Vai ter voto

Sem títuloA greve da PM em Pernambuco acabou, mas o jogo do Vasco contra o Náutico segue adiado para o dia 6 de junho. O que deixaria esse humilde blog – ainda em versão beta e com seu responsável meio na preguiça de atualizá-lo com a frequência necessária – parado por tempo demais. Mas até que tem uns assuntinhos para comentarmos.

O mais importante é que, aparentemente pelo menos, já temos uma data para as eleições no clube. Segundo a revista Olho Vivo, hospedada no Facebook, a Comissão Eleitoral se reunirá na próxima segunda-feira e, 70 dias após a reunião (dia 28 de julho), o pleito será realizado. O autor do post também diz ter conversado com Fernando Horta e o presidente da Unidos da Tijuca teria confirmado que vai mesmo ser candidato. É uma boa notícia, já que Horta parece ser um dos poucos que tem alguma chance contra candidatos que bancam mensalidades para conseguir votos.

O único ponto que talvez mereça um senão nas declarações do Horta foi a frase “o Vasco tem que voltar para as mãos da colônia portuguesa e esta é minha missão”. Não acho que a colônia portuguesa, apenas por ser lusitana, tenha mais capacidade para gerir o clube. Antes de se preocupar com a nacionalidade de quem comandará o Vasco, mais importante é se preocupar com sua competência. E, sinceramente, espero – e acredito que a maioria dos vascaínos também – mais de um presidente do que ter isso como missão.

***

E já que falamos em candidatos, falemos de outro: a justiça negou recurso ao ex-presidente Eurico Miranda em que ele foi condenado a pagar ao Vasco quase R$ 3 milhões.

Aliás, PAGAR não é bem o termo, mas sim RESSARCIR: a história toda começou quando o ex-presidente, com sua empáfia de sempre, fez declarações consideradas ofensivas com relação à membros do poder judiciário. Os ofendidos então processaram o clube e o Eurico e ganharam a causa. Nessa, por conta do que disse o então dirigente, quem tomou o prejú da indenização – à época no valor de R$ 1,3 milhão – foi o Vasco.

Só ignorando muito os interesses do clube para querer dar ou encontrar alguma razão no que pede o ex-presidente. Então um membro da diretoria ofende alguém e quem paga é o Vasco? Pra início de conversa, fosse um dirigente que realmente ama o clube, deveria arcar com a responsabilidade dos seus atos e tirar do bolso a indenização causada pelo que falou e nem cogitar onerar o clube com isso.

Mas pra piorar a história toda, ainda há a alegação de que “a assembleia para assuntos referentes a contas do clube já havia entendido que o Vasco deveria pagar a indenização aos magistrados”, ou seja: uma assembleia formada por pessoas ligadas ao ex-presidente consideraram que quem tem que pagar pelos excessos que cometia o Eurico deveria ser mesmo o clube. E, não só isso: esse absurdo ainda foi referendado pelo Conselho Deliberativo, que aprovou as contas à época.

Resumindo:

  1. Um pré-candidato à presidência do Vasco é processado, julgado e considerado culpado.
  2. Na hora de pagar a indenização devida, seus próprios partidários na política do clube acharam por bem que quem deveria pagar pelo seu erro era o Vasco.
  3. Quando o clube tenta o reaver o dinheiro que não deveria ter gasto pelo erro de um dirigente, o mesmo, além de não mostrar qualquer arrependimento pelo prejuízo causado ao clube que diz amar, vai à justiça para não ressarcir o Vasco pelo valor gasto, repito, numa indenização a um erro cometido pelo próprio dirigente.

Mais triste é ver que ainda há gente que deseja a volta desse mesmo dirigente à presidência do Vasco, o que significará também a volta de conselheiros e vice-presidentes que concordam com a tese de que os erros do presidente são responsabilidade do clube. E querem a sua volta alegando que ele fazia de tudo para “defender o Vasco”.

Bela defesa essa…

***

Lembrem-se de curtir a fanpage do Blog da Fuzarca no Facebook e seguir o Blog da Fuzarca pelo twitter @jc_CRVG.

Anúncios

5 Comentários

Arquivado em Notícias, Política

5 Respostas para “Vai ter voto

  1. Um comentário fora do contexto, depois do gol mal anulado do Borussia no qual a bola entrou claramente muitos flavelados tentam comparar o erro daqui com o de lá, só estão esquecendo que lá não tem aquele cara cagando perto do gol e que está lá só para isso, ver se a bola entrou. Aqui foi roubo mesmo e não sei se lá também não foi…

    Quanto as eleições, estamos meio ferrados, mesmo o Horta é uma incógnita, escola de samba não é clube de futebol, mas vamos torcer porque não existe outro candidato.

    SDV

  2. Iago

    Cara sou vascaíno de coração, alma e tudo, mas se o Eurico voltar vai ser a maior decepção de todas na minha vida de vascaíno, nem cair pra serie B de novo me desanimaria mais que isso, pq a torcida do Vasco levar um pilantra desse depois de tudo q passamos é uma coisa absurda. Quero que Horta seja o presidente, dos males o menor, se fizer o q fez com a Unidos ta de bom tamanho.

  3. brad nascimento

    Dificil se continuarmos com as duas administraçoes anteriores uma quase faliu o clube a outra continua o trabalho da anterior e o que é pior com uma subserviencia a outros clubes e federação em nome do bem do futebol carioca , como sabemos o bem do futebol carioca que a ferj o stj a comissão de arbitragem e os clubes que nos tratam como inimigo esse bem pra eles é transformar o vasco em um time mediano , e infelizmente estão conseguindo seja com manipulação de resultado ou punindo severamente o vasco e seus jogadores. O proximo presidente tem que ser totalmente diferente desses dois ultimos ou já era vasco.

  4. ANTONIO DIAS - CAMPINAS - SP

    Alô JC. Cara, quantas vezes eu já ouvi que brasileiro não sabe votar. Mas como é que o povo vai votar bem se o sistema permite e encoraja que o encham de propagandas enganosas durantes meses a respeito dos candidatos que ele tem para escolher. Que ferramentas o povo tem para saber que o estão enganando? Um candidato tal diz que vai registrar o seu programa de governo no cartório para dar uma ideia de veracidade ao que ele diz. O povo acredita e vota nele. Depois ele não faz nada daquilo que registrou e, só então, o povo vê que aquele ato não tem nada de legal. Que aquele registro e nada é a mesma coisa. O povo é enganado de todas as maneiras.
    Outra coisa que nunca ouvi falar em defesa do pobre eleitor é quanto à diversidade dos candidatos no que diz respeito á sua capacidade administrativa, conhecimento, honestidade, probidade, incorruptibilidade etc. Se nenhum dos candidatos concorrentes ao cargo tem esses predicados, como é que o eleitor vai escolher um bom candidato? Se o bom candidato não existir, nenhum bom representante será eleito, independente de o eleitor saber ou não votar. Visto isto, pelo que percebi até agora, não teremos um bom presidente no Vasco no próximo período administrativo. Nenhum dos candidatos postos até agora me parece ter TODOS os predicados necessários para tirar o Vasco da situação em que se encontra e fazê-lo crescer para voltar a ser O Gigante da Colina.
    Abraços a todos.

  5. JACIEL - RJ

    EXCELENTE TEXTO JC!
    Aos Euriquistas… Será que entenderam? ou tem que desenhar??

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s