Hora de decidir

Sobre o empate do Vasco com a Lusa, o segundo seguido como mandante e o quarto em sequência, não há mais muito o que falar. Quem viu, viu e quem não viu já deve ter lido sobre o que aconteceu: mais uma vez tivemos a bola por grande parte do tempo, mais uma vez mostramos uma ineficiência galopante no ataque e mais uma vez deixamos o adversário criar chances perigosas em contra-ataques.

Então a demora em publicar essa resenha veio da espera por notícias sobre o Adilson, que na coletiva após o jogo, falou pela primeira vez em tom de mea culpa e quase em um tom de despedida. Parece que finalmente ficou claro para o nosso treinador o que já estava óbvio para qualquer treinador: haja o que houver de errado no seu trabalho, não é aceitável ver o Vasco, com o elenco e os custos que têm para mantê-lo, estar nessa situação na série B.

Mas antes, vejamos o que o time fez ontem e o que é responsabilidade do treinador. Certamente, as finalizações ruins do time não são culpa do Adilson. Poderíamos ter vencido a partida ontem se, mesmo criando poucos lances claros de gols, não as desperdiçássemos. Já o fato de termos criado poucas chances de gol é em grande parte algo que um treinador deveria consertar, mas as toneladas de passes errados, principalmente os passes decisivos, não pode ser 100% culpa de quem nem entra em campo.

Outro fator que não tem nada a ver com o trabalho do treinador é a qualidade das arbitragens. Os erros bisonhos dos nossos juízes já atrapalharam muito o Vasco e, consequentemente, a opinião da torcida sobre o comando do Adilson (ou alguém duvida que se fossemos campeões cariocas hoje, a paciência com ele seria bem maior?). Algo que pouca gente comentou, mas que foi decisivo para o andamento da partida de ontem, foi a claríssima irregularidade no lance do gol da Lusa. Minutos antes, a arbitragem anulou um gol vascaíno por que Rodrigo teria participado do lance, mesmo com o cruzamento do Biteco ter ido diretamente para as redes. No gol da Lusa, um jogador em impedimento protagonizou um lance de futebol americano, entrando na frente do Diego Renan e impedindo que ele marcasse o atacante que marcou o gol. Era um lance muito fácil, já que o jogador em posição irregular já teria participado da jogada apenas por ter corrido em direção da bola. Mas isso não foi o bastante para o sr. assistente fazer decentemente o trabalho pelo qual foi pago.

***

Mas como não poderia deixar de ser, há o outro lado. Na coletiva de ontem, Adilson assumiu sua responsabilidade na campanha ridícula do time e enumerou alguns dos pontos nos quais considera que errou, principalmente nas escalações, escolhas táticas e substituições. Eximiu o time de não estar fazendo o que ele pede e nisso Adilson foi muito decente.

Infelizmente, ter a hombridade de assumir seus erros não os solucionam. Adilson pode ter dado um jeito na defesa, um problema sério que tivemos ano passado, mas não conseguiu resolver o problema da falta de criatividade do time. Qualquer retranca minimamente bem armada consegue anular completamente nosso ataque e, jogando a série B, essa será a tônica por todo o campeonato. Contra um time como o Vasco, raríssimas serão as equipes que arriscarão jogar de igual para igual conosco e essa se torna cada vez mais a melhor opção para nossos adversários a cada partida em que não conseguimos superar times mais fechados. Os desfalques justificam nossas dificuldades (e mesmo com o retorno do Rodrigo e do Edmilson, ainda sem ritmo, ainda explicam a queda de rendimento do time), mas não podemos ficar perdendo pontos enquanto esperamos que o elenco todo esteja à disposição e 100% fisicamente.

Outra coisa que parece prejudicar o time são as constantes modificações no time. Adilson sempre diz que escala a equipe de acordo com o adversário, mas não há como favorecer o entrosamento ou mesmo fazer com que os jogadores adquiram ritmo sem uma sequência de jogos? Isso se reflete claramente nos erros de passe do time e no desempenho abaixo do esperado de certos jogadores, como Montoya, por exemplo, que ainda é mais prejudicado por ter que se adaptar a uma função com a qual não está acostumado.

