Primeiro acerto

Foto: Rafael Ribeiro / CBF

Foto: Rafael Ribeiro / CBF

Como todos já sabem, gostem ou não, Eurico Miranda será o próximo presidente do Vasco. E já que isso é inevitável, cabe à torcida – toda ela, sejam os que o apoiam ou não – cobrar que o dirigente faça bem o seu trabalho. E, diga o que disserem, Eurico começou bem, levando-se em consideração que ele sequer assumiu o cargo ainda.

Se uma das vantagens do próximo presidente é ter um relacionamento próximo com os bastidores do futebol, sua visita à CBF foi providencial. As trocas de gentileza entre Eurico, Marin e Del Nero, se não são a garantia de um tratamento mais justo para com o Vasco, pelo menos mostram um sinal de boa vontade. E depois de tudo o que sofremos nos últimos anos – com punições exemplares e nenhuma complacência mostrada a outros clubes – esse é a primeira medida positiva da nova gestão Eurico.

***

Não vejo problema nenhum na dispensa do Rodrigo Caetano. Com a mudança de gestão, nada mais natural que a nova diretoria escolha pessoas de sua confiança para os cargos mais importantes. Isso é natural e não deve ser visto como uma espécie de caça às bruxas, até porque, o argumento utilizado para a sua dispensa (a redução de despesas e os altos vencimentos do Caetano) são altamente plausíveis. O que preocupa não é a saída do Caetano, mas os nomes aventados para substituí-lo. Três foram os nomes cogitados: Anderson Barros, Paulo Angioni e Isaías Tinoco.

Dos três, apenas Barros não é dos medalhões na função. Mas está demissionário no Coxa, depois de um ano no cargo e um desempenho pra lá de irregular da equipe no Brasileirão; Angioni e Tinoco já trabalharam com o Eurico e parecem ser nomes mais prováveis. O problema é que Angioni, atualmente no Fluzim, tem todo o dinheiro da Unimed nas mãos e não conseguiu montar um elenco capaz de ganhar um titulozinho esse ano e nem mordiscar uma vaga na Liberta. O Tinoco, ainda mais grave, está sem emprego desde que saiu do Guarani.

Nenhum dos três é capaz de fazer um trabalho no nível do feito pelo Rodrigo Caetano? Não se sabe. A situação nos clubes que estão agora não é a mesma que a do Vasco e há pontos que podem favorecer seus planos na Colina. A questão é a forma de se trabalhar: Angioni e Tinoco, os mais cotados, são da velha guarda e certamente saberão lidar com um presidente centralizador como o Eurico. Mas será que essa é a maneira mais eficiente para um gerente de futebol atuar nos dias de hoje?

Rodrigo Caetano pertence a uma nova geração de dirigentes, com uma visão mais estratégica e profissional da função. Valerá a pena voltarmos a um esquema mais personalista, com tanta ingerência do presidente?

 Aos que argumentam que os resultados do Caetano não são tão bons assim, vale um exercício de reflexão: se o desempenho do Vasco não foi bom com o Caetano, será que teria sido melhor sem ele? Lembrando que nos anos que caímos, Caetano não estava no clube. Mas estava nas subidas e no título da Copa do Brasil.

***

bannerpromoçõesAmanhã o Mês dos Fanáticos da loja Gigante da Colina trará novas promoções, então hoje é o último dia para aproveitar as ofertas dos produtos aí de cima! Clica aí e confira as promoções!

***

Lembrem-se de curtir a fanpage do Blog da Fuzarca no Facebook e seguir o Blog da Fuzarca pelo twitter @jc_CRVG.

Anúncios

32 Comentários

Arquivado em Notícias, Política

32 Respostas para “Primeiro acerto

  1. Alexandre Lima

    JC Barbosa
    dezembro 1, 2014 às 3:52 pm

    E algo não pode acabar mesmo sendo gigante? O que faz o Vasco gigante é sua história. Mas a instituição, como tal, pode acabar, fechar as portas. Basta que tenhamos outra gestão como a do Dinamite. Ou mesmo uma igual a primeira do Eurico.

    Mas ainda que o clube feche as portas, a história continuará mostrando que o Vasco foi um gigante.

