O mais ou menos de sempre

A vitória sobre o América-MG é daquelas que de tão importantes, podem marcar uma virada na campanha de uma equipe. Começar o returno da competição vencendo, fora de casa e de virada, um adversário direto na briga pelo G4 é ótimo para a moral do time e para nossa classificação (já estamos novamente entre os quatro primeiros). Sem falar que melhora a situação do time perante a torcida, que passa a ter um pouco mais de confiança e a oferecer um apoio maior à equipe.

Mas tirando as questões matemáticas, o jogo de ontem não apresentou muitos motivos para o torcedor mais atento mudar suas impressões sobre o time do Vasco. O que vimos no Independência foi mais uma demonstração da impressionante regularidade da equipe: nossas muitas deficiências e as poucas qualidades são sempre as mesmas, todo jogo. E ontem não foi diferente, seguimos o roteiro de sempre: sofrer gol no começo, jogar muito mal a primeira etapa, falha do Diogo Silva, pressionar no segundo tempo e dificuldades para superar a retranca adversária. Se dessa vez o roteiro repetido terminou com um happy end, foi por um único motivo: dessa vez as bolas entraram.

E nem isso serve muito para ficarmos muito felizes com o time. Marcamos três vezes, até criamos mais chances, mas nenhum dos gols surgiu de uma jogada trabalhada. Os dois primeiros contaram com grande colaboração da zaga adversária e o terceiro, além de sair em um lance de bola parada, teve a ajuda da mão de alface do goleiro mineiro.

Não é o caso de se reclamar da vitória, ainda mais nesse momento em que o Vasco simplesmente não estava conseguindo bater nenhum oponente. Mas os três pontos que conquistamos ontem poderiam não ter vindo, assim como poderíamos ter ganhado algumas das cinco últimas partidas que não conseguimos vencer. Não houve qualquer evolução contra o América e nem jogamos pior contra os adversários de antes. Esse futebolzinho maioumenos é o que temos apresentado há muito tempo.

As atuações….

Diogo Silva – assim como todo o time, mantém uma regularidade incrível: não passa uma partida sem sofrer gols e invariavelmente comete alguma falha capital. Como não poderia deixar de ser, o segundo gol do América-MG só saiu por que o “goleirão” errou bisonhamente.

Diego Renan – tenta ajudar no apoio, mas não tem tido a mesma eficiência, talvez por ainda estar sem ritmo, talvez por estar atuando agora pela direita.

Douglas Silva – na função pela qual é pago, tem mandado mal: ontem errou uma saída de bola que acabou iniciando a jogada do primeiro gol do Coelho. Pra compensar, continua fazendo o trabalho dos atacantes, marcando gols. Com o de ontem, consolidou-se na artilharia do time.

Rodrigo – seguindo seu companheiro de zaga, alternou bons e maus momentos defendendo e acabou sendo decisivo marcando o terceiro gol.

Lorran – na média, não faz feio diante da fraca competição que há pela vaga na esquerda. Mas ontem vacilou feio errando um passe simples que originou o segundo gol do América.

Guiñazu – a garra de sempre acaba por vezes deixando sua marcação previsível: todo mundo sabe quando o gringo vai dar um carrinho, e assim, basta dar um tapa na bola para se livrar no lance. Mas foi importante também na distribuição de jogo, iniciando as jogadas sem complicar.

Aranda – teve liberdade para ajudar na criação e no primeiro tempo foi visto várias vezes além da intermediária adversária. No segundo tempo ficou mais preocupado em fechar os espaços para impedir os contragolpes do América-MG.

Pedro Ken – para quem voltou de longa inatividade, foi até bem. Mesmo tendo funções defensivas, apareceu constantemente na frente, principalmente no segundo tempo. Infelizmente, mandou mal todas as vezes que chegou com perigo: ou finalizava mal, ou errava o último passe. Rafael Vaz entrou em seu lugar e não teve tempo nem de encostar na bola.

Douglas – com três volantes em campo, o camisa 10 passou o primeiro tempo inteiro sem conseguir fazer muita coisa. Na etapa final os espaço não aumentaram muito, mas ainda assim Douglas voltou, depois de um bom tempo, a fazer passes precisos, deixando os companheiros em boas condições para marcar. No fim do jogo foi substituído pelo Dakson, que não chegou a fazer algo digno de nota.

Maxi Rodriguez – o uruguaio não é atacante, e jogando muito a frente, não rende tanto quanto renderia se viesse de trás conduzindo a bola. Quando um atacante foi colocado na posição – Rafael Silva, que substituiu Maxi – o setor melhorou de produção. Rafael teve duas ou três boas chances e quase marcou duas vezes.

Thalles – não teve muitas oportunidades para marcar ao longo do jogo, muito por não receber bolas em condição para isso. Tanto que o gol que fez foi mérito único e exclusivamente da sua luta e por acreditar no lance.

***

Lembrem-se de curtir a fanpage do Blog da Fuzarca no Facebook e seguir o Blog da Fuzarca pelo twitter @jc_CRVG.