Adilson testou formações e esquemas diferentes e não conseguiu, em nenhuma partida do Brasileiro, fazer com que o time atue de forma consistente, mesmo em uma competição de nível inferior. Por isso, a impressão que todos temos é de que o treinador não sabe mais o que fazer para melhorar as atuações da equipe. Justificativas e desculpas existem, mas não trazem qualquer solução prática. A princípio, Adilson segue no comando do Vasco, já que considera uma covardia entregar o cargo (e como não há rescisão contratual, dá pra acreditar nisso). Nesse caso, quem deve analisar a questão é Rodrigo Caetano. Ele irá conversar com Adilson e é preciso ver o que é melhor para o time: dar mais tempo para que o treinador encontre uma forma do Vasco ter atuações condizentes com o investimento feito na equipe ou encontrar outro profissional para realizar essa missão.

Update: Adilson continua no comando da equipe. Mas parece óbvio que a diretoria precisa pensar num plano B imediatamente. Depois da sequência de resultados e atuações ruins, o prazo de validade do treinador é até a próxima terça-feira, quando jogamos contra o Boa Esporte. Qualquer resultado além de uma vitória deve tornar a situação do Adilson insustentável. E se é para trocar o técnico, que se arrume um capacitado e que se aproveite o intervalo da copa para que ele conheça o grupo.

***

As atuações…

Diogo Silva – apesar das saídas temerárias, fez, pra variar um pouco, uma partida razoável. Não teve culpa no gol, fez boas saídas em bolas alçadas à área e fez pelo menos duas grandes defesas.

Diego Renan – ficou mais preso à defesa enquanto Montoya estava em campo, aparecendo mais no apoio quando o colombiano saiu. Mas não conseguiu acertar um bom passe ou cruzamento.

Rodrigo – mostrou oportunismo no gol do Vasco e sentiu ainda no primeiro tempo. Douglas Silva entrou em seu lugar e conseguiu travar pelo menos dois chutes que acabariam em gols da Lusa.

Luan – volta e meia viu a Portuguesa chegar em contragolpes no mano a mano, mas não chegou a comprometer. Mas, mais uma vez, recuou uma bola erradamente e quase entregou o jogo.

Marlon – teve liberdade para apoiar e o fez. Mas sua incapacidade para acertar passes ou cruzamento fez dele uma peça nula. Na defesa travou  um chute perigoso.

Fabrício – em vários momentos do jogo, principalmente na segunda metade do segundo tempo, falhou ao dar proteção à zaga.

Pedro Ken – corre a maioria do tempo sem aparentar ter um objetivo específico.

Douglas – não acertou praticamente nada, muito por não parecer se preocupar muito em evitar a marcação.

Montoya – criou pouco e errou passes demais. Rafael Silva entrou em seu lugar no intervalo e mesmo tendo sumido por alguns momentos, levou mais perigo ao gol adversário que o colombiano.

Edmilson – ainda fora de forma e sem ritmo, ontem foi uma parede na qual a bola insistia em bater e voltar. Na única chance clara que teve, perdeu um gol feito ao chutar fraco.

Guilherme Biteco – foi o melhor do time, seja jogando mais centralizado ou caindo pelas pontas. Fez algumas boas tabelas e quase marcou um gol finalizando com perigo em chute de fora da área. Yago entrou em seu lugar não conseguiu dar prosseguimento às jogadas que tentou.

***

Lembrem-se de curtir a fanpage do Blog da Fuzarca no Facebook e seguir o Blog da Fuzarca pelo twitter @jc_CRVG.

Anúncios

25 Comentários

Arquivado em Atuações, Notícias, Resenhas, Update, Vídeos

25 Respostas para “Hora de decidir

  1. Hum desastre total, meu deus, que vergonha nacional , esse Adilson suado e uma piada , manda esse cara pra Marte , ta difícil , hum Horror, que time medíocre. saudações vascaínas.