    Será que é realmente necessário explicar isso tudo? Não me parece tão difícil.
    ___________________________________________________________

    Me desculpe JC, mas vc usou o tempo verbal errado…

    Vc escreveu que o Vasco “nunca deixará de ser grande”…

    Se ele não existir mais, ele deixou de ser grande, pois foi grande no passado…

    Se o Vasco deixasse de existir hoje, em 2020 falaríamos: “O Vasco foi gigante” e não “O Vasco é gigante”…

  2. Carlos Queiroz

    Boa Tarde JC, vamos esperar, Eurico começa cortando gastos, beleza, mas se começar com a conversa de herança maldita e de que o vasco está quebrado, não vai conseguir nada. Penso que desta vez ele tem uma base aliada mais aproximada com a colônia portuguesa, Horta demonstra isso. estão com alguma carta na manga pra colocar grana no vasco, mas estão estudando o como fazer. Pelo menos eu tenho essa sensação. Me preocupa a centralização e a dificuldade pra fazer projetos simples como o sócio torcedor tornaram-se realidade. Estamos atrás até do Santa Cruz/PE neste aspecto. Estamos muito atrás nas receitas de bilheteria e patrocínios e com a média de 8/9 mil pagantes em SJ a tendência é que a a diferença só aumente, então aumentar exponencialmente a receita do Sócio Torcerdor é tarefa primordial e prioritária. Vamos esperar os próximos passos. Será que a torcida vai ter paciência para um 2015 cuja realidade é permanecer na Série A,? Será que a diretoria vai tomar medidas transparentes no sentido de quitar débitos do clube? Será que o treinador escolhido pra dar andamento ao projeto do time vai sair das escolhas comuns da gestão Eurico (Renato Gaúcho, Dario Lourenço, Joel santana, Geninho, Alfredo Sampaio ou o Alcir Portela da vez). será que vamos ter de “ceder” nossas promessas pro Carlos Leite montar um time de aluguel? O Vasco reclama muitos cuidados, vamos ver o que esta gestão vai trazer pra melhorar.

  3. Leonardo - Floripa

    Fala JC….
    Tenho acompanhado sempre o seu blog, como sempre o fiz quando estava no Globoesporte, mesmo comentando muito pouco por aqui.
    Confesso que não consigo me empolgar com as promessas do Eurico. Primeiro, porque a promessa mais ouvida até aqui é a que o Vasco não vai mais cair. Isso não significa nada. Passar todos os anos brigando da décima posição para baixo, mesmo que não seja rebaixado, seria um caos. O que eu quero são títulos ! ! !
    Alguns tem comentado aqui e também em outras páginas que o Vasco vai ter um presidente centralizador como o Atlético-MG. Isso também me preocupa. Primeiro porque já vimos como foi a gestão do Eurico de 2001 a 2008. Segundo, porque o Atlético-MG tem um estrutura invejável comparada à nossa. CT de primeiríssima linha mesmo…. Além disso, tem suas contas e salários em dia, mesmo tendo um patrocínio que paga menos que o nosso e com um receita de TV também menor. Mesmo que o Kahlil seja um pouco centralizador, tem uma ótima diretoria, toda profissional. O diretores de futebol do Atlético-MG são muito competentes.
    Com os salários em dia, estão sempre trazendo jogadores de ponta.
    Mas confesso também que gostaria muito de estar enganado. Penso que talvez o Eurico tenha refletido e mudado nestes últimos anos, mesmo achando muito improvável. Mas como vascaíno, penso no bem do Vasco e me agarro às minhas vãs esperanças. Mas vendo os nomes dos prováveis diretores do Vasco na próxima gestão, sei que não vai ser fácil. O único nome que me agrada é o vice geral, Fernando Horta, ainda assim com algumas ressalvas.
    De resto, sei que a gestão do Dinamite foi horrível, mas não consigo enxergá-la como pior do que a do Eurico. Ele trouxe uma abertura maior ao Vasco, o número de sócios aumentou, e talvez a principal virtude foram os patrocínios. Com todos os percalços, tivemos dois boas empresas de material esportivo (Penalty e Umbro) e bons patrocínios (Eletrobrás, Caixa e Nissan), todos pagando os valores de mercado para o Vasco. E acho que a principal virtude da gestão dele foi a presença do Rodrigo Caetano. Mesmo ganhando muito, fez bom trabalho no Vasco. Ele reformulou o time para a Série B de 2009, montou um time bem interessante para 2011 e a Libertadores de 2012, mas o caos voltou quando ele saiu. O time do ano passado foi montado pelo Renê Simões. E quando voltou este ano, fez um time razoável, mesmo que não tenha sido campeão na Série B. E sua saída será sentida no ano que vem….
    Acho que isso. Precisa postar uns desabafos aqui…. hehehe….
    Parabéns pelo blog….