Anúncios

19 Comentários

Arquivado em Atuações, Resenhas, Vídeos

19 Respostas para “O mais ou menos de sempre

  1. Diego

    Esse Diogo não tem mais desculpas p ser escalado… Se a desculpa é não queimar o Jordi, então bota o Rafael que veio do Benfica…. Pelo menos a torcida vai ter mais paciência com ele…Diogo não dá… O que acha JC? Abração

  2. Dimas Costa

    O Diogo Silva me lembra o Caetano….goleirinho fraco que tinhamos que aturar todas as vezes que o titular não podia jogar……a cada bola que ia no gol era um frio na barriga…..abraços JC

    • Wanderson DS

      caraca Caetano… bem lembrado… eu achava q ele era o pior goleiro que eu já tinha visto no Vasco… (depois veio o sensacional jardineiro do Pet que o Euricu deu chances pra ser goleiro TADIC) mas os 3 patetas do ano passado, e o pior deles ainda continua assombrando até hoje!

      Não tem explicação plausível dessa mula de luvas continuar sendo o reserva imediato do Martín, nem por força de empresário em tentar valorizar essa merda é passível de desculpas, como vai valorizar um frangueiro desses q a cada jogo faz várias pataquadas diferentes? Pra quê Jordi? Pra quê contratar aquele Rafael Copetti do Benfica? Erros atrás de erros e esses dois NUNCA tiveram UMA CHANCE!

    • TOMAS COSTA

      É mesmo Dimas, nem lembrava mais daquele outro infeliz, mas agora lembrei e recordo que sofremos um bocado também e por um bom tempo.

  3. Beatriz

    Voce vai apoiar o papai Joel?

  4. Flávio - São José de Ribamar-MA

    Escalar o Jonh Clay como titular é porque vamos passar sufoco grande. Vamos torcer para melhorar nossa classificação e decolar no campeonato.

  5. Yasmin

    Vamos com tudo pra cima do Luverdense e lotar a Colina, ganhar os 3 pontos. Abraço Jc!

  6. TOMAS COSTA

    Bom Dia Galera !

    JC quando vc postou em um blog anterior que o infeliz do goleiro de várzea que ocupa a vaga de titular do vasco na ausência do Martin tinha feito uma boa partida contra o ABC e que ele evitou outros gols do time de Natal, confesso que não concordei e não tive tempo para relatar isso. Naquele jogo o infeliz saiu atabalhoadamente uma dez vezes do gol e por sorte ou devido a incompetência dos ado ABC não tomou gol nessas saídas, e pra completar culminou com uma saída que ele pegou a bola com as mãos fora da área, lembra ? Pois bem, então quando contra o coelho ele falhou bizonhamente, não foi mais que normal, pois isso já era pra ter acontecido antes.

    Agora o pior é que com papai Joel parque o infeliz vai jogar de novo, será que não tem ninguém aí no Rio que possa pegar um pedaço de pau e as duas mãos desse infeliz ??? pq só assim acho que nos veremos livre desse condenado.

    eu não acredito que entra técnico e sai técnico e os caras colocam esse infeliz pra jogar, amanhã era pra o Joel aproveitar e colocar o Jordi, fazer a vontade da galera, até pra conseguir o incentivo da torcida, pois colocando o infeliz de novo, ja sabemos como ser o clima de instabilidade no caldeirão.

    Independente de qualquer coisa, acho que a torcida tem que incentivar de toda maneira , pois se a situação já está difícil, sem apoio, só tende a piorar. O adilson já saiu, chegou o Joel, temos mais é que apoiar, se vai dar certo ou não, só nos resta torcer e rezar e muito.

    Saudações vascaínas !

  7. Juvenal

    Espantamos o Fantasma do Horto.
    Agora é dar o troco no Luverdense da derrota no turno.
    Esse é o programa que o Vasco deve seguir para permanecer de vez no G4.Sabado o time teve altos e baixos mas conseguiu a vitória. E foi fora contra um dos melhores do campeonato.
    Engraçado que parece que jogamos melhor contra os melhores e pior contra os piores.
    Agora estamos sob o comando do Papai. Ele não é nenhum magico mas sabe motivar o pessoal e tem muita experiencia e malandragem tambem.
    Vamos confiar nele, pois melhor com ele do que sem ninguem!

    • Lukas

      Provavelmente, os “melhores” não jogam tão fechado e dão mais espaço para o Vasco jogar. Por isso o time joga melhor. Contra os “piores”, jogamos um “ataque contra defesa” com o outro time apostando no contra-ataque. Resultado: jogamos pior, não produzimos quase nada e tomamos gols de contra-ataque.

      Abraço JC, continuo acompanhando seus ótimos textos.

  8. Marcos Nunes

    JC Camarada,
    Eu fico pensando o que o Carlos Germano conversa com o Diogo Silva, que pelo amor de Deus gente!! Não é possível que ninguém no clube tire esse merda do plantel…horroroso!!