  2. Wanderson DS

    Por mim tem que chamar um técnico LINHA DURA, que fale grosso com esses desgraçados que se arrastam em campo, pra mim tinha que trazer o DUNGA logo!

    • David

      Quando o Dunga treinava o Inter ele estava interessado no futebol do Bastos. Imagine ele chegar e Bastos volta a ser titular absoluto novamente.
      Um amigo torcedor aí acima comentou que Joel Santana elaboração ideal para o clube. Fala sério!!!
      Em 2000 quando o Osvaldo de Oliveira saiu do clube, deixou o Vasco com um sistema de jogo forte e o Joel que só chegou para as finais do brasileiro é da mercosul quase complica tudo.
      Prefiro o Caio Júnior, Gibson Kleina, Jorginho que são melhores. Poderia dar uma chance ao Dorival do Ituano. Que mostrou que sabe treinar um time.

  3. Wanderson DS

    Pior é se o time numa cagada vence o próximo jogo e o Prof. Pardal imbecil que já passou da hora de sair continuar no cargo! Vão jogar o mês da parada da copa que poderia ter um novo treineiro, pode ser qualquer um nessa hora, pra treinar o time direito pra que tenha pelo menso VONTADE de vestir o manto sagrado… o q parece sempre é um BANDO omisso e cagando pro clube (igual a diretoria diga-se de passagem)… é o futuro é tenebroso!!! Cair 2 vezes pro lixo da série B e correr riscos de não voltar é caso pra pedir falência total e fechar as portas do clube! Um time dessa grandeza de história gigantesca não pode ficar nessa situação vexatória!!!!

  4. LEKO

    JC

    – Espero que com qualquer resultado o Adilson saia do Vasco, pois ninguém aguenta mais. Essa de falar que a responsabilidade é dele, é tática velha. Fala isso, as pessoas se comovem e ele vai continuando ainda mais ao dizer que o clube é gigante. Tudo não passa de uma amenização de críticas quando ele fala isso.

    – Precisamos de um técnico ágil. E prefiro o JOEL SANTANA. Sim ele mesmo, do que Kleina, Caio junior e outros pois vão passar pelo mesmo
    problema que passa o Ney Franco no Flamengo. A maioria disponivel nunca trabalhou no Rio e mal conhece nossa cidade e ainda querem esses caras para treinador?? Poupem-me.

    – O Joel Santana conhece o Vasco, mora no rio, e acompanha os jogos dos cariocas, e é experiente. Sem desculpas pela paralisação por causa da Copa, trazer qualquer outro seria uma catástrofe para o Vasco. E os candidatos a presidente que apoiem o Joel, caso chamado, pois nessa hora é preciso esquecer a política e pensar no time, coisa rara no nosso clube.

    – Espero por essa solução rápida… Não temos tempo a perder. E quem deve dar descanso ou dias de descanso para os jogadores é o novo treinador e não a diretoria ou Caetano. E espero que seja JOEL.

    SDV

    • JC Barbosa

      A última vez que o Joel treinou o Vasco faz 10 anos. Nem o Eurico o quis depois de 2004. Esse “conhece o Vasco”, depois de tanto tempo é pra lá de discutível. E isso pra não comentar dos seus últimos trabalhos como treinador.

  5. Esse Gaciba é um comediante, cada hora é uma coisa depende da conveniência dele. Se 2 jogadores correm em direção a bola como o goleiro vai saber quem vai chutá-la? essas regras de fitebol estão ficando cada vez mais ridículas e passíveis de várias interpretações, o que facilita muito a roubalheira.

  6. alex

    Será que não tem nenhum técnico sulamericano aê que seja bom para vir para o Vasco?

    Vários times latinos são treinados por argentinos, será que não tem nenhum aí de um grande time que queira vir pro Vasco?

    Temos é que sair da mesmice desses treinadores daqui. Já que não podemos pagar os caros, vamos apostar em coisa nova.