  4. José Carlos - RORAIMA

    JC. Companheiro vascaíno. Mudou novamente o “responsável” pelo Blog do VASCO na Plin Plin (GE). Encontrei o Blog da FUZARCA no Google. kkkkk. Obrigado por continuar emitindo e BEM suas opiniões sobre o MEU/NOSSO VASCÃO.
    Caro, como disse o Paulo Sergio de Araujo, do novo/VELHO presidente do VASCO, podemos esperar duas situações:
    1. BRAVATAS, promessas NÃO CUMPRIDAS, truculência, ditadura, VERGONHA e SOFRIMENTO. JÁ VIMOS ESTE “FILME” (de TERROR) ANTES, ou;
    2. Como teve uma votação expressiva, acompanhado por nomes de peso, esperamos que tenha MUDADO como disse o HORTA. Pouco provável, meu pensamento. No entanto, se impuser RESPEITO e MORAL, algo que não existe no VASCO a muito tempo, já é um começo.
    Vamos aguardar as contratações e demissões pra pré-temporada. Esperemos que essa “CRISE” não continue. Uma incógnita.
    Lembrei, espero que não venha contratar os jogadores do MACAÉ só por que foi campeão da série C. Seria hilário. Valeu JC. SV//

  5. Paulo Sergio de Araujo

    Rodrigo Caetano sempre conseguiu contratar os MELHORES JOGADORES POSSÍVEIS (mesmo com o clube sem dinheiro e sem “crédito na praça”) devido à sua enorme CREDIBILIDADE no “mercado”. A PÉSSIMA GESTÃO (2001 à 2008) ainda é muito recente, para que alguém ainda tenha “o direito” de esquecer, que o Eurico Miranda só CONTRATAVA JOGADOR BOSTA, exatamente pelo “contrário”: NÃO TINHA (ou NÃO TEM) NENHUMA CREDIBILIDADE. Não poderiam mesmo “trabalhar juntos”; são OPOSTOS. Não há nenhuma “novidade” e NADA DE BOM temos a esperar. “Bom relacionamento” com aqueles que são “FARINHA DO MESMO SACO” (como Ricardos Teixeiras, Marins e Del Neros) o novo/VELHO presidente do Vasco, SEMPRE TEVE. E NUNCA ADIANTOU NADA (Já esqueceram da “kombi” cheia de garotos da base e funcionários do clube protestando, INUTILMENTE, na porta da CBF…???). O que “adianta” é ter CRÉDITO, BOA IMAGEM e CREDIBILIDADE, para conseguir INVESTIMENTO e PATROCÍNIO; para que se possa contratar JOGADOR DIFERENCIADO…!!! Como o novo/VELHO presidente do Vasco NÃO TEM NADA DISSO, MUITO PELO CONTRÁRIO, aguardem pelos novo Valdirans, Valdir Papéis, Netos Sudão, Landús, Eduardos Luis e outros “cracaços” como estes. Aguardem para “comemorar fugas de rebaixamentos” (se “conseguirmos”) como de fossem grandes conquistas. Do novo/VELHO presidente do Vasco, NADA MAIS podemos esperar, além de BRAVATAS, promessas NÃO CUMPRIDAS, truculência, ditadura, VERGONHA e SOFRIMENTO. JÁ VIMOS ESTE “FILME” (de TERROR) ANTES. Quem “esqueceu” não demorará muito para lembrar que, em agosto de 2008, não “comemoramos” a “chegada” do Roberto Dinamite. O que COMEMORAMOS, COM MUITA ALEGRIA, ESPERANÇA E ALÍVIO, FOI A SAÍDA DO Eurico Miranda.

    • Alexandre Lima

      “Eurico só CONTRATAVA JOGADOR BOSTA”(sic)
      Vamos lá?