  9. Amado

    O Diogo Silva é um daqueles casos de jogador que ninguem sabe como chegou a ser profissional e muito menos como consegue ter tantas chances! Ele até faz boas defesas, o problema é que as boas defesas que ele faz não compensam a DEZENAS de falhas que ele comete!! Não é possivel que ninguem no clube consiga ver essas falhas, jogo após jogo! Não é possivel que os outros dois goleiros sejam tão ruins assim que não possam sequer ser cogitados pra vaga! É sempre o “experiente” Diogo Silva, que vai sempre falhar e msm assim ter uma segunda chance!
    O jogo foi fraco, erramos como sempre, falhamos como sempre e no fim demos sorte.
    A vitoria creio que dê certa moral por ser de virada, por ser de um concorrente direto, por ser em cima de um time sequer tinha levado gols em casa! Que eles acabaram sendo na sorte (o gol do Rodrigo desviou na barreira, então não foi tanto falha do goleiro), mas nesse momento a vitoria é importante!
    Vamos ver o que o Joel fará, mas acho que o principal dele é ser um amigo pros jogadores e isso pode ser mais importante nesse momento que o técnico tido com nome!
    SV

  10. ODILON SILVA - RJ

    Se tudo transcorrer como parece, essa Vitória vai dá confiança, moral, tranquilidade, esse time do América não tinha perdido, nem levado gols jogando em casa, então essa Vitória foi boa. Agora precisa de apoio dos verdadeiros vascaínos, mudança só no fim do ano, eleições só no fim do ano, então vamos acreditAr, que dá para conquistar a vaga. O RODRIGO CAETANO precisa abrir os olhos, não basta só profissionalismo, precisa tomar cuidado com os abutres politiqueiros, essa corrida pelo poder do Club, parece a corrida pela serra pelada, não pode deixar esse clima podre , dessa politicada improdutiva perturbar o futebol do Club. Esses abutres políticos, querem tirá a paz do Club, querem tumultuar o Club, querem fazer pressão psicológica nos jogadores, dessa forma os resultados positivos não acontecem, o clima no Club fica hostil, o que favorece esses politiqueiros. A simples precensa desse Eurico Miranda nas sociais de São Januário , já é motivo de atritos, baixo astral, ele já vai lá para isso mesmo, precisa tomar cuidado para esses politiqueiros Nakata armarem, essa corja joga pesado, quem paga para ganhar votos, é capaz de tudo. Precisa vacinar o time, precisa brindar o time, contra essa politicada braba, contra esses políticos profissionais que ficam sugando o Club, o Club vive na sola desses abutres.

  11. ODILON SILVA - RJ

    ESTAMOS DE LUTO, FAIXA PRETA____________________ELEIÇÕES COMPRADAS, VOTOS COLOCADOS FORÇADAMENTE DE FORA PARA DENTRO EM SÃO JANUÁRIO, LISTA DE ASSOCIADOS IRREGULAR, ARMAÇÕES, ESTELIONATARIO ELEITORAL, PÉSSIMO EXEMPLO PARA O FUTURO DESSE CLUB, PÉSSIMO EXEMPLO PARA JUVENTUDE VASCAÍNA,CLUB BAGUNÇADO, TUDO ISSO ENTRISTECE MUITO. ESTAMOS DE LUTO______________________________________FAIXA PRETA_______________________

  12. Adriano ferreira

    Pelo técnico que vem, não acredito que mude alguma coisa…

  13. Gustavo P.

    Daqui a pouco o Jordi tem 50 anos e não vai estreiar no time. Ano passado eu defendi que ele precisava de mais experiência, mas esse ano não tem desculpa. Diogo Silva é uma piada e ninguém agüenta mais essa criatura. Douglas precisa ser barrado, jogador sem sangue correndo nas veias, irritante. Prefiro o Dackson com todas as limitações dele compondo o meio campo com o Maxi Rodrigues. To preferindo até o Pedro Ken. Vamos ver o que o Joel vai fazer com o time, pelo menos ele fala a língua dos jogadores. Thalles ou Luan serão vendidos nos próximos dias, aguardem…

  14. MAURILIO MOURTHÉ DE SOUZA

    Oi JC, falou tudo, jogamos mal porém as bolas entraram mesmo sem nenhuma jogada; tudo acidente.Nosso frangueiro , sem comentarios, esse merda deveria quebrar uma perna.Acho que Renan na esquerda rende mais; tentaria aranda na direita, com Pedro kem e Guina, Max e douglas, Rafael Silva e Talles.
    Muito bem respondido sobre a quantidade de tecnicos que poderia ter vindo, sem ser preciso apelar para Joel. dorival era teimoso, cristovão burro, mas o pior foi BURRO SUADO, QUE ALEM DISSO ERA ARROGANTE. O Joel é pelo menos simpatico,e só. Assim como ex- jogadores um ex-tecnico, vai que dá certo, sonhar não custa nada.
    SV

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s