão deixa de ter validade desde o contrato firmado pelas partes interessadas no uso da arena. Portanto amigo, os “costumes” não darão direito ao vascaíno, visto que ele seria o último do ordenamento a serem utilizados. Sua utilização nessa discussão é falha, pois é de direito do contratante (fluzin) o uso daquele lado.

  8. alessandro

    rafael silva,ta virando o novo felipe bastos,sai e entra todo mundo e ele fica,aí fica dificil,avisa pro doriva que vasco não é ituano.

  9. josé

    JC, discordo enquanto as mudanças do Doriva (Que já mexeu equivocadamente na rodada passada). O meio com Julio dos Santos, Marcinho (Acho que foi isso que você quis dizer ao colocar Marquinhos), Guina e Serginho fica muito lento. Como vai ser a recomposição? Sabendo que o florzim tem jogadores rápidos do meio para frente e essa situação piora ainda mais com o retorno de Rodrigo, que ao lado de Luan faz uma dupla de zaga tartaruga.
    A escalação do Gilberto ao lado do Rafael Silva pode ser uma boa, com Rafael buscando a bola do meio e procurando o atacante, mas confesso que me surpreendi com essa rápida titularidade, pois o próprio Doriva afirmou que precisaria de calma para escalá-lo, porém deve ter acontecido algumas coisas.
    No meio escalaria Lucas ou o Clay, para dinamizar melhor o jogo.

    • JC Barbosa

      Existem formas de compensar qualquer alteração. Primeiro, esse 4-4-2 de hoje deve ter essa formação, na prática, apenas quando estamos sem a bola. Em posse dela, o time ficará muito mais próximo de um 4-3-3, com Marcinho mais próximo aos atacantes e Julio dos Santos mais recuado, atuando mais como um segundo homem de meio de campo. Isso, e mais uma providencial segurada dos laterais, não vai gerar problemas de recomposição. Sobre a zaga, sinceramente não vejo essa diferença absurda de velocidade entre Rodrigo e Anderson Salles, até pq o que o segundo pode ter de mais veloz o primeiro compensa com sua experiência.

      • josé

        Mas o problema é esse: os laterais não defendem bem (principalmente o Madson, que o Christiano é nulo), certamente teremos os setores de defesa sobrecarregados. Acho que não vai dá certo.

      • JC Barbosa

        Mas deu, né?

      • josé

        JC, sinceramente, pegamos um adversário tão apático que o Martin Silva nem teve trabalho e pensava que o Vasco estava ruim, certeza que tem alguém pior que nós. Até por isso analisar qualquer coisa por esse jogo é idiotice. O Vasco fez o que vinha fazendo sempre: posse de bola sem efetividade, erros de finalização e aproveitando as bolas paradas. ouvi torcedor falando em título, tá certo ganhar um clássico dá moral, mas o time não jogou bem, apresentando as mesmas falhas e a mesma lentidão. Então falar que deu certo, é exagero, né?

  10. Igor Leal

    Fala JC!
    No post ta Marquinhos, e nao Marcinho.
    Pode dar liga sim. Vamos aguardar logo mais.
    Abç

  11. Tomás Costa

    Sinceramente ultimamente não dá nem vontade de assistir aos jogos do Vasco. Afinal quando se olha a escalação do time é de doer na alma, quem já teve grandes jogadores, hj temos que aturar um monte de batangas sem exceções.
    Quando se vai assistir à um grande espetáculo em qualquer segmento, se espera ver grandes protagonistas, grandes astros que vão tornar aquele evento em um verdadeiro espetáculo, e hoje não temos no elenco vascaíno um grande astro, apenas meros coadjuvantes.
    É tudo muito triste, pois a marca Vasco é grandiosa e sabemos que se bem administrada teríamos grandes times. É de doer o coração assistir um Corinthians, São Paulo, Inter, Cruzeiro, Galo e etc, com grandes jogadores proporcionando a sua torcida grandes espetáculos ou no mínimo esperança de conquistas coisa que nem isso temos.
    O jogo de hj realmente venceremos só se for pela armadura, pois se depender dos infelizes que a usam, estamos ferrados.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s