      Times-base:

      2001: Hélton (Fábio), Clébson (Maricá, Rafael, Patrício, André Ladaga, Leandro Silva), Odvan (João Carlos), Géder (Torres, Paulo Madureira) e Gilberto (Jorginho Paulista, Edinho, André Silva); Paulo Miranda (Ricardo Bóvio, Donizete Oliveira, Wagner, Henrique, Nasa), Fabiano Eller (Jorginho, Jamir, Fabrício Carvalho, William, João Paulo), Juninho Paulista (Botti, Siston, Geovani) e Pedrinho (Leo Lima, Alex Oliveira, Zada); Euller (Viola, Dedé, Leo Macaé) e Romário (Ely Thadeu, Paulo César, Souza).

      2002: Hélton (Fábio, Márcio), Leonardo Moura (André Ladaga, Russo, Wellington, Robson, Bruno Lima), Géder (Torres, Gomes, Émerson, Leonardo Valença, Fabão), João Carlos (Wagner, André Leoni, Rogério Pinheiro, Marcelo, Rogério Correa) e Edinho (André Silva, Jorginho, Wederson); Donizete Oliveira (Ricardo Bóvio, Henrique, Haroldo), Rodrigo Souto (Jamir, João Paulo, Bruno Lazaroni), Leo Lima (Siston, Cadu, Geovani) e Felipe (Petkovic, Alex Oliveira, Michel); Euller (Donizete, Ely Thadeu, Ramón, Leo Macaé, Luciano Viana, Anderson) e Romário (Valdir, Souza, Washington, Leo Guerra).

      2003: Fábio, (Márcio, Flávio), Russo (Claudemir, Wellington, Alex Silva), Alex (Wescley, Fabiano), Wellington Paulo (Rogério Pinheiro, Henrique) e Edinho (Ozeia, Victor Boleta); Henrique Lima (Rogério Correa, Da Silva, Rubens), Bruno Lazaroni (Rodrigo Souto, Ygor, Coutinho), Marcelinho (Cadu, Beto, Morais) e Leo Lima (Petkovic, Danilo, Siston); Marques (Edmundo, Donizete, Ely Thadeu) e Valdir (Souza, Régis, Anderson).

      2004: Fábio (Márcio, Tadic, Cássio, Éverton), Claudemir (Thiago Maciel, Alex Silva), Wescley (Fabiano, Daniel, Serjão), Henrique (Santiago, Gomes) e Victor Boleta (Chiquinho, Diego, Canhoto); Ygor (Emerson, Silva), Coutinho (Junior), Rodrigo Souto (Beto, Cadu, Morais, Muriqui) e Petkovic (Marcelinho, Rubens); Robson Luís (Alex Alves, Leo Macaé, Donizete, Gustavo, Marco Brito) e Valdir (Anderson, André Lima, Denílson).

      2005: Roberto (Cássio, Erivélton, Fabiano Borges, Éverton, Élinton), Wagner Diniz (Claudemir, Thiago Maciel), Fábio Brás (Fabiano, Ciro, Alemão), Luciano (Éder, Vergara, Anderson do Ó, Daniel, Marcos) e Diego (Ricardinho, Jorginho Paulista, Jean, Maciel); Ives (Ygor, Gomes, Osmar), Amaral (Coutinho, Junior, Silva), Morais (Robson Luís, Rubens, Rafael, Leozinho) e Abedi (Fernandinho, Têti, Dominguez, Allan Dellon); Alex Dias (William, Marco Brito) e Romário (Anderson, Elbinho).

      2006: Cássio (Roberto), Wagner Diniz (Claudemir, Thiago Maciel), Fábio Brás (Paulão, Carlão), Jorge Luiz (Dudar, Éder, Bebeto) e Diego (Thyago Fernandes, Hugo); Ygor (Alberoni, Roberto Lopes, Osmar, Ricardinho), Andrade (Amaral, Ives, Coutinho, Fábio Baiano), Morais (Ernane, Robson Luís) e Ramon (Abedi, Madson); Edílson (Valdiram, Jean, Fábio Junior, Valdir Papel, Alex Dias, Leo Borges) e Romário (Leandro Amaral, Faioli, Bruno Meneghel).
      Cássio (Sílvio Luiz), Wagner Diniz (Thiago Maciel, Eduardo), Júlio Santos (Fábio Brás, Vilson, Luisão), Jorge Luiz (Dudar) e Rubens Júnior (Guilherme, Diego, Sandro); Perdigão (Roberto Lopes, Thiaguinho, Ygor) Amaral (Andrade, Rafael), Morais (Marcelinho, Leandro Bomfim, Ernane) e Conca (Renato, Abedi, Madson); Leandro Amaral (Martin Garcia, Valdiram) e Romário (Alan Kardec, André Dias, Abuda, Enílton).