  7. KATE-CRVG

    “já que o jogador em posição irregular já teria participado da jogada apenas por ter corrido em direção da bola.” Garciba me falou que esse tipo de atitude, “de o jogador impedido correr em direção à bola” deixou de ser penalizado, ou seja, ele está “autorizado” a correr rumo a bola. Vide lance mulambo na final do Roubadão 2014.

    • JC Barbosa

      Sendo assim, o gol seria irregular pelo fato dele ter bloqueado a passagem do Diego Renan, que marcava o outro que estava com a bola. E mais: o gol do Biteco não deveria ter sido anulado.

  8. Jonny Arruda

    Pensei que o Vasco ia aplicar uma goleada na Lusa…fazer o quê?
    Acho que esse jogo vai dizer se o Adilson vai ficar ou não. Se não ganhar, acredito que ele não fica. Ainda acho que precisamos de um meia decente porque depender das raras aparições do Douglas, vai ficar complicadíssimo!

    Abraço J. C.!

  9. Kleber

    O verdadeiro rei dos “Vices” agora é vice lanterna da Série A. KKK.

  10. ANTONIO DIAS - CAMPINAS - SP

    Alô JC. Cara, eu estive pensando e me parece que o Dunga não está treinando time nenhum. Ele tá meio sem mercado. Será que ele não se interessaria em treinar o Vasco, trazê-lo de volta à série A e continuar no clube em 2015. O Vasco é time grande. Seria muito bom pra ele e pra nós. Eu acho que esses pernas de pau do Vasco precisam de quem exija disciplina e trabalho e o Dunga tem essas características. Quem não tem inspiração, tem que ter transpiração. O Jorginho, que foi auxiliar do Dunga na seleção, também seria um bom nome, pois possui as mesmas características.
    Abraços a todos.

  11. ANTONIO DIAS - CAMPINAS - SP

    Alô JC. Cara, e o Adilson não saiu. Ô tristeza. O que será de nós. Eu sei que o problema não é só o Adilson, mas ele é o mais fácil de resolver. Ainda tenho esperança de passarmos o período da copa treinando o time com outro técnico. Vamos aguardar.
    Abraços a todos.

  12. Jaime

    A hora de agir e reagir é agora. Só há mais um jogo antes do intervalo para a copa. O time tem q vencer com Adilson ou sem. Mas, como tudo no Vasco anda no passo de tartaruga, não me surpreenderia contratarem um técnico depois da copa. É a hora de colocar a molecada. Tem mto garoto bom ali. Jordi já era pra ser titular na ausência do Martin. Diogo Silva está no esporte errado. Não vi o jogo porque não estava querendo estragar meu início de noite e se continuar assim vai ser difícil encontrar um motivo bem convincente voltar a assistir. Mas, no final vascaíno que sou acabarei assistindo. REAGE VASCÃO.

  13. Beto S.

    Ojá JC! Cara eu sempre comentava no blog do globoesprte.com, mas depois que vc saiu, seu substituto não entende nada de Vasco. Bem, decide comentar por aqui, concordo com o que vc disse. Mas…
    1. Adilson acertou a defesa, mas muito por causa da chegada do Rodrigo se fosse os mesmos do ano passado… sei não.

    2 A culpa, a maior parte pelo menos, é do treinador, sim! Cara, ele teve 6 meses para dar um padrão para equipe e não consegue. Um jogo 3 zagueiros, outro 3 volantes, outro 3 atacantes…

    3 Não sei qual o critério para alguns jogadores continuarem no time. Douglas, Diego Renan não jogam nada faz tempo. Assim como o Fabricio que nunca jogou nada no Vasco, passa 3000 anos parado e chega sendo titular! O que passa pela cabeça do Aranda, Felipe Bastos, Marlon.. se é soh chegar um amigo do Adilson que já coloca como titular?

    Espero comentar mais por aqui.

    Valeu JC!