      2007: Cássio (Sílvio Luiz), Wagner Diniz (Thiago Maciel, Eduardo), Júlio Santos (Fábio Brás, Vilson, Luisão), Jorge Luiz (Dudar) e Rubens Júnior (Guilherme, Diego, Sandro); Perdigão (Roberto Lopes, Thiaguinho, Ygor) Amaral (Andrade, Rafael), Morais (Marcelinho, Leandro Bomfim, Ernane) e Conca (Renato, Abedi, Madson); Leandro Amaral (Martin Garcia, Valdiram) e Romário (Alan Kardec, André Dias, Abuda, Enílton).

      2008: Tiago (Rafael, Roberto), Wagner Diniz (Marcos Vinícius, Baiano), Eduardo Luiz (Vilson, André), Jorge Luiz (Anderson Santos), Luisão (Victor, Fernando, Odvan) e Edu (Calisto, Valmir, Johnny); Jonílson (Pablo, Andrade, Amaral, Serginho), Rodrigo Antônio (Mateus, Leandro Bomfim, Souza, Xavier) e Morais (Madson, Beto, Pedrinho, Abubakar); Leandro Amaral (Alan Kardec, Pinilla, Bruno Meneghel, Villanueva) e Edmundo (Alex Teixeira, Jean, Abuda).

      Dos times base acima, quais são “jogador bosta”(sic)?

      Se algum desses times foi pior que o Vasco de 2014 (o pior time do Vasco em TODOS OS TEMPOS, na minha opinião), deixo vc com a razão.

  6. Aliado do Dr. Eurico

    Aqui lhe recomendo este vídeo, com algumas lições do nosso presidente:

  7. Aliado do Dr. Eurico

    É engraçado ver alguns aqui lamentando a saída do Rodrigo Caetano… pfff. Hilário, eu diria. Além de ser um profissional de competência pra lá de questionável, o sr. em questão comia 120 mil reais da folha salarial do clube! Só alguém que não tem nenhuma responsabilidade com as verbas vascaínas (como o sr. Banana) para pagar uma fortuna dessas a um diretor de futebol. E quando eu disse que o Dr. Eurico iria sanear o clube, aí está uma das primeiras (e mais que necessárias!) providências. Fora, Caetano! Eurico é isso aí que conhecemos: mata a cobra e mostra o pau. Aliás, mostra resultados imediatos!

    E mais uma vez eu terei que refrescar a memória do escritor deste blog: Você sabe quem era o diretor de futebol quando o Vasco venceu a Libertadores? Pois é… Inacreditável alguém que se diga vascaíno questionar a capacidade do grande Isaías Tinoco. Os ótimos trabalhos dele falam por si só e todos os vascaínos conhecem de cor e salteado. Ou quase todos, né.

    Outra coisa: “Valerá a pena voltarmos a um esquema mais personalista, com tanta ingerência do presidente?”

    Essa sua frase é interessante. Permita que eu responda de maneira clara, direta e objetiva para você… Amigo, nos últimos seis anos, TUDO o que o Vasco não teve foi a ingerência de um presidente (a não ser quando isso beneficiasse filhas, filhos, genros, sogras, amigos, cachorro, papagaio, etc…). Um presidente omisso, fraco, incapaz, que viu um clube como o Vasco jogar um Brasileiro inteiro sem goleiro e nada fez, permitiu tudo, transformou o nosso parque aquático (antes motivo de orgulho) em um parque de diversões do mosquito da dengue, entre outros inúmeros desastres para o clube, justamente pela FALTA DE INGERÊNCIA de seu presidente. O resultado dessa falta de ingerência, você sabe onde terminou, ou não sabe? Pois é… Mas com Eurico no comando, finalmente o Vasco voltará a ser representado, e você tanto sabe disso que elogiou a ida do Eurico à CBF para colocar os pingos nos is e mostrar que a partir de agora, no Vasco a banda toca de outro jeito. ISSO É O PAPEL DE UM PRESIDENTE DE VERDADE! Ingerência ou falta de ingerência: preciso te dizer qual dos dois modelos é o melhor? O VASCO VOLTOU A SER GRANDE!

    • JC Barbosa

      Vamos lá à nossa dose diária de estultices…

      1 – “Além de ser um profissional de competência pra lá de questionável” – vindo de alguém que não entende nada de futebol e é completamente desinformado sobre as coisas do clube, não me admira vc ter essa opinião. Sorte do Caetano que o mercado não concorda com isso.

      2 – eu sei quem foi o diretor de futebol na Libertadores, durante a gestão Calçada (quando tínhamos patrocínios, credibilidade, etc). Agora, deixa eu refrescar a SUA memória corrompida pela obtusidade. Eis algumas contratações do Isaias Tinoco na gestão Eurico: Tadic, Léo Macaé, Elbinho, Anderson do Ó, Bruno Meneghel, Fábio Braz, Alemão, Têti, Ely Thadeu, entre outros menos cotados.

      3 – “Inacreditável alguém que se diga vascaíno questionar a capacidade do grande Isaías Tinoco” – segundo o seu raciocínio, já temos a solução para o ataque vascaíno: pelo trabalho já feito no Vasco e sua incontestável capacidade como goleador, deveríamos contratar o Dinamite para ser centro-avante do time. Já que é pra levar em consideração apenas o trabalho do passado e ignorar os últimos feitos do Tinoco (como ser demitido do Guarani), podemos contar com o maior artilheiro da história do clube.

      4 – O que é interessante é a falta de argumentos dos baba-ovos do Eurico: para vcs, tudo se resume a citar a gestão Dinamite, como se ela fosse padrão para alguma coisa.

      Mas já que seus poucos neurônios o fazem ter uma memória seletiva, deixa eu te falar o que a ingerência do Eurico causou em sua primeira gestão: brigas com a imprensa, contratações de veteranos com salários exorbitantes, empréstimos feitos por jogadores, assinaturas de contratos de patrocínios que desvalorizaram a marca, dívidas, etc.

      5 – “Ingerência ou falta de ingerência: preciso te dizer qual dos dois modelos é o melhor?” – não, toupeira. O melhor modelo é o de uma presidência que saiba delegar poderes para pessoas competentes. Coisa que o Eurico nunca fez e que o Dinamite errou várias vezes ao tentar.

      6 – sua última frase apenas mostra o seguinte: para quem torce para o Eurico FC, o Vasco deixou de ser grande. Para quem é vascaíno de verdade, o Vasco nunca deixou nem nunca deixará de ser gigante.

      7 – Pra terminar: vc não cansa de ser esculachado?

      • David

        Pô JC! Desse jeito a euriquete vai deixar de comentar aqui no blog e eu e o Diogo não iremos mais nos divertir com suas respostas ao pela saco do eurico.

        Agora tentando falar sério (porque ainda estou rindo com as respostas). É inacreditável a falta de memória dos torcedores do eurico. Só lembram das besteiras que o dinamite fez – que não são poucas-, mas o eurico fez mais ainda. As contratações… só os deuses na causa!

      • Alexandre Lima

        JC,
        Agora vc me deixou muito confuso…
        Olha o que vc já me respondeu:

        (1) “Quem garante, inclusive, que ainda existiria um Vasco se o Eurico ficasse além de 2008…”

        (2) “E é CLARO que o Vasco pode ser extinto. Ou vc acha que o clube aguentaria, por exemplo, mais uma gestão Dinamite?”

        E no item 6 acima vc escreve: “Para quem é vascaíno de verdade, o Vasco nunca deixou nem nunca deixará de ser gigante.”

        Então posso concluir que você não é vascaíno de verdade??

        P.S. Só para completar, olha o que eu te escrevi: “Só estou te mostrando que, na minha opinião, é impossível o Vasco ter deixado de existir, mesmo o Eurico continuando no Vasco, já que mesmo com a pior administração de todos os tempos, o Vasco continua existindo.”

        Eu sou vascaíno de verdade!!