    • JC Barbosa

      1 – não falei em “tamanhos” de culpa, disse que em certos pontos não dá pra colocar a culpa em quem não está em campo. E certamente a chegada do Rodrigo contribuiu para a melhoria da defesa.
      2 – nisso eu não concordo muito. 0 4-3-3 deu certo no Carioca, quando tínhamos Everton Costa e Reginaldo (os únicos que se adaptaram bem à função) e Edmilson estava com ritmo de jogo. E houve apenas um jogo com três zagueiros e outro com três volantes. No resto, a variação era entre o 4-3-3 e o 4-2-1-3, que nem mudava tando o esquema.
      3- Os critérios pra esses três são fáceis: não há nenhum outro jogador com as características do Douglas (talvez AGORA, com a chegada do Biteco. Mas ainda assim não são idênticas as formas de jogar). Diego Renan jogará SEMPRE enquanto os laterais do time forem Marlon e André Rocha. O Fabrício entrou no lugar do Bastos, algo que a torcida implorava faz tempo. Pode-se colocar o Aranda no lugar dele, e talvez até seja melhor, mas o paraguaio precisa melhorar consideravelmente no passe.

      • Marcio

        O Aranda erra muito passe mas marca muito mais. De repente estes contra-ataques que o time sofre toda hora é por falta de cabeças de área que marquem de verdade como Guina e o próprio Aranda. E não com Bastos, Ken ou Fabrício…

    • Fel/AM

      Beto S. É exatamente isso que eu penso em relação a panela do Adilson. Eu também ficaria puto se fosse outro jogador. O cara, que estava encostado em outro clube, chega e é titular absoluto em pouco tempo. Muita panela. Duvido que isso não está colaborando para boicotarem o Adilson

  14. CLAUDIO / ILHA

    Já era para ter trocado !!! O pior é perceber uma inércia tomar conta de tudo e de todos em São Januário !!! Não só com relação ao treinador. Mas referente a tudo que possa ser feito para mudar a vida do clube para melhor !!! Nada é feito !!!

  15. Ricardo Terê

    Fala, irmão!!! Sinistro, muito sinistro esse time do Vasco. Jogando futebol de série C… Um bando em campo, time de pelada… Precisamos de duas coisas urgentes: novo técnico e novo presidente…
    Cara, na moral, adoro o que vc escreve. Continua firme. Ab

  16. Nao tem tecnico no mercado pra assumir o time do vasco. E os que tem e td ruim tipo vanderleive o churrasqueiro.

    Mas com certeza que se o adilson nao treinar mais o vasco, o próximo será o gilson kleina. Alguém duvida?

    • David

      Quem está disponível no mercado e que poderia aceitar um salário como do Vasco?
      Será que o Kleina aceitaria um contrato no mesmo molde do que tem o Adilson, sem multa rescisória?
      Enquanto nada é resolvido o Vasco amarga a décima segunda posição na série B.

      • JC Barbosa

        O Kleina poderia ser uma opção. O Doriva, campeão com o Ituano, também. Se não for isso, vai acabar sendo uma solução “caseira”: Churrasqueiro (se é que a marra dele permitiria a disputa da Série B), PC Gusmão ou até mesmo o Joel.

  17. Lamento que o Adilson continue no cargo, essa era a hora de termos um novo técnico para treinar durante a Copa. O Adilson já teve sua chance e o time vem piorando quando deveria melhorar.

    Bom, o Vasco deveria contratar ao menos um atacante de peso que intimidasse os adversários e pensar que metíamos o malho no Elton que comparado ao Edmilson é um Pelé.

    Aí perguntam mas e a grana? É até engraçado ver o Vasco jogando rios de dinheiro em um monte de cabeças de bagre mas não pode desembolsasr uma boa grana por um atacante de qualidade. Ao menos deveriam procurar fora do Brasil.

    Como sempre o Vasco parace uma prehuiça gigante, demora a se mexer, a reagir. Quando comparamos com outros clubes é que vemos como o Vasco é lento em tomar decisões. Fomos rebaixados no ano passado porque não tínhamos um goleiro, diziam que não tínhamos dinheiro, fomos rebaixados e contrataram o goleiro, vai entender tanta burrice.

    Pior mantivemos o bosta do Carlos Germano que bancou os 3 goleiros que somados não davam 1 sequer.

    Mantenham esse traste do Adilson, depois não reclamem.

    SDV

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s