        Abraços!

      • JC Barbosa

        E algo não pode acabar mesmo sendo gigante? O que faz o Vasco gigante é sua história. Mas a instituição, como tal, pode acabar, fechar as portas. Basta que tenhamos outra gestão como a do Dinamite. Ou mesmo uma igual a primeira do Eurico.

        Mas ainda que o clube feche as portas, a história continuará mostrando que o Vasco foi um gigante.

        Será que é realmente necessário explicar isso tudo? Não me parece tão difícil.

    • Diogo

      é uma besta quadrada esse cara… nem tem coragem de colocar o nome aqui.

    • Leon da Cruz

      Xiii…. Sob a justificativa da contenção de gastos (que, neste caso, costuma ser um eufemismo para incompetência), irão começar a chegar os “reforços” de Madureira, Olaria, Cabofriense, Americano… Aguardem! Tomara que eu esteja muuuito errado.

      • David

        Leon meu caro, também gostaria muito que você estivesse muito errado, mas sabendo quem vai contratar e olhando o histórico do eurico, serão desse nível mesmo! Infelizmente teremos jogadores ruins.

    • Diego

      Pqp….pra começar bota seu nome o seu merda ou Vc é tão sem personalidade que já esqueceu o nome e o bom senso… Oh aliado da pqp, Vc fala de 98 era outra estrutura do futebol brasileiro… Nem lei Pelé existia, nem essa porrada de empresários… Não é pq o dinamite é um merda que o Eurico é uma sumidade no assunto… Agora lembra da copa do Brasil de 2006… Ano que vem quando ele contratar outro valdiran ou o top Valdir papel Vc me fala …. E já que Vc só vem aqui para acredir e não respeitar a opinião das outras pessoas no mínimo seja educado nas suas colocações… Abração JC… E vai se fude aliado chupa ovo

      • Aliado do Dr. Eurico

        Esse monte de besteiras que você escreveu nem merece resposta. E depois dizem que os tais “correligionários” do Dr. Eurico é que são truculentos. Tá bom… É o que eu sempre digo. A presença do Dr. Eurico no comando faz os anti(-Vasco) pirar!!!… rsrsrs.

      • JC Barbosa

        Se vc apontar apenas UMA besteira que eu tenha dito, encerramos a discussão aqui.

        Pode pedir ajuda dos seus amiguinhos casaqueanos para procurar. O problemas é que nenhum de vcs têm argumentos.

      • Alexandre Lima

        HAUhauhauhauahuhaua
        Diego, vc me diverte!

        Para vc, ser educado é mandar os outros “se fude” (sic)

        Huahuahuahuahauhua

  8. Juvenal

    Pois é, fim de campeonato e nova diretoria, tudo vai ter que mudar mesmo. Isso é mais do que normal. Até nos governos federal e estaduais acontece isso. Espero que o ditador Charutão consiga reerguer o Vasco do fracasso do frouxo Dinamite.
    Quanto ao elenco eu acho que devemos dispensar as tais “Estrelas”, não só pelos altos salarios, mas tambem pela pouca produção. Estou falando especialmente da “dupla famosa” Douglas e Kleber”. E vão ter que dar mais chances aos moleques da base no profissional. Pois só nome não ganha mais jogo faz tempo.
    Ontem eu vibrei com o Galo que deu um show de bola no Cruzeiro e no final do jogo se via 2 campeões em campo..

  9. BJ

    To desconfiado de que vai ser o Isaias Tinoco… estamos ferrados qualquer q seja o nome. Errando ou acertando , o Caetano tinha uma visão profissionalizante de gestão de futebol, um modelo para o qual os clubes estão caminhando. O Vasco do Eurico que seguir o exemplo do Atletico com o Kalil (do cara que manda e resolve tudo por lá). A diferença é que lá dar certo. E aqui sera que vai tbm?

  10. lucas

    Como venho falando, vamos ter um ano de reestruturação no futebol do Vasco(dentro e fora de campo), e isso demora um tempo. A torcida terá paciência de entender a situação? Ou irá exigir imediatamente os resultados? Sobre o Eurico: “Mantenha os amigos sempre perto e os inimigos mais perto ainda”

  11. Diogo

    Também acho normal a saída do Caetano, mas não acho uma boa, justamente porque quem vai entrar possivelmente no lugar dele não são pessoas com a mesma visão profissional que ele, como vc mesmo falou.
    Por mais que eu também concorde que ele ganha demais e é preciso cortar despesas, acho que é um tiro no pé. Sem dúvida existem outras formas de cortar gastos, por ex, no inflado número de funcionários do Vasco, nos jogadores que não estão jogando (Nei, Sandro e Michel, só p ficar nos 3 mais caros) e por ai vaí.

  12. ANTONIO DIAS - CAMPINAS - SP

    Cara, é isso aí. Choque de gestão. Acabar com altos salários principalmente para pessoas incompetentes como esse Joel e a maioria dos jogadores do Vasco. Não há porque jogador médio ganhar mais que 20 ou 30.000,00. Afinal profissionais de alto gabarito nos ramos normais de trabalho não ganham isso. Jogador fora de série é outra coisa. Só que tem que ser fora de série mesmo. O Kleber é fora de série? Não. Então o que justifica o seu salário de 600.000,00. Nada. Com jogadores de 20 a 30.000,00 dá pra fazer um time melhor que o que temos hoje.
    Abraços.

    • Diogo

      Eu fiquei de cara quando soube que o Joel ganhava 200 mil! o.O é um absurdo!

    • Wanderson DS

      ok, também acho um exagero absurdo esses salários no futebol, ainda mais pra um clube defasado como o Vasco, mas uma questão que me intriga… agora com esse “choque de gestão” cortando todos os gastos, que jogadores virão pro clube? Que técnico de bom nível vai aceitar esses salários pela metade? Mandaram embora todos os dirigentes profissionais remunerados, ok, os nomeados que são “amadores” como o eurico mesmo diz, vai viver de quê? Nunca vi trabalho de FILANTROPIA no futebol, ou não vão poder se dedicar integralmente ao Clube, já que terão que ter outros “empregos” pra se sustentar, ou terão “favores” nas ações do clube?

      • ANTONIO DIAS - CAMPINAS - SP

        Wanderson DS,
        Se o clube sair garimpando jogadores que se apresentaram na série B, com certeza conseguirá muitos jogadores em nível próximo aos que temos e com muito mais vontade de vencer na vida do que esses que já estão ricos e não tem mais razão nenhuma pra correr, fazer ginástica, suar a camisa, dormir cedo, estar em condições físicas que o esporte exige. Há muita gente boa querendo oportunidade e o Vasco ainda é o Vasco.

    • David

      O Kleber consegue fazer tirar a torcida do sério isso sim!
      Joel 200 mil, Kleber 600, Douglas 500 e os caras são horríveis!

      • JC Barbosa

        Douglas, pelo menos, foi o artilheiro da equipe. Ele e Kleber não tiram do clube mais que 200 mil/mês. Já o Joel….

      • ANTONIO DIAS - CAMPINAS - SP

        JC. Eles não tiram, mas ganham e isso provoca discórdia com os demais jogadores dado que eles não são essas “sumidades todas”.

      • David

        Pô JC! Batendo penalidades, todas as faltas. É claro que tinha que ser artilheiro dessa equipe horrível que se apresentou nesse ano!
        Qualquer um que cobrasse as penalidades seria artilheiro. Foram quantos gols de pênalti? 7!!!
        O fato é que mesmo sendo artilheiro ele não deixa de ser preguiçoso, lento e vaga-lume. Lembra um outro artilheiro de uma época recente do Vasco, onde um jogador meia-boca pensa que é artilheiro, Bernardo!

      • JC Barbosa

        Ele poderia não ter uma perna, David. A questão é que se ele não convertesse os pênaltis, perderíamos uma penca de pontos. Aliás, se considerarmos apenas os dois gols com a bola rolando, não estaríamos classficados hj,já que perderíamos no mínimo 3 pontos. Ou seja, precisaríamos vencer o Avaí hj ou ficaríamos na série B em 2015.

        E eu não falei que ele deixa de ser vaga-lume ou preguiçoso pq foi o artilheiro. Falei que, PELO MENOS, ele justificou os 150 mil que recebe do Vasco – ele recebe 300 mil (50% pagos pelos gambás) e não os 500 que vc disse – diferente do Joel que recebeu 200 mil por mês para piorar o time.